Fernando Pessoa

download Fernando Pessoa

of 15

  • date post

    02-Nov-2014
  • Category

    Travel

  • view

    20
  • download

    1

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Fernando Pessoa

  • 1. Escola Secundria C/ 3CEB de Ponte de Sor PORTUGUS Modulo 9 Textos lricos: Poemas de Fernando Pessoa- o ortnimo e os heternimos Professor:Alexandre Gonalves 2010/2011 Trabalho elaborado por: Filipe Bragana n4 Lus Silvestre n10 Ponte de Sor Data de entrega:12/10/2010 12 H

2.

  • Nome:Fernando Antnio Nogueira Pessoa
  • Nascimento:13 de Junho de 1888- Lisboa
  • Falecimento:30 de Novembro de 1935(47anos) - Lisboa
  • Nacionalidade:Portugus
  • Ocupao:Poeta e escritor
  • Movimento literrio:Modernismo
  • Principais trabalhos:Mensagem, Livro do Desassossego
  • Profisso:Tradutor de correspondncia comercial e Contabilista

3.

  • 13 de Junho de 1888 -Nasce em Lisboa, s 3
  • horas da tarde, Fernando Antnio Nogueira Pessoa.1896 -Parte para Durban, na frica do Sul.1905 -Regressa a Lisboa1906 -Matricula-se no Curso Superior de Letras, em Lisboa1907 -Abandona o curso.1914 -Surge o mestre Alberto Caeiro. Fernando Pessoa passa a escrever poemas dos trs heternimos.

4. 1915 -Primeiro nmero da Revista "Orfeu". Pessoa "mata" Alberto Caeiro. 1916 -Seu amigo Mrio de S-Carneiro suicida-se.1924 -Surge a Revista "Atena", dirigida por Fernando Pessoa e Ruy Vaz. 1927 -Passa a colaborar com a Revista "Presena".1934 -Aparece "Mensagem", seu nico livro publicado.30 de Novembro de 1935 -Morre em Lisboa, aos 47 anos. 5. 6. Sim, sei bem Que nunca serei algum. Sei de sobra Que nunca terei uma obra. Sei, enfim, Que nunca saberei de mim. Sim, mas agora, Enquanto dura esta hora, Este luar, estes ramos, Esta paz em que estamos, Deixem-me crer O que nunca poderei ser. Nunca a alheia vontade, inda que grata, Cumpras por prpria. Manda no que fazes, Nem de ti mesmo servo. Nigum te d quem s. Nada te mude. Teu ntimo destino involuntrio Cumpre alto. S teu filho. Tudo o que fao ou medito Fica sempre na metade. Querendo, quero o infinito. Fazendo, nada verdade.Que nojo de mim me fica Ao olhar para o que fao! Minha alma lcida e rica, E eu sou um mar de sargao. 7.

  • Alberto Caeiro (O Mestre)
  • Ricardo Reis
  • lvaro de Campos

8.

  • Caractersticas temticas
  • Objectivismo;
  • Sensacionismo;
  • Antimetafsico (recusa do conhecimento das coisas);
  • Pantesmo naturalista (adorao pela natureza).

9.

  • Caractersticas estilsticas
  • Verso livre, mtrica irregular;
  • Despreocupao a nvel fnico;
  • Pobreza lexical ( linguagem simples, familiar);
  • Adjectivao objectiva;
  • Pontuao lgica;
  • Predomnio do presente do indicativo;
  • Frases simples;
  • Predomnio da coordenao;
  • Comparaes simples e raras metforas.

10.

  • Caractersticas temticas
  • Epicurismo - procura do viver do prazer;
  • Estoicismo - crena de que o Homem insensvel a todos os males fsicos e morais;
  • Horacionismo - seguidor literrio de Horcio;
  • Paganismo - crena em vrios deuses;
  • Neoclacissismo - devido educao clssica e estudos sobre Roma e Grcia antigas;

11.

  • Caractersticas estilsticas
  • Submisso da expresso ao contedo: a uma ideia perfeita corresponde uma expresso perfeita;
  • Forma mtrica: ode;
  • Estrofes regulares em verso decasslabo alternadas ou no com hexasslabo;
  • Verso branco;
  • Recurso frequente assonncia, rima interior e aliterao;
  • Predomnio da subordinao;
  • Uso frequente do hiprbato;
  • Uso frequente do gerndio e do imperativo;
  • Metforas, eufemismos, comparaes;

12.

  • Caractersticas temticas
  • Decadentismo cansao, tdio, busca de novas sensaes ;
  • Futurismo - corte com o passado, exprimindo em arte o dinamismo da vida moderna. O vocabulrio onomatopaico pretende exaltar a modernidade;
  • Sensacionismo - corrente literria que considera a sensao como base de toda a arte;
  • Pessimismo ltima fase, vencidismo.

13.

  • Caractersticas estilsticas
  • Verso livre, em geral, muito longo;
  • Assonncias, onomatopeias (por vezes ousadas), aliteraes (por vezes ousadas);
  • Grafismos expressivos;
  • Mistura de nveis de lngua;
  • Enumeraes excessivas, exclamaes, interjeies, pontuao emotiva;
  • Desvios sintcticos;
  • Estrangeirismos, neologismos;
  • Subordinao de fonemas;
  • Esttica no aristotlica na fase futurista.

14.

  • http://pt.wikipedia.org/wiki/Fernando_Pessoa -(Pesquisado 11/10/2010)
  • http://www.astormentas.com/biografia.aspx?t=autor&id=Fernando+Pessoa-(Pesquisado 12/10/2010)
  • http://www.astormentas.com/pessoa.htm-(Pesquisado 12/10/2010)
  • http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/portugues/portugues_trabalhos/fernpessoa.htm -(Pesquisado 12/10/2010)

15.