FISIOLOGIA DA CONTRAÇÃO MUSCULAR A- MÚSCULO ? período Faciplac/Questoes... NOME TURMA:...

download FISIOLOGIA DA CONTRAÇÃO MUSCULAR A- MÚSCULO ? período Faciplac/Questoes... NOME TURMA: EXERCÍCIOS

of 22

  • date post

    14-Jan-2019
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of FISIOLOGIA DA CONTRAÇÃO MUSCULAR A- MÚSCULO ? período Faciplac/Questoes... NOME TURMA:...

Lista de exerccios

NOME:

TURMA:

1 22

FISIOLOGIA DA CONTRAO MUSCULAR

A- MSCULO ESQUELTICO: DISTRBIOS NEUROMUSCULARES

1) (FCC 2010 - Agente Tcnico Legislativo Especializado Enfermagem) No ato cirrgico, o enfermeiro deveconsiderar a possibilidade de ocorrncia da hipertermia maligna. O tipo de doena, o fator desencadeante da crise eos sinais clnicos clssicos esto corretamente descritos em:

Tipo de doena Fator desencadeante da crise Sinais clnicos clssicosa) Doena vascular perifrica Formao de trombos na

microcirculaoHemiplegia, hipertermia, petquiase edema de glote.

b) Doena autoimune Contato com iodo Hipertermia, taquicardia, edema eictercia.

c) Doena hipermetablica dosistema nervoso

Trauma cirrgico Hipertermia, anria, cianose epetquias.

d) Doena farmacogentica domsculo esqueltico

Anestesia geral Taquicardia, cianose, hipertermiae sudorese.

e) Doena hereditria do hipotlamo Anestesia raquimedular Hipertermia, convulses,bradicardia e anria.

2) A Hipertermia maligna uma sndrome clnica hipermetablica grave, de rpida evoluo para o bito e secaracteriza por hipertermia, rigidez muscular, rabdomilise, acidose e insuficincia de mltiplos rgos. Qualmedicamento recomendado administrar para tratamento dos casos de hipertermia maligna?

a) Dantroleno sdico.b) Halotano.c) Succinilcolina.d) Isoflurano.e) Desflurano.

JUSTIFICATIVA:

3) (UFPR Mod.) Sobre as distrofinopatias, julgue os itens a seguir, marcando V para os verdadeiros e F para osfalsos e justifique cada uma de suas respostas.

(1) So doenas hereditrias causadas por mutaes no gene da distrofina.(2) Distrofina uma protena subsarcolemal com a funo de sustentar a membrana.(3) O incio dos sintomas se d exclusivamente na infncia e adolescncia.(4) So fentipos relacionados: intolerncia ao exerccio, cibras musculares e imunoglobinria.(5) Pode ser uma rara causa de miosite, principalmente polidermatomiosite.(6) Pode ser uma rara causa de hipotonia congnita.

4) (UFPR) Qual das enzimas abaixo se encontra mais elevada nas distrofias musculares?

a) Creatinafosfoquinase.b) Desidrogenase lctica.c) Aldolase.d) Transaminase glutmico-pirvica.e) Transaminase glutmico-oxalactica.

5) (UFPR Mod.) Quanto distrofia muscular de Becker, CORRETO afirmar:

a) a forma mais maligna das distrofinopatias.b) semelhante DMD, porm com incio da doena mais precoce.c) A eletromiografia tem padro neurognico.d) H reduo total da distrofina no msculo.e) O incio dos sintomas se d aps os 5 anos de idade.

6) (UFPR Mod.) Paciente do sexo feminino, 29 anos. H 5 anos, diagnstico clnico e neurofisiolgico de miasteniagravis, porm com anticorpo antirreceptor de acetilcolina negativo. Evoluiu com dificuldade de controle com tratamentomedicamentoso. Submetida a timectomia, sem melhora dos sintomas. Houve melhora dos sintomas aps a realizao

EXERCCIOSTURMA:NOME:

2 22

de 5 sesses de plasmafrese (remoo do plasma, com retorno das clulas sanguneas, separadas porcentrifugao, em um circuito extracorpreo). Sobre esse caso, CORRETO afirmar:

a) Houve erro no diagnstico: a paciente apresenta outra doena.b) Provavelmente essa paciente tem anticorpos contra o receptor tirosina quinase msculo-especfica (anti-MuSK).c) A plasmafrese o tratamento de escolha na fase inicial de todos os pacientes com miastenia gravis.d) O tratamento com interferon beta-1a (IFN 1a) pode ser uma opo nesse caso.e) A timectomia somente deve ser realizada nos casos de timoma.

7) (Acadepol 2013 Fisioterapia mod.) A Doena do Neurnio Motor (DNM) ocorre pela degenerao progressiva dasclulas do corno anterior da medula espinhal. Com o auxlio desta definio, marque a alternativa CORRETA eJUSTIFIQUE as incorretas:

a) Doenas como Esclerose Lateral Amiotrfica (ELA), Esclerose Lateral primria, Paralisia Bulbar Progressiva eAtrofia Muscular Progressiva so as quatro principais formas da doena.b) Na ELA, as alteraes dos neurnios superiores e inferiores caracterizam fraqueza muscular generalizada, comcomprometimento cognitivo, sensorial ou autonmico.c) Sintomas de fraqueza flcida, emaciao muscular e fasciculao muscular e reflexos ampliados esto presentesem leses do neurnio motor inferior.d) O tratamento fisioteraputico da DNM, no estgio tardio, deve priorizar abordagens preventivas da fraquezamuscular, das lceras de presso e da incontinncia urinria.

B- MSCULOS CARDACO E LISO

1) A figura ao lado esquematiza o corao humano.

a) Em qual das cmaras do corao, identificadas por A, B, C D, chega o sanguerico em O2?b) Em qual dessas cmaras chega o sangue rico em CO2?c) Qual dos vasos, identificados por I, II, III e IV, leva sangue do corao para ospulmes?d) Qual desses vasos traz sangue dos pulmes?e) Algumas crianas nascem com um defeito no corao denominadocomunicao interventricular, ou seja, uma comunicao entre os doisventrculos. Que consequncia imediata o defeito traz para a circulaosangunea da criana?f) Os ventrculos direito e esquerdo possuem volume interno similar e ejetam o mesmo volume de sangue a cadacontrao. No entanto, a parede ventricular esquerda cerca de 4 vezes mais espessa do que a direita. Como seexplica essa diferena em funo do trabalho realizado pelos ventrculos?g) O miocrdio no entra em contato direto com o sangue contido nas cavidades do corao, sendo irrigado porartrias denominadas coronrias. Em muitas doenas cardacas, ocorre o bloqueio (entupimento) das artriascoronrias, o que pode levar a leses no miocrdio. Uma abordagem experimental para o tratamento de bloqueioscoronarianos, testada com sucesso em animais, consiste em fazer minsculos furos nas paredes internas doventrculo esquerdo. Por que esse tratamento eficaz no caso do ventrculo esquerdo, mas no no caso do ventrculodireito?

2) (UFLA-JULHO/2008 mod.) Na figura a seguir, verifica-se a variao da presso hidrosttica no sistemasanguneo humano em trs vasos distintos (A, B e C).

Responda:

a) Quais so esses tipos de vasos sanguneos?A B C

b) Cite duas diferenas estruturais entre as camadas dos vasos A e C.c) A arteriosclerose ocorre geralmente em pessoas idosas e afeta o funcionamento de determinados vasossanguneos. Em que consiste a arteriosclerose? Apresente 2 (dois) efeitos causados por ela nas pessoas.

EXERCCIOSTURMA:NOME:

3 22

3) (UNESP/2003) Durante um exame mdico para se localizar um cogulo sanguneo, um indivduo recebeu, viaparenteral, um cateter que percorreu vasos, seguindo o fluxo da corrente sangunea, passou pelo corao e atingiuum dos pulmes.

a) Cite a trajetria sequencial percorrida pelo cateter, desde sua passagem pelas cavidades cardacas at atingir opulmo.b) Que denominao recebe a contrao do msculo cardaco que, ao bombear o sangue, possibilitou a passagemdo cateter ao pulmo? Qual foi o tipo de sangue presente nessa trajetria?

4) Os nmeros abaixo correspondem a alguns eventos relacionados ao trabalho do msculo cardaco. Nas colunasdos parnteses esto relacionadas as estruturas responsveis por cada um dos eventos. Enumere a 2 coluna deacordo com a 1 .

1 - contrao das aurculas2 - contrao dos ventrculos3 - diminuio da frequncia cardaca4 - acelerao da frequncia cardaca

( ) feixe de Hiss( ) ndulo sino-atrial( ) terminaes nervosas que liberam noradrenalina( ) terminaes nervosas que liberam acetilcolina

5) Em um exame mdico de rotina com o cardiologista da famlia, um jovem descobre que sua presso arterial iguala 12/8 e que sua frequncia de batimentos cardacos de 70 batimentos/minuto.

a) Qual o significado fisiolgico do valor 12/8 obtido para a presso arterial?b) Explique resumidamente como funciona o sistema eltrico do corao na gerao e propagao do potencial deao.

6) Qual cardiopatia congnita representada na figura abaixo? Explique para validar a questo.

7) Em um paciente que apresente riscos para um Infarto Agudo do Miocrdio (IAM), podero ser reconhecidos osseguintes sinais e sintomas:

a) vmitos, ansiedade, torpor, hipotenso.b) sudorese, hipertenso, perda da conscincia, sede.c) dor precordial, nusea, ansiedade, sudorese.d) hipotenso, anorexia, torpor, sede.e) hipertenso, vmitos, sudorese, torpor.

8) Os cardiomicitos so clulas altamente diferenciadas e logo aps os primeiros anos de vida param de semultiplicar, desta forma, o crescimento do corao consequncia da hipertrofia (aumento no tamanho e volumecelular) e no da hiperplasia celular (aumento no nmero de clulas). A morte dos cardiomicitos, comoconsequncia de um infarto do miocrdio, por exemplo, faz uma fibrose ventricular, que dependendo da extensopode levar insuficincia cardaca. (Texto adaptado de Acta Veterinaria Brasilica 2009; 3(3): 153-158).

Em relao ao tema e conhecimentos correlatos, responda: Como a fibrose ventricular pode levar insuficincia cardaca? Considere na sua explicao o funcionamento do sistema eltrico do corao na gerao epropagao do potencial de ao.

9) Arritmia. Esse o nome dado s alteraes na frequncia cardaca. As arritmias apresentam uma diversidade decausas, gravidade e mecanismos de ocorrncia. Isso significa que durante uma arritmia, o corao pode bater muitorpido, muito devagar ou de forma irregular. Normalmente, essas alteraes se traduzem para o paciente como umasensao de palpitao no peito ou de irregularidade no batimento cardaco. Podem tambm ocorrer tonturas, suorfrio, sensao de dor no peito, falta de ar ou mesmo desmaios. Em geral as arritmias so mais comuns em pessoascom problemas cardacos tais como doena valvular, miocardiopatia ou doena coronria. Entretanto, podem tambmocorrer em pessoas com coraes absolutamente normais, sendo precipitadas por fatores externos como uso de

EXERCCIOSTURMA:NOME:

4 22

drogas estimulantes (caf e cigarro, por exemplo) ou de