Formação Profissional Dual Relevância dos Recursos Humanos e · PDF...

Click here to load reader

  • date post

    09-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Formação Profissional Dual Relevância dos Recursos Humanos e · PDF...

  • HOTEL SANA

    LISBOA

    24-11-2014

    Formao Profissional Dual

    Relevncia dos Recursos Humanos e Materiais

  • RESENHA HISTRICA DO ENSINO E FORMAO EM PORTUGAL

    ANTES DO 25 DE ABRIL

    CURSOS DAS ESCOLAS INDUSTRIAIS E COMERCIAIS - COM ALGUMA LIGAO AO MUNDO DO TRABALHO

    PRIMEIROS ANOS DEPOIS DO 25 DE ABRIL

    ENSINO SECUNDRIO UNIFICADO - SEM LIGAO AO MUNDO DO TRABALHO

    DEPOIS DO DL 26/89

    CURSOS PROFISSIONAIS - COM EXPRESSA LIGAO AO MUNDO DO TRABALHO

  • PONTOS DE VIRAGEM NO PANORAMA DO ENSINO E FORMAO

    LEI 46/86 LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO:

    ENFOQUES:

    PROPORCIONAR UMA SLIDA FORMAO GERAL,

    DESENVOLVER FORMAO ESPECFICA PARA A OCUPAO DE UM JUSTO LUGAR NA VIDA ACTIVA

    DESENVOLVER A CAPACIDADE PARA O TRABALHO

    CONTRIBUIR PARA O PROGRESSO DA SOCIEDADE EM CONSONNCIA COM OS SEUS INTERESSES, CAPACIDADES E VOCAO.

  • ENTIDADES PROMOTORAS DAS ESCOLASAS ESCOLAS PROFISSIONAIS NASCERAM DE INICIATIVAS QUE VISAVAM DAR RESPOSTA S NECESSIDADES LOCAIS/REGIONAIS/NACIONAIS.

    AS ENTIDADES PROMOTORAS SO MUITAS E DIVERSIFICADAS :

    Associaes de mbito nacional ligadas aos principais setores atividade;

    Sindicatos/Confederaes Sindicais; Associaes sem fins lucrativos; Sociedades comerciais; Cooperativas de ensino e formao; Fundaes; Autarquias locais.

  • ESPECIFICIDADES DO ENSINO PROFISSIONAL

    Projetos desenvolvidos em Escolas de pequena e mdia dimenso;

    Modelo pedaggico inovador assente na estrutura modular;

    Adoo da pedagogia da individualizao assente no respeito pelos diferentes ritmos de aprendizagem;

    Relevncia da ligao da Escola ao mundo do trabalho;

    Existncia de um Conselho Consultivo onde tm assento as Associaes empresariais e sindicais

  • DESENHO CURRICULAR DOS CURSOS PROFISSIONAISDESENHO CURRICULAR DIVERSIFICADO E EQUILIBRADO ENTRE AS DIVERSAS

    COMPONENTES.

    Scio-Cultural: 25 %

    Cientfica: 25%

    Tcnica, Tecnolgica e Prtica: 50%

    A COMPONENTE SCIO-CULTURAL PARA ALM DO PORTUGUS, INGLS E INTEGRAO , PODE TER OFERTA DE ESCOLA, DESIGNADAMENTE, EMPREENDEDORISMO;

    A CIENTFICA CORRESPONDE AO SUPORTE TERICO DAS PRTICAS;

    A TTP COMPORTA AS PAP E ESTGIOS NAS EMPRESAS.

  • APOIOS AOS ALUNOS QUE FREQUENTAM CURSOS PROFISSIONAIS

    OS ALUNOS NO RECEBEM BOLSAS DE FORMAO MAS TM DIREITO AOS SEGUINTES APOIOS/SUBSDIOS:

    AlimentaoAlojamento Transportes Material didticoVisitas de estudo Seguro de acidentes de trabalho

  • RELEVNCIA DO RECURSOS HUMANOS

    PESSOAL DOCENTE:

    OS FORMADORES DA SCIO-CULTURAL E CINTIFICA DEVEM TER HABILITAES PARA A DOCNCIA E GRUPO DISCIPLINAR

    OS FORMADORES DA TCNICA, TECNOLGICA E PRTICA DEVEM TER EXPERINCIA PROFISSIONAL RELEVANTE E FORMAO PEDAGGICA INICIAL DE FORMADORES.

    AS CONDIES EXIGIDAS PELAS ESCOLAS DEVEM TER EM CONTA:

    OS REFERENCIAIS DE FORMAO = O REFERENCIAL DE COMPETNCIAS DOS FORMADORES.

  • RELEVNCIA DO RECURSOS HUMANOS

    DIRETORES DE CURSO / TUTORES:

    Conhecimentos profundos das atividades profissionais em que se integra o plano de formao; Experincia profissional relevante em empresas

    relacionadas com a rea de formao; Preocupao em acompanhar os mais recentes

    avanos tecnolgicos; Bom nvel de relacionamento-interpessoal.

  • RELEVNCIA DO RECURSOS HUMANOS

    FORMADORES: EXPERINCIA PROFISSIONAL RELEVANTE EM SETORES

    LIGADOS S FORMAES MINISTRADAS;

    BOM CONHECIMENTO DO TECIDO ECONMICO E SOCIAL;

    FORTE LIGAO S EMPRESAS DO SETOR;

    CAPACIDADE DE ORGANIZAO E ACOMPANHAMENTO DOS ESTGIOS NAS EMPRESAS;

    CAPACIDADE DE EMVOLVIMENTOS DAS EMPRESAS NA REALIZAO DAS PROVAS DE APTIDO PROFISSIONAL.

  • RELEVNCIA DO RECURSOS FSICOS/MATERIAIS

    INSTALAES AFETAS S ATIVIDADES FORMATIVAS:

    Existncia de laboratrios onde se possa fazer investigao experimentao;

    Existncia de oficinas pedaggicas que reproduzam os contextos empresariais;

  • EQUIPAMENTOS DESTINADOS FORMAO

    AS ESCOLAS DEVEM SER DOTADAS DE UM CONJUNTO COERENTE DE EQUIPAMENTOS:A) O REFERENCIAL DOS EQUIPAMENTOS DEVE ESTAR LIGADO S EXIGNCIAS DOS

    PLANOS CURRICULARES;

    B) AS ESCOLAS PROFISSIONAIS S PODEM ABRIR UM CURSOS QUANDO DEMONSTRAM TER OS EQUIPAMENTOS MNIMOS;

    C) OS EQUIPAMENTOS MNIMOS SO DEFINIDOS NAS REUNIES DE REDE DE ESCOLAS COM OS MESMOS CURSOS;

    D) DEVE HAVER SEMPRE UM PATAMAR MXIMO QUE CORRESPONDE S EXISTNCIA DE EQUIPAMENTOS SIMILARES AOS UTILIZADOS NAS EMPRESAS MAIS AVANADAS TECNOLOGICAMENTE.

    A PRINCIPAL PREOCUPAO DAS ESCOLAS DEVE SER:

    ACOMPANHAR OS MAIS RECENTES AVANOS TECNOLGICOS;

    CAPACITAR OS FORMANDOS PARA O EXERCCIO DAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS.

  • RECURSOS DIDTICOSAS ESCOLAS PROFISSIONAIS PRECISAM DE RECURSOS DIDTICOS QUE SEJAM APELATIVOS PARA OS ALUNOS:

    A) Quadros interativos que permitam aceder facilmente internet na sala de aula;

    B) Dispor de equipamentos informticos nas salas de aula que permitam utilizar manuais em suporte digital;

    C) Quando no existam essas condies seria necessrio manuais em suporte de papel, suficientemente atrativos para os alunos.

    ESTES SUPORTES SO NORMALMENTE MUITO CAROS E OS CONSTRANGIMENTOS FINANCEIROS IMPEDEM A SUA AQUISIO.

  • SINTESE CONCLUSIVAIMPORTA APOSTAR NA MELHORIA DAS INSTALAES E

    EQUIPAMENTOS

    As Escolas Profissionais em Portugal tm que estar bem apetrechadas com instalaes e equipamentossimilares aos existentes nas restantes Escolas Profissionais da Unio Europeia.As Escolas Profissionais devem ser verdadeiros

    Referenciais das Empresas bem dimensionadas, bem apetrechadas e com uma cultura empresarial.

    AS ESCOLAS PROFISSIONAIS DEVEM SER, PARA OS NOSSOS ALUNOS, AS PRIMEIRAS EMPRESAS

    ASSIM POSSAM DISPOR DAS CONDIES NECESSRIAS.