Fungos Endofíticos de Tocoyena bullata: Atividade Lipolítica e...

Click here to load reader

  • date post

    15-Apr-2017
  • Category

    Science

  • view

    84
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Fungos Endofíticos de Tocoyena bullata: Atividade Lipolítica e...

  • Fungos Endofticos de Tocoyena bullata: Atividade Lipoltica e Aplicaes Biotecnolgicas Karla S. C. da Rocha, Maria S. R. Queiroz, Guilherme Maxwell, Ivaldo I. Junior e Ivana C. R. Leal.

    INTRODUO

    Lipases microbianas apresentam grande interesse industrial, Entretanto, poucos estudos tem explorado o potencial de fungos endofticos, micro-organismos que no causam aparentemente nenhum dano a seu hospedeiro1, como fonte produtora destas enzimas. Dentre os produtos de nosso interesse, destacam-se os monoacilgliceris (MAGs), molculas anfiflicas que possuem aplicaes biotecnolgicas. O uso de processos enzimticos, catalisados por lipases, pode conduzir a uma abordagem mais ecolgica2.

    OBJETIVO

    O objetivo deste trabalho foi rastrear a atividade lipsica dos fungos endofticos associados a espcie vegetal T. bullata (TB1 e TB2) e Humria balsamfera (HB13) para aplicao como biocatalisadores em reaes de hidrlise e esterificao para produo de MAGs.

    METODOLOGIA

    O rastreamento da atividade lipoltica foi realizada pelo mtodo da Rodamina B. Os fungos produtores de lipases foram inoculados em um meio pr-fermentativo, e transferidos para um meio fermentativo para estimular a produo de lipase. A partir do meio fermentativo, foi realizado o mtodo de hidrlise do palmitato de p-nitrofenila, conforme esquema na figura 1. A atividade enzimtica foi definida pela concentrao de p-nitrofenol em mol/L, baseando-se no coeficiente de absortividade molar do p-nitrofenol, obtido a partir de uma curva de calibrao (R2 = 0,97) 410 nm.

    Figura 1: Representao esquemtica dos ensaios de triagem para determinao de atividade lipsica.

    RESULTADOS E DISCUSSO

    Nos ensaios de atividade lipoltica de Rodamina B, os fungos da estirpe TB1 e HB13, foram promissores para atividade lipsica, pois apresentaram o halo de fluorescncia 24 horas aps sua inoculao (Figura 2).

    Figura 2: Meio com fungo TB1 (A) e HB13(B) contendo o corante Rodamina B apresentando halo de fluorescncia aps 24 h de incubao.

    O fungo HB13 e o fungo TB1 apresentaram as maiores concentraes

    de p-nitrofenol, conforme indicado no grfico 1. Grfico 1: Concentrao de p-nitrofenol para os fungos HB13 (92U/mL); TB1(85U/mL) e TB2 (5 U/mL).

    CONCLUSO

    Os fungos das estirpes TB1 e HB13, apresentaram os melhores resultados para

    atividade lipsica. As espcies promissoras sero investigadas quanto a

    atividade de esterificao, e sero posteriormente submetidas reaes de

    produo de MAGs.

    REFERNCIAS:

    1. SCHULZ, B.; BOYLE, C. (2005). Mycol Res 109:661686;

    2. 2. JUNIOR, I.I.; FLORES, M.C.; SUTILI, F.K.; LEITE, S.G.F.; MIRANDA, L.S.; LEAL, I.C.R. DE

    SOUZA, R.O.M.A. (2012). Journal of Mol Cat. B, Enz., 77:53 58.

    92 U/mL

    85 U/ml

    5 U/ml

    Rodamina B Luz UV 365 nm.

    Meio Pr Fermentativo. 24 h 30

    C 180rpm

    Meio Pr Fermentativo. 24 h 30

    C 180rpm

    B A