Gabriela Nimtz

of 10 /10
GABRIELA NIMTZ Arquiteta & Urbanista

Embed Size (px)

description

Portifolio realizado para a disciplina de Linguagem e Imagem - UNIMEP

Transcript of Gabriela Nimtz

  • GABRIELA NIMTZ Arquiteta & Urbanista

  • A arquitetura o jogo sbio,

    correto e magnfico dos

    volumes dispostos sob a luz.

    (Le Corbusier)

    SUMRIO

    01- CONJUNTO HABITACIONAL

    04- PROJETO BANCO

    06- CONCESSIONRIA

  • SANTA BRBARA DOESTE

    IMPLANTAO

    Para a realizao do

    projeto, uma unidade de

    habi tao socia l com

    apartamentos que variam

    entre 70m a 85m temos

    como objetivo o conforto

    aos moradores.

    Com uma forma simples ,

    onde alguns elementos

    ganham destaque, como as

    janelas que se sobressaem,

    os deques de madeira que

    formam um desenho de

    encaixe entre os edificios.

    A p a r t a m e n t o s c o m

    plantas variadas devido ao

    s i s t e m a d e p a r e d e s

    Drywall, as quais podem

    ser modificadas de acordo

    com o gosto do morador.

    Dois mdulos principais

    foram propostos, sendo eles

    o duplex e o comum.

    CONJUNTO HABITACIONAL

    A forma simples de um cubo

    a j u d a n o s e n c a i x e s d e

    sobreposies de andares e do

    uma certa dinmica ao projeto.

    UN

    IME

    P

    JA

    RD

    IM

    PA

    NA

    MB

    I

    FU

    ND

    A

    O

    RO

    MI

    PR

    EF

    EIT

    UR

    A

    SP

    30

    6

    JA

    RD

    IM

    AL

    FA

    RE

    SID

    EN

    CIA

    L

    FU

    RL

    AN

    TE

    RR

    EN

    O

    VIL

    A S

    AN

    TA

    TE

    RE

    ZIN

    HA

    JA

    RD

    IM

    PR

    IMA

    VE

    RA

    SP

    30

    4

    Curvas de Nvel01

  • Sala - 01

    Sala de Jantar - 02

    Banheiro - 03

    Cozinha - 04

    Lavanderia - 05

    Quarto - 06

    Hall - 07

    rea de - 08

    Estudo/Escritrio - 09

    LEGENDA

    PROJETO

    Vrias disposies de ambientes dos duplex

    foram colocadas para mostrar a diversidade de

    ambientes que um simples cubo pode ter. Apenas a

    cozinha e os banheiros que contm a parte hidrulica

    foram mantidos no mesmo local e na mesma

    verticalidade pra reduo de custos e para que a parte

    hidrulica de um cubo s encaixe com a parte

    hidrulica de outro cubo.

    PLANTAS

    PAVIMENTO 02 C

    PAVIMENTO 01 PAVIMENTO 02 A PAVIMENTO 02 B

    PAVIMENTO 02 D

    02

  • ACESSVEIS

    01 - Sala

    02 - Sala de Jantar

    03 - Banheiro

    04 - Cozinha

    05 - Lavanderia

    06 - Quarto

    07 - Hall

    08 - rea de

    Estudo/Escritrio

    PLANTA ACESSVEL 01 PLANTA ACESSVEL 02

    PLANTA ACESSVEL 03 PLANTA ACESSVEL 04

    LEGENDA

    A s h a b i t a e s

    acessveis so em um

    nico andar, s que mais

    amplo para atender as

    n e c e s s i d a d e s d e u m

    def iciente f sico, as

    disposies dos cmodos

    e dos mveis permite o

    livre acesso do deficiente.

    Portas com dobradias so

    substitudas por portas de

    correr, que facilitam o

    acesso, e ampliam o

    ambiente, sem perder

    espao.

    Esse mdulo totalmente

    acessvel tambm pode ser

    usado por pessoas sem

    deficincia, quebrando as

    diferenas. O espao

    amplo para circulao

    usado na planta acessvel

    pode ser diminuido ou

    aumentado, assim a rea de

    aproveitamento do espao

    para outros cmodos

    menores.

    03

  • PROJETO BANCO

    uma barra de ao com superfcie

    nervurada, obtida por laminao a quente

    de tarugos de lingotamento contnuo e

    utilizado em armaduras para cimento

    armado. Por seu conjunto de propriedades,

    o vergalho revela-se como um material de

    timo desempenho quando empregado em

    elementos que precisam suportar a ao de

    cargas.

    A barra utilizada foi de 3/8 que

    equivale a 10 mm.

    Proporciona economia de tempo,

    reduo de custo e capital de giro,

    eliminando o desperdcio de material e

    otimizando o trabalho no canteiro de obras,

    alm de receber suporte tcnico durante a

    etapa da armao das ferragens.

    DETALHAMENTO DO PROJETO PARA EXECUO

    MDULO 1 MDULO 2 MDULO 3

    APOIO DO BANCO

    MDULO 1 + MDULO 2

    ESTRUTURA DO ASSENTO

    MDULO 2 + MDULO 3

    MDULO 2

    MDULO 1

    VERGALHO

    ESTRELA

    POR SOLDAGEM

    Chapa Fina a Quente (CFQ) Lisa SAE1020

    Espessura: 2,00 milmetros

    Largura padro: 1,00 x 2,00 metros

    So utilizadas em componentes estruturais

    onde, em princpio, no se levam em conta as

    propriedades mecnicas do material, visto que

    para os aos de especificao SAE, a norma apenas

    garante a composio qumica. Este tipo de ao e

    de fcil usinabilidade, alta tenacidade e baixa

    dureza, aplicado na mecnica em geral como

    peas comuns por ter baixo custo, porm o

    SAE1020 no pode ser temperado e beneficiado.

    um dos aos ao carbono mais comum utilizado

    como ao para cementao com excelente relao

    custo benefcio comparado com aos mais ligados

    para o mesmo propsito. Possui excelente

    plasticidade e soldabilidade.

    CARACTERSTICAS DA CHAPA DE AO UTILIZADA

    01- Juntas de integridade e eficincia elevadas;

    02- Grande variedade de processos;

    03- Aplicvel a diversos materiais;

    04- Operao manual ou automtica;

    05- Pode ser altamente porttil;

    06- Juntas podem ser isentas de vazamentos;

    07- Custo, em geral, razovel;

    08- Junta no apresenta problemas de perda de aperto.

    01- No pode ser desmontada;

    02- Pode afetar microestrutura e propriedades das

    partes;

    03- Pode causar distores e tenses residuais;

    04- Requer considervel habilidade do operador;

    05- Pode exigir operaes auxiliares de elevado custo e

    durao;

    06- Estrutura resultante monoltica e pode ser sensvel

    a falha total.

    DESVANTAGENS

    VANTAGENS

    FIXAO

    04

  • ASSENTO DO BANCO

    um termoplstico, ou seja, um plstico

    que amolece ao ser aquecido e endurece

    quando resfriado, permitindo que se faam

    curvas ou outros formatos, sem nenhuma

    emenda.

    um material de alta transparncia e

    resistncia a impactos. Mais leve que o vidro,

    pode ser curvado a frio e tem proteo contra

    raios ultravioleta.

    Espessura: 6 milmetros

    Chapa: Compacta

    Tamanho padro: 1530 x 3050 milmetros

    Cor: Cristal

    POLICARBONATO

    ESTRUTURA DO BANCO + PLACA DE POLICARBONATO

    PLACA DE POLICARBONATO

    FIXAO POR ADESIVOS

    CARACTERSTICAS

    Pea de plstico com

    adesivo na parte superior.

    Altura:

    Largura:

    Dimetro

    ACABAMENTO

    05

  • CONCESSIONRIA

    TE

    RR

    EN

    O

    SP

    30

    6

    S

    O V

    ICE

    NT

    E

    ES

    T

    DIO

    PR

    EF

    EIT

    UR

    A

    PO

    ST

    O

    ES

    CO

    LA

    INF

    AN

    TIL

    PA

    DA

    RIA

    AV

    EN

    IDA

    MO

    NT

    E

    CA

    ST

    EL

    O UN

    IME

    P

    IMPLANTAO

    A proposta para a

    concessionria foi unir o

    til ao belo, trazendo

    conforto e funcionalidade.

    Buscamos incorporar

    uma forma simples mas

    que sobressasse do seu

    entorno, onde, ao se

    aproximar do edifcio o

    movimento das curvas

    levam a uma busca do

    todo.

    Proporcionando assim

    no apenas uma nica

    impresso, mas sim vrias.

    AVENIDA MONTE CASTELO

    06PRIMEIRA MAQUETE

    DE ESTUDO

  • 07

    CORTES

    ELEVAES

  • Gabriela Nimtz Garcia, nascida

    em Nova Odessa - SP. Estudante de

    Arquitetura & Urbanismo, cursa o

    quarto semestre na Universidade

    Metodista de Piracicaba.

    CONTATO

    [email protected]

    (19) 9429.57--

    Pgina 1Pgina 2Pgina 3Pgina 4Pgina 5Pgina 6Pgina 7Pgina 8Pgina 9Pgina 10