Gestao do Conhecimento na Adm Publica - Relatorio Ipea

download Gestao do Conhecimento na Adm Publica  - Relatorio Ipea

of 125

  • date post

    19-Oct-2014
  • Category

    Business

  • view

    5.272
  • download

    1

Embed Size (px)

description

Este trabalho analisa as mudanças que estão ocorrendo na Gestão Pública no que se refere à implementação de práticas de Gestão do Conhecimento (GC) em 28 órgãos da Administração Direta e em seis empresas estatais do Executivo Federal brasileiro.

Transcript of Gestao do Conhecimento na Adm Publica - Relatorio Ipea

Microsoft Word - TD_1095.doc

TEXTO PARA DISCUSSO No 1095

GESTO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAO PBLICA

Fbio Ferreira Batista Carlos Olavo Quandt Fernando Flvio Pacheco Jos Cludio Cyrineu Terra

Braslia, junho de 2005

TEXTO PARA DISCUSSO No 1095

GESTO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAO PBLICA

Fbio Ferreira Batista1 Carlos Olavo Quandt2 Fernando Flvio Pacheco3 Jos Cludio Cyrineu Terra4

Braslia, junho de 2005

Este trabalho resultado da pesquisa O governo que aprende a Gesto do Conhecimento no setor pblico financiada com recursos do Rede-Ipea, por meio do Projeto BRA/97/013. Foi coordenado por Fbio Ferreira Batista, atual presidente da Socieda-de Brasileira de Gesto do Conhecimento (SBGC) Plo Distrito Federal. 1. Tcnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea. 2. Professor da Pontifcia Universidade Catlica do Paran (PUC/PR). 3. Professor da Pontifcia Universidade Catlica do Paran (PUC/PR). 4. Consultor e diretor-presidente da TerraForum Consultores Associados e professor da Fundao Instituto de Administrao (FIA).

Governo Federal

Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto

Ministro Paulo Bernardo Silva

Secretrio-Executivo Nelson Machado

Fundao pblica vinculada ao Ministrio

do Planejamento, Oramento e Gesto, o

Ipea fornece suporte tcnico e institucional

s aes governamentais possibilitando a

formulao de inmeras polticas pblicas e

programas de desenvolvimento brasileiro

e disponibiliza, para a sociedade, pesquisas

e estudos realizados por seus tcnicos.

Presidente Glauco Arbix

Diretora de Estudos Sociais Anna Maria T. Medeiros Peliano

Diretor de Administrao e Finanas Celso dos Santos Fonseca

Diretor de Cooperao e Desenvolvimento Luiz Henrique Proena Soares

Diretor de Estudos Regionais e Urbanos Marcelo Piancastelli de Siqueira

Diretor de Estudos Setoriais Mario Sergio Salerno

Diretor de Estudos Macroeconmicos Paulo Mansur Levy

Chefe de Gabinete Persio Marco Antonio Davison

Assessor-Chefe de Comunicao Murilo Lbo

URL: http://www.ipea.gov.br

Ouvidoria: http://www.ipea.gov.br/ouvidoria

ISSN 1415-4765 JEL H80

TEXTO PARA DISCUSSO

Publicao cujo objetivo divulgar resultados de estudos

direta ou indiretamente desenvolvidos pelo Ipea, os quais,

por sua relevncia, levam informaes para profissionais

especializados e estabelecem um espao para sugestes.

As opinies emitidas nesta publicao so de exclusiva e de

inteira responsabilidade do(s) autor(es), no exprimindo,

necessariamente, o ponto de vista do Instituto de Pesquisa

Econmica Aplicada ou o do Ministrio do Planejamento,

Oramento e Gesto.

permitida a reproduo deste texto e dos dados nele

contidos, desde que citada a fonte. Reprodues para fins

comerciais so proibidas.

A produo editorial desta publicao contou com o

apoio financeiro do Banco Interamericano de Desen-

volvimento (BID), via Programa Rede de Pesquisa e De-

senvolvimento de Polticas Pblicas Rede-Ipea,

o qual operacionalizado pelo Programa das Naes

Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), por meio do

Projeto BRA/97/013.

SUMRIO

SINOPSE

ABSTRACT

1 INTRODUO 7

2 PRTICAS DE GESTO DO CONHECIMENTO 11

3 GRAU DE EXPLICITAO E FORMALIZAO 35

4 ANLISE COMPARATIVA COM ORGANIZAES PBLICAS DOS PASES DA ORGANIZAO PARA COOPERAO E DESENVOLVIMENTO ECONMICO (OCDE) 48

5 CONSIDERAES FINAIS 82

ANEXOS 85

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS 121

SINOPSE

Este trabalho analisa as mudanas que esto ocorrendo na Gesto Pblica no que se re-fere implementao de prticas de Gesto do Conhecimento (GC) em 28 rgos da Administrao Direta e em seis empresas estatais do Executivo Federal brasileiro.

O texto analisa a situao atual das prticas de Gesto do Conhecimento na Administrao Pblica Direta (governo federal); aborda as estratgias de implementa-o da Gesto do Conhecimento; compara a situao do governo brasileiro com os go-vernos dos pases-membros da Organizao para Cooperao e Desenvolvimento Econmico (OCDE) participantes de pesquisa realizada em 2002; prope recomenda-es e diretrizes para a poltica de governo eletrnico em Gesto do Conhecimento; e apresenta recomendaes para a elaborao e a implementao de uma poltica de GC para o setor pblico.

Os resultados da pesquisa mostram a importncia de uma poltica de Gesto do Conhecimento para sua efetiva institucionalizao a exemplo do que ocorreu em em-presas estatais nos rgos da Administrao Direta.

O estudo conclui que os esforos de GC encontram-se em nveis bastante distintos na Administrao Pblica Federal. As grandes empresas estatais parecem se encontrar em nveis de formalizao, implementao e obteno de resultados semelhantes que-les das organizaes pblicas dos pases pertencentes OCDE. O mesmo fato ocorre com alguns poucos ministrios avaliados: a maior parte deles, no entanto, ainda apre-senta iniciativas e resultados muito incipientes em torno do tema.

Os resultados ainda tmidos so, em grande medida, uma conseqncia de ini-ciativas isoladas e esforos pulverizados, muitas vezes em um mesmo ministrio; a ausncia de comunicao e compartilhamento de informaes internamente e entre as organizaes sobre prticas de GC; e, finalmente, o desconhecimento do tema entre membros da alta administrao, de chefias intermedirias e de servidores de uma maneira geral. Tal situao demonstra que, para que ocorra a massificao da Gesto do Conhecimento na Administrao Direta, uma poltica de GC ampla se faz necessria, com direcionadores estratgicos, alocao de recursos especficos e treinamentos nos vrios nveis organizacionais.

ABSTRACT This study analyzes the implementation of Knowledge Management (KM) practices in 28 central government agencies and six state-controlled companies within the Federal Government of Brazil.

The report analyzes the current situation of knowledge management practices in federal government agencies; describes the strategies for KM implementation; compares the Brazilian government situation with that of OECD countries that were surveyed in 2002; proposes recommendations and guidelines for e-government knowledge management policies; and presents recommendations for the development and implementation of a knowledge management policy for the public sector.

The research results highlight the importance of a knowledge management policy for the effective formalization of KM in federal agencies, following the example of the state-controlled companies. The study reveals that KM efforts are quite uneven in the federal government. The large state-owned companies appear to have reached levels of formalization, implementation and results that are similar to those of public organizations in OECD countries. Similar results are observed in a few ministries. For most of them, however, the KM initiatives and results are still emerging.

The incipient results observed at this stage are, to a great extent, the outcome of isolated initiatives and scattered efforts, sometimes within the same ministry; the absence of communication and shared information about KM practices within and among the organizations; and finally, little awareness about KM among the upper management, middle managers and public servants in general. In this situation, the widespread adoption of KM in central government will require the establishment of a broad KM policy, with strategic directives, specific resource allocation and training at the various organizational levels.

ipea texto para discusso | 1095 | jun. 2005 7

1 INTRODUO

A pesquisa Governo que aprende Gesto do Conhecimento no setor pblico do-cumentou e analisou as mudanas que esto ocorrendo na Gesto Pblica no que se re-fere implementao de prticas de Gesto do Conhecimento (GC) em 28 rgos da Administrao Direta e em seis empresas estatais do Executivo Federal brasileiro.1

Participaram do estudo:2

rgos da Administrao Direta:

Casa Civil da Presidncia da Repblica (CC/PR); Comando da Aeronutica (Comaer); Comando da Marinha (Comar); Comando do Exrcito (Comex); Controladoria-Geral da Unio (CGU); Ministrio da Defesa (MD);3 Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento (Mapa); Ministrio da Cincia e Tecnologia (MCT); Ministrio da Cultura (MinC); Ministrio da Educao (MEC); Ministrio da Fazenda (MF);4 Ministrio da Integrao Nacional (MI); Ministrio da Justia (MJ); Ministrio da Previdncia Social (MPS); Ministrio da Sade (MS); Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE); Ministrio das Cidades (MCidades); Ministrio das Comunicaes (MC);

1. Em razo da complexidade do trabalho, o estudo analisou rgos da Administrao Direta e excluiu entidades da administrao Indireta vinculadas aos ministrios e a algumas secretarias integrantes da estrutura dos ministrios. 2. O Ministrio das Comunicaes e o Comando da Marinha entregaram os questionrios preenchidos aps a concluso da anlise das sees 2 (Prticas de Gesto do Conhecimento) e 3 (Grau de explicitao e formalizao) do presente tex-to. Por esse motivo, o resultado da aplicao do questionrio nessas organizaes foi considerado apenas na seo 4 (Anlise comparativa com organizaes pblicas dos pases da Organizao para Cooperao e Desenvolvimento Eco-nmico OCDE). O Ministrio das Relaes Exteriores no entregou o questionrio preenchido. 3. Em decorrncia das diferenas entre os comandos militares, solicitou-se ao Ministrio da Defesa (MD) que respond