Hábitos saudáveis - SECT [Modo de Compatibilidade] · PDF fileFaça pelo...

Click here to load reader

  • date post

    30-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Hábitos saudáveis - SECT [Modo de Compatibilidade] · PDF fileFaça pelo...

  • HBITOS SAUDVEIS

    Superintendncia de Polticas de Ateno Integral a SadeGerncia de Vigilncia Epidemiolgica

    Coordenao de Doenas No-Transmissveis rea de Alimentao e Nutrio

    Marlia A. RezioRaphaela M. da Costa

    UFG

  • O que Sade?

  • DESMISTIFICANDO O DESMISTIFICANDO O CONCEITO DE SADECONCEITO DE SADE

    Lei 8080, 19 set. 1990 - Art. 3 (BRASIL, 1990)A sade tem como fatores determinantes e condicionantes,entre outros, a ALIMENTAO, a MORADIA, o SANEAMENTOBSICO, o MEIO AMBIENTE, o TRABALHO, a RENDA, aBSICO, o MEIO AMBIENTE, o TRABALHO, a RENDA, aEDUCAO, o TRANSPORTE, o LAZER e o ACESSO aos bens eservios essenciais.

    Guia Alimentar para a Populao Brasileira (MINISTRIO DASADE, 2006)

    ... a sade pode estar muito mais relacionada ao modo deviver das pessoas do que a idia ... da sua determinaogentica e biolgica.

  • ESTILO DE VIDA SAUDVELESTILO DE VIDA SAUDVEL

    Praticar hbitos saudveis:alimentao saudvel, atividade fsica regular,

    ingesto adequada de gua, lazer

    Inibir hbitos e prticas prejudiciais a sade:uso de cigarro, consumo de lcool, acares

    simples, sedentarismo

  • ?? ?

    ???

    ?

    ??

    ????

    ??

    ?

    ?

    ?

  • ALIMENTAO SAUDVEL

  • Diretriz 1 Os alimentos saudveis e as refeies

  • DIARIAMENTE

  • ALIMENTOS REGIONAIS

    SAZONALIDADE

    COR E SABOR

  • Diminuir o consumo de frituras e alimentos com muito acar, gordura e

    sal

  • Faa pelo menos trs refeies dirias Faa pelo menos trs refeies dirias intercaladas com lanches saudveis.

  • Diretriz 2 Cereais, Tubrculos e Razes

    Alimentos: gros (arroz, milho, trigo), tubrculos(batata) e razes (mandioca)

    Fonte de Carboidratos Informaes: Informaes:- compem a maior parte da alimentao diria;

    - Principais fontes de energia;

  • Diretriz 2 Cereais, Tubrculos e Razes

    Informaes:- Glicose > combustvel;

    - so subdivididos em CHO complexos (amidos) e CHOsimples (acares);simples (acares);

    - CHO complexos (tambm so fontes de vitaminas,minerais e c. graxos essenciais);

    - consumo excessivo de CHO simples est relacionadocom o aumento de risco de obesidade, outras DCNTe cries.

  • Preferir CHO complexos e integrais

    Consumir diariamente

  • Diretriz 3 Frutas, Legumes e Verduras

    Fonte de vitaminas, minerais e fibras alimentares

    Alimentos:- Verduras:

    - Legumes:

    - Frutas:

  • Aumente e varie o consumo de frutas e hortalias

    Consumir diariamente

  • Diretriz 4 Feijes e outros alimentos vegetais ricos em protena

    Alimentos:- Leguminosas: feijes (preto, caroquinha, verde,

    branco e outros), soja, gro-de-bico, ervilha, lentilha,fava, etcfava, etc

    - Oleaginosas: castanhas (do Par, de caju, nozes,amndoas, etc) e sementes (de girassol, gergelim,abbora, melo, etc)

  • Diretriz 4 Feijes e outros alimentos vegetais ricos em protena

    Fonte de protena vegetal, fibras alimentares,vitaminas e minerais

    Informaes:- Tambm so fonte de energia;

    - Importncia da combinao arroz com feijo;

    - Para melhor aproveitamento do ferro, consumir juntocom alimentos fonte de vitamina C (Ex.: temperarsalada com limo).

  • Diretriz 5 Leite e derivados, carnes e ovos

    Fonte de protena animal, vitaminas (B12), minerais(clcio e ferro) e aminocidos essenciais

  • Informaes:

    - Protena de alto valor biolgico;

    - Peixes so ricos em cidos graxos essenciais;

    Diretriz 5 Leite e derivados, carnes e ovos

    - Peixes so ricos em cidos graxos essenciais;

    - Ovo: contm colina e biotina;

    - Observar intolerncia lactose e alergia protena do leite

  • CONSUMO DIRIO

    PREFERIR CARNES MAGRASPREFERIR CARNES MAGRAS

    EVITAR EMBUTIDOS

  • Diretriz 6 Gorduras, acares e sal Alimentos:- Gorduras animal (banha, leite, manteiga), vegetal

    (leos vegetais soja, algodo, canola, etc; azeite;margarina)

    - Acares (acar cristal, refinado, mascavo) e doces- Acares (acar cristal, refinado, mascavo) e doces(balas, chicletes, chocolates, refrigerantes, biscoitos)

    - Sal

  • Diretriz 6 Gorduras, acares e sal

    Fonte de energia, sem nutrientes Algumas Gorduras: fonte de c. graxos essenciais e

    vitaminas lipossolveis

    Informaes: Informaes:- Consumo frequente e em grandes quantidades,

    aumenta o risco de desenvolvimento de DCNT;

    - Sal sempre iodado;

    - Acares podem ser encontrados

    naturalmente em frutas e mel ou

    adicionados nas preparaes caseiras e industriais

  • Observe o consumo mensal de leo da sua casa.

  • Prefira preparaes assadas, cozidas, grelhadas e evite

    frituras!

  • Conhea e valorize o sabor natural dos alimentos;

    Para acentuar o sabor dos alimentos, utilize ervas frescas e secas, sucos de frutas e

    temperos (canela, cominho, aafro)

  • CUIDADO!!!

    Evite o saleiro na mesa.

  • Os diferentes tipos de gorduras

    Gorduras insaturadas- cidos graxos monoinsaturados

    - cidos graxos polinsaturados

  • Os diferentes tipos de gorduras

    Gorduras saturadas

    cido graxo trans

  • O que so alimentos diet e light?

  • Diretriz 7 gua

    Informaes:- Indispensvel ao funcionamento adequado do

    organismo;

    - Deve ser tratada, filtrada ou fervida;

    - Alguns alimentos (frutas e vegetais) contm gua em- Alguns alimentos (frutas e vegetais) contm gua emsua composio.

  • Hidrate-se!

    Ingerir no mnimo dois litros de gua por dia

  • Diretriz Especial 1 Atividade fsica

    Alimentao Saudvel

    +

    Manuteno do peso saudvel

    Reduo do risco de doenas

    Procure o profissional de sade responsvel paraorientar a supervisionar a atividade fsica.

    +Atividade fsica

    regular

    Reduo do risco de doenas

    Melhor qualidade de vida

  • Referncias

    MINISTRIO DA SADE (Brasil). Guia alimentar para a populao brasileira:promovendo alimentao saudvel. Braslia, 2006. 210p.

    BRASIL. Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria. Portaria n 29, de 13 de janeirode 1998. Aprova o regulamento tcnico referente a alimentos para fins especiais.Disponvel em: . Acesso em: 06 jun. 2010a.

    BRASIL. Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria. Portaria n 27, de 13 de janeiro BRASIL. Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria. Portaria n 27, de 13 de janeirode 1998. Aprova o regulamento tcnico referente a Informao NutricionalComplementar (declaraes relacionadas ao contedo de nutrientes). Disponvelem: < http://www.anvisa.gov.br/e-legis/>. Acesso em: 06 jun. 2010b.

    BRASIL. Lei n 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispes sobre as condies parapromoo, proteo, e recuperao da sade, a organizao e o funcionamentodos servios correspondentes e d outras providncias. Disponvel em:. Acesso em: 05 jun.2010c.

  • OBRIGADA!