Incidente em Varginha - Portal Fenomenum - Ufologia ?· Ao propormos escrever este livro sobre o...

download

of 114

  • date post

    30-Jul-2018
  • Category

    Documents
  • view

    224
  • download

    4

Embed Size (px)

transcript

  • 1

  • 2

    Incidente em Varginha Criaturas do Espao no Sul de Minas.

    Vitrio Pacaccini

    Porque sempre houve por parte da populao de um modo geral um pr-julgamento sobre pessoas que relatam fatos incomuns, considerando-as fantasiosas, msticas, fanticas, desequilibradas mentalmente ou necessitadas de aparecer nos meios de comunicao? A verdade torna-se obscura sob os aplausos da ridicularizao, do abjeto, do riso e da pilhria. Assim, a maioria das pessoas se aquieta em silncio abissal por receio e medo de expor a pblico suas, s vezes, difceis e medonhas experincias de haver vivenciado algo estranho diante do inexplicado ou fora do padro comum da mediocridade mundial. Ao propormos escrever este livro sobre o incidente em Varginha que traz baila mais uma vez o tema Objetos Voadores No Identificados, seus tripulantes e todo o mistrio nela inclusos, o fizemos com a preocupao de apenas relatar uma ocorrncia real e verdadeira, em que pese ao temor das Foras Armadas de todo e qualquer pas ao quererem se apropriar deste assunto, crendo que tais fenmenos ocorrem em virtude das armas mortferas dos prprios seres humanos, seus inimigos, na beligerncia do confronto armado, como se qualquer militar tambm no fosse humano. Da mesma forma, procuramos excluir quaisquer princpios religiosos, se eles tm moldado padres que em nada explicitam o poder do Supremo Criador de todas as coisas, uma vez que somente aos terrqueos coube a tarefa de criar normas doutrinrias e padres ticos de acordo com os interesses e desejos dos fundadores de religies. Quisemos, como nica preocupao, escrever sobre o bvio, ou seja, sobre o que a humanidade vem testemunhando desde tempos remotos, que a insero dos extraterrestres no nosso planeta Terra, ponto minsculo na imensido das galxias, vindo de onde vierem e sendo eles quem forem. A Ufologia estudo dos OVNIS (Objetos Voadores no Identificados) ou UFOS (do ingls Unidentified Fying Objects) ou, se preferirem, OANIS (Objetos Areos no Identificados), a nosso ver est vivenciando, neste final do sculo XX, o seu maior momento de grandeza. Da a acirrada controvrsia entre os cpticos e os que crem. Mas a questo crucial no nos apresentada como um simples acreditar ou no. A ns nos parece muito mais acertada a compreenso, ou seja, independente do crer ou no crer, e antes, portanto, da aceitao cega e absoluta sobre a evidncia do fato que originou a inquietao, deixar prevalecer procura do compreender (diante das perguntas, e sem que pesem as emoes), se determinado fato teve ou no a possibilidade de sua existncia. No pretendemos expor aqui nenhum mtodo de pesquisa ufolgica, nem influenciar pessoas, nem mesmo provar que determinados planetas existentes no infinito de Deus so habitados por esta ou aquela raa. No ousaramos a tanto nem temos capacidade para isso. Nossa inteno nica e to somente trazer tona, sem subterfgios e retricas, um testemunho fiel de que alguma coisa diferente do que podemos julgar como "normal"

  • 3

    aconteceu em janeiro deste ano de 1996 na cidade de Varginha, localizada na regio Sul do Estado de Minas Gerais, a 300 quilmetros da capital, Belo Horizonte. Culturalmente heterognea, abriga inmeras grandes empresas e indstrias. Com mais de 100 mil habitantes, h alguns anos ostenta o ttulo de "porto seco" do caf, cuja cotao mundial ali passou a ser feita. Varginha est localizada na regio das cidades de So Tom das Letras, Trs Coraes, Pouso Alegre, So Gonalo do Sapuca, Campanha, Trs Pontas, So Bento do Abade, Crrego do Ouro, Passa Quatro, Andrelndia e Alfenas, onde comum a casustica de grande atividade de OVNIS, cujas aparies pblicas so avistadas por milhares de civis e militares, deixando entusiasmados os uflogos brasileiros e estrangeiros. Mas, muitos daqueles que se dizem uflogos, sem jamais se terem dado ao trabalho de desenvolver pesquisas de campo, seguindo trilhas, atalhos e caminhos difceis cata de testemunhas, arvoraram-se no mais depressa que puderam para se rotular donos da verdade sobre e das criaturas de Varginha. J se editaram livro e jornal. Palestras foram feitas em auditrios a preos extorsivos para uma platia interessada no assunto, mas sem onde e como procurarem os Grupos Ufolgicos fechados em seus casulos. Infelizmente, escutaram alongadas lerias explicativas sobre os "ETS de Varginha serem intraterrenos. Que a "tipologia dos ETS de Varginha" igual a criaturas existentes aqui, ali, acol... A isto preferimos nos abster de comentar os "vendedores ambulantes" na procura de incautos, mas entusiastas do tema Ufologia, se a ns no pertence criatura nenhuma, nem nunca nos pertencer. Escrevemos este livro contando apenas o que se pde amealhar em termos de pesquisas junto a testemunhas civis e militares, ao deixarmos nossos afazeres profissionais para nos ater sobre um incidente ocorrido. E nada mais. O nosso trabalho tambm tem o propsito de agradecer aos que tiveram conosco a pacincia de nos receber em seus domiclios, seus escritrios e nos terem aguardado quando de encontros furtivos para nos darem seus testemunhos amparados na confiana e no respeito em ns depositado. E se mais escritos houver em relao s criaturas do espao em Varginha o que certamente dever ocorrer sero, ou um prolongamento do que at aqui fizemos (e isto dever ser recebido de bom grado e aplausos), ou meras conjecturas de ensimesmados senhores em seus devaneios claustrais que embarcaram em canoa furada, ansiosos por navegar nas ondas de seus prprios e minsculos oceanos de palavras, apensos s ondas dos seus naufrgios ou, se preferirem uma outra imagem que lhes assentem melhor na postura... a de no possurem asas para um vo maior seno o de cuidarem, depois, dos destroos de suas perdidas iluses ao almejarem se projetar sombra do que de todos e Universal, ou seja, a procura da bastante compreenso sobre os Objetos Voadores no Identificados e seus tripulantes.

  • 4

    O nosso relato se prende ao primeiro semestre deste ano e pelo fato de quatro pessoas, as meninas, Ktia Andrade Xavier (22 anos), as irms Liliane Ftima da Silva (16 anos), Valquria Aparecida da Silva (14 anos) e dona Terezinha Clepf (67 anos) terem avistado uma criatura diferente dos padres que entendemos como "ser humano" sendo diferente de qualquer outro animal conhecido. Poderiam elas prprias, a bem da tranqilidade pessoal, ter assumido um silncio de comum acordo e no divulgar coisa alguma. Enfrentaram a zombaria da opinio pblica, as crticas de cpticos, as ironias dos religiosos, as ofensas de pessoas inescrupulosas, alm de mexericos e gracejos de todas as formas e fundo, a ponto de quaisquer outras pessoas serem demovidas de tais testemunhos e fazerem a retratao com efusivas desculpas pelo engano. No entanto assumiram, com retido e honradez, o que avistaram independentemente do julgo de uma plebe vida por execrao e em regozijo pelo jocoso. Portanto Ktia, Liliane, Valquria e dona Terezinha Clepf, dedicamos este livro. Vitrio Pacaccini Belo Horizonte, agosto/outubro de 1996. Captulo 1 ridculo e de uma pretenso desmedida, fazer do homem o centro do mundo, considerando-o como um ser nico e supremo quando o Universo comporta 100. 000 milhes de milhares de estrelas. Prof Harlow Shapley

    Meu interesse pela Ufologia vem do tempo de criana, em Trs Coraes, influenciado por meus pais, Eduardo Tavares e Rosa Pacaccini os primeiros adeptos da Ufologia que conheci, pois antes mesmo do meu nascimento, quando ainda namorados, o que lhes dava maior prazer era assistirem ao seriado de Flash Gordon que, saindo das pginas dos gibis de 1934 criao do desenhista Alex Raymond inaugurava, em 1936, a fico cientfica nas telas do cinema, com Larry Buster Crabbe (o nadador) tornando-se heri espacial na luta contra o prfido ditador Ming em meio s estranhas paisagens do planeta Mongo, e Jean Rogers (como a personagem Dale Arden). Lembro-me de que na vasta biblioteca de nossa casa havia um livro de capa azul intitulado Discos Voadores, de Desmond Leslie e George Adamski, investigadores da dcada de 50, e que trouxeram baila o assunto de modo o mais especificado possvel para a poca. Conhecido mundialmente, esse livro mostrava um disco voador na capa e, nas pginas de dentro, algumas fotografias de objetos voadores no identificados. Ele chamava a minha ateno de menino, e sua leitura era muito confusa para mim, mas, por outro lado, dava-me um enorme e sempre renovado prazer em folhe-lo repetidas vezes.

  • 5

    Do nosso aparelho de televiso Colorado RQ, em preto e branco, com antena externa e todos os fantasmas possveis e inimaginveis, alm de um som pleno de chiados e rudo, o que havia de melhor para ns eram as noites festivas quando passavam os seriados O Tnel do Tempo, Viagem ao Fundo do Mar, Jornada nas Estrelas, Perdidos no Espao e Os Invasores, alm de qualquer outro filme de fico cientfica. Aps assistir a eles em quase estado de xtase, mesmo naquela pobreza de som e imagem, ficvamos em costumeiros comentrios futuristas, sem ao menos perceber a proximidade do prprio futuro acontecendo em nossas vidas atravs do avano cientfico e tecnolgico, a culminar com o que nos parecia impossvel: se do raio de luz emitido pela arma de Flash Gordon surgisse o raio laser de agora; da parafernlia de luzes piscando no comando das mais diversas naves aliengenas figurativas do cinema, ao computador de hoje. E contar das figuras irreais de seres com estranhas vestimentas, a um projeto Apolo, no foi surpreendente? No seria, pois, muito estranho perceber que, se houve tamanho avano da inteligncia humana em to pouco espao de tempo, tambm em propores relativas pudesse haver em outra dimenso no tempo-espao de mundos paralelos ou intergalticos tal similitude, respeitada os conceitos da evoluo de uma raa? Imaginarm