INF1503 – Processamento de Dados (Economia) Aula 08 – Internet Prof. Ecivaldo Matos 2006.1.

of 28/28
INF1503 – Processamento de Dados (Economia) Aula 08 – Internet Prof. Ecivaldo Matos 2006.1
  • date post

    18-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    103
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of INF1503 – Processamento de Dados (Economia) Aula 08 – Internet Prof. Ecivaldo Matos 2006.1.

  • Slide 1
  • INF1503 Processamento de Dados (Economia) Aula 08 Internet Prof. Ecivaldo Matos 2006.1
  • Slide 2
  • Redes de Computadores
  • Slide 3
  • Redes: Finalidades
  • Slide 4
  • Internet Origem: Guerra Fria DARPA (Departamento de Defesa de Pesquisas Avanadas) decidiu desenvolver uma rede de computadores que pudesse sobreviver a um ataque aos EUA Redundncia no trfego e nos dados para sobreviver destruio de pontos da rede Multi-plataforma (nem todos computadores precisam ser iguais) Militar Ensino / Pesquisa Comercial / Cidado
  • Slide 5
  • Internet: a rede das redes
  • Slide 6
  • Internet No tem dono. Cada uma das redes interligadas tem sua prpria administrao Cada pas pode ter suas polticas particulares a respeito (ex., China).
  • Slide 7
  • Internet: TCP / IP (Protocolo de Controle de Transmisso / Protocolo da Internet) Protocolo (conjunto de regras para que os computadores "conversem" entre si) que possibilitou a Internet chama-se TCP/IP () Desenvolvido pelo Univ. de Berkley, sob encomenda do governo americano Fragmenta as informaes que precisam ser transmitidas Esses fragmentos so identificados e enviados ao destino. O caminho at o destino normalmente no nico. A estrutura funcional das redes TCP/IP permitem que as rotas sejam dinamicamente criadas/alteradas baseando-se em trfego (congestionamento) ou defeitos no caminho. O protocolo forte o suficiente para sempre garantir que as informaes sempre sejam "montadas" corretamente no destino. Havendo problemas na rede, pacotes podem at seguir rotas diversas para chegar o destino. Porm o protocolo sabe exatamente a ordem de montagem dos pacotes para garantir a integridade da informao transmitida. Permite a existncia da Internet e que computadores que rodam sistemas operacionais totalmente distintos (como o DOS e o UNIX) conversem entre si sem problemas.
  • Slide 8
  • Endereo IP Cada site e cada computador possui seu prprio endereo e pode ser exibido de duas formas Grupo de nmeros com diviso de pontos entre eles. Ex.: 199.60.103.11 Grupo de letras ou palavras com diviso de pontos entre eles. Ex.: uol.com.br A cada conjunto de computadores (exemplo uma rede local) que seja ligada a Internet, atribudo um nome de domnio e um grupo de endereos IP correspondentes, por uma entidade central em cada pas. FAPESP, sob a chancela do Comit Gestor da Internet no Brasil Esse controle centralizado que permite que se encontre informaes sobre qualquer mquina ligada a Internet e onde ela se encontra.
  • Slide 9
  • Endereo IP (cont.)
  • Slide 10
  • WWW World Wide Web Verso ilustrada da Internet Acesso a informaes em vrios formatos, a partir dos navegadores Web
  • Slide 11
  • WWW - Histrico Tim-Berners Lee (fsico) criou programa para uso pessoal: pginas interligadas por meio de palavras Hipertexto
  • Slide 12
  • HTML Hypertext Markup Language Padro para apresentao de hipertexto recursos de estruturao de texto incluso de imagens e multimdia links entre documentos conjunto limitado de widgets botes, checkboxes, listas de seleo, caixas para entrada de texto, imagens mapeadas Pginas Web esto em HTML (.html ou.htm)
  • Slide 13
  • HTTP HyperText Transfer Protocol Protocolo para transmisso de pginas Web construdo em cima do TCP / IP URL: Universal Resource Locator Outro protocolo: FTP (File Transfer Protocol)
  • Slide 14
  • Domnio Nome da instituio na Web
  • Slide 15
  • Tipos de Domnio
  • Slide 16
  • Slide 17
  • Internet / Web Internet TCP/IP Web Internet + HTTP + HTML
  • Slide 18
  • Para conectar Internet / Web No seu computador Modem (conexo discada) Placa de Rede + modem especfico (conexo banda larga: Velox, Virtua, etc) Navegador Web Servios Provedor de acesso Banda Larga (Velox, Virtua) Discado (UOL, Terra, etc.) Provedor de contedo (em alguns casos): UOL, Terra, Globo.com, etc.
  • Slide 19
  • Servios Bsicos Internet E-mail Navegao Web FTP
  • Slide 20
  • E-mail
  • Slide 21
  • Endereo Eletrnico
  • Slide 22
  • Ferramentas de E-mail Programas para troca de e-mails Exemplos: MS-Outlook, Eudora, Thunderbird
  • Slide 23
  • WebMail E-mail dentro de navegador web
  • Slide 24
  • SPAM Mensagens no solicitadas No ambiente Internet, "SPAM" significa enviar uma mensagem qualquer para uma grande quantidade de usurios, sem primeiro verificar a utilidade do contedo da mensagem para aqueles destinatrios. Propiciado pelo baixo custo de envio de mensagem eletrnica, causa inconvenincia e custo para o destinatrio. Filtros anti-SPAM OBS: Prof. Ecivaldo Matos: [email protected] Mensagens sempre com assunto (subject): [INF1503]... Para diferenciar do SPAM
  • Slide 25
  • Navegadores Web Um "navegador" uma ferramenta de software que voc usa para ver as pginas da web, acessar webmail, etc. Surfar na web significa seguir os hyperlinks para diferentes pginas da web O navegador capaz de ler HTML e outros formatos similares Exemplos: Internet Explorer, FireFox.
  • Slide 26
  • Mquinas de Busca Devido grande quantidade de informao na Web, mquinas de busca se tornam cada vez mais importantes para encontrar algum tipo de informao Exemplos
  • Slide 27
  • FTP: File Transfer Protocol
  • Slide 28
  • Outros Servios na Web Chat Conversa em tempo-real (texto, s vezes udio / vdeo) ICQ, MSN, Skype Newsgroups, Foruns, FAQs Blogs (dirios) Comunidades: Orkut Jogos online E-commerce