INFORMÁTICA - marinha.mil.br · OSTENSIVO EPM-004 ATO DE APROVAÇÃO Aprovo, para emprego nas...

Click here to load reader

  • date post

    17-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of INFORMÁTICA - marinha.mil.br · OSTENSIVO EPM-004 ATO DE APROVAÇÃO Aprovo, para emprego nas...

  • EPM-004 OSTENSIVO

    INFORMTICA

    MARINHA DO BRASIL

    ESCOLA DE APRENDIZES-MARINHEIROS DO ESPRITO SANTO

    2017

  • INFORMTICA

    MARINHA DO BRASIL

    ESCOLA DE APRENDIZES-MARINHEROS DO ESPRITO SANTO

    2017

    FINALIDADE: DIDTICA

    1 REVISO

  • OSTENSIVO EPM-004

    ATO DE APROVAO

    Aprovo, para emprego nas Escolas de Aprendizes-Marinheiros, a 1 reviso da publicao

    EMN-008 APOSTILA DE INFORMTICA.

    VILA VELHA, ES.

    Em, de janeiro de 2017.

    FBIO CASES PASSOSCapito de Fragata

    ComandanteASSINADO DIGITALMENTE

    AUTENTICADOPELO ORC

    RUBRICA

    Em _____/___/____

    OSTENSIVO - II - REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    NDICE

    PGINASFolha de Rosto............................................................................................................................... IAto de Aprovao.......................................................................................................................... IIndice ............................................................................................................................................ IIIIntroduo ..................................................................................................................................... V

    CAPTULO 1 - SEGURANA DAS INFORMAES DIGITAIS (SID)1.1 CONCEITO DE SEGURANA DAS INFORMAES DIGITAIS 1-1

    1.1.1 - Integridade 1-1

    1.1.2 - Confidencialidade 1-1

    1.1.3 - Autencidade 1-1

    1.1.4 - Disponibilidade 1-1

    1.2 - RESPONSABILIDADES E ATRIBUIES DE SID NA MB 1-2

    1.2.1 Ameaas s informaes digitais 1-2

    1.2.2 Ataques s informaes digitais 1-2

    1.2.3 Princpio do privilgio mnimo 1-3

    1.2.4 Separao das funes e responsabilidades 1-3

    1.2.5 Recursos Computacionais Crticos (RCC) 1-3

    1.3 SEGURANA ORGNICA 1-4

    1.4 - SEGURANA FSICA DAS INFORMAES DIGITAIS 1-4

    1.4.1 Permetro de Segurana 1-4

    1.5 SEGURANA LGICA DAS INFORMAES DIGITAIS 1-5

    1.5.1 Uso de antivrus e outros programas de proteo individual 1-5

    1.5.2 Cpias de segurana (''Backup'') 1-61.5.3 Instalao de programas para uso em rede 1-6

    1.5.4 Correio eletrnico 1-6

    1.6 - SEGURANA DO TRFEGO DAS INFORMAES DIGITAIS 1-6

    1.6.1 Enlace entre instalaes afastadas da rede local 1-6

    1.6.2 Uso de rede sem fio 1-7

    1.6.3 Redes Sociais 1-7

    1.7 - SEGURANA CRIPTOLGICA DAS INFORMAES DIGITAIS 1-7

    1.8 - MENTALIDADE DE SEGURANA 1-7

    OSTENSIVO - III- REV 1

  • OSTENSIVO EMN-008

    CAPTULO 2 - TCNICAS DE DIGITAO2.1 Tipos de teclado 2-1

    CAPTULO 3 - EDIO DE TEXTOS - WRITER3.1 - Libreoffice 3-13.2 Writer Processador de texto 3-1

    3.3 A tela do Writer 3-2

    3.4 Barra de ferramentas 3-3

    3.5 Barra de formatao 3-53.6 Autosubstituio 3-6

    3.7 Seleo de texto 3-73.8 Formatando caracteres 3-73.9 Formatando pargrafos 3-93.10 Desfazer, refazer e recarregar 3-103.11 Configurando pginas 3-103.12 Salvando Arquivo 3-113.13 Abrindo arquivo 3-133.14 Criando arquivo 3-143.15 Inserindo arquivo 3-153.16 Cabealho e rodap 3-163.17 Numerao de pginas 3-173.18 Formatando colunas 3-173.19 Verificador ortogrfico 3-193.20 Localizar e substituir 3-203.21 Trabalhando com tabelas 3-223.22 Inserindo figuras 3-243.23 Impresso 3-25

    CAPTULO 4 - PLANILHA ELETRNICA DE CLCULO: CALC4.1 - Conceitos bsicos 4-1

    4.2 - Iniciando o CALC 4-1

    4.3 - Movimentando-se dentro de uma planilha 4-2

    4.4 - Selecionando o texto 4-3

    4.5 - Digitando o texto 4-4

    4.6 - Apagando o texto 4-4

    4.7 - Formatao de texto 4-5

    4.8 - Mesclando clula 4-6

    4.9 - Formatao de clula 4-6

    4.10 - Inserindo nota 4-7

    4.11 - Configurando pgina 4-7

    4.12 - Impresso 4-8

    OSTENSIVO - IV- REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    4.13 - Operaes com planilha 4-9

    4.14 - Frmulas 4-9

    4.15 - Editando uma planilha 4-11

    4.16 - Copiando dados 4-11

    4.16.1 Cpias relativas 4-11

    4.16.2 Cpias no relativas 4-12

    4.16.3 Mover dados 4-12

    4.16.4 Mover dados entre planilhas ou entre arquivos de trabalho 4-12

    4.16.5 Alterar a altura das linhas 4-13

    4.16.6 Alterar a largura das colunas 4-13

    4.16.7 Ocultar linhas e colunas 4-13

    4.17 - Localizao e substituio de dados 4-13

    4.18 - Funes 4-15

    4.18.1 Funo bsica 4-15

    4.18.2 Funo intermediria 4-16

    4.18.3 Funo avanada 4-16

    4.19 - Formatao condicional 4-17

    4.20 - Criando sequncia dos dados 4-18

    4.21 - Classificao dos dados 4-18

    4.22 - Filtros 4-19

    4.23 - Grficos 4-19

    CAPTULO 5 - SOFTWARE DE APRESENTAO: IMPRESS5.1 O que impress? 5-1

    5.1.1 Iniciando o Impress 5-15.1.2 Partes da Janela principal do Impress 5-25.1.3 Painel de slides 5-2

    5.1.4 Painel de tarefas 5-3

    5.1.5 rea de trabalho 5-4

    5.1.6 Barra de ferramentas 5-4

    5.1.7 Barra de status 5-45.1.8 - Navegador 5-6

    5.1.9 Exibies da rea de trabalho 5-6

    5.1.10 Exibio estrutura de tpicos 5-7

    5.1.11 Exibio Notas 5-7

    OSTENSIVO - V- REV 1

  • OSTENSIVO EMN-008

    5.1.12 Exibio Folheto 5-8

    5.1.13 Exibio classificador de slides 5-9

    5.2 Personalizando a exibio classificador de slides 5-0

    5.2.1 Movendo um slide usando o Classificador de slide 5-10

    5.2.2 Selecionando e movendi grupos de slides 5-10

    5.3 Criando uma nova apresentao 5-11

    5.4 Formatando uma apresentao 5-135.4.1 Inserindo slides 5-145.4.2 Selecionando um layout 5-145.4.3 Modificando os elementos de slide 5-155.4.4 Adicionando texto a um slide 5-165.4.5 Modificando a aparncia de todos os slides 5-165.4.6 Modificando a apresentao de slides 5-175.5 Adicionando e Formatando texto 5-175.6 Adicionando imagens 5-175.7 Adicionando tabelas 5-185.8 Criando um slide mestre 5-185.9 Transio de slide 5-205.10 Executando a apresentao de slides 5-20

    CAPTULO 6 - O SOFTWARE, REDES DE COMPUTADORS E SUAS

    CARACTERSTICAS6.1 - Software 6-16.2 - Software bsico e aplicativo 6-16.2.1 - Software bsico 6-16.2.2 - Softwares aplicativos 6-16.3 - Sistema operacional 6-16.4 - Antivrus 6-16.5 - Vrus 6-16.6 - Caractersticas bsicas das redes 6-26.6.1 Definio de redes 6-26.7 Componentes de uma rede 6-26.7.1 Elementos bsicos 6-26.8 Classificao das redes de computadores 6-6

    ANEXO REFERNCIAS BIBLIOGRFICASA-1

    OSTENSIVO - VI- REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    INTRODUO

    1- PROPSITOEsta publicao tem o propsito de apresentar ao aluno do Curso de Formao de Marinheiros

    para Ativa (C-FMN), noes bsicas sobre o funcionamento e operao do microcomputador,

    utilizando softwares bsicos e aplicativos.

    2 - DESCRIO

    O mundo dos computadores com o MS-DOS (Sistema de Operao de Discos) era

    complicado. Havia necessidade de um perodo muito longo de aprendizado, apenas para realizar

    tarefas simples. Alm disso, no existia nenhum meio de aprender, durante o trabalho, com o

    equipamento. Voc era obrigado a dedicar parte do seu tempo ao estudo do MS-DOS e dos

    aplicativos e empregar o tempo restante, tentando realizar algum trabalho produtivo.

    Aps o surgimento do Windows, tudo ficou mais fcil para os usurios de computadores.

    Com algumas horas de treinamento, as pessoas, quase sempre, so capazes de aprender a utiliz-lo

    sozinhas, como autodidatas, por meio da explorao de suas janelas. Com isso, a relao entre

    trabalho e aprendizado melhorou significativamente.

    A partir do Captulo1 desta Apostila, o estudante ser apresentado ao microcomputador de uso

    pessoal, suas diversas partes componentes; no Captulo 2, conhecer softwares e aplicativos de

    utilizao mais freqente; no Captulo 3, aprender a utilizar uma Rede de Computadores; no

    Captulo 4, aprender sobre a Segurana das Informaes Digitais; no Captulo 5, o Sistema

    Operacional de uso corrente na MB; no Captulo 6, aprender como utilizar o Editor de Texto do

    BrOffice Writer; e no Captulo 7, aprender a trabalhar com uma planilha eletrnica do BrOffice

    Calc e ter noes de como funciona o correio eletrnico da Marinha.

    Ao finalizar esta disciplina, o estudante ter, certamente, capacidade de utilizar todos os

    recursos existentes no BrOffice, tornando-se, deste modo, capaz de desenvolver, com garantia de

    qualidade, fainas rotineiras que demandam a utilizao dos recursos da informtica.

    3 - RECOMENDAO

    Prioritariamente, essa publicao destina-se aplicao da disciplina de Informtica Militar

    no C-FMN.

    4 - CLASSIFICAO

    Esta publicao classificada, de acordo com o EMA-411, Manual de Publicaes da

    OSTENSIVO - VII- REV 1

  • OSTENSIVO EMN-008

    Marinha, como Publicao da Marinha do Brasil no controlada, ostensiva, didtica e manual.

    5 - SUBSTITUIO

    Esta publicao substitui a Apostila de Introduo Informtica, Original, aprovada em 20

    de janeiro de 2012.

    OSTENSIVO - VIII- REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    CAPTULO 1

    SEGURANA DAS INFORMAES DIGITAIS (SID)

    1.1 CONCEITO DE SEGURANA DAS INFORMAES DIGITAIS

    A segurana de informaes visa garantir a integridade, confidencialidade, autenticidade e

    disponibilidade das informaes processadas pela instituio.

    1.1.1 Integridade

    Consiste na fidedignidade de informaes. Sinaliza a conformidade de dados armazenados

    com relao s inseres, alteraes e processamentos autorizados efetuados. Sinaliza, ainda, a

    conformidade dos dados transmitidos pelo emissor com os recebidos pelo destinatrio. A manuteno

    da integridade pressupe a garantia de no violao dos dados com intuito de alterao, gravao

    ou excluso, seja ela acidental ou proposital.

    1.1.2- Confidencialidade

    Consiste na garantia de que somente pessoas autorizadas tenham acesso s informaes

    armazenadas ou transmitidas por meio de redes de comunicao. Manter a confidencialidade

    pressupe assegurar que as pessoas no tomem conhecimento de informaes, de forma acidental ou

    proposital, sem que possuam autorizao para tal procedimento.

    1.1.3 Autenticidade

    Consiste na garantia da veracidade da fonte das informaes. Por meio da autenticao

    possvel confirmar a identidade da pessoa ou entidade que presta as informaes.

    1.1.4 Disponibilidade

    Consiste na garantia de que as informaes estejam acessveis s pessoas e aos processos

    autorizados, a qualquer momento requerido, durante o perodo acordado entre os gestores da

    informao e a rea de informtica. Manter a disponibilidade de informaes pressupe garantir a

    prestao contnua do servio, sem interrupes no fornecimento de informaes para quem de

    direito.

    OSTENSIVO 1-1 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    1.2 RESPONSABILIDADES E ATRIBUIES DE SID NA MB

    1.2.1 Ameaas s informaes digitais

    A ameaa uma potencial causa de acidente, que pode resultar em dano ou perda a um sistema

    ou organizao. As ameaas exploram as vulnerabilidades que existem no ambiente, ou seja, se

    aproveitam de uma fraqueza de um bem ou conjunto de bens. Os tipos de ameaa as informaes

    digitais em redes so os seguintes:

    a) Ameaa de interrupo: possibilidade de no se resistir a um ataque que impea o

    acesso, pelo usurio, a informao digital desejada, afetando o requisito de

    disponibilidade.

    b) Ameaa de interceptao: possibilidade de no se resistir a um ataque que permita o

    acesso a informao digital por algum no autorizado para tal, afetando o requisito e

    sigilo.

    c) Ameaa de modificao: possibilidade de no se resistir a um ataque que permita a

    alterao do contedo da informao digital por algum no autorizado, afetando o

    requisito de integridade.

    d) Ameaa de fabricao: possibilidade de no se resistir a um ataque que permita a

    gerao, por algum no autorizado, de informaes digitais falsas ou em nome de

    outrem, afetando o requisito de autenticidade.

    1.2.2 Ataques s informaes digitais

    Os ataques as informaes digitais so classificados de:

    a) Acidentais: aqueles no associados a inteno premeditada.

    b) Intencionais: aqueles associados a inteno premeditada.

    c) Passivos: aqueles que, quando realizados, no resultam em qualquer modificao nas

    informaes digitais contidas em um sistema, como, por exemplo, uma interceptao.

    OSTENSIVO 1-2 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    d) Ativos: aqueles que envolvem interrupo, modificao ou fabricao de informaes

    digitais contidas no sistema, ou alterao do estado ou da operao do prprio sistema.

    e) Externos: aqueles praticados por usurio externo a RECIM que, embora sem

    autorizao de acesso, conseguiu vencer as barreiras de proteo existentes.

    f) Internos: aqueles praticados por usurios internos a RECIM, com ou sem autorizao

    de acesso, ou por usurios externos a RECIM que tenham autorizao de acesso.

    1.2.3 Princpio do privilgio mnimo

    Este princpio preconiza que nenhum privilgio, acesso, programa, dispositivo de entrada ou

    sada, porta ou servio devem estar disponvel a no ser que seja realmente necessrio.

    1.2.4 Separao das funes e responsabilidades

    Prtica comum e eficiente para se evitar que as medidas e mecanismos de segurana sejam

    burlados. Quando a administrao ou a responsabilidade dos sistemas digitais ou dispositivos de

    segurana e dividida por mais de uma pessoa, nenhuma pessoa ou processo possui privilgio

    suficiente para realizar atividades maliciosas significantes ou burlar os controles de segurana

    impostos.

    1.2.5 Recursos Computacionais Crticos (RCC)

    No ambiente computacional integrado por uma rede local, alguns recursos ou equipamentos

    so considerados crticos em relao aos riscos de segurana proporcionados, por suas

    vulnerabilidades afetaro diretamente os requisitos bsicos de SID.

    Os principais RCC so: estao de trabalho, equipamentos portteis, servidores, roteadores, de

    conectividade, switches, meios fsicos de trfego, sistemas de armazenamento das informaes

    digitais, equipamentos (discos rgidos e outras mdias) que armazenam informaes digitais sigilosas e

    os sistemas de cpias de segurana (backup), assim como as instalaes eltricas e os sistemas de

    refrigerao, sistema de combate a incndio, sistema de controle de acesso fsico e outros sistemas ou

    recursos das reas que abrigam equipamentos computacionais. Os servios de manuteno dos RCC

    tambm so considerados crticos, merecendo uma ateno especial sob o aspecto da SID. De acordo

    com a sua importncia para a SID, cada RCC ou grupo de RCC com caractersticas semelhantes

    podem ser classificados nos seguintes nveis:OSTENSIVO 1-3 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    - NVEL 1: corresponde aos RCC de alta importncia, isto , aqueles que, quando atingidos,

    interrompem ou degradam severamente o funcionamento da rede local da OM ou RECIM, tornam

    expostas informaes digitais sigilosas ou causam prejuzo a SID por comprometimento de um dos

    requisitos bsicos;

    - NVEL 2: corresponde aos RCC de mdia importncia, isto , aqueles que, quando atingidos,

    degradam apenas superficialmente o funcionamento da rede local da OM ou RECIM, tornam expostas

    informaes digitais no sigilosas ou no causam prejuzo a ID por comprometimento de um dos

    requisitos bsicos; e

    - NVEL 3: corresponde aos RCC de baixa importncia, isto , aqueles que quando atingidos

    no causam prejuzo direto a SID ou ao funcionamento da rede local da OM ou RECIM, mas que

    requerem ateno, pois podem permitir que o ataque ou ameaas escale, comprometendo outros RCC

    de nvel de importncia superior.

    1.3 SEGURANA ORGNICA

    A Segurana Orgnica, conforme definido em publicao do EMA que rege o assunto,

    compreende o conjunto de medidas voltadas para a preveno e a obstruo das aes ou ocorrncias

    adversas de qualquer natureza que possam comprometer a salvaguarda de conhecimentos de interesse

    da MB ou do pas.

    1.4 SEGURANA FSICA DAS INFORMAES DIGITAIS

    A segurana fsica corresponde a todos os procedimentos e dispositivos utilizados para

    assegurar a integridade fsica dos RCC (Recursos Computacionais Crticos). Para garantir a adequada

    segurana fsica desses ativos, preciso combinar medidas de preveno, deteco e reao aos

    possveis incidentes de segurana. Os equipamentos instalados em reas comuns exigem medidas de

    proteo especficas contra acesso no autorizado, dano, furto, falha de energia e do prprio hardware.

    O uso de no-breaks, geradores, trancas e hacks so aes que devem ser implementadas para garantir

    a segurana fsica.

    1.4.1 Permetro De Segurana

    Um permetro de segurana uma separao fsica que estabelece uma barreira de proteo

    (como por exemplo: paredes, salas, cofres, sala-cofre, etc.), cujas vias de acesso possuam controle

    OSTENSIVO 1-4 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    eletrnico ou sejam vigiadas por pessoal de servio (ou ambos), dependendo do resultado da anlise

    de risco elaborada. Cada uma destas barreiras representa um permetro ou camada fsica de segurana

    que melhora a proteo total.

    1.5 SEGURANA LGICA DAS INFORMAES DIGITAIS

    As vulnerabilidades lgicas normalmente encontradas nos equipamentos servidores so

    inerentes aos protocolos utilizados e a configurao implementada, decorrentes da falta de atualizao

    dos programas ou pela no instalao das correes, disponibilizadas pelos fabricantes ou

    distribuidores dos sistemas operacionais e dos aplicativos em uso. Para mitigar essas vulnerabilidades,

    fundamental a instalao das verses atualizadas dos programas existentes nos servidores, bem

    como de todas as correes disponibilizadas pelos respectivos fabricantes e distribuidores.

    Adicionalmente, todos os servios no necessrios devem ser desabilitados, observando o princpio do

    privilgio mnimo, desinstalando-se todos os programas e aplicativos desnecessrios e fechando-se

    todas as portas lgicas que no estiverem efetivamente em uso. Para reforar a segurana lgica dos

    equipamentos servidores, os ADMIN devem acompanhar continuamente as circulares, DCTIMARIST

    e Listas de Verificao de SID, disponibilizadas pela DCTIM, e providenciar o seu cumprimento.

    1.5.1 Uso de antivrus e outros programas de proteo individual

    Devido ao carter dinmico, rpido e agressivo dos vrus, worm e programas maliciosos de

    computador e de outras ameaas, as configuraes de uso e de atualizao dos programas de proteo

    individuais devem ter seu gerenciamento centralizado pelo CTIM, permitindo o sincronismo,

    velocidade de reao e atualizao fundamentais para a proteo de uma rede de computadores.

    Ressalta-se que somente devem ser utilizados aqueles programas homologados e previamente

    autorizados para uso na MB, pois o emprego de softwares no homologados pode impactar

    negativamente o desempenho e a segurana da rede. Alguns programas maliciosos so distribudos

    com a roupagem de antivrus. Normalmente estes programas geram vrios falsos positivos para ganhar

    a confiana dos usurios. Por serem aplicativos voltados SID, a anlise prvia da DCTIM se torna

    imprescindvel, pois o uso indevido ou a configurao incorreta podem, alm do acima citado, causar

    uma falsa impresso de segurana e facilitar determinados tipos de ataque.

    OSTENSIVO 1-5 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    1.5.2 Cpias de segurana (Backup)

    As cpias de segurana (backup) das informaes digitais servem para restabelecer uma

    condio anterior, ou a mais prxima disso, quando a integridade das informaes digitais houver sido

    afetada.

    1.5.3 Instalao de programas para uso em rede

    vedada a instalao de qualquer programa para uso em rede, mesmo aqueles no voltados

    SID, sem anlise e autorizao prvias da DCTIM, pois esta instalao e o uso em rede podem

    impactar negativamente o desempenho e a segurana da rede.

    1.5.4 Correio eletrnico

    O correio eletrnico corresponde ao servio de troca de mensagens por meio da rede local,

    tanto entre usurios internos OM, quanto entre estes e usurios externos. As mensagens de correio

    eletrnico tambm podem transportar arquivos digitais em anexo. Pela sua eficincia como meio de

    comunicao, a propagao de ameaas e ataques pelo servio de correio eletrnico rpida e muitas

    vezes avassaladora, como, por exemplo, propagao de um ataque por vrus.

    1.6 SEGURANA DO TRFEGO DAS INFORMAES DIGITAIS

    Esta segurana compreende todas as medidas colocadas em prtica para impedir a obteno

    no autorizada das informaes digitais quando estas estiverem trafegando em uma rede local e suas

    conexes.

    1.6.1 Enlace entre instalaes afastadas da rede local

    No caso da existncia de enlace entre instalaes prediais afastadas da mesma OM, devero

    ser tomadas as devidas medidas de proteo as informaes digitais que neles trafegam. Quando o

    enlace no for controlado pela MB, como no caso dos enlaces contratados de companhias telefnicas,

    no basta que os dados classificados trafeguem criptografados. necessrio criptografar o enlace

    como um todo, implementando uma Rede Privada Virtual (VPN Virtual Private Network), visando

    mitigar interceptaes. Os projetos de implementao de VPNs devem ser submetidos aprovao da

    DCTIM.

    OSTENSIVO 1-6 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    1.6.2 Uso de rede sem fio

    vedado o uso de rede sem fio para a integrao de equipamentos na rede local da OM.

    Nenhum dispositivo de rede sem fio deve ser implementado sem anlise e autorizao prvias da

    DCTIM.

    1.6.3 Redes sociais

    Pelos mesmos motivos apresentados no item anterior, vedado o uso de redes sociais, tais

    como Orkut, facebook, myspace, twitter, picasa e etc., nas estaes de trabalho da RECIM.

    1.7 SEGURANA CRIPTOLGICA DAS INFORMAES DIGITAIS

    A segurana criptolgica consiste no emprego de processos de codificao ou cifrao para

    alterar-se o contedo original da informao, de modo a tornar-se incompreensvel quando

    examinados sem uso dos mesmos cdigos ou cifras. As informaes digitais sigilosas devem trafegar

    e ser armazenadas cifradas, utilizando-se os recursos criptolgicos em vigor na MB e observando-se o

    preconizado nas publicaes do EMA e da DGMM referentes, respectivamente, s Normas para a

    Salvaguarda de Materiais e s Normas para a Criptologia da Marinha.

    1.8 MENTALIDADE DE SEGURANA

    O esforo para as atividades de SID deve ser de todos e no somente do pessoal diretamente

    envolvido com o setor de informtica da OM. O fator mais importante para a SID a existncia de

    mentalidade de segurana incutida em todo o pessoal. Pouco adiantar o estabelecimento de rigorosas

    medidas de segurana se o pessoal responsvel pela sua aplicao no tiver delas perfeita conscincia.

    As OM devem, portanto, envidar esforos para desenvolver e manter um alto nvel de conscientizao

    do pessoal quanto a SID. Isto pode ser feito, por exemplo, por meio de notas em Plano do Dia e de

    palestras, adestramentos, exerccios internos e outras atividades cabveis, englobando publicaes,

    normas e procedimentos afetos ao assunto. Alm disso, dentro do Programa de Adestramento de cada

    OM, devem ser formalmente estabelecidos e continuamente cumpridos adestramentos que abordem

    todos os aspectos de SID.

    OSTENSIVO 1-7 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    CAPTULO 2

    TCNICAS DE DIGITAO

    2.1 Tipos de Teclados

    A tcnica de digitao possibilita escrever no teclado de uma forma rpida e eficaz, evitando

    olhar sistematicamente para o mesmo, pela fcil identificao da posio exata de cada tecla.

    Independentemente do tipo de teclado, a colocao das nossas mos deve ser a que ilustra a

    imagem ao lado: Polegares esquerdo e direito: sobre a barra de espao.

    Mo direita: dedo indicador sobre a tela J (repare na salincia da tecla); dedo mdio sobre

    a tecla K; dedo anelar sobre a tecla L; no teclado portugus, o dedo mindinho estar sobre a tecla .

    Mo esquerda: dedo mindinho sobre a tecla A; dedo anelar sobre a tecla S; dedo mdio

    sobre a tecla D; dedo indicador sobre a tecla F (repare na salincia da tecla).

    OSTENSIVO 2-1 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    A Salincia das teclas F e J servem para posicionarmos os nossos dedos no teclado, sem

    termos que olhar para o teclado.

    As teclas F e J tambm se designam como teclas de orientao, pois so as teclas

    orientadoras da escrita. Ao colocar os dedos indicadores esquerdo e direito respectivamente sobre

    as teclas F e J, sabemos que os restantes dedos (esquerdos e direitos) posicionam-se nas teclas

    imediatamente anteriores a estas.

    Mas, como digitar as restantes letras do teclado, mantendo a posio inicial das mos

    ASDFG mo esquerda e HJKL mo direita?

    De acordo com a posio inicial das mos no teclado, cada dedo ir deslizar sobre o conjunto

    de teclas ilustradas na imagem ao lado, voltando sempre posio inicial - ASDFG mo

    esquerda e HJKL mo direita.

    Por exemplo, estando com o dedo mindinho esquerdo sobre a tecla A, sei que

    imediatamente ao lado encontra-se a tecla Caps Lock, abaixo desta tecla temos a tecla shift e

    imediatamente abaixo desta tecla, temos a tecla Ctrl.

    O segredo de digitar no teclado est ento em deslizar os dedos pelo teclado e no levant-

    los para escrever, como habitualmente fazemos.

    OSTENSIVO 2-2 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    CAPTULO 3

    EDIO DE TEXTOS - WRITER

    3.1 LIBREOFFICE

    O LibreOffice uma sute de escritrio; sua interface limpa e suas ferramentas melhoram

    sua produtividade. O LibreOffice incorpora vrias aplicaes que a tornam a mais avanada sute de

    escritrio livre e de cdigo aberto do mercado. O processador de textos Writer, a planilha Calc, o

    editor de apresentaes Impress, a aplicao de desenho e fluxogramas Draw, o banco de dados

    Base e o editor de equaes Math so os componentes do LibreOffice.

    3.2 WRITER PROCESSADOR DE TEXTO

    O Writer um software Processador de textos. Equivocadamente, algumas pessoas se

    referem ao: Writer, Fcil, Redator, WordStar, Tex, etc., como "editores de textos". Existe uma

    diferena muito grande entre um processador e um editor de textos. O editor um aplicativo para

    edio de pequenos blocos de texto, cpia rpida de contedo da memria, pequenas rotinas de

    programao, etc. (exemplo: Bloco de Notas do Windows, SideKick do MsDOS, Kwrite do KDE

    (Linux), etc.), enquanto aquele ou deveria ser usado para elaborao de trabalhos com formatao

    mais sofisticada, como um relatrio, uma carta comercial, uma Mala Direta, uma monografia, etc.

    Writer tem todas as caractersticas necessrias em uma ferramenta moderna e completa em

    processamento de texto e editorao eletrnica. simples o suficiente para um rpido memorando,

    mas poderosa o suficiente para criar livros completos com contedo, diagramas, ndices e muito

    mais.

    OSTENSIVO 3-1 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.3 - A TELA DO WRITER

    01 barra de ttulo: nome do arquivo e do programa;

    02 barra de menu: vai de Arquivo at Ajuda;

    03 barra de ferramentas ou botes - principal: rene os comandos mais usados nos menus;

    04 barra de formatao: serve para dar formas ao texto e/ou objetos;

    05 rgua horizontal e vertical: para indicar as configuraes pgina;

    06 pgina: para receber a digitao;

    07 cursor de texto: indica onde o texto ir ser digitado;

    08 limite de texto: indica a rea que o texto ir ocupar;

    09 barra de rolagem vertical: para se movimentar na pgina verticalmente;

    OSTENSIVO 3-2 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    10 barra de rolagem horizontal: para se movimentar na pgina horizontalmente; e

    11 navegao: rene comandos para se locomover dentro do documento.

    3.4 BARRA DE FERRAMENTAS

    Possui vrios botes que so usados para a realizao das tarefas mais rotineiras de maneira mais

    rpida.

    17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27

    01 - novo documento: pressionando a seta preta (no soltando), abre-se uma caixa de seleo de

    outros tipos de documentos;

    02 abrir documento;

    03 salvar documento;

    04 enviar documento diretamente por e-mail;

    05 ativar/desativar modo editar do arquivo;

    06 exportar/criar arquivo PDF;

    07 imprimir documento atual;

    08 visualizao de pgina;

    09 fazer verificao ortogrfica;

    10 ativar/desativar auto verificao ortogrfica;

    OSTENSIVO 3-3 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    11 recortar texto selecionado;

    12 copiar texto selecionado;

    13 colar texto selecionado;

    14 ferramenta pincel de estilo;

    15 desfazer ao realizada;

    16 restaurar ao realizada;

    17 operaes de hiperlink;

    18 criar tabela;

    19 exibir/ocultar funes de desenho;

    20 localizao e substituio de texto;

    21 navegador de documento;

    22 galeria de imagens;

    23 exibir/ocultar fonte de dados;

    24 exibir/ocultar caracteres no imprimveis;

    25 ferramenta de zoom;

    26 ajuda do LibreOffice; e

    27 personalizao da barra de ferramentas.

    OSTENSIVO 3-4 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    OBS. Os botes que esto selecionados, como por exemplo em (10), mostram que as opes esto

    ativadas.

    3.5 BARRA DE FORMATAO

    Possuem vrios botes/opes que so usados para a realizao das formataes de texto mais

    rotineiras de maneira mais rpida. Veja a barra de formatao padro.

    01 exibir/ocultar estilista (estilos e formatao);

    02 estilo atual do pargrafo;

    03 nome fonte atual do texto;

    04 tamanho da fonte atual do texto;

    05 aplicar negrito a seleo/digitao;

    06 aplicar itlico a seleo/digitao;

    07 aplicar sublinhado a seleo/digitao;

    08 alinhar pargrafo esquerda;

    09 alinhar pargrafo ao centro;

    10 alinhar pargrafo direita;

    11 alinhar pargrafo justificado;

    12 ativar/desativar numerao;

    OSTENSIVO 3-5 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    13 ativar/desativar marcadores;

    14 diminuir recuo do pargrafo;

    15 aumentar recuo do pargrafo;

    16 definir cor da fonte;

    17 definir cor de realce da fonte;

    18 cor do pano de fundo; e

    19 personalizao da barra de formatao.

    3.6 AUTOSUBSTITUIO

    Recurso pelo qual so substitudas certas palavras, geralmente escritas incorretas por outra

    correta. Por exemplo: ao se digitar asseno esta substituda por asceno.

    Existem no BrOffice, por padro, diversas palavras pr-configuradas para a realizao das

    autosubstituies. As opes que controlam este recurso esto no Menu / Ferramentas /

    AutoCorreo / Substituir.

    Tela padro Substituir do recurso Autocorreo

    Acima se pode ver duas colunas (Substituir e Por), logo abaixo se tem a caixa com a lista

    das substituies inseridas. A palavra direita (coluna substituir) a palavra a ser substituda, e a

    palavra direita (coluna Por), a palavra que ser a substituta. Ex. quando se digitar a palavra

    aqeule esta ser substituda por aquele.

    O recurso de Autossubstituio altamente configurvel, as substituies j inseridas

    podem ser excludas e outras podem ser adicionadas. Para excluir basta selecionar as substituies

    inseridas e pressionar o boto Excluir. Para Adicionar novas substituies deve-se preencher a

    OSTENSIVO 3-6 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    caixa de Substituir e Por, no alto da tela, e pressionar o boto Novo.

    3.7 SELEO DE TEXTO

    Para aplicar qualquer tipo de formatao no documento, necessrio selecionar a regio

    onde ser aplicado o efeito. Voc pode selecionar partes do texto, utilizando o teclado ou o mouse.

    A seguir, voc ter uma lista das formas mais usadas para selecionar.

    Utilizando o mouse.

    Para selecionar Pressione.

    Seleo alternada Ctrl + 2 cliques no boto esquerdo do mouse sobre a palavra.

    Uma palavra 2 cliques com o boto esquerdo do mouse sobre a palavra.

    Uma linha 3 cliques com o boto esquerdo do mouse em qualquer palavra da linha.

    Diversas linhas arraste o mouse com o boto esquerdo pressionado.

    Pargrafo para um nico pargrafo, basta estar clicado em algum lugar dele.

    Para mais de um pargrafo, deve-se clicar no primeiro pargrafo e arrastar o mouse at o ltimo

    pargrafo desejado.

    3.8 FORMATANDO CARACTERES

    Menu Formato/Caractere - Fonte

    Tela de formatao de caractere guia Fonte.

    Fonte

    OSTENSIVO 3-7 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Apresenta as fontes disponveis no sistema e que podem ser utilizados em seu documento.

    Tipos de fonte

    Nesta caixa esto disponveis os tipos para a fonte selecionada. Para escolher, basta dar um clique

    sobre o tipo desejado e verificar o exemplo.

    Tamanho

    Na caixa de Listagem Tamanho, surgir a lista de possveis tamanhos para a fonte selecionada.

    Idioma

    Pode-se escolher o idioma para a fonte selecionada.

    Caso voc no queira utilizar o menu, vrias das opes vistas anteriormente podem ser encontradas

    na Barra de Formatao.

    OSTENSIVO 3-8 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.9 FORMATANDO PARGRAFOS

    Menu Formato/Pargrafo

    cone no Menu

    Alinhamento a posio do texto em relao s margens. Existe alinhamento esquerda,

    direita, centralizado e justificado. Para defini-lo, acesse o menu Formato/Pargrafo. Na guia

    Alinhamento, escolha o formato desejado. No se esquea de selecionar a regio onde quer aplicar

    o alinhamento.

    guia alinhamento;

    guia recuos e espaamento;

    guia bordas;

    guia plano de fundo;

    guia fluxo de texto; e

    guia tabulaes.

    OSTENSIVO 3-9 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.10 DESFAZER, REFAZER E RECARREGAR

    Para Desfazer algo que voc tenha feito errado, basta clicar no Menu Editar/ Desfazer. Se

    preferir voc pode usar o teclado e pressionar Ctrl + Z, ou ainda clicar no Boto Desfazer da

    Barra de Botes. Caso tenha usado o comando Desfazer e gostaria de voltar ao que era antes de

    desfazer, basta usar o comando Refazer clicando no Menu Editar / Refazer. Se preferir use o

    teclado, Ctrl + Y, ou ainda o Boto Refazer da Barra de Botes.

    Por padro, o Writer oferece 100 oportunidades para desfazer ou refazer. Isto quer dizer que

    voc pode fazer 100 coisas erradas que o Writer poder ir voltando medida que voc usar o

    comando Desfazer ou Refazer.

    Se a sua inteno aps muito alterar o seu documento, quiser que ele volte ao que era at a

    ltima vez que o mesmo foi salvo, basta clicar no Menu Arquivo / Recarregar e na mensagem que

    surge, clicar em Sim.

    Os botes Desfazer e Refazer ao serem pressionados e no apenas clicados, exibem uma

    lista com os comandos que podem ser desfeitos ou refeitos. Porm no podemos pular a ordem

    desta lista.

    3.11 CONFIGURANDO PGINAS

    Para indicar qual o tamanho e as margens da pgina, siga o processo. Clique no Menu

    Formato/

    Pgina Guia Pgina. Na janela que aparece teremos:

    Janela Estilo de Pgina Configurar Pgina

    01 formato do papel: para indicar tamanhos pr-definidos, ou usando as caixas Largura e

    Altura, indicar o tamanho certo do papel. Em Orientao indicamos se a pgina ser Retrato (em

    p) ou Paisagem (deitada);

    OSTENSIVO 3-10 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    02 margens: indica o limite que o texto ter em relao s bordas da pgina; e

    03 visualizao: podemos visualizar as alteraes nesta janela atravs desta figura.

    3.12 SALVANDO ARQUIVO

    Para Salvar um arquivo aja da seguinte maneira. Clique no Menu Arquivo/ Salvar ou

    pressione Ctrl + S, ou ainda clique no Boto Salvar da Barra de Ferramentas, Janela Salvar Como:

    01 salvar em: escolhemos o local que desejamos salvar o nosso arquivo;

    02 nome do arquivo: nome a ser dado ao nosso arquivo;

    03 salvar como tipo: a extenso1 que o nosso arquivo ter. Clicando nesta caixa podemos

    escolher, entre outros formatos, o formato Microsoft Word 97/2000/XP (.doc) esta opo

    far com que o seu arquivo possa ser aberto no Office da Microsoft; e

    04 botes salvar e cancelar: o boto Salvar confirmar as informaes. J o Cancelar cancela a

    operao de salvamento do arquivo.

    OSTENSIVO 3-11 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Importante:

    importante salientar que alguma perda de formatao poder ocorrer na abertura de um

    arquivo feito no Writer e aberto no Word. Caso o arquivo no precise ou no deva ser modificado

    por quem ir receb-lo, clique no boto Exportar Diretamente como PDF sexto boto da Barra de

    Botes ao finalizar o documento. Isto far com que o documento possa ser aberto, mas no

    editado em qualquer computador com um visualizador de arquivos tipo, PDF, que praticamente

    acompanha os CDs de impressoras, CDs de revistas e etc.

    O LibreOffice guarda o local do Cursor de Texto no ato do salvamento. Isso quer dizer que,

    ao salvar um documento com o curso no final do texto, ao abrir novamente o arquivo, o mesmo ser

    aberto no ponto onde estava o Cursor de Texto no ato do salvamento.

    Salvar Como:

    Esta uma das maiores dvidas que existe por parte dos usurios de computadores em geral.

    O comando Salvar Como aparece na primeira vez que salvamos um arquivo, pois o computador

    precisa de trs informaes sobre o arquivo: o Local (Salvar em); o Nome (Nome do arquivo) e a

    OSTENSIVO 3-12 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Extenso (Salvar como tipo). medida que formos fazendo alteraes em nosso arquivo, devemos

    ento ir salvando o mesmo usando o comando Menu Arquivo/ Salvar ou pressionando Ctrl + S, ou

    ainda clicando no Boto Salvar da Barra de ferramentas.

    Utilizaremos ento o comando Salvar Como quando desejarmos fazer uma cpia dos nossos

    arquivos em um outro local como, por exemplo, em um dispositivo de armazenamento, ou quando

    desejamos fazer uma cpia com outro nome ou outra extenso. Pois s com este comando, depois

    de salvo, que a Janela Salvar Como ir aparecer para darmos outro nome, outra extenso ou outro

    local para o nosso arquivo.

    3.13 ABRINDO ARQUIVO

    Para abrirmos um arquivo podemos clicar no Menu Arquivo/ Abrir, pressionar Ctrl + O ou

    clicarmos no Boto Abrir da barra de ferramentas. Quando fizermos isto, surgir a Janela Abrir

    como mostrada a seguir:

    01 examinar: escolhemos o local onde se encontra o nosso arquivo. O nome do local onde se

    encontra o nosso arquivo dever aparecer em Examinar;

    02 nome do arquivo: podemos tambm digitar o nome do arquivo que estamos procurando;

    03 arquivos do tipo: escolhemos qual tipo de arquivo queremos abrir; e

    04 abrir e cancelar: o boto Abrir abrir o arquivo aps ter sido selecionado e o boto

    Cancelar, cancelar a Janela Abrir.

    OSTENSIVO 3-13 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Importante:

    Quando temos arquivos de tipos (extenses) diferentes em um mesmo local, podemos

    demorar muito procurando pelo arquivo em questo principalmente se em Arquivos do Tipo estiver

    em Todos os Arquivos (*.*). Para evitar esta demora, podemos optar em alterar em Arquivos do

    Tipo para Documentos de texto. Fazendo assim, somente os arquivos de texto sero exibidos.

    3.14 CRIANDO ARQUIVO

    Para termos um novo arquivo, o LibreOffice traz uma grande facilidade. Se voc abriu o

    Writer e quer um novo arquivo tambm do Writer, voc pode simplesmente clicar no Boto Novo.

    Mas se deseja um documento de outro programa do pacote, basta usar o Menu Arquivo/ Novo e

    escolher que tipo de novo documento deseja. E se ao invs de clicar, voc pressionar o Boto

    Novo, o mesmo menu aparecer para a escolha do documento.

    OSTENSIVO 3-14 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.15 INSERINDO ARQUIVO

    Inserir um arquivo significa juntarmos em um nico arquivo, vrios outros. Como, por

    exemplo, vrios captulos de um livro ou de uma monografia que foram feitos separados e depois de

    todos os captulos prontos, juntam-se estes arquivos em um s. Para isto clique no Menu Inserir/

    Arquivo. Surgir a Janela Inserir conforme abaixo:

    Note a semelhana das janelas inserir figura, inserir arquivo e abrir.

    Importante:

    A figura acima mostra a Janela Inserir Arquivo. Muitas vezes nos enganamos com as janelas

    por elas serem bem parecidas. Neste caso, observe que a Janela apresenta uma barra de ttulo que

    mostra o nome Inserir. O procedimento de inserir um arquivo pode ser feito em uma pgina em

    branco, ou abrindo o primeiro assunto e inserindo ao final do mesmo os outros arquivos.

    OSTENSIVO 3-15 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.16 CABEALHO E RODAP

    O Cabealho um espao que destinado a parte superior de uma pgina para que

    possamos nele inserir o timbre de uma empresa ou at mesmo a numerao de um documento. J o

    Rodap, ficar na parte inferior da pgina, tambm destinado a exibir a numerao de pginas e

    outras informaes. Para que seja exibido um Cabealho na pgina, clique no Menu Inserir/

    Cabealho/ Padro. Note um pequeno retngulo passa a ser exibido na parte superior da sua

    pgina.

    Cabealho inserido no topo da pgina.

    Digite dentro do Cabealho/ Rodap o que deseja e este ser impresso em todas as pginas

    do arquivo. Pode-se utilizar no Cabealho/ Rodap todos os tipos de formataes, como se

    estivesse digitando um pargrafo normalmente.

    As pginas podem ter Cabealhos/ Rodaps diferentes. Por exemplo, em uma monografia

    cada captulo pode ter um cabealho diferente, pode-se, ento, utilizar recursos avanados para a

    realizao dessa tarefa. Tais recursos podem ser vistos no tpico referente ao Estilista, para tanto,

    deve-se utilizar estilos de pginas diferentes para cada captulo.

    OSTENSIVO 3-16 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.17 NUMERAO DE PGINAS

    Para adicionarmos uma numerao nas pginas devemos primeiro escolher se a mesma

    ficar no Cabealho ou no Rodap. Feito isto, clique no Menu Inserir/ Campos/ Nmero da

    Pgina. Note que a numerao ser exibida em todas as pginas.

    Cabealho no topo da pgina com numerao de pginas.

    3.18 FORMATANDO COLUNAS

    Trabalhar com colunas no Writer muito fcil. Para isto, clique no Menu Formato/

    Colunas.

    Surgir a Janela Colunas.

    A Janela Colunas e suas atribuies

    01 configuraes: indicao da quantidade de colunas. Ou se preferir, na caixa colunas

    digitamos a quantidade;

    02 largura e espaamento: sero ativadas quando desmarcada a opo Autolargura. Estas

    opes determinam largura das colunas e o espaamento entre elas; e

    03 linha separadora: uma linha que ficar entre as colunas. As opes Altura e Posio s

    sero ativadas quando determinarmos uma linha na caixa Linha.

    Se ao formatar o texto nenhuma parte dele estiver selecionada, o documento todo ser

    colocado em coluna, conforme a formatao realizada. A tela abaixo mostra formatao em

    coluna, de somente uma a parte do documento.

    Tela formatada em coluna

    A tela acima foi conseguida atravs:

    OSTENSIVO 3-17 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    1 Selecionou-se o segundo pargrafo (Em homenagem... totalmente preservados).

    2 Clicou-se no menu Formato / Colunas.

    3 Configurou-se a seguinte formatao: colunas: 2; espaamento: 0,30 cm; linha separadora:

    0,05pt, altura: 100%.

    4 Clicou-se no boto OK.

    Importante:

    Observe que so colocadas bordas na parte do texto que est em colunas, as quais no sero

    impressa, apenas representa a criao de uma seo para o texto selecionado.

    Para fazer alteraes nas formataes do texto em colunas, basta posicionar o cursor em

    qualquer parte do texto em formato de colunas e acionar o menu Formato/Coluna.

    Quando se desejar remover o texto formatado em colunas (sendo este apenas em uma parte

    do documento) deve-se posicionar o cursor no final do pargrafo anterior e pressionar a tecla delete

    (no caso da tela acima, depois de cidade.) ou posicionar o cursor em qualquer parte do texto em

    formato de colunas (observar o nome da seo que fica na barra de status do writer) e clicar no

    menu Formato/ Sees, selecionar o lado esquerdo seo desejada e clicar no boto Remover e

    no boto OK.

    OSTENSIVO 3-18 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.19 - VERIFICADOR ORTOGRFICO

    Para corrigir erros no seu documento, o Writer oferece um processo bastante simples.

    Digite a frase em um documento novo:

    Era esperado que a liberdade fosse em parte. Mas ao que tudo indica ser total.

    Para corrigir as palavras erradas, basta clicar com o Boto Direito do mouse sobre a mesma.

    No menu que aparece, escolher a palavra certa. Caso no tenha, devemos ento clicar em Adicionar,

    caso a palavra esteja realmente certa.

    Importante:

    O Writer s corrige erros ortogrficos (palavras erradas). Por enquanto, no oferecida a

    correo de concordncia (tu entendeu o que ns quis dizer?...). S adicione palavras quando

    estiver certo de que a mesma est correta. Use a opo Autocorreo quando cometer sempre o

    mesmo erro. As marcas de erro s aparecem se o boto Autoverificao automtica (barra de

    botes principal) estiver ativado e o dicionrio Portugus Brasil instalado.

    Podemos corrigir erros em textos de outra maneira com muito mais opes. Clique no boto

    verificao ortogrfica ou menu Ferramentas / verificao ortogrfica. Surgir a janela abaixo:

    Janela Verificao Ortogrfica

    OSTENSIVO 3-19 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    01 palavra: palavra que est errada (em vermelho);

    02 botes de ignorar: o Ignorar uma vez ignora uma vez a palavra. J o Ignorar Tudo, ir

    ignorar todas as vezes que a palavra aparecer neste documento;

    03 botes de alterao: o Alterar substitui a palavra errada pela selecionada em Sugestes. J o

    Alterar tudo, ir substituir todas as vezes que a palavra errada aparecer no documento pela palavra

    selecionada em Sugestes;

    04 autocorreo: ir corrigir a palavra errada pela palavra selecionada em Sugestes toda vez

    que o mesmo erro for cometido; e

    05 adicionar: adiciona a palavra errada ao dicionrio.

    3.20 LOCALIZAR E SUBSTITUIR

    Um importante recurso do Writer a possibilidade de localizar e/ ou substituir palavras ou at

    mesmos pargrafos sem a necessidade de ler todo o documento e ir fazendo as alteraes que se

    deseja.

    Para utilizar esse recurso clique no Menu Editar/ Localizar e Substituir, ou ainda pressione

    o atalho Ctrl + F, ou at mesmo clicar no Boto Ativar/ Desativar Localizar que est na Barra de

    Ferramentas Principal. Surgir a janela abaixo:

    Janela Localizar e Substituir

    01 procurar por: digitamos a palavra que queremos localizar;

    02 substituir por: qual palavra ir substituir a palavra pesquisada;

    03 mais/ menos opes: rene mais opes de busca. Marcando uma destas opes sem saber

    ao certo o que ela far, o Writer poder no encontrar a palavra pesquisada;

    OSTENSIVO 3-20 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    04 botes: tero como referncia a palavra digitada em Procurar Por. Os mais importantes so:

    localizar: Seleciona a palavra pesquisada uma de cada vez. til quando no desejamos localizar

    todas as ocorrncias; Localizar Tudo: Seleciona (localiza) todas as ocorrncias da palavra;

    substituir: substituir uma de cada vez a palavra pesquisada. til quando no desejamos substituir

    todas as ocorrncias; Substituir Tudo: substituir todas as ocorrncias da palavra pesquisada; e

    fechar: Fecha a janela.

    05 atributos: possui opes especiais de busca, como por exemplo: buscar palavras somente por

    uma determinada cor; e

    06 formatar: Podemos definir clicando neste boto, que formatao de fonte a palavra

    pesquisada assumir aps ela ser substituda.

    Importante:

    Se optar em usar a opo Formatar, as novas substituies obedecero as formataes

    realizadas nesta caixa. Para desativar est opo, aps digitar a palavra na caixa procurar por

    OSTENSIVO 3-21 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    clique no boto sem formatao, agindo assim, as novas substituies no tero a formatao

    usada anteriormente.

    3.21 TRABALHANDO COM TABELAS

    Clique no Menu Tabela/ Inserir/ Tabela ou clique no boto Tabela que est na Barra de

    Ferramentas Principal. Na janela que surge teremos:

    Janela Inserir Tabela

    01 nome: nome da tabela;

    02 tamanho: quantidade de Colunas e Linhas da tabela;

    03 opes: como a tabela dever se comportar se passar para outras pginas; e

    04 autoformatar: modelos de tabelas j formatados cor de preenchimento, fonte, etc.

    Vamos construir uma tabela da seguinte forma: Em Colunas coloque 02, em Linhas coloque 01.

    Clique em Ok. Uma tabela composta por Clulas que nada mais so que os quadrados

    que compem a sua tabela. No nosso caso 02 clulas. Observe o surgimento da Barra de

    Formatao Tabela.

    OSTENSIVO 3-22 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Digite na primeira clula: Nome. Para passar para a segunda clula, voc pode clicar dentro

    da mesma, ou ento pressionar a tecla Tab. Digite: Cargo. Para adicionar uma nova linha, como

    voc est na ltima clula, basta pressionar Tab novamente. Fazendo assim, digite a tabela a seguir:

    Agora vamos formatar a tabela. Selecione todo o texto. Voc pode usar o Cursor de Texto

    para tal. Aps a seleo, altere a fonte: Verdana. Retire a seleo e selecione o cabealho da tabela.

    Altere o Alinhamento: Centralizado. Estilo: Negrito.

    Observe a Barra de Formatao Tabela na qual teremos:

    01 tabela: para adicionar mais tabelas;

    02 estilo de linha: formato que a borda (linha) ter em uma clula;

    03 cor da linha (da borda): para modificar a cor que envolve a clula;

    04 bordas: para aplicar ou retirar bordas nas clulas;

    05 cor do plano de fundo: aplica cor clula;

    06 mesclar clulas: une as clulas selecionadas, transformado-as em uma;

    07 dividir clulas: ao ser clicado, ir surgir uma Janela pedindo que voc informe se a diviso

    de clulas ser na horizontal ou vertical;

    08 otimizar: para organizar como dever se comportar a largura das colunas e a altura das linhas

    da tabela;

    09 comportamentos da tabela: como o texto ser centralizado na vertical na clula: Superior,

    Centro (vertical) ou Inferior. Obs. Para centralizar o texto na horizontal pode-se utilizar os botes

    padres da barra de ferramentas padro;

    10 inserir/ remover linhas e colunas: para acrescentar ou retirar linhas e/ ou colunas;

    OSTENSIVO 3-23 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    11 autoformatar: modelos de formatao para as tabelas;

    12 propriedades da tabela: para obter mais opes sobre tabelas;

    13 classificar: para colocar em ordem crescente de valores e/ ou nomes (ordem alfabtica); e

    14 soma: usado quando a tabela possui valores a serem somados.

    3.22 INSERINDO FIGURAS

    Para inserir uma figura j salva no computador clique no Menu Inserir/ Figura/ Do

    Arquivo. Localize o local que se encontra a figura, clique no nome da mesma e clique no Boto

    Abrir. Se quiser, voc poder usar as figuras existentes na Galeria. Localize o Boto Galeria na

    Barra de Botes, ao ser clicado surgir a Janela Galeria figura abaixo:

    OSTENSIVO 3-24 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    3.23 IMPRESSO

    Para imprimir um documento, podemos usar o Menu Arquivo/ Imprimir, ou ainda clicar no

    Boto Imprimir da Barra de Botes. Podemos usar o teclado pressionando Ctrl + P. Surgir a

    Janela Imprimir:

    01 nome: impressoras que podem ser usadas para a impresso;

    02 propriedades: ativa o programa da impressora para serem ajustados;

    03 intervalo de impresso: quando usamos a opo Tudo todas as pginas sero impressas.

    Pginas podemos especificar que pginas queremos imprimir (20 s pgina 20 / 10-20 da

    pgina 10 at 20 / 10;20 pgina 10 e pgina 20); e

    04 Cpias: quantas cpias tero a nossa impresso.

    Importante:

    Para visualizar a impresso clique no Menu Arquivo/ Visualizar de Pgina ou atravs do

    Boto Visualizar Pgina presente na barra de botes - principal

    OSTENSIVO 3-25 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    CAPTULO 4

    PLANILHA ELETRNICA DE CLCULO: CALC

    4.1 CONCEITOS BSICOS

    O Calc um programa que trabalha com planilhas. Neste mdulo, voc ir ver alguns recursos

    bsicos e avanados deste poderoso programa.

    4.2 INICIANDO O CALC

    Utilizando o caminho: Iniciar/ Todos os Programas/ LibreOffice/ LibreOffice Calc.

    4.2.1 A tela do Calc

    Tela do Calc Planilha Eletrnica.

    01 barra de formatao: compreende botes para formatao das clulas;

    OSTENSIVO 4-1 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    02 barra de frmulas: se divide nas caixas rea da Planilha e Linha de Entrada;

    03 planilha: toda a rea quadriculada. Cada quadrado destes recebe o nome de clula; e

    04 guias de planilhas: indica a quantidade de planilhas existentes e em qual estamos trabalhando

    no momento.

    Antes de tudo vamos esclarecer alguns termos usados no Calc. Estes termos devero ser

    fixados, pois todo o estudo ter como base estas informaes.

    Clula: So todos os quadrados existentes na planilha.

    Clula ativa: a clula que aparece em destaque, na qual quando digitamos o texto nela aparece.

    Colunas: So as letras dispostas horizontalmente (Guias de Colunas). Ao todos temos 256 colunas.

    Linhas: So os nmeros dispostos verticalmente. Ao todo temos 65.536 linhas.

    Endereo: indicado pela coluna e linha que a clula ou conjunto de clulas se encontra dentro da

    planilha.

    Por exemplo: A3 isto indica que a clula em questo est na Coluna A e Linha 3.

    4.3 MOVIMENTANDO-SE DENTRO DE UMA PLANILHA

    Para se movimentar dentro de uma planilha voc pode usar o mouse e clicar sobre a clula

    desejada. Ou se preferir, usar as Setas Direcionais at chegar clula desejada. Abaixo mais alguns

    comandos de movimentao:

    Clula Direita Tab

    Clula Esquerda Shift + Tab

    Clula Abaixo Enter

    Para Clula A1 Ctrl + Home

    Tela para baixo Page Down

    OSTENSIVO 4-2 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Tela para cima Page Up

    Tela para Esquerda Alt + Page Down

    Tela para Direita Alt + Page Up

    Prxima Planilha Ctrl + Page Down

    Planilha Anterior Ctrl + Page Up

    Incio da linha digitada Home

    Fim da linha digitada End

    Prxima coluna na linha Digitada Ctrl + seta para Direita

    Prxima linha na coluna Digitada Ctrl + seta para baixo

    Coluna anterior na linha Digitada Ctrl + seta para Esquerda

    Linha anterior na coluna digitada Ctrl + seta para cima

    4.4 SELECIONANDO O TEXTO

    Existem vrios casos de seleo:

    1 - uma clula: Clicar sobre a clula indicada;

    2 - vrias clulas em sequncia: Basta pressionar e arrastar por sobre as clulas desejadas; e

    3 - vrias clulas alternadas: Para a primeira clula, devemos clicar com a tecla Shift pressionada e

    para as demais, basta ir clicando ou pressionando e arrastando com a tecla Ctrl pressionada;

    linha: Clicar no Cabealho de Linha. Para vrias, pressionar e arrastar. Para alternadas usar o Ctrl;

    colunas: Clicar no Cabealho de Coluna. Para vrias, pressionar e arrastar. Para alternadas usar o

    Ctrl; e

    OSTENSIVO 4-3 REV 1

  • -7-2-

    OSTENSIVO EPM-004

    toda planilha: Clicar no Boto Selecionar Tudo que o pequeno quadrado que separa a Guia de

    Linha da Guia de Coluna. Ou usar no teclado Ctrl + A ou no Menu Editar/ Selecionar Tudo.

    4.5 DIGITANDO O TEXTO

    Antes de comear a digitar devemos saber de algumas coisas:

    1 - para digitar normalmente: Selecione a clula e digite;

    2 - para corrigir: Voc poder usar a Barra de Frmulas corrigindo a palavra na caixa Linha de

    Entrada; e

    3 - palavras repetidas: Quando digitamos alguma palavra que j existe na mesma coluna ou linha que

    est sendo digitada, o Calc ir mostrar Auto-Completar esta palavra. Para aceitar, pressione a tecla

    Enter. Caso no pressione Esc.

    4.6 APAGANDO O TEXTO

    Para apagar, basta pressionar a tecla Delete. No caso do Calc, ao ser pressionado a tecla

    Delete, surgir a Janela Excluir Contedo. OBS: com shift + delete apaga o contedo da clula sem

    confirmao.

    01 excluir tudo: exclui todo o contedo da clula, independente se seja texto, frmula ou nmero;

    02 seqncia de caracteres: se houver letras e nmeros selecionados, apenas as letras sero

    excludas;

    03 nmeros: se houver letras e nmeros selecionados, apenas os nmeros sero excludos;

    04 data e hora: exclui o contedo de uma clula que usa data e/ou hora;

    05 frmulas: apenas frmulas sero excludas;

    06 notas: apenas as Notas (comentrios) sero excludas;

    07 formatos: apenas a formatao (tipo de letra, tamanho de letra, cor, etc.) ser excluda; e

    08 objetos: exclui apenas objetos (figuras ou botes).

    OSTENSIVO 4-4 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Importante:

    S notaremos a diferena destas opes quando marcadas uma por vez. Observe o comando

    que ser usado de cada vez. Por exemplo, Sequncias de caracteres devemos selecionar todas as

    clulas que fazem parte deste grupo, pressionar Delete e deixar marcada apenas a opo Sequncias de

    caracteres e clicar em Ok.

    4.7 FORMATAO DE TEXTO

    Para formatar uma clula basta selecionar a(s) clula(s) e usar a Barra de Formatao.

    01 nome da fonte: mudar o tipo (nome) das letras;

    02 tamanho da fonte: mudar o tamanho das letras;

    03 estilos (tipo) da fonte: mudar os estilos da letra para Negrito, Itlico e Sublinhado;

    04 alinhamentos: tipo de alinhamento do texto os mesmos vistos no Writer;

    05 mesclar clulas: unir duas ou mais clulas;

    06 formato de nmero: Moeda: coloca os nmeros com formato de moeda padro;

    07 porcentagem 2: transforma o nmero em porcentagem. Assim como outros programas, ter um

    nmero digitado e transform-lo em porcentagem requer alguns cuidados. aconselhvel que

    primeiro clique no Boto Porcentagem para depois colocar os valores;

    08 formato de nmero: Padro: retira qualquer formatao que os nmeros nas clulas tenham

    sofrido;

    09 casas decimais: estes botes adicionam ou retiram os nmeros aps a vrgula (casas decimais);

    10 recuos: aumentar ou diminuir o recuo do texto;

    11 bordas: aplicam ou retiram as bordas das clulas (linhas ao redor);OSTENSIVO 4-5 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    12 cor do plano de fundo: aplica ou retira cor das clulas; e

    13 cor da fonte: para mudar a cor da fonte (letra) das clulas.

    Digite a planilha abaixo:

    4.8 MESCLANDO CLULA

    Mesclar significa misturar, unir. No nosso caso, iremos misturar as clulas A1 e B1. Para isto

    selecione as duas devemos selecionar somente as indicadas.

    Clique no Boto Mesclar Clulas... agora as clulas A1 e B1 so apenas uma. Sua planilha

    dever ficar assim:

    A planilha formatada em parte.

    4.9 FORMATAO DE CLULA

    Vamos agora realizar uma formatao mais agradvel para a nossa planilha. Devemos deixar a

    nossa planilha como est baixo:

    01 ttulo: letra em Negrito. Estilo: Centralizado. Cor: Vermelho. Cor do Plano de Fundo: Amarelo;

    02 produto e quantidade: estilo: Negrito. Alinhamento: Centralizado;

    03 produtos: estilo: itlico, sendo Canetas e Caixas de grampos com Cor do Plano de Fundo: cinza

    10%; e

    04 bordas: todas as clulas com bordas.

    4.10 INSERINDO NOTA

    OSTENSIVO 4-6 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    A nota serve para mostrar uma informao quando se passar o mouse sobre uma determinada

    clula que contem uma nota.

    Inserindo: Para inserir uma nota deve-se primeiro selecionar a celular e clicar no menu

    Inserir / Nota. Na nota que se abre, em amarelo, digita-se a mensagem e quando terminar deve-se

    clicar fora da nota. Depois disso ao passar o mouse sobre a clula a nota poder ser visualizada.

    Alterando: Para se alterar uma nota deve-se clicar no menu Inserir / Nota, e proceder s

    modificaes e depois clicar fora da nota.

    Apagando: Para se apagar uma nota deve-se clicar no menu Inserir / Nota, e selecionar toda a

    mensagem e pressionar Del e depois clicar fora da nota.

    Coloque uma nota no produto Resmas A4, com a seguinte mensagem: Cada resma possui 500

    folhas.

    4.11 CONFIGURANDO PGINA

    Para modificar o tamanho e obter mais opes sobre a pgina, clique no Menu Formato/

    Pgina Guia Pgina, onde teremos:

    Janela Pgina semelhante com a configurao de pgina do Writer

    01 guias: compreende desde Organizador at Planilhas. Por padro o Cabealho e Rodap so

    ativados e por isso devemos verificar se devemos desativ-los ou no. Ao clicar na guia Cabealho ou

    Rodap, podemos tambm, clicando no Boto Editar..., digitar o texto ou informaes que desejamos

    colocar nos mesmos; e

    02 alinhamento da tabela: marcando as duas opes Horizontal e Vertical, a planilha ficar

    centralizada na impresso.

    Importante:

    A Guia Planilha oferece vrios recursos de formatao da planilha quando se trata de que

    maneira a mesma dever se comportar na impresso bem como o que dever mostrar na mesma. No

    mostramos todos os comandos desta janela por ser bastante parecida com a do Writer. Mas nada lhe

    impede de fazer suas prprias descobertas. Para retirar as opes que aparecem por padro na pgina

    OSTENSIVO 4-7 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    impressa, desmarque-as nas guias Cabealho e Rodap a opo Cabealho ativado ou Rodap ativado

    respectivamente.

    4.12 IMPRESSO

    A impresso do Calc bastante parecida com a do Writer, por isso no mostraremos todos os

    comandos. Para imprimir um documento, podemos usar o Menu Arquivo/ Imprimir, ou ainda clicar

    no Boto Imprimir da Barra de Botes, bem como usar o teclado pressionando Ctrl + P.

    Importante:

    Quando se faz a impresso no Calc, por padro, todas as planilhas so impressas e isso pode

    ser um problema quando se quer imprimir somente a planilha atual. Portanto, para imprimir apenas a

    planilha atual deve-se clicar no boto Opes na janela de impresso e selecionar a caixa Imprimir

    somente as planilhas selecionadas.

    Entretanto, essa configurao s vale para a seo atual, caso queira torn-la definitiva deve-se

    ir ao menu Ferramentas / Opes / BrOffice.org Calc / Imprimir e selecionar a caixa Imprimir

    somente as planilhas selecionadas e clicar em Ok.

    4.13 OPERAO COM PLANILHAOSTENSIVO 4-8 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Falaremos agora sobre vrias operaes que podemos realizar com planilhas. Mas antes feche

    todas as planilhas que estiverem abertas e coloque uma nova:

    Renomear: Pressionar a tecla Alt e clicar sobre o nome j existente da planilha na Guia de

    Planilha (Planilha1) ou clicar com o boto direito sobre a planilha e escolher Renomear Planilha.

    Digita o novo nome e pressionar a tecla Enter ou clicar fora.

    Excluir: Clicar com o Boto Direito do mouse sobre a Guia de Planilha e no menu que surge,

    clicar em Excluir Planilha confirmando a mensagem em seguida. Importante: Certifique-se que est

    ativa a planilha que deseja excluir.

    Mover: Para mover uma planilha de lugar, basta pressionar e arrastar para a posio desejada

    na Guia de Planilha. Tome como referncia, uma pequena seta preta que aparece quando estamos

    pressionando e arrastando a planilha.

    Inserir: Basta clicar com o Boto Direito do mouse sobre uma planilha na Guia de Planilha.

    No menu que surge clicar em Inserir Planilha. Na janela que surge devemos optar que posio a

    mesma dever ser inserida bem como outras opes.

    Copiar: Pressionar a tela Ctrl e clicar sobre a planilha que se quer copiar e arrastar para o

    local desejado.

    Tome como referncia, uma pequena seta preta que aparece quando estamos pressionando e

    arrastando a planilha. Uma outra forma seria clicar na planilha com o boto direito e escolher

    Mover/Copiar planilha, na tela que surgir selecionar a caixa copiar (pois caso contrrio estar

    movendo a planilha) e em Inserir antes escolher o local onde a nova planilha ficar. Nesta tela

    tambm podemos copiar/mover planilhas entre documentos do calc, selecionando o documento em

    Ao documento.

    4.14 OPERAES MATEMTICAS

    Usamos frmulas quando desejamos que o contedo de alguma clula mostre o resultado de

    alguma operao matemtica. Use a tabela abaixo para saber que smbolo dever usar para cada

    operao:

    OSTENSIVO 4-9 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Operao Sinal

    Somar +

    Subtrair -

    Multiplicar *

    Dividir /

    Potncia ^

    Porcentagem %

    Importante:

    Toda vez que em uma clula voc desejar o resultado de alguma operao, a primeira coisa a

    se colocar o sinal de = (igualdade).

    Caso desejar forar a aceitao de um nmero como texto, deve-se primeiramente digitar o

    smbolo (aspa simples) e depois o texto/nmero. Isso necessrio, por exemplo, quando se quer

    digitar o ms/ano (01/06) no como data, mas como texto.

    Veja tambm algumas outras simbologias usadas no Calc:

    Sinal Significado

    > Maior

    < Menor

    = Igual

    >= Maior ou igual

  • OSTENSIVO EPM-004

    4.15 EDITANDO PLANILHA

    Durante o processo de elaborao de uma planilha, pode ser necessrio copiar dados de uma

    clula para outra, fazer movimentos de dados e frmulas, alterar largura e altura de clulas e at

    mesmo ocultar linhas e colunas. Existem vrios recursos de edio, tais como:

    4.16 COPIANDO DADOS

    Para se copiar dados de uma clula para outra, o procedimento pode ser o seguinte:

    selecione os dados a serem copiados;

    escolha o menu Editar/ Copiar;

    clique na primeira clula da regio destino; e

    escolha na Barra de Menu a opo Editar / Colar.

    4.16.1 Cpias relativas

    Cpia as frmulas que possuem referncias de clulas, ajustando-as automaticamente com

    relao s linhas e colunas de destino.

    4.16.2 Cpias no relativas

    OSTENSIVO 4-11 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Cpia as frmulas que possuem referncias de clulas sem ajust-las com relao ao destino.

    Para que uma cpia no seja relativa, utilizamos o sinal $ antes da referncia da linha ou da coluna a

    ser fixada. Veja figura a abaixo:

    4.16.3 Mover dados

    Selecione os dados a serem movidos, com o ponteiro do mouse;

    posicione o ponteiro do mouse na rea selecionada;

    mantenha o boto esquerdo do mouse pressionado e arraste at a primeira clula da regio escolhida

    como destino; e

    solte o mouse.

    4.16.4 Mover dados entre planilhas ou entre arquivos de trabalho

    Selecione os dados a serem movidos;

    escolha Editar / Recortar;

    selecione a outra planilha (clicar sobre a guia da planilha ou no Menu Janela), visualizando a nova

    planilha, clique na primeira clula da regio escolhida como destino; e

    escolha Editar / Colar.

    4.16.5 Alterar a altura das linhas

    OSTENSIVO 4-12 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Selecione a linha ou as linhas a serem alteradas;

    escolha Formato / Linha / Altura; e

    na caixa Altura da Linha, digite o valor desejado e tecle Ok.

    4.16.6 Alterar a largura das colunas

    Selecione a coluna ou as colunas a serem alteradas:

    na Barra de Menu, escolha Formato / Coluna / Largura; e

    na caixa Largura da Coluna, digite o valor desejado e tecle Ok.

    4.16.7 Ocultar linhas e colunas

    Para ocultar:

    selecione as linhas ou as colunas; e

    escolha Formato / Linha ou Coluna / Ocultar.

    Para reexibir linhas e colunas:

    selecione a linha ou coluna imediatamente anterior e posterior ao trecho ocultado; e

    escolha Formato / Linha ou Coluna / Mostrar.

    4.17 LOCALIZAO E SUBSTITUIO DE DADOS

    Este recurso muito til quando h a necessidade de serem localizados e substitudos dados

    em planilhas grandes.

    Para localizar e substituir:

    selecione a regio da planilha onde ser feita a pesquisa. Caso no seja feita seleo a pesquisa

    acontecer em toda a planilha;

    escolha o menu Editar / Localizar e substituir; e

    OSTENSIVO 4-13 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    selecione as opes, podendo somente localizar, ou localizar e substituir.

    Localizar: medida que vai encontrando o item procurado. necessrio clicar no boto

    Localizar para continuar a pesquisa.

    Localizar Tudo: Procura automaticamente por toda a planilha e marca todas as clulas

    encontradas com o contedo pesquisado.

    Substituir: medida que vai encontrando o item procurado. necessrio clicar no boto

    Substituir para continuar fazendo a substituio.

    Substituir Tudo: Substitui o contedo do Buscar por pelo contedo do Substituir por

    automaticamente em toda a planilha.

    Fechar: Fecha a janela.

    Ajuda: Ativa o Help.

    Mais Opes: Aumenta a janela mostrando outras opes.

    Opes: As mais importantes so:

    Apenas a seleo atual: Faz a busca somente em rea selecionada.

    Para trs: Quando est localizando e chega ao fim da planilha, volta automaticamente ao

    Incio e continua a busca

    OSTENSIVO 4-14 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    4.18 FUNES

    4.18.1 Funo bsica

    Funes so, na verdade, uma maneira mais rpida de obter resultados em clulas. Imagine

    voc ter que somar todos os valores das peas de um veculo disposto um abaixo do outro...

    A1+B1+C1+D1+E1+F1...

    Existem vrios tipos de funes, que vo desde as mais simples at mais complexas.

    Mostraremos as mais comuns. Basicamente, todas elas oferecem o mesmo molde:

    =Nome da Funo (primeira clula a ser calculada: ltima clula a ser calculada)

    Veja a figura a seguir e depois explicaremos o que est sendo feito:

    primeiro foi digitado =soma (, depois foi pressionado e arrastado sobre as clulas que faro parte da

    soma (B3:B7). No h a necessidade de fechar o parntese, pois o Calc far automaticamente este

    procedimento, mas aconselhvel que voc sempre faa isto, pois haver funes que se no fechar

    dar erro;

    aps selecionar as clulas, basta pressionar a tecla Enter;

    OSTENSIVO 4-15 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    agora v para a clula D3. Digite = B3*C3. Pressione a tecla Enter, que no caso voc j sabe que ir

    calcular as clulas;

    selecione novamente a clula e observe que no canto inferior esquerdo da clula h um pequeno

    quadrado preto. Este a Ala de Preenchimento. Coloque o cursor sobre o mesmo, o cursor ir mudar

    para uma pequena cruz. Pressione e arraste para baixo at a clula D7. Veja a figura mais adiante;

    para checar se as frmulas calcularam corretamente, basta selecionar uma clula que contenha o

    resultado e pressionar a tecla F2. Isto bastante til quando se quer conhecer as clulas que

    originaram o resultado.

    4.18.2 Funo intermediria

    Vamos ver agora mais funes, bastando usar o molde abaixo e no esquecendo de colocar os

    acentos.

    =Nome da Funo (primeira clula a ser calculada: ltima clula a ser calculada)

    Mdia

    Mxima

    Mnima

    4.18.3 Funo avanada

    Usaremos agora a funo SE. Como o nome j diz, a funo SE ser usada quando se deseja

    checar algo em uma clula. Acompanhe o molde desta funo: =SE (Testar; Valor_ento; De outra

    forma_valor; ou se outra forma: =se (eu for de carro; ento vou; se no... no vou) Na clula E3

    para d um desconto de R$ 2,00 para aqueles produtos com a Quantidade maior que 20.

    OSTENSIVO 4-16 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Vamos juntar as informaes para resolver esta funo:

    Nome da funo: SE

    Condio: Quantidade > 20

    Valor Verdadeiro: Se a condio for verdadeira, o que dever ser descontado R$ 2,00

    Valor Falso: Se a condio for falsa, no dever receber desconto.

    Ento a nossa funo dever ficar assim:

    =se (b3>20;d3-2;d3)

    Ou seja: Se a Quantidade for maior que 20, ento desconte R$ 2,00, seno mostre o valor sem

    desconto.

    4.19 FORMATAO CONDICIONAL

    Vamos agora realizar uma formatao que depender dos valores contidos nas tabelas. Para os

    valores maiores ou iguais a 100 que o valor fique sublinhado.

    Para tanto devemos selecionar os valores de Caneta at Caderno. Clicar no menu Formato /

    Formatao condicional. Na tela de que segue selecionar Condio 1, e configur-la da seguinte

    OSTENSIVO 4-17 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    maneira: O valor da clula: maior ou igual a: 100, em Estilo da Clula: Resultado e clicar no boto

    Ok.

    Importante:

    Caso desejar que o valor da condio fique, por exemplo, em vermelho, deve-se criar um estilo

    que contenha a cor do texto da clula em vermelho e na tela de Formatao condicional colocar no

    campo estilo da clula o estilo criado.

    Exemplo: Clicar em F11 (para abrir o estilista), em estilo de clulas clicar com o boto direito

    do mouse em padro / novo. Na aba organizador preencher o nome com clula em vermelho, e na aba

    Efeitos de fonte selecionar a cor vermelho em Cor da fonte, e clicar em OK. Depois s proceder

    novamente a formatao condicional mudando o Estilo de Clula para clula em vermelho.

    4.20 CRIANDO SEQUNCIA DOS DADOS

    comum, durante a construo de uma planilha, surgir a necessidade de preencher clulas

    com sequncias de dados. No BrOffice Calc, pode-se usar um recurso para criar sequncias numricas

    a partir de qualquer valor. Esses valores podem ser nmeros, datas ou horas.

    4.21 CLASSIFICAO DOS DADOS

    Esta operao permite colocar dados em ordem crescente ou decrescente. No BrOffice Calc

    possvel utilizar at trs chaves de ordenao diferentes, podendo ser por linhas ou colunas.

    1. Selecione os dados a serem classificados (podem ser colunas inteiras);

    escolha o menu Dados / Classificar;

    escolha a coluna pela qual a classificao ser feita, e se quer em ordem Crescente ou Decrescente

    para 1 chave;

    determine as outras chaves, se necessrio; e

    clique em Ok.

    Aba Opes:

    OSTENSIVO 4-18 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    A aba, opes, oferece outras alternativas, dentre elas a Direo da classificao que define, se

    esta ser feita por linhas ou colunas.

    4.22 FILTROS

    Possibilita selecionar valores e elementos diversos dentro da planilha, por meio de critrios

    estabelecidos.

    Clique em Dados / Filtro:

    4.23 - GRFICOS

    Vamos digitar a tabela abaixo para criarmos um grfico:

    Selecione de A2:B7. Clique no menu Inserir/ Grfico ou clique no Boto Inserir Grfico da

    Barra de Botes. Neste caso, pressione e arraste o mouse sobre a planilha para comear a criao do

    grfico.

    OSTENSIVO 4-19 REV 1

  • -7-13-

    OSTENSIVO EPM-004

    Surgir a janela Autoformatao de Grfico. Figura abaixo:

    Nesta janela, devemos indicar na caixa Resultados do grfico em planilha, qual planilha

    receber o grfico. Deixe como est e clique em Prximo. Surgir a janela mostrada a seguir:

    Nesta etapa, podemos escolher que tipo de grfico iremos utilizar e como sero exibidas as

    informaes se em Linhas ou Colunas. Marque as opes Mostrar elementos de texto na

    visualizao e Linhas. Clique em Prximo. Surgir a janela mostrada a seguir:

    Como escolhemos um tipo de grfico na janela anterior, esta janela uma subdiviso da

    mesma. Nesta janela, marque em Linhas de Grade, Eixo X e Eixo Y. Clique em Prximo. Surgir a

    janela a seguir:

    OSTENSIVO 4-20 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Coloque em Ttulo do grfico: Estoque e clique em Criar. O seu grfico ser ento exibido.

    Clicando fora e selecionando o grfico novamente, podemos ao pressionar e arrastar, colocar o grfico

    em outra posio.

    Para alterar alguma coisa no grfico, basta clicar duas vezes sobre o mesmo e usar a Barra

    de Ferramentas Principal ou ainda, depois de ter clicado duas vezes, ir clicando at chegar ao

    objeto que se deseja alterar e ao clicar com o Boto Direito do mouse, escolher que tipo de alterao

    deseja realizar.

    OSTENSIVO 4-21 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    CAPTULO 5

    SOFTWARE DE APRESENTAO: IMPRESS

    5.1 O QUE IMPRESS?

    Impress um programa de apresentao do LibreOffice. Pode-se criar slides que contenham

    diferentes elementos, incluindo texto, marcadores e listas numeradas, tabelas, grficos, clipart e uma

    ampla gama de objetos grficos.

    5.1.1 Iniciando o Impress

    A partir do LibreOffice, se no houver componente aberto;

    De qualquer componente aberto do LibreOffice. Clique no tringulo do lado direito do cone

    Novo na barra de ferramenta principal e selecione Apresentao no menu suspenso ou

    escolha Arquivo Novo Apresentao na barra de menu.

    Quando iniciar o Impress pela primeira vez, o Assistente de apresentaes (Figura) ser

    exibido. Nele voc pode escolher as seguintes opes:

    Apresentao vazia, que lhe fornece um documento em branco.

    A partir do modelo, que uma apresentao projetada com um modelo de sua escolha.

    Abrir uma apresentao existente.

    OSTENSIVO 5-1 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    5.1.2 Partes da Janela Principal do Impress

    A janela principal do Impress tem trs partes: o Painel de Slides, rea de Trabalho, e Painel

    de Tarefas. Adicionalmente, diversas barras de ferramentas podem ser mostradas ou ocultas durante a

    criao de uma apresentao.

    Figura : Janela principal do Impress, com crculos indicando as marcas Ocultar/Mostrar

    5.1.3 Painel de slides

    O Painel de Slides contm imagens em miniaturas dos slides de sua apresentao, na ordem

    em que sero mostrados (a menos que se mude a ordem de apresentao dos slides). Clicando em um

    slide deste painel, isto o selecione e o coloca na rea de Trabalho. Quando um slide est na rea de

    Trabalho, pode-se aplicar nele as alteraes desejadas.

    Vrias operaes adicionais podem ser aplicadas em um ou mais slides.

    Adicionar novos slides para a apresentao.

    Marcar um slide como oculto para que ele no seja mostrado como parte da apresentao.

    OSTENSIVO 5-2 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Excluir um slide da apresentao, se ele no mais necessrio.

    Renomear um slide.

    Duplicar um slide (copiar e colar) ou mov-lo para uma posio diferente na apresentao

    (cortar e colar).

    5.1.4 Painel de tarefas

    O Painel de Tarefas tem cinco sees. Para expandir a seo que se deseja, clique no tringulo

    apontando para a esquerda da legenda. Somente uma seo por vez pode ser expandida.

    Slides mestre

    Aqui definido o estilo de pgina para sua apresentao. O Impress contm Pginas Mestre

    pr preparadas (slides mestres). Um deles, o padro, branco, e os restantes possuem um plano fundo.

    Layout

    Os layouts recm-preparados so mostrados aqui. Voc pode escolher aquele que se deseja,

    us- lo como est ou modific-lo conforme suas prprias necessidades. Atualmente no possvel

    criar layouts personalizados.

    Modelos de tabela

    Os estilos de tabela padro so fornecidos neste painel. Pode-se ainda modificar a aparncia de

    uma tabela com as selees para mostrar ou ocultar linhas e colunas especficas, ou aplicar uma

    aparncia nica s linhas ou colunas.

    Animao personalizada

    Uma variedade de animaes/efeitos para elementos selecionados de um slide so listadas. A

    animao pode ser adicionada a um slide, e tambm pode ser alterada ou removida posteriormente.

    Transio de slide

    OSTENSIVO 5-3 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Muitas transies esto disponveis, incluindo Sem transio. Pode-se selecionar a velocidade

    de transio (lenta, mdia, rpida), escolher entre uma transio automtica ou manual, e escolher por

    quanto tempo o slide selecionado ser mostrado.

    5.1.5 rea de trabalho

    A rea de Trabalho tem cinco guias: Normal, Estrutura de tpicos, Notas, Folheto e

    Classificador de slide. Estas cinco guias so chamadas botes de Visualizao. A rea de Trabalho

    abaixo dos botes muda dependendo da visualizao escolhida.

    Figura: Guias da rea de Trabalho

    5.1.6 Barras de ferramentas

    Muitas barras de ferramentas podem ser usadas durante a criao de slides, uma vez que elas

    podem ser mostradas ou ocultadas clicando em Exibir Barras de ferramentas e selecionar no

    menu.

    Pode-se tambm selecionar os cones que se deseja que apaream em cada barra de ferramenta. Muitas

    das barras de ferramentas no Impress so semelhantes s barras de ferramentas no Draw.

    5.1.7 Barra de status

    A Barra de status, localizada na parte inferior da janela do Impress, contm informaes que

    podem ser teis quando trabalhamos com uma apresentao. Ela mostra algumas informaes sobre o

    documento e maneiras convenientes de alterar algumas funcionalidades. Ela parecida, tanto no

    Writer, como no Calc, Impress e Draw, mas cada componente inclui alguns itens especficos.

    Figura 4: Canto esquerdo da barra de status no Impress

    OSTENSIVO 5-4 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Figura: Canto direito da barra de status do Impress

    Os itens da barra de status esto descritos abaixo.

    Nmero do slide

    Mostra o nmero do slide e o nmero total deles no documento. Clique duas vezes nesse campo para

    abrir o Navegador.

    Estilo do slide

    Mostra o estilo atual do slide. Para edit-lo, clique duas vezes nesse campo.

    Alteraes no salvas

    Um cone aparece aqui se alteraes feitas no documento no foram salvas.

    Assinatura digital

    Se o documento foi assinado digitalmente, um cone mostrado aqui. Voc pode clicar duas

    vezes sobre ele para ver o certificado.

    Informao do objeto

    Mostra informaes importantes relativas posio do cursor ou do elemento selecionado no

    documento. Clicar duas vezes nessa rea normalmente abre uma caixa de dilogo.

    Zoom e proporo

    Para alterar a visualizao para mais perto ou mais longe, arraste o boto de Zoom, ou clique nos

    botes + e , ou clique com o boto direito do mouse no marcador de nvel de zoom para mostrar uma

    lista de valores que se podem escolher para a exibio.

    Clicando duas vezes sobre o Zoom e proporo, aparece a caixa de dilogo Zoom & Visualizao do

    Layout.

    OSTENSIVO 5-5 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    5.1.8 Navegador

    O Navegador exibe todos os objetos contidos em um documento. Ele fornece outra forma

    conveniente de se mover em um documento e encontrar itens neste. Para exibir o Navegador, clique

    no cone na barra de ferramentas Padro, ou escolha Exibir Navegador na barra de menu, ou

    pressione Ctrl+Shift+F5.

    O Navegador mais til se se der aos slides e objetos (figuras, planilhas, e assim por diante)

    nomes significativos, ao invs de deix- los como o padro Slide 1 e Slide 2 mostrado na Figura

    Figura : Navegador

    5.1.9 Exibies da rea de trabalho

    Cada uma das exibies da rea de trabalho projetada para facilitar a realizao de

    determinadas tarefas; portanto, til se familiarizar com elas, a fim de se realizar rapidamente estas

    tarefas.

    A exibio Normal a principal exibio para trabalharmos com slides individuais. Use esta

    exibio para projetar e formatar e adicionar texto, grficos, e efeitos de animao.

    Para colocar um slide na rea de projeto (Exibio normal), clique na miniatura do slide no

    Painel de slides ou clique duas vezes no Navegador.

    5.1.10 Exibio estrutura de tpicos

    OSTENSIVO 5-6 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    A visualizao Estrutura de tpicos contm todos os slides da apresentao em sua sequncia

    numerada. Mostra tpico dos ttulos, lista de marcadores e lista de numerao para cada slide no

    formato estrutura de tpicos. Apenas o texto contido na caixa de texto padro em cada slide

    mostrado, portanto se o seu slide inclui outras caixas de texto ou objetos de desenho, o texto nesses

    objetos no exibido. Nome de slides tambm no so includos.

    Figura : Exibio Estrutura de tpicos

    5.1.11 Exibio Notas

    Use a exibio Notas para adicionar notas para um slide.

    1) Clique na guia Notas na rea de trabalho.

    2) Selecione o slide ao qual se deseja adicionar notas.

    Clique o slide no painel Slides, ou

    Duplo clique no nome do slide no Navegador.

    3) Na caixa de texto abaixo do slide, clique sobre as palavras Clique para adicionar notas e

    comece a digitar.

    Pode-se redimensionar a caixa de texto de Notas utilizando as alas de redimensionamento

    verdes que aparecem quando se clica na borda da caixa. Pode-se tambm mover a caixa colocando o

    cursor na borda, ento clicando e arrastando. Para fazer alteraes no estilo de texto, pressione a tecla

    F11 para abrir a janela Estilos e formatao.

    OSTENSIVO 5-7 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Figura 8: Exibio Notas

    5.1.12 Exibio Folheto

    A exibio Folheto para configurar o layout de seu slide para uma impresso em folheto.

    Clique na guia Folheto na rea de trabalho, ento escolha Layouts no painel de Tarefas. Pode-se

    ento optar por imprimir 1, 2, 3, 4, 6 ou 9 slides por pgina

    Figura : Layouts de Folheto

    Use esta exibio tambm para personalizar as informaes impressas no folheto.

    Selecione a partir do menu Inserir Nmero da pgina ou Inserir Data e hora e na caixa de

    dilogo que abre, e clique na guia Notas e Folheto (Figura). Use esta caixa de dilogo para selecionar

    os elementos que se deseja para aparecer em cada pgina do folheto e seus contedos.

    OSTENSIVO 5-8 REV 1

  • OSTENSIVO EPM-004

    Figura : Caixa de dilogo para definir a informao da pgina de fol