Informativo IPC 230

download Informativo IPC 230

of 4

  • date post

    23-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Boletim semanal da Igreja Presbiteriana de Canoas

Transcript of Informativo IPC 230

  • IPC - Interessados pela Palavra de Deus - Prestando Servio em Amor - Cultuando ao Deus vivo

    www.ipcanoas.com.br

    Domingo, 02 de junho de 2013 Ano V, Nmero 230 Informativo - IPC

    Princpio de Dependncia:

    Faz de mim um trabalhador da tua Seara! E, ento, se dirigiu a seus discpulos: A seara, na verdade, grande, mas os trabalhadores so poucos. Rogai, pois, ao Senhor

    da seara que mande trabalhadores para a sua seara - Mateus 9:37-38

    esus ensinou seus discpulos a orarem a Deus, devido ao muito trabalho que tinham e poucos trabalhadores para executar,

    rogando ao Pai que enviasse mais trabalhadores para sua seara. Ao orarem assim, estariam revelando sua total dependncia de Deus no envio de seus pregadores. Richard Baxter falando sobre a importncia da nossa dependncia de Deus declara:

    Toda a nossa obra deve ser levada adiante com humilde senso da nossa incapacidade. Precisamos estar numa piedosa e confiante dependncia de Deus em todas as coisas. Devemos recorrer a Ele em busca de luz, vida e poder, pois Ele quem nos envia a trabalhar.

    E prossegue dizendo que a orao vital na vida do pregador que deseja ser poderoso instrumento nas mos de Deus: Como a nossa pregao, a orao fora motora na realizao da nossa obra, pois quem no ora poder seu rebanho no lhe pregar poderosamente.

    Casimiro fala sobre a negligencia da orao por parte da igreja hodierna, contrastando com a igreja primitiva que vivia em constante dependncia de Deus em orao:

    Infelizmente, as igrejas hoje dependem de tantos outros recursos e negligenciam a orao, o recurso especial que Deus nos deu. A Igreja em Atos no possua grandes recursos. No tinha dinheiro, no tinha patrimnio, no tinha literatura impressa, no tinha meios de comunicao (rdio, televiso, internet), no tinha liberdade de culto, no tinha representatividade poltica. No tinha nada, mas possua tudo: Deus. E por meio da orao, Deus trabalhava pela igreja. Quando a Igreja ora, o Jesus glorificado responde derramando bnos sem medida. Harry Reeder ao tratar sobre o processo de revitalizao de Igreja, enfatiza o papel da orao como sendo primordial para uma igreja agonizante:

    Quando desejamos ver nossa igreja ir das brasas para as chamas, a orao o elemento espiritual que corresponde ao oxignio na hora de acender um fogo. Sem o oxignio da orao para produzir a chama da renovao, nenhuma quantidade de esforo humano pode produzi-la. Alis, quanto mais trabalhamos na revitalizao, mais frustrados ficaremos a menos que nossas constantes oraes forneam a centelha espiritual de que precisamos.

    A dependncia de Deus demonstrada atravs da orao no pode ser negligenciada pelo pregador, antes deve ser o combustvel em sua alma, como declarou Bounds:

    Assim como o motor no se pe em movimento at que haja ignio, a pregao, com toda a sua maquinaria, perfeio e elegncia, permanece numa imobilidade morta quanto aos resultados espirituais, at que a orao a inflame e produza a corrente eltrica. A disposio, a clareza e a fora do sermo sero farrapos, a menos que haja o impulso poderoso da orao nela, atravs dela e atrs dela. O pregador precisa, pela orao, colocar Deus no sermo. O pregador precisa, pela orao, mover a Deus em direo ao povo, antes de poder mover o povo para Deus por meio de suas palavras. O pregador deve ter tido a audincia e pronto acesso a Deus antes de poder ter acesso ao povo. Para o pregador, o caminho aberto em direo a Deus a garantia de um caminho aberto para o povo.

    Bounds prossegue dizendo: o pregador deve ser homem de orao. A orao a mais poderosa arma do pregador. em si mesma uma fora onipotente, e d vida e fora a tudo.

    O pregador precisa ouvir a ordem de seu mestre e comear a orar sem cessar para que Deus envie trabalhadores para sua seara, pregadores para o mundo. E nesta orao ele deve colocar-se como sendo j uma resposta a esta orao: Eis-me aqui! Envia-me a mim! Manda trabalhadores para tua seara e faz de mim um destes serviais.

    O senso de dependncia de Deus deve estar presente na vida do pregador a todo instante. No apenas em seu lugar secreto de orao, mas tambm em sua lida diria e especialmente enquanto sobe ao plpito e ministra a Palavra de Deus.

    Harry Reeder confirma isso ao afirmar que o homem de Deus vive e fala na presena de Deus, enquanto ministra a Palavra:

    Todo homem que conduz o povo de Deus deve reconhecer a presena de Deus em sua vida e obra. Particularmente quando o homem sobe ao plpito, ele deve estar consciente da presena de Deus. A maior parte de ns, pregadores, est muito consciente da congregao queremos que ela nos oua, nos entenda e cresa em sua experincia na igreja. Mas estamos pensando em Deus? Estamos preocupados com a opinio de Deus durante o culto? Devamos estar, porque essa a razo primria pela qual estamos ali. E devemos buscar sua aprovao mais do que qualquer coisa.

    J

    PASTORAL

    Daniel Alves Pastor da IPC

  • Domingo, 02 de junho de 2013 Ano V, Nmero 230 Informativo - IPC

    IPC - Interessados pela Palavra de Deus - Prestando Servio em Amor - Cultuando ao Deus vivo

    www.ipcanoas.com.br

    ANIVERSARIANTES DO MS DE JUNHO

    Ensina-nos a contar os nossos dias para que alcancemos corao sbio

    Salmo 90:12

    03 - Esley Ribeiro Braz de Souza 06 - Carolina Beatriz Nogueira Nunes 12 - Luciane da Luz Vaz dos Santos 17 - Adones dos Santos Oliveira 19 - Reinaldo Francisco Silva Jnior 23 - Fabiano dos Santos Pedroso 24 - Marta Barbosa Rodrigues 27 - Paulo Rodrigues Vanderley 28 - Moiss de Oliveira 30 - Camila Silva Pereira

    TESOURARIA DA IPC

    Se desejar contribuir financeiramente com a expanso do Reino de Deus atravs desta Igreja, deposite: Banco Bradesco Agncia: 275-5 C/C: 2204-7 Nome: Igreja Presbiteriana do Brasil em Canoas CNPJ: 15.210.813/0001-83

    Deus ama a quem d com alegria 2 Corntios 9:7

    Amados irmos, Estamos vendo como so enormes as dificuldades no Senegal, a pobreza, a degradao espiritual, com a idolatria, falsos mestres, vidas destrudas, carentes de restaurao e de um encontro real com o Senhor Jesus. O trabalho grande e envolve muitas pessoas. Hoje vamos conhecer mais uma das famlias que se dispuseram a estar naquele pas e fazerem ali a seara do Senhor. A famlia a do Pastor Marco Mota, ele casado com a Elneia so os pais do Samuel (18 anos) e da Priscila (15 anos), esto no Senegal h 10 anos, desempenhando trabalho missionrio! Segue relato do prprio Pastor para nossa igreja explicando um pouco as atividades e experincias no Senegal: Primeiramente, rogo a Deus por vocs no RS, sei que essa uma regio carente da palavra de Cristo, o espiritismo no sul muito forte, que vocs sejam usados para difundir o evangelho nesse estado! Aqui no Senegal temos vrias frentes de trabalho, eu ajudo na plantao de igrejas, e com obras sociais, principalmente na rea da sade (eu e minha esposa somos enfermeiros). Atuamos com a recuperao de crianas de rua. Participei na plantao das igrejas nas aldeias de Thioffior e Foua, nas cidades de Fatick e Niakhar. Mas tambm temos igrejas em outras cidades. Na cidade de Niakhar por exemplo, j estamos com 156 membros batizados! Nesta igreja estamos trabalhando na formao de pastores e evangelistas para consolidar o trabalho e ento estruturarmos um presbitrio! Porm as dificuldades no pas so imensas, por toda sua questo cultural e econmica. Moramos na cidade de Mbour, para vocs terem uma ideia, do lado da minha casa est sendo construda uma mesquita, e neste exato momento, enquanto lhes escrevo, os alto falantes esto ligados e vai ficar assim at de tarde, pois eles esto em mutiro para a construo, e o barulho para atrair mais pessoas para ajudar. Aqui em Mbour, temos uma base da APMT, temos um trabalho de recuperao de crianas de rua, onde eu e minha esposa auxiliamos o Pr. Jos Dlson, que o responsvel direto pelo projeto. O referido pastor, passou 5 meses na priso, pois um pai nos acusou de sequestrar seu filho...Na verdade ele inventou tudo isto, pois o filho dele de 17 anos que vivia abandonado nas ruas, veio para o nosso projeto e se converteu, ento o pai ficou furioso, inventou a histria do sequestro... At eu fui parar na delegacia, tive que prestar depoimento, mas fui solto logo depois, foi um tempo muito difcil, mas Deus nos deu vitria! Em resumo, este nosso trabalho. Um grande abrao, que o Senhor os abenoe!! Irmos, vamos lembrar de orar pelos projetos no Senegal, pedir a proteo de Deus sobre a famlia do pastor Marco, dando sabedoria, discernimento, perseverana. Que vidas continuem sendo transformadas pela palavra de Jesus Cristo. Ajude a IPB a manter trabalhos naquele pas e levar o genuno evangelho. * Contribuies usando o cdigo de identificao do Pastor Marco Mota: O valor que voc transferir/depositar, acrescente 0,78 centavos (exemplo: R$ 50,78), dessa forma identificam a oferta para ele. Contas da APMT: Banco do Brasil - Agncia: 0635-1 - C/C: 7500-0; Banco Bradesco - Agncia: 119-8 - C/C: 107965-4.

    Lembre-se Somente na IPC

    APRENDENDO SOBRE A BBLIA

    CAPTULO VI DO PACTO DE DEUS COM O HOMEM

    III. O homem, tendo-se tornado pela sua queda incapaz de vida por esse pacto, o Senhor dignou-se fazer um segundo pacto, geralmente chamado o pacto da graa; nesse pacto ele livremente oferece aos pecadores a vida e a salvao por Jesus Cristo, exigindo deles a f nele para que sejam salvos; e prometendo dar a todos os que esto ordenados para a vida o seu Santo Esprito, para disp-los e habilit-los a crer. Referncias: Gal. 3:21; Rom. 3:20-21 e 8:3; Isa. 42:6; Gen. 3:15; Mat. 28:18-20; Joo 3:16; Rom. 1:16-17 e 10:6-9; At. 13:48; Ezeq. 36:26-27; Joo 6:37, 44, 45; Luc. 11: 13; Gal. 3:14.

    ESPAO MISSIONRIO

  • Domingo, 02 de junho de 2013 Ano V, Nmero 230 Informativo - IPC

    IPC - Interessados pela Palavra de Deus - Prestando Ser