Jesus the Christ in PORTUGUESE

download Jesus the Christ in PORTUGUESE

of 37

  • date post

    30-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    244
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Jesus the Christ in PORTUGUESE

  • 1. 2 Nfi 25:26 E falamos de Cristo, regozijamo- nos em Cristo, pregamos a Cristo,profetizamos de Cristo e escrevemos de acordo com nossas profecias, para quenossos filhos saibam em que fonte procurar a remisso de seus pecados.

2. 1. A unidade e continuao de sua obra em todas as pocas, mesmo a partir da pr-existncia.2. O facto de sua DIVINDADE pr-mortal.3. A realidade de seu nascimento na carne como produto inerente de sua linhagem divina e mortal.4. A realidade de uma infncia normal e uma misso breve.5. A realidade da sua morte e ressurreio fsica, em consequncia da qual o poder da morte ser eventualmente sobrepujado.6. A literalidade da Expiao7. A fundao da sua Igreja no Meridiano dos tempos8. A restaurao do seu Sacerdcio e o restabelecimento da sua Igreja9. A certeza de seu retorno Terra em futuro prximo como Senhor e Rei ( Jesus o Cristo pg.5) 3. E disse Deus: Faamos o homem nossa imagem, conforme nossa semelhana () Gen 1:26 E eu, o Senhor Deus, disse ao meu Unignito: Eis que o homemse tornou como um de ns. PGV Moiss 4:28 Porque nele foram criadas todas as coisas que h nos cus e naterra, visveis e invisveis, sejam tronos, sejam dominaes, sejamprincipados, sejam potestades: tudo foi criado por ele e para ele.E ele antes de todas as coisas e todas as coisas subsistem porele. Colos 1:16-17 Parecer desnecessrio ir mais alm emnossas citaes para substanciar a afirmaode que Jesus Cristo era Deus mesmo antesde assumir um corpo de carne. J.C. pg. 38 4. Pr-Existncia dO CRISTO O Ser conhecido entre os homens como Jesus de Nazar existiu com o Pai antes do nascimento na carne, e no estado preexistente, foi escolhido e ordenado para ser o nico Salvador e redentor da raa humana. p 6 DEPOIS DE SATANS APRESENTAR O SEU PLANO, ento a humilde oferta de Jesus, o Primognito para assumir a mortalidade e viver entre os homens como Exemplo e Mestre, respeitando aO PAI explica: santidade do arbtrio doE pela palavra de meu poder criei- homem, mas ensinando-o aas, a qual meu Filho Unignito que usar sabiamente essa divina cheio de graa e verdade. (Moiss 1:32) heranaFOI ACEITE. 5. Pr-Existncia do CRISTO Jesus ento disse: Porque eu desci do cu, no para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. Ou: Em verdade, em verdadeAntes da sua morte, Cristo diz:vos digo que antes queEu glorifiquei-te na terra, tendo Abrao existisse EU SOU.consumado a obra que me deste a(isto aconteceu 1900fazer. E agora, glorifica-me tu Pai, anos depois dojunto de ti mesmo com a aquela nascimento de Abrao,glria que tinha contigo antes que o por isso deve referir-se mundo existisse.pr-existncia.) 6. Depois de se juntar a Ado na criao deste mundo, Jesustornou-se o Jeov do Velho Testamento ANTES DO SEUNASCIMENTO TERRENO. Jeov (Jesus) guiou os profetas como Ams testificou:Certamente o Senhor Deus no far coisa alguma, sem terrevelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. 3:7 Jeov enviou o dilvio para batizar e purificar a Terra nosdias de No Jeov trouxe os Jareditas para o Novo Mundo depois daTorre de Babel. Jeov conduziu Moiss e os Israelitas para fora do Egipto. Jeov conduziu a famlia de Le para o Novo Mundo. Jeov visitou Neemias, Isaias, Jeremias, Ezequiel, Daniel,Osias, Joel, Ams, Obadias, Jonas, Miquias, Zacarias,Malaquias, e os profetas do Livro de Mrmon antes do seunascimento terreno. 7. A realidade de seu nascimento na carnecomo produto inerente de sualinhagem divina e mortal. Nascido de me de mortal, Ele herdara a capacidade de morrer; gerado por um Ser imortal, possuia por herana o poder de resistir morte indefinidamente. J.C. 22 8. MARIA A ME DE JESUS1 Nfi 11: 15. E eu respondi: Uma virgem mais bela e formosa que todas as outras virgens. 16. E disse-me ele: Conheces tu a condescendncia de Deus? 18. E disse-me ele: Eis que a virgem que vs a me do Filho de Deus, segundo a carne. 19. E aconteceu que eu a vi ser arrebatada no Esprito. E depois de haver sido ela arrebatada no Esprito por um certo espao de tempo, o anjo falou-me, dizendo: Olha! 20. E eu olhei e tornei a ver a virgem carregando uma criana nos braos. 21. E disse-me o anjo: Eis o Cordeiro de Deus, sim,o Filho do Pai Eterno! 9. Deus, que quem infinito eimortal, consentiu em descerdo Seu trono, se unir com osmortais e no infinita. Assimlevar a diante segundo carne, oMessias mortal(The mortal messiah by McConkie Vol. I Chap 1) 10. Jesus Cristo deveria nascer de mulher mortal, mas no era descendente directo do homem mortal Em nosso Senhor somente, foi cumprida a palavra de Deus com relao queda de Ado, que a semente da mulher (Jesus) teria poder parasobrepujar Satans, ferindo a cabea da serpente. JC 78Se os Judeus estivessem no poder na altura do Nascimentode Jesus Cristo, Ele, Jesus Cristo, teria sido o Rei dosJudeus atravs da linhagem de sua Me, Maria e/ou pelalinhagem do homem que todos pensavam ser Seu pai,Jos. Eles eram primos e eram herdeiros reais da Casa deDavid. 11. D & C 93: 11 E eu, Joo, testifico que contemplei sua glria, como a glria do Unignito doPai, cheio de graa e verdade, sim, o Esprito da verdade, que veio e habitou nacarne e habitou entre ns. 12 E eu, Joo, vi que no princpio ele no recebeu da plenitude, mas recebeugraa por graa; 13 E a princpio no recebeu da plenitude, mas continuou de graa em graa, atreceber a plenitude; 14 E assim foi chamado de Filho de Deus, porque no recebeu da plenitude noprincpio. 15 E eu, Joo, testifico e eis que se abriram os cus e o Esprito Santo desceu sobreele, na forma de uma pomba, e pousou nele; e do cu ouviu-se uma voz que dizia:Este meu Filho amado. 16 E eu, Joo, testifico que ele recebeu a plenitude da glria do Pai; 17 E recebeu todo o poder, tanto nos cus como na Terra; e a glria do Pai estavacom ele, porque ele habitava nele. 12. Lucas 2:40 E o menino crescia, e se fortaleciaem espirito, cheio de sabedoria; e a graa deDeus estava sobre ele. Aos 12, seus pais encontraram-no no templo,sentado entre os doutores todos os que oouviam admiravam a sua inteligncia erespostas. Lucas 2:46-47 52 E crescia Jesus em sabedoria, e emestatura, e em graa para com Deus e oshomens. 13. Isaas 53 2 Porque [Ele] foi subindo como renovo perante ele, e comoraiz duma terra seca; no tinha parecer nemformusura ; e, olhando ns para ele, nenhumabeleza vamos, para que o desejssemos. 3 Era desprezado, e o mais indigno entre os homens,homem de dores, e experimentado nos trabalhos: e, comoum de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado,e no fizemos dele caso algum.4 Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossasenfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e ns oreputamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. 5 Mas ele foi ferido pelas nossas transgresses, e modopelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estavasobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. 14. O Seu advento (nascimento) determinou uma novaordem no contar dos anos; e, por consentimentocomum, os sculos anteriores a Seu nascimentopassaram a ser contados em sentido contrrio,partindo do acontecimento pivot e so designados deacordo. JC p.2 Todas as ocorrncias que fazem histriasonarradas em todo o mundo cristo, fazendo-sereferencia ao ano antes ou depois do nascimento deJesus Cristo. JCp2 NO APENAS no VELHO MUNDO mas TAMBM noNOVO MUNDO. 15. http://sonofmanproject.com 16. Ele levantou os mortos (Lzaro, a Filha de Jairo e o Filho daViva.) Ele jejuou e orou para se preparar para a sua misso de 3 anos edepois foi para o meio do povo. Muitas vezes alimentou fsica e espiritualmente os seusdiscpulos. Ele ensinou na rua, nas sinagogas, nos montes, junto aopoo, junto ao mar, em barcos, nas cidades e onde as pessoashabitavam. Foi honrado por estranhos e rejeitado pelos seus. Foi baptizado aos 30, por algum que possua autoridade, porimerso. Neste momento, Deus o Pai apareceu para confirmar eaprovar o acto, depois do qual recebeu o Esprito Santo. 17. Curou os doentes e fez andar os coxos. Contendeu com Lcifer e expulsou demnios. Abenoava as criancinhas onde quer que fosse. Chamou 12 apstolos e organizou uma Igreja. Ensinou como tendo autoridade e no como os escribas. Lavou os ps dos Apstolos e deu-lhes ordenanas e osacramento. Foi transfigurado com Pedro, Tiago e Joo para prepar-lospara a liderana do sacerdcio. Viveu a vida perfeita. Mostrou a forma de andar na luz. Ensinou-nos a orar, pedir, buscar, bater. Deu o exemplo perfeito. 18. 1. Ao ser o nico HOMEM sem pecado.2. Ao ser o Unignito do Pai e portanto o nico Ser nascido na terra possuindo na sua plenitude os atributos da Deidade (capacidade para resistir morte) assim como os da humanidade;3. Ao ser aquele que tinha sido escolhido nos cus e preordenado para realizar este servio.Que outro homem houve sem pecado e, portanto,completamente isento do dominio de Satans e aquem a morte, salrio do pecado, no foinaturalmente devida? JC 21 19. LEIS EXISTEMHOMENS PECAMAUma leiliteralidadequebradada expiaorequer querealizadaalgum sofrapor Eleuma punio BENOPENALIDADE A JUSTIA SATISFEITA PELO SOFRIMENTO E SACRIFCIO DE JESUS CRISTO, se ACEITARMOS SEU SACRIFICIO 20. IMORTALIDADE:O que ? VIDA APS A MORTEA reunio deCorpo e Esprito, um dom gratuito dado a toda ahumanidade por Jesus CristoVIDA ETERNA: O que ? EXALTAO COM O PAI, O FILHO e nosso conjuge e famlias depois da Ressurreio e Julgamento Final. 21. JESUS CRISTO CONCORDOUEM PAGAR O PREO DENOSSOS PECADOS pelo SEUSOFRIMENTO SE TOMARMOSSOBRE NS O SEU NOME E SEGUARDARMOS OS SEUSMANDAMENTOSA DVIDA ou PUNIO assim paga por Jesus Cristo D & C 19: 15 Portanto (Eu) ordeno que te arrependasarrepende-te, para que eu no te fira com a vara de minha boca e com minha ira e com minha clera e teus sofrimentos sejam dolorososquo dolorosos tu no sabes, quo intensos tu no sabes, sim, quo difceis de suportar tu no sabes. 16 Pois eis que eu, Deus, sofri essas coisas por todos, para que no precisem sofrer caso se arrependam;17 Mas se no se arrependerem, tero que sofrer assim como eu sofri;18 Sofrimento que fez com que eu, Deus, o mais grandioso de tod