Jornal O Serigrfico - Edi§£o 222

download Jornal O Serigrfico - Edi§£o 222

of 28

  • date post

    06-Apr-2016
  • Category

    Documents

  • view

    234
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Matérias e informações sobre os mercados de comunicação visual, serigrafia e impressão digital no Brasil

Transcript of Jornal O Serigrfico - Edi§£o 222

  • Ns TestamosPapel tratado para sublimao Havir

    EntrevistaTudo em Brindes Qualidade e preos

    BRINDESA nova cara do marketing direto.

    Brindes Ecolgicos

    Mochilas Personalizadas

    SqueezesPersonalizados

    Canetasde MetalEletrnicos

    BrindesTecnolgicos

  • !"#

    !"#$%#"&&'(("#$'(("#)*+,-./-/000/+,-./-/

    $%

    &

    %$'(&)&*&)+&

    $&,-&(.

    !"

    "!#"!#

    .

    /

    $%&'(")

    !( *$%$'(

    $%+'(")

    ( ,,-

    .

    /

    0

    12,34,-3,5

    (1234546

    ./012

    %/ (0,)03(4045

    0,,6"(7!,),

    "8,!, ,6"(*-

    $%+'(")

    ( ,,-

    "8

    !,46039!

    "!

    *-

    :(,0,54!#!;(20(0 :, !6"!0")

  • ndice

    O Serigrfico - Edio 222 - Outubro de 2014www.oserigrafico.com4

    !"#$%&'()*)(+',---.(/0!1--'2!""

    ('*2/.2"3!1/-4'!*---4.

    56)!

    078&

    97

    Realizao:

    Image Editora e Comrcio Jornal Tcnico Informativo e Educativo

    Av. Prof Jos Barreto, 91 - Sl 27 - CJ 02 Centro - Cotia/SP - 06703-010

    Tel: (11) 3744-2203(11) 3742-9699vendas@oserigrafico.com

    CNPJ: 65.399.586/0001-54

    Reg. N. 13-Liv. B2 -28/01/98R.C.P.J - Cotia/SPArt. 8 Lei 5.250 (Lei de Imprensa)INPI - Art.158 PLI-RPI N. 1390-97

    Diretor Responsvel:Claudilei Simes de Sousa

    Jornalista Responsvel:Patricia Pereira de Sousa (MTB 36.323)

    Consultor Tcnico:Eng Dov Kruman

    Periodicidade: Mensal

    Comercial:Claudilei Simes de Sousasousa@oserigrafico.com Mari de Oliveiramari@oserigrafico.comLucia Nishimuralucia@oserigrafico.com

    Editorial:Patricia Sousapatricia@oserigrafico.com

    Administrativo:administrativo@oserigrafico.com

    Design Grfico e Diagramao:Augusto Casteloarte@oserigrafico.com

    Capa:Anderson Vrdiunderverdi@gmail.com

    www.oserigrafico.com

    expediente

    O jOrnal O SerigrficO nO Se reSpOnSabiliza pelO cOntedO dOS annciOS. OS artigOS aSSinadOS SO da reSpOnSabilidade de SeuS autOreS.

    a reprOduO parcial Ou tOtal permitida mediante autOrizaO pOr eScritO dOS editOreS.

    patricia SouSapatricia@oSerigrafico.com

    editorial

    patricia SOuSa jOrnaliSta e editOra dO jOrnal O SerigrficO

    Novos ventosEm muitos poucos dias, prova-

    velmente quando voc estiver lendo esse editorial, o Brasil j conhecer seu comandante. Independente do resultado, novos ventos sopram, se-jam eles bons ou ruins e o prximo ano promete.

    Assim, temos esses ltimos dois meses do ano para organizarmos a casa e estarmos preparados para o que vier. Toramos para que o que vem seja bom e faa nosso mercado crescer de novo e reagir diante de to-das as dificuldades que sofremos esse ano, que foi to difcil para a maioria de ns.

    Estou fechando esta edio

    diretamente da Signs Nordeste, ltima feira do setor no ano e que mostrou que as possibilidades existem e que hora de reagirmos. O evento, sucesso de pblico e negcios, provou que novos mercados, novas ideias e novas reas de atuao talvez sejam a sada para a maioria das empresas de co-municao visual e serigrafia sarem da crise. O Nordeste continua sendo um excelente polo de negcios e um mercado altamente consumidor.

    Talvez essa crise tenha servido para mostrar que agora a hora de sairmos de nossa zona de conforto e olharmos para fora da caixinha. Novos olhares e horizontes mais criativos podem ser a soluo de nossos problemas.

    04 EditorialNovos veNtos

    14 Prmiosolues AgfA grAphics so premiAdAs

    06 Ns tEstamospApel trAtAdo pArA sublimAo hAvir

    06 laNamENtoshp, AkAd

    15 matria dE CaPabriNde - A NovA cArA do mArketiNg direto

    08 laNamENtometAlNox 16mErCadofremplAst Abre NovA filiAl em fortAlezA

    08 ColuNa - siNval limase NiNgum fAlA

    10 ENtrEvistatudo em briNdes

    12 ColuNa - HajimE otsukaimpresso em mAteriAis de superfcie irregulAr

    18 mErCadoNovo coNceito em impresso 3d, boNecos de pessoAs

    20 artigo tCNiCoA importNciA do treiNAmeNto e dAs tcNicAs...

    26 oNdE ComPrarQuAdricromiA com plAstisol toQue zero

    09 EvENtosigNs Nordeste 2014 se reAfirmA

    12 admiNistrao - WilsoN giglioformAo do preo de veNdA pArte 3

    18 imPrEsso digitalmuito Alm de umA simples impresso

    26 agENdacursos, eveNtos, Workshops, feirAs

    14 mErCadomimAki iNAugurA Novo shoWroom em sp

  • !"#

    "

    $%$&$%'&$(($)$*

    + !

  • AKAD lana UP Plus 2 para criao de objetos 3D

    Considerada por publicaes espe-cializadas a melhor impressora 3D na categoria Just hit print (aperte o boto e imprima), a UP Plus 2 se destaca prin-cipalmente pelo nivelamento automtico da mesa e pelo ajuste automtico da altu-ra da cabea de impresso. Em resposta ao fenmeno recente de demanda por impresso 3D, um time de especialistas em impresso 3D foi contratado pelo fa-bricante para fornecer informaes sobre uso do equipamento. No existe neces-sidade de calibrar o equipamento manu-almente e os filamentos de ABS e de PLA vm em rolo, sem chip de identificao, o que traz mais liberdade e flexibilidade s diversas aplicaes possveis.

    Recomendada tanto para iniciantes no segmento de impresso 3D, quanto para os usurios mais experientes, a UP Plus 2 satisfaz em termos de qualidade, confia-bilidade e facilidade operacional. Com envelope de construo de at 140 x 140 x 135 mm, permite imprimir peas com ex-celente preciso e peas maiores podem ser obtidas com impresso em partes, e posterior colagem e acabamento. A UP Plus 2 funciona de forma ideal com vrios dos softwares de CAD 3D do mercado,

    i m p r i m i n -do a partir de arquivos STL.

    Pensado para atingir um alto nvel de satisfao na experin-cia de uso, o software de impresso dessa mquina considerado bastante amigvel. Vrias funes so voltadas facilidade de operao, como auto-place, redimensionamento e rota-o. O mesmo acontece com a funo Smart Support, que produz suportes de construo fceis de remover, no mes-mo material utilizado para a impresso isso significa uma preocupao a menos na hora de criar. A gama de aplicaes vasta e tem aumentado continuamente, na impresso de peas tcnicas, protti-pos e mockups, maquetes, brindes, mol-des e modelos para moldes, peas para equipamentos e at mesmo prteses ortopdicas.

    www.akad.com.br

    HP apresenta linha HP DesignjetA HP anuncia a chegada ao mercado

    brasileiro dos novos equipamentos de impresso de grandes formatos da linha HP Designjet, sendo trs impressoras, um scanner e um software para o gerencia-mento do fluxo de impresso.

    A HP Designjet T3500 Production eMultifunction Printer (eMFP) uma im-pressora multifuncional colorida ideal para uso empresarial, enquanto a HP De-signjet T7200 Production Printer um dis-positivo com cores completas para depar-tamentos de reprografia centrais (CRDs) e lojas de reprografia com demandas por impresso de alto volume.

    O software HP Designjet SmartStream foi desenvolvido para agilizar e organizar todo o fluxo de trabalho de impresso de centros de impresso com alto volume de produo. J o HP Designjet HD Pro Scan-ner oferece alta definio para a digitali-zao com altssima preciso de cores e reproduo de imagens.

    A nova HP Designjet Z6800 para pro-duo fotogrfica aumenta a produtivida-de com velocidade de impresso at 50%

    mais rpida do que dispositivos anterio-res. Esta impressora foi projetada para entregar aplicaes internas de alto valor e impresses de qualidade de impresso para galerias, com sadas que podem du-rar at 200 anos.

    Os lanamentos revolucionam a oferta de impresso de produo em grande for-mato, com grandes volumes de impresses de qualidade a altas velocidades e custos menores. Estes lanamentos podem aten-der ao volume e s diversas necessidades de impresso de organizaes empresariais; CRDs; escritrios de arquitetura, engenha-ria e construo (AEC) e de design; rgos pblicos; lojas de impresso rpida e de re-prografia de pequeno e mdio portes.

    www.hp.com

    O Serigrfico - Edio 222 - Outubro de 2014www.oserigrafico.com6

    lanamentoS nS teStamoS

    Papel tratado para sublimao HavirRecentemente, procurando infor-

    maes sobre papeis para transfer na internet, ca num blog que dava diversas informaes e incentivava os usurios a usarem papeis comuns para sublimao, alegando exerce-rem a mesma funo. Dizia at que era um absurdo venderem papel tra-tado para sublimao e chegava ao cmulo de afirmar que essas pessoas deveriam ser presas.

    Eu tenho um pequeno negcio de personalizaes e sempre usei papel tratado e sabia da diferena na qua-lidade, mas para tirar a prova dos 9, resolvi fazer um teste com dois papeis diferentes: um da Havir, sabidamen-te um papel de grande qualidade e outro um papel que comprei numa revenda e que nunca consegui desco-brir o fabricante, mas que me foi reco-mendado usar apenas em porcelana. Acredito que tambm seja um papel tratado, porm com um tratamento bem inferior e as diferenas aparece-ram claramente. Imagine num papel sem tratamento...

    Aqui voc v a foto das duas peas. A primeira foi impressa com o papel Havir e a outra no outro papel.

    Talvez voc no consiga perceber as diferenas to claramente pela foto publicada no jornal, pois nosso papel no mostra com clareza os detalhes finos, mas note a diferena no tom de

    vermelho em ambas as fotos. Assim, as concluses foram:

    - A vivacidade nas cores muito maior com o papel tratado;

    - As fotos ficam pixeladas com o papel inferior, o que no acontece com o papel da Havir;

    - A transferncia de tinta do pa-pel para o substrato infinitamente superior quando voc usa o papel da Havir.

    Nesta foto, voc pode ver clara-mente a quantidade de tinta transferi-da para a caneca em ambos os casos. Fica claro que o papel com qualidade inferior transfere muito menos tinta para o substrato.

    E o fato da tinta ficar toda no pa-pel gera um outro proble