Liliane Assis Sade

download Liliane Assis Sade

of 305

  • date post

    08-Jan-2017
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Liliane Assis Sade

LLIILLIIAANNEE AASSSSIISS SSAADDEE RREESSEENNDDEE

IIDDEENNTTIIDDAADDEE EE AAPPRREENNDDIIZZAAGGEEMM DDEE IINNGGLLSS SSOOBB AA TTIICCAA DDOO

CCAAOOSS EE DDOOSS SSIISSTTEEMMAASS CCOOMMPPLLEEXXOOSS

Tese apresentada ao Programa de Ps-Graduao em Estudos Lingsticos da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, como requisito parcial para obteno do ttulo de Doutora em Lingstica Aplicada. rea de Concentrao: Lingstica Aplicada Linha de Pesquisa: Estudos em Lnguas Estrangeiras: ensino/aprendizagem, usos e culturas. Orientadora: Profa. Dra. Vera Lcia Menezes de O. e Paiva

FINALIDADE: Desenvolvimento de uma investigao sobre a relao existente entre as questes de identidade na contemporaneidade e a aprendizagem da lngua inglesa, luz das Teorias do Caos e dos Sistemas Complexos.

Belo Horizonte Faculdade de Letras da UFMG

2009

2

3

DEDICATRIA

Dedico este trabalho s pessoas mais importantes da minha vida. Ao meu pai - Roberto Chala

Sade, meu fiel escudeiro, meu companheiro de todas as jornadas, meu guia nas estradas da

vida, meu porto seguro, presena constante de amor! minha me - Nancy Assis Sade, meu anjo

da guarda, corao em forma de gente enviado por Deus para me proteger, me amar, me

amparar no calor de seu abrao e me suprir com tudo o que preciso para ser feliz! minha filha

Jlia Sade Resende, meu maior presente, minha melhor realizao, minha razo de ser, meu

grande amor! A meu marido Humberto Silva Resende, meu companheiro de todas as lutas, pai

maravilhoso e marido carinhoso, meu aconchego e meu refgio, o outro eu que me completa!

4

Agradecimentos A Deus, fonte de vida e sabedoria, que est onde a Cincia no alcana; Aos meus amados pais Nancy e Roberto, minhas maravilhosas condies iniciais; meus blocos constituintes, que com seu amor, apoio, orientao e acompanhamento constantes me fizeram chegar at aqui e sonhar em ir alm; Ao meu marido Humberto, meu amado agregado, pela compreenso, respeito, auxlio e amor dedicados durante toda a trajetria; minha amada filha Jlia, meu mais lindo fractal, por encher minha vida de alegria, de amor e me dar infinitos motivos para sorrir a cada dia; Vera, minha orientadora, amiga, exemplo e grande perturbadora, aquela que responsvel pela emergncia de um dos meus melhores fractais; Aos professores Francisco Csar de S Barreto e Luiz Paulo da Moita Lopes, pela leitura da minha tese, pelas crticas levantadas e pelas marcaes que causaram excelentes desvios de rota e contriburam para novos e melhores atratores (padres de comportamento); Aos meus amigos e agregados complexos, principalmente Jnia, ao Antnio Carlos, ao Valdir, Rita e Luciana, que tanto contriburam para este percurso; Ao meu sogro Mrio, minha sogra Edna e minha tia Sussu (Suely), queridos agregados, pelo apoio a mim dedicado e pelo constante carinho e amor devotados minha Jlia nos momentos em que o percurso nessa trajetria me fez ausente no lar; Ao meu grande amigo Cludio, pelos comentrios sempre pertinentes e pelas brilhantes sugestes que romperam com a ordem estabelecida e motivaram novas trajetrias. professora e amiga Enoi Miranda Barbosa Mendes, pela presena essencial e rica contribuio, que estabeleceu a ordem em um momento de Caos. Aos meus amigos Vicente, Magda e Toninho, companheiros nos momentos crticos e nos meus importantes pontos de bifurcao; Aos colegas do Departamento de Letras, Artes e Cultura da UFSJ, pelo apoio necessrio para a concluso deste trabalho neste espao de fase; Aos narradores, por dividirem comigo suas histrias de vida e me permitirem percorrer esta instigante trajetria e chegar onde no esperava. Pela fascinante diversidade e pela beleza da no-linearidade, o meu muito obrigada!

5

Deixo ao cego e ao surdo

A alma com fronteiras,

Que eu quero sentir tudo

De todas as maneiras.

Ah! tanto como a terra

E o mar e o vasto cu,

Quem se cr prprio erra,

Sou vrios e no sou meu.

Se as coisas so estilhaos

Do saber do universo,

Seja eu os meus pedaos,

Impreciso e diverso!

(Fernando Pessoa)

6

RESUMO

Este trabalho tem como objetivos apresentar a identidade social na contemporaneidade

como um sistema catico e complexo e demonstrar a inter-relao existente entre os processos de

(re)construo identitria e o de aprendizagem de lngua estrangeira. Para tanto, utiliza como

referencial terico as Teorias da Complexidade e do Caos e reflete sobre as questes identitrias

no momento atual, recorrendo s contribuies de Bakhtin, Giddens e Hall. Para a compreenso

do processo de aprendizagem, toma o conceito de comunidades de prtica, proposto por Wenger.

O trabalho realizado de cunho qualitativo/interpretativo e orientado pelo paradigma da

Complexidade. Com essa base epistemolgica, desenvolvido atravs da pesquisa-narrativa. Os

dados para anlise so constitudos de narrativas selecionadas do corpus do projeto AMFALE,

desenvolvido na UFMG. A anlise realizada em duas etapas: uma categrica e outra holstica e

desenvolvida luz das teorias propostas.

Os resultados obtidos revelam que os processos de reconstruo/emergncia identititria e

de aprendizagem de lnguas guardam entre si no apenas uma relao de interao, mas de

inteirao. O entendimento da relao identidade / aprendizagem pela tica da complexidade

contribui para uma nova viso do processo de aprendizagem que rompe com posies

determinsticas, responsveis por atitudes preconceituosas e hegemnicas. Finalmente, evocando

a figura do fractal, sugerido um novo termo identidades fractalizadas para se referir forma

pela qual o momento contemporneo, ao fractalizar o sistema identitrio do ser humano, o torna

mais complexo.

7

ABSTRACT

The present piece of work aims at presenting social identity in the contemporary moment

as a complex and chaotic system. It also aims at enhancing the inter-relation between the

processes of identity reconstruction and foreign language learning. To do so, it borrows the

theoretical framework of Complexity and Chaos theories and reflects upon identity issues

through the contributions of Bakhtin, Giddens and Hall. To understand the learning process, it

takes the concept of communities of practice, proposed by Wenger.

This piece of work is developed within a qualitative / interpretative approach and is

framed by the paradigm of Complexity. In accordance with this epistemology, it takes the

methodology of narrative- research. The data are constituted by narratives selected from the

corpus that belong to AMFALE project, developed at UFMG. The analysis is developed into two

phases: a categorical and a holistic one. Both were developed in the light of the proposed

theories.

The results show that the processes of identity (re)construction and foreign language

learning are characterized not only by a relation of interaction, but by a sense of completeness.

The understanding of both, identity and learning, through the lens of Chaos / Complexity theories

contributes to a new optic devoted to the learning process, which is able to make a rupture with

the deterministic positions that motivate attitudes based on prejudice and hegemonic positions.

Finally, evoking the image of a fractal, it is suggested a new term fractalized identities to

refer to the way in which the contemporary moment, while fractalizing the identity system,

makes the human being more complex.

8

SUMRIO 1.0 INTRODUO....................................................................................................................... 10 2.0 A IDENTIDADE COMO UM SISTEMA COMPLEXO E CATICO ................................ 21 2.1 Identidade e Sistemas Complexos .......................................................................................... 30

2.2 Identidade e Caos .................................................................................................................... 59 2.2.1 Atratores .............................................................................................................................. 59 2.2.1.1 Atratores e identidade ....................................................................................................... 60 2.2.2 Pontos de Bifurcao ........................................................................................................... 65 2.2.2.1 Pontos de bifurcao, criticalidade auto-organizada e identidade .................................... 67 2.2.3 Atratores estranhos .............................................................................................................. 73 2.2.3.1 Atratores estranhos e identidade ....................................................................................... 76 2.2.4 Fractais ................................................................................................................................. 80 2.2.4.1 Fractais e identidades fractalizadas .................................................................................. 83 3.0 METODOLOGIA.................................................................................................................... 89 3.1 A pesquisa narrativa .........................................................................................