LinkedIn - parte 2

Click here to load reader

download LinkedIn - parte 2

of 25

  • date post

    24-May-2015
  • Category

    Documents

  • view

    316
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of LinkedIn - parte 2

  • 1. Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Cincia da InformaoDisciplina: Arquitetura da Informao e Acessibilidade DigitalBernadete Luiza de FariaLudmila Aparecida ScardoelliPatrcia Brbara de Paula

2. O que o LinkedIn? O LinkedIn uma rede social online para contatosprofissionais. diferente de outros sites de rede social,como o MySpace e o Facebookporque foi criadoespecialmente para relacionamentos profissionais -encontrar um emprego, descobrir malas diretas, entrarem contato com possveis parceiros de negcios - e noapenas para fazer amigos ou compartilhar fotos, vdeos emsicas. 3. Arquitetura da Informao A arquitetura da informao, conforme a definiocriada por Wurman, trata da organizao da informaopara torn-la clara, compreensvel. Na web, esse objetivose mantm: criar as estruturas de organizao dainformao de um website para que o usurio consigacompreend-lo com facilidade. Na web, a arquitetura da informao cuida de projetar aestrutura, o esqueleto, de um website sobre o qual todasas demais partes iro se apoiar. 4. Sistema de Organizao A organizao define o agrupamento e a categorizaode todo o contedo informacional (Reis, 2007) 5. Sistema de Organizao: Ambiguidade 6. Sistema de Organizao: Heterogeneidade 7. Sistema de Organizao: Esttica 8. Avaliao Neste tpico iremos avaliar a rede social em termos deAcessibilidade e Usabilidade. Validar a interface de acordo com os requisitos dousurio e permitir sua verificao de forma que seperceba se ele encontrar dificuldades em seuuso identificando barreiras que possam comprometersua interao consiste na Avaliao de interfaces Seus objetivos so: Identificar problemas de interao ouinterface 9. Forma de Avaliao Cada integrante do grupo fez uma avaliao prvia eaps esta nos encontramos para chegar s conclusesapresentadas a seguir. 10. Usabilidade Usabilidade baseia-se em proporcionar melhorexperincia aos usurios em termos de eficincia,efetividade e satisfao. 11. Mtodo adotado O grupo optou por usar o mtodo de avaliaoheurstica pelo fato de aplicarmos diretrizes que jexistem e mtodos que j foram utilizados para esse tipode teste. 12. Usabilidade: Interface de buscaPontos importantes na Busca: fcil encontrar a informao ? fcil de us-la? Permite refazer ou refinar sua busca? Os construtores de query so usados de forma eficiente? 13. Usabilidade: Interface de Busca Resultados relevantes no topo da lista? Clareza nos parmetros usados na busca? Clareza no que foi buscado? Clareza nos resultados que foram encontrados? Informaes apresentadas teis? Os resultados agrupados de forma til? 14. Usabilidade: Interface de busca fcil encontr-la; fcil us-la; Permite que o usurio refine a busca. 15. Usabilidade: Interface de busca Os resultados relevantes aparecem no topo da lista; Aparece de forma clara os parmetros usados na busca; Apresenta de forma clara o que foi buscado e os resultados. 16. Usabilidade: Rotulao Estabelece as formas de representao, de apresentaoda informao definido signos para cada elementoinformativo (Reis, 2007) Os rtulos do LinkedIn so compreensveis. 17. Usabilidade: Rotulao 18. Usabilidade: NavegaoNAVEGAO GLOBAL possvel mover-se atravs de poucos cliques; Amplitude e profundidade esto balanceadas; Os rtulos so claros e significativos.NAVEGAO CONTEXTUAL possvel saber onde estou dentro do site. 19. Acessibilidade Acessibilidade baseia-se em remover barreiras de acessocausadas por limitaes tcnicas, ambientais e humanas. Chama-se de acessvel tudo aquilo que pode ser usadopor qualquer pessoa, independentemente de suacondio fsica. 20. Mtodo adotado e partes analisadas O mtodo usado foi a avaliao preliminar deacessibilidadePARTES ANALISADAS Pgina Inicial Perfil Contatos Empregos 21. Outros aspectos avaliados Nesse tpico foram avaliados os recursos do site deacordo com duas das diretrizes do WCAG paraconstruo de sites acessveis. Lembrando que o WCAG Composto por 14 diretrizes e 2 princpios. 22. Recomendao 6: ncoras para ir direto ao contedoINEXISTENTE 23. Recomendao 19: Descrever links clara e sucintamente 24. Consideraes finais O LinkedIn uma rede profissional online, que permite ousurio manter contato com outros profissionais de suarea, amigos e empresas. Buscar e oferecer vagas,recomendar pessoas e ser recomendado, aumentandoassim suas possibilidades de ser visto no mercado detrabalho. Em termos de acessibilidade digital ainda necessrio que ocorram mudanas, uma vez que tornaconturbado o acesso devido quantidade de informaodisponibilizada em sua pgina inicial e de no permitiraumentar o tamanho da fonte em sua prpria pgina,por exemplo. 25. Referncias ALVES, C. D. ; ROCHA, J. Avaliao de interfaces. 2012 ALVES, C. D. ; ROCHA, J. Sistemas de AI. 2012 ALVES, C. D. ; ROCHA, J. Como construir sites acessveis. 2012 COMO FUNCIONA O LINKEDIN. Disponvel em:http://www.youtube.com/watch?v=DL7c3IJUe04> Acesso em: 23 Out. 2012. LINKEDIN. Disponvel em: .Acesso em: 23 Out. 2012. ROCHA, J. A. P; ALVES, C. D. ; DUARTE, A. B. S. E-acessibilidade eusurios da informao com deficincia. Inc. Soc., Braslia, v. 5 n. 1, p.78-91,2011. Disponvel em:http://revista.ibict.br/inclusao/index.php/inclusao/article/view/219/210>Acesso em: 09 Jan. 2012.