Mais Notícias - Edição 699

Click here to load reader

  • date post

    24-Jul-2016
  • Category

    Documents

  • view

    221
  • download

    1

Embed Size (px)

description

Destaque: Após alagar Ouro Fino, obra de Alckmin recebe remendo do DAEE

Transcript of Mais Notícias - Edição 699

  • QUINTA-FEIRA | 29 DE OUTUBRO DE 2015Ano XII | ED. 699

    Jornalista Responsvel:Danilo Meirawww.jornalmaisnoticias.com.br

    4823-4411

    Castelo Azul apresenta Festival TotalCastelo Azul apresenta Festival Total

    Aps fuso, Leonice Moura tambm comandar CulturaAps fuso, Leonice Moura tambm comandar Cultura

    Prefeitura inicia licitao de viadutoPrefeitura inicia licitao de viaduto

    Festa Gacha comea neste sbado em RibeiroFesta Gacha comea neste sbado em Ribeiro

    CIDADE | PG.08

    Obra anunciada pelo governador Geraldo Alckmin como a principal do pacote para amenizar a crise hdrica, a interligao entre as represas Billings e Taiaupeba causou

    transtornos em Ouro Fino, com alagamentos e queda de margens, impedindo o sistema de operar em sua plenitude. Como soluo emergencial, o Governo do Estado, por meio do Departamento de guas, Esgoto e Energia (DAEE) est canalizando as margens do local.

    ESPECIAL | PG 08

    Aps alagar Ouro Fino, obra de Alckmin recebe remendo do DAEE

    Mais Notcias chega a 7 milhes de exemplares distribudos

    CULTUR

    A| P

    G.0

    6PO

    LTICA

    POLTICA

    | PG

    .04

    | PG

    .04

    EMPR

    ESAS

    | PG

    .07

  • 02 OPINIES 29 | outubro | 2015www.jornalmaisnoticias.com.br

    Caros polticos: o povo quer o simples!

    Direito de Resposta ou Lei da Mordaa?Em tempos de de-

    nncias contra polti-cos fartamente divul-gadas pela imprensa e espalhadas pela In-ternet, no surpresa que eles tentem, de alguma maneira, se-gurar as indomveis rdeas dos jornalis-tas.

    Por isso, no foi surpresa alguma ver, esta semana, aprova-do um projeto de lei que regulamenta a volta do direito de resposta, instrumen-to que legalmente no existe desde que o STF revogou a Lei

    de Imprensa h al-guns anos.

    Preocupados com o que pode acontecer a eles, aprovaram por 318 votos a 79, o Pro-jeto de Lei 6446/13, que tramitava na casa h dois anos. De acordo com o texto, a pessoa (fsica ou ju-rdica) que se sentir ofendida por qual-quer reportagem, nota ou notcia divul-gada por veculo de comunicao social independentemente do meio ou platafor-ma de distribuio, publicao ou trans-

    misso que utilize, cujo contedo atente, ainda que por equ-voco de informao, contra a honra, a inti-midade, a reputao, o conceito, o nome, a marca ou a imagem pode solicitar direito de resposta que deve ser divulgada, publi-cada ou transmitida no mesmo espao, dia da semana e ho-rrio em que ocorreu

    o agravo e dever ser exercida no prazo de 60 dias, contado da data de cada divul-gao, publicao ou transmisso da mat-ria ofensiva aps a anlise de um juiz.

    Ou seja: a mat-ria regulamenta algo que na prtica j existe, uma vez que qualquer ofendido pode procurar a jus-tia e requerer tal di-

    reito com base no c-digo civil. Mais ainda: os meios de comuni-cao, por cortesia, tm disponibilizado democraticamente espao para tal.

    O que deixa a lei com aspecto estra-nho sua subjeti-vidade. Qual o cri-trio que definir o que ofende ou no? Como evitar abusos? Partindo do princpio de que as denncias so fundamentadas e documentadas, como seria? O ofendido ainda assim teria di-reito de resposta? Um

    jogador de futebol chamado de perna--de-pau poderia exi-gi-lo para dizer que apenas pouco talen-toso? Seria o projeto a lei da mordaa?

    Fato que, da for-ma como est, ir ju-dicializar a impren-sa. O que se espera que o Senado, que ainda ir apreciar o texto, e a presidncia da Repblica encon-trem um meio-termo que favorea a todos. Afinal de contas, o que no se precisa criar a figura do Juiz--Chefe de redao.

    a matria regulamenta algo que na prtica

    j existe

    H entre a populao, uma grande inquietao no que diz respeito po-ltica. E isso no exclu-sivo dos brasileiros. Esta semana, chamou a aten-o uma tendncia que se desenha na eleio presi-dencial norte-americana talvez a mais importante do planeta: a ascenso de Ben Carson, o outsider ou no poltico, nas pr-vias do partido Republi-cano.

    Neurocirurgio re-conhecido em todo o planeta (foi o primeiro mdico a separar com su-

    cesso gmeos siameses, nos anos 80), Carson o inverso de seu opositor Donald Trump, multimilio-nrio reconhecidamente fanfarro e celebridade que, embora seja tambm um outsider, tem assus-tado com comentrios po-lmicos (e at xenofbi-cos). Carson, por sua vez, ascendeu da classe po-bre, tem discurso firme e, principalmente, diferente dos polticos tradicionais.

    Esta situao mostra que a velha poltica che-gou ao seu limite, por ser fundamentada em jogos

    de interesses, trocas de favores e, principalmente, falta de transparncia, es-magada por dinheiro, in-teresses e influncias. s olhar ao Brasil, onde fatos como a Operao Lava-Ja-to para comprovar que, in-felizmente, esse cenrio cotidiano e recorrente no pas, independentemente de partido poltico.

    O que a populao quer, as vozes da rua co-bram, um governo trans-parente e eficiente, que no sangre a populao para sanar seus prprios defeitos e saiba contornar

    seus dficits e problemas financeiros com medidas austeras e planejamento e no o simplismo da cobrana de impostos e piora nos servios p-blicos. Governantes que saibam ver, escutar e re-solver problemas ao in-vs de se postar em ber-o esplndido espera de eventuais milagres ou verbas que caiam do cu. Que tenham a noo do quanto doloroso perder um ente querido por falta de medicamento ou per-der minutos preciosos de convvio familiar por um

    sistema de transporte ine-ficaz. Que saibam a cor do piso das caladas e no apenas do piso de mr-more dos gabinetes.

    Enfim, que estejam ao lado do povo, sem a vai-dade de querer marcar o nome na histria, e man-tendo foco em construir uma sociedade mais justa e sustentvel. Parece dif-cil? Para quem est inte-grado ao sistema sim. Mas no para quem vem de fora, com ideias novas. , ao que parece, a situao est virando a favor dos outsiders...

    ARTIGO | Por Danilo Meira, jornalista responsvel pelo Mais Notcias

    PUBLICAO SEMANAL DE MAIS NOTCIAS EMPRESA JORNALSTICA LTDA.

    CNPJ: 05.531.420/0001-18email: [email protected]

    [email protected]

    EDITOR: ANTONIO CARLOS CARVALHO | JORNALISTA RESPONSVEL: DANILO MEIRA Mtb: 43.013

    REPORTAGEM: LVIA BIAZI | GRAZIELA NUNES

    DIAGRAMAO E EDITORAO: GUSTAVO SANTINELLI | DEPARTAMENTO COMERCIAL: SIDNEI MATOZO

    DEPARTAMENTO JURDICO: DR. GILMAR ANDRADE DE OLIVEIRA / DR. ERIC MARQUES REGADAS

    COLABORADORES: RAUL CARLOS DE CARVALHO / PROF. NELSON CAMARGO

    ADMINISTRAO: ELISETE HELENA PIMENTA

    DISTRIBUIO GRATUITA EM RIBEIRO PIRES, RIO GRANDE DA SERRA E REGIO DA REPRESA BILLINGS

    * O CONTEDO DOS ANNCIOS DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DOS ANUNCIANTES *

    Rua Olmpia Catta Preta, 194 1 Andar, Sala 2 CEP 09424-100

    Centro Ribeiro Pires SP Fone: 4828-7570 Fax: 4828-1599

  • acesse www.jornalmaisnoticias.com.br e comente nossas matrias!

    METEOROLOGIA

    03 RESUMO 29 | outubro | 2015www.jornalmaisnoticias.com.br

    Quinta-Feira 24 19 40%0%

    92%88%

    27 18

    29 2023 17

    Sbado

    Domingo

    Sexta-Feira

    Mxima Mnima Prob. Chuva

    FOTO MAIS

    FALOU E DISSE

    TAPAS E BEIJOS

    Cada vez mais, vemos exemplos de falta de edu-cao e desrespeito s leis. Mostrando que no es-to nem a para a Lei Cidade Limpa ou para a popu-lao, organizadores de um show que acontecer em Ribeiro Pires nos prximos dias resolveram ino-var e poluir a cidade na Rua Candido Mota, na Vila Aurora. Estamos de olho!

    Para as garotas que, sem noes de civilidade, pi-

    charam o recm-reforma-do palco da Vila do Doce.

    VIP Telecom que enfrentou as gigantes do se-

    tor e trouxe Internet r-pida a Ribeiro Pires.

    O Direito no como matemtica. No existe apenas uma resposta certa para todo caso

    Sergio Moro, juiz, sobre desdobramentos da Opera-o Lava Jato

    O Marin est pagando em vida pelo mal que co-meteu. No s ao meu pai, mas a toda sociedade

    Ivo Herzog, filho de Vladimir Herzog, sobre a priso de Jos Maria Marin, ex-governador de SP

    Afrontando a Cidade Limpa

    CUBINHO | Mario Mastrotti

    ARIS procura autor de hinoA Aris (Associao Ribeiropirense para a Inte-

    grao Social) que completa 40 anos de atividades em 2015, est em busca de Andre Henrique da Silva. Ele o autor do hino oficial da entidade.

    Qualquer informao sobre seu paradeiro pode ser fornecida pelo telefone 4828-4299.

    Veja o que abre e fecha no feriado

    Na prxima sexta (30), dia do Servidor Pblico, e segunda (02), Dia de Finados, no haver no haver expediente nas reparties pblicas de Ribeiro Pi-res. Veja o que abre e fecha nestas datas: Coleta de Lixo: Funcionar normalmente.

    Cemitrio Municipal: Funcionar normalmente durante todos os dias aberta 24 horas.

    Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santa Luzia: Funcionar normalmente durante todos os dias aberta 24 horas.

    Hospital e Maternidade So Lucas: Funciona-r normalmente durante todos os dias aberto 24 horas.

    Unidades Bsicas de Sade e Unidades de Sa-de da Famlia: no haver expediente.

  • 04 POLTICA 29 | outubro | 2015www.jornalmaisnoticias.com.br

    A ministra Eleonora Minicucci ao lado da vereadora Cleo Meira

    Cleo Meira se rene com ministra e ganha apoio para instalao da DDM em RibeiroUma das mais antigas

    lutas das mulheres de Ri-beiro Pires pela insta-lao de uma unidade da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) na cidade instituio vista como fundamental para coibir a violncia domstica.

    Na ltima segunda (26), este pleito foi alvo de audincia realizada na Capital Federal, Braslia, onde a vereadora Clo Meira esteve no Ministrio de Polticas Pblicas para Mulheres em audincia com a Ministra Eleonora Minicucci.

    Durante o encontro, ambas abordaram temas relacionados