Mantenedora ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE Pedagogia Apêndice... ·...

Click here to load reader

  • date post

    15-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Mantenedora ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE Pedagogia Apêndice... ·...

1

Mantenedora

ASSOCIAO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO

OBJETIVO

Mantida

UNIVERSIDADE PAULISTA

PROJETO PEDAGGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM

PEDAGOGIA

APNDICE II

So Paulo SP

2

Sumrio

Resoluo CNE/CP n 1, de 15 de maio de 2006 ..................................... 3

Regulamento institucional do trabalho de concluso de curso ............... 14

Regulamento das Atividades Complementares ...................................... 38

Regulamento do Ncleo Docente Estruturante - NDE ............................ 45

Regulamento das Atividades de Extenso .............................................. 50

Orientaes de Estgio Curricular Supervisionado para o curso de

Pedagogia ................................................................................................ 56

Regulamento do Conselho de Coordenao e do Colegiado de Curso ....... 78

Regulamento e projeto da Brinquedoteca Virtual .................................... 84

Projetos e Prticas de Ao Pedaggica ................................................ 91

Construo de Brinquedos e Organizao de Brinquedotecas nos polos ..... 100

Referncias Bibliogrficas ..................................................................... 107

3

RESOLUO CNE/CP N 1, DE 15 DE MAIO DE 2006

Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduao em

Pedagogia, licenciatura.

O Presidente do Conselho Nacional de Educao, no uso de suas

atribuies legais e tendo em vista o disposto no art. 9, 2, alnea e da

Lei n 4.024, de 20 de dezembro de 1961, com a redao dada pela Lei n

9.131, de 25 de novembro de 1995, no art. 62 da Lei n 9.394, de 20 de

dezembro de 1996, e com fundamento no Parecer CNE/CP n 5/2005, incluindo a emenda retificativa constante do Parecer CNE/CP n 3/2006,

homologados pelo Senhor Ministro de Estado da Educao,

respectivamente, conforme despachos publicados no DOU de 15 de maio de

2006 e no DOU de 11 de abril de 2006, resolve:

Art. 1 A presente Resoluo institui Diretrizes Curriculares Nacionais

para o Curso de Graduao em Pedagogia, licenciatura, definindo princpios,

condies de ensino e de aprendizagem, procedimentos a serem observados

em seu planejamento e avaliao, pelos rgos dos sistemas de ensino e

pelas instituies de educao superior do pas, nos termos explicitados nos

Pareceres CNE/CP nos 5/2005 e 3/2006.

Art. 2 As Diretrizes Curriculares para o curso de Pedagogia aplicam-se

formao inicial para o exerccio da docncia na Educao Infantil e nos

anos iniciais do Ensino Fundamental, nos cursos de Ensino Mdio, na

modalidade Normal, e em cursos de Educao Profissional na rea de

servios e apoio escolar, bem como em outras reas nas quais sejam

previstos conhecimentos pedaggicos.

1 Compreende-se a docncia como ao educativa e processo

pedaggico metdico e intencional, construdo em relaes sociais,

tnico-raciais e produtivas, as quais influenciam conceitos, princpios e

objetivos da Pedagogia, desenvolvendo-se na articulao entre

conhecimentos cientficos e culturais, valores ticos e estticos inerentes a

processos de aprendizagem, de socializao e de construo do

conhecimento, no mbito do dilogo entre diferentes vises de mundo.

2 O curso de Pedagogia, por meio de estudos terico-prticos,

investigao e reflexo crtica, propiciar:

I o planejamento, execuo e avaliao de atividades educativas;

II a aplicao ao campo da educao, de contribuies, entre outras, de

conhecimentos como o filosfico, o histrico, o antropolgico, o

4

ambiental-ecolgico, o psicolgico, o lingustico, o sociolgico, o

poltico, o econmico, o cultural.

Art. 3 O estudante de Pedagogia trabalhar com um repertrio de

informaes e habilidades composto por pluralidade de conhecimentos

tericos e prticos, cuja consolidao ser proporcionada no exerccio da

profisso, fundamentando-se em princpios de interdisciplinaridade,

contextualizao, democratizao, pertinncia e relevncia social, tica e

sensibilidade afetiva e esttica.

Pargrafo nico. Para a formao do licenciado em Pedagogia central:

I o conhecimento da escola como organizao complexa que tem a

funo de promover a educao para e na cidadania;

II a pesquisa, a anlise e a aplicao dos resultados de investigaes

de interesse da rea educacional;

III a participao na gesto de processos educativos e na organizao e

funcionamento de sistemas e instituies de ensino.

Art. 4 O curso de Licenciatura em Pedagogia destina-se formao de

professores para exercer funes de magistrio na Educao Infantil e nos

anos iniciais do Ensino Fundamental, nos cursos de Ensino Mdio, na

modalidade Normal, de Educao Profissional na rea de servios e apoio

escolar e em outras reas nas quais sejam previstos conhecimentos

pedaggicos.

Pargrafo nico. As atividades docentes tambm compreendem

participao na organizao e gesto de sistemas e instituies de ensino,

englobando:

I planejamento, execuo, coordenao, acompanhamento e avaliao

de tarefas prprias do setor da Educao;

II planejamento, execuo, coordenao, acompanhamento e avaliao

de projetos e experincias educativas no escolares;

III produo e difuso do conhecimento cientfico-tecnolgico do campo

educacional, em contextos escolares e no escolares.

Art. 5 O egresso do curso de Pedagogia dever estar apto a:

I atuar com tica e compromisso com vistas construo de uma

sociedade justa, equnime, igualitria;

5

II compreender, cuidar e educar crianas de zero a cinco anos, de forma

a contribuir, para o seu desenvolvimento nas dimenses, entre outras,

fsica, psicolgica, intelectual, social;

III fortalecer o desenvolvimento e as aprendizagens de crianas do

Ensino Fundamental, assim como daqueles que no tiveram

oportunidade de escolarizao na idade prpria;

IV trabalhar, em espaos escolares e no escolares, na promoo da

aprendizagem de sujeitos em diferentes fases do desenvolvimento

humano, em diversos nveis e modalidades do processo educativo;

V reconhecer e respeitar as manifestaes e necessidades fsicas,

cognitivas, emocionais, afetivas dos educandos nas suas relaes

individuais e coletivas;

VI ensinar Lngua Portuguesa, Matemtica, Cincias, Histria,

Geografia, Artes, Educao Fsica, de forma interdisciplinar e adequada

s diferentes fases do desenvolvimento humano;

VII relacionar as linguagens dos meios de comunicao educao,

nos processos didtico-pedaggicos, demonstrando domnio das

tecnologias de informao e comunicao adequadas ao

desenvolvimento de aprendizagens significativas;

VIII promover e facilitar relaes de cooperao entre a Instituio

educativa, a famlia e a comunidade;

IX identificar problemas socioculturais e educacionais com postura

investigativa, integrativa e propositiva em face de realidades complexas,

com vistas a contribuir para superao de excluses sociais,

tnico-raciais, econmicas, culturais, religiosas, polticas e outras;

X demonstrar conscincia da diversidade, respeitando as diferenas de

natureza ambiental-ecolgica, tnico-racial, de gneros, faixas

geracionais, classes sociais, religies, necessidades especiais,

escolhas sexuais, entre outras;

XI desenvolver trabalho em equipe, estabelecendo dilogo entre a rea

educacional e as demais reas do conhecimento;

XII participar da gesto das instituies contribuindo para elaborao,

implementao, coordenao, acompanhamento e avaliao do Projeto

Pedaggico;

6

XIII participar da gesto das instituies planejando, executando,

acompanhando e avaliando projetos e programas educacionais, em

ambientes escolares e no escolares;

XIV realizar pesquisas que proporcionem conhecimentos, entre outros:

sobre alunos e alunas e a realidade sociocultural em que estes

desenvolvem suas experincias no escolares; sobre processos de

ensinar e de aprender, em diferentes meios ambiental-ecolgicos; sobre

propostas curriculares; e sobre organizao do trabalho educativo e

prticas pedaggicas;

XV utilizar, com propriedade, instrumentos prprios para construo de

conhecimentos pedaggicos e cientficos;

XVI estudar, aplicar criticamente as diretrizes curriculares e outras

determinaes legais que lhe caiba implantar, executar, avaliar e

encaminhar o resultado de sua avaliao s instncias competentes.

1 No caso dos professores indgenas e de professores que venham a

atuar em escolas indgenas, dada a particularidade das populaes com que

trabalham e das situaes em que atuam, sem excluir o acima explicitado,

devero:

I promover dilogo entre conhecimentos, valores, modos de vida,

orientaes filosficas, polticas e religiosas prprias cultura do povo

indgena junto a quem atuam e os provenientes da sociedade

majoritria;

II atuar como agentes interculturais, com vistas valorizao e o estudo

de temas indgenas relevantes.

2 As mesmas determinaes se aplicam formao de professores

para escolas de remanescent