Manual Tratamento da piscina

Click here to load reader

  • date post

    07-Aug-2015
  • Category

    Documents

  • view

    404
  • download

    11

Embed Size (px)

description

Saiba como realizar o tratamento da sua piscina.

Transcript of Manual Tratamento da piscina

Manual de Tratamento de Piscinas

Tratamento Fsico Tratamento Qumico Tabela de dosagens Problemas mais comuns1

2

ndice1 - Hidroazul 2 - Como manusear produtos qumicos com segurana 3 - Informaes sobre primeiros socorros 4 - Tratamento da Piscina 4.1 - Tratamento Fsico Filtrao 4.2 - Tratamento Qumico 4.2.1 - Como calcular o volume da sua piscina 4.2.2 - Alcalinidade total Ajuste da alcalinidade Alcalinidade total baixa (abaixo de 80 ppm) Clculo da dosagem de Estabilizador de pH Alcalinidade total alta (acima de 120 ppm) Clculo da dosagem de Diminuidor de pH 4.2.3 - pH E quando o pH no obedece? Pode-se clorar a gua sem considerar seu pH? 4.2.4 - Clorao Diferenas nos cloros Cloro livre Aplicao de cloro Tratamento de choque (superclorao) Cloros Hidroazul e suas dosagens Cloro Premium (Hipoclorito de Clcio) Dicloro Orgnico Cloro Multi-Ao (Dicloroisocianurato de Sdio) Dicloro Granulado Estabilizado (Dicloroisocianurato de Sdio) HCA Cloro Estabilizado (Tricloro-S-Triazina Triona) Mix Blue Cloro Estabilizado (Tricloro-S-Triazina Triona) Clorocal (Hipoclorito de Clcio) Pastilhas Multiao (Tricloro-S-Triazina Triona) Pastilhas Premium (Tricloro-S-Triazina Triona) Weekend Kit para tratar guas de pequenas piscinas Dosagem de cloro para manuteno em piscinas aquecidas gua com mau cheiro 4.2.5 - Preveno e eliminao de algas Tratamento com algicida Dosagens para tratamento de choque Dosagens para tratamento de manuteno 4.2.6 - Clarificao e Floculao (Decantao) Floc Plus 2 em 1 Sulfato de Alumnio Floc Gel AQUAcouleur Diminuidor de Cloro Hidroazul 5 - Alguns problemas Piscina com revestimento manchado por metais gua turva (barrenta) gua turva (leitosa) Superestabilizao - Piscina apresenta residual de cloro livre, porm est turva/esverdeada Sujeira e gordura nas bordas da piscina Superfcie da gua oleosa Dificuldade de ajustar o pH Irritao nos olhos/cabelos ressecados Incrustaes de algas, sujeiras ou calcificao provocando manchas nos azulejos e em piscinas de fibra e vinil Espuma na gua gua turva com forte cheiro de cloro Doenas causadas por bactrias e fungos presentes na gua 6 - Tratamento semanal de vero 7 - Tratamento semanal de inverno 8 - Exerccios de fixao (tratamento de gua de piscina) 4 4 4 4 5 6 7 7 8 8 8 9 9 9 9 10 10 10 11 11 11 11 11 11 12 12 12 12 13 13 13 13 13 14 14 14 15 15 15 15 15 15 16 16 16 17 17 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 19 20 213

1. HidroazulHidroazul uma empresa do Grupo Bauminas. Grupo que, desde 1961, atua nas estaes pblicas de tratamento de gua, garantindo que mais de 2.500 municpios do pas recebam gua limpa e de qualidade. Foi a partir de toda esta experincia que em 1990 nasceu a Hidroazul. Uma empresa com a mais completa linha de cloros para piscinas e que se orgulha de ser 100% brasileira. Desde a fundao, a Hidroazul sempre desenvolveu produtos de qualidade como o Cloro Premium, o HCA, o Dicloro e o Multi-ao, j muito conhecidos por voc e por nossos clientes finais, por serem prticos, seguros e eficientes. Hidroazul tambm est sempre pensando em voc que responsvel por fazer nossos produtos chegarem aos clientes finais. O nosso atendimento trabalha com equipamentos de ltima gerao, refletindo em servios de vendas mais geis e que permitem conhecer melhor cada cliente nosso. a Hidroazul sempre fazendo mais por voc.

2. Como manusear produtos qumicos com segurana Ler atentamente as instrues do rtulo dos produtos qumicos na compra e durante sua utilizao. Nunca armazenar os produtos qumicos lquidos em cima dos slidos. Guardar os produtos qumicos em recipientes bem fechados e em local fresco, seco, bem ventilado e fora do alcance de crianas e animais. Somente pessoas que tenham recebido orientao devem ter acesso aos mesmos. Fechar as embalagens aps o seu uso. Se houver vazamento de produto no local limpe imediatamente. Manusear os produtos qumicos com cuidado. Evitar condies e atos inseguros no manuseio de produtos qumicos. Os recipientes usados para armazenar cidos e o agente de desinfeco devem ser de boa qualidade, evitando-se o uso de frascos em ms condies. No usar embalagens usadas para guardar produtos qumicos. Sempre utilizar a dose recomendada na embalagem. Usar luvas plsticas, mscaras e culos de proteo ao manusear os produtos. Nunca usar algicida base de sulfato de cobre no mesmo dia em que aplicar o cloro granulado em sua piscina, pode causar manchas. Evitar misturar produtos qumicos sem indicao segura a respeito. Compostos de cloro usados como agente de desinfeco no podem ser misturados com cidos. A mistura libera gs cloro que txico. Os hipocloritos de clcio e de sdio misturados com dicloro ou tricloro isocianrico podem ser causa de fogo e exploso. Evitar armazenar produtos qumicos junto ao filtro. Podem emitir gases corrosivos. No fumar durante o manuseio e prximo ao local de estocagem dos produtos qumicos. Nunca agitar a mistura em recipientes fechados, risco de exploso. Adicionar o produto qumico em um balde cheio de gua e misturar antes de jogar na gua da piscina. Lavar as mos com gua e sabo aps manusear os produtos qumicos.

3. Informaes sobre primeiros socorros PELE: Lavar com gua em abundncia por 20 minutos as partes atingidas. OLHOS: Lavar com gua corrente durante 15 minutos. Persistindo a irritao, procurar o hospital mais prximo levando a embalagem ou o rtulo do produto. INGESTO: No provoque vmitos. Procurar o centro de intoxicaes ou o hospital mais prximo levando a embalagem ou o rtulo do produto. INALAO: Remover a pessoa para um local arejado. Se necessrio, procurar o hospital mais prximo levando embalagem ou o rtulo do produto.

4. Tratamento da piscinaTodas as pessoas envolvidas com piscina sabem o quanto importante um bom tratamento da gua. Se for feito de forma correta voc vai consumir menos tempo e produto. Para permanecer atraente alm dos cuidados com a gua necessrio fazer semanalmente uma completa limpeza e eventuais retoques antes e aps dias de grande frequncia, chuvas e muito vento. Por mais limpas que inicialmente sejam, as guas da piscina apresentam com o tempo, forte tendncia a concentrar impurezas degradandose e tornando-se um meio propcio para afetar a sade dos usurios. O vento, a chuva, as aves e eventualmente certos animais contribuem para isto, alm do desenvolvimento de algas e outros microrganismos. A gua nunca pura. Mesmo quando ela proveniente de uma4

precipitao pluviomtrica contm slido dissolvido e suspenso. Existem dois tipos de contaminantes na gua de uma piscina que so os CONTAMINANTES INORGNICOS como poeira, argila, minerais, entre outros e os CONTAMINANTES ORGNICOS Vivos como: fungos, bactrias, vrus, algas e Mortos como os restos de animais, folhas, resduos de combusto (fumaa). Um bom tratamento tem necessariamente que considerar o aspecto fsico da piscina, a qualidade da gua e o custo. Um sistema de tratamento de gua pode ter vrias etapas dependendo de suas caractersticas sendo primordial saber qual a procedncia (por exemplo, se de rio, de poos profundos, etc). conveniente observar que no h eficincia ao se obter uma gua de boa qualidade com custo excessivo e no competente o profissional que obtm baixos custos em detrimento da qualidade. muito importante no abandonar o tratamento da piscina, principalmente no inverno. Piscina bem tratada aquela que contm gua fsica e biologicamente limpa. A gua pode estar visualmente azul e, no entanto, estar contaminada por microrganismos que fazem mal sade (bactrias, fungos e vrus). Podemos dizer que as doenas transmissveis adquiridas em piscinas podem ser associadas ao uso das instalaes e ao uso da piscina propriamente dita. As doenas associadas ao uso das instalaes da piscina so as infeces de pele (p-de-atleta, impetigos e dermatites) e olhos (conjuntivites). So transmitidas atravs dos pisos contaminados dos banheiros, vestirios e outras dependncias. As doenas associadas ao uso da piscina tm na gua o seu prprio veculo de disseminao, atuando dos seguintes modos: A gua usada na piscina j vem contaminada e no sofre tratamento ou tratada de modo precrio; A gua tratada ou no contaminada pelo banhista doente. As pessoas possuem na pele e nas mucosas muitos microrganismos que normalmente no produzem doenas devido dificuldade de penetrao no organismo dada a resistncia dos tecidos, especialmente das mucosas dos olhos, nariz e ouvidos, e na gua, ficam mais vulnerveis a invaso destes. As principais doenas associadas ao uso da piscina so as respiratrias como os resfriados, sinusites, inflamaes de garganta e angina sptica. Estas podem ser facilmente propagadas nas piscinas devido a proximidade dos banhistas e a consequente queda da resistncia obtida em virtude dos exerccios e do resfriamento prprio das imerses prolongadas. Outras doenas podem ser as infeces nos olhos, ouvidos, nariz e garganta e as doenas intestinais como a febre tifide, paratifide, desinteria amebiana, bacilar, etc e podem ser propagadas de um banhista para o outro ou adquirir maiores propores no caso da gua estar contaminada. Para manter a gua cristalina, limpa e saudvel so necessrios dois tipos de tratamento, os quais chamamos de tratamento fsico e tratamento qumico. Por definio, tratamento fsico e qumico so todos os processos a que submetida uma gua para modificar sua qualidade tornando-a com caractersticas que atendam as especificaes solicitadas para uma gua limpa e cristalina. Podemos definir, para melhor compreenso, que um tratamento fsico e qumico da gua so os que modificam a qualidade desta quanto ao aspecto, cor, turbidez, etc, bem como modifica as caractersticas qumicas, em alguns casos de forma bastante intensa.

4.1.Tratamento FsicoConsiste na remoo de todas as impurezas fsicas visveis suspensas na gua ou depositadas nas superfcies internas das piscinas, como por exemplo, as folhas, os insetos, poeiras, argila e minerais. Com o tratamento fsico adequado a gua fica visualmente limpa, o que contribui para uma melhor clorao. O tratamento fsico a primeira fa