MERCADO OFFSHORE - blog.sansuy.com.br

of 19/19
MERCADO OFFSHORE: GUIA COMPLETO PARA TER SUCESSO
  • date post

    08-Dec-2021
  • Category

    Documents

  • view

    0
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of MERCADO OFFSHORE - blog.sansuy.com.br

IMPACTOS E EXPECTATIVAS ...................................................................................9
EQUIPAMENTOS ESSENCIAIS ............................................................................... 15
brasileiro colocou o país no mapa do
mercado offshore. Afinal de contas, as
inúmeras plataformas de exploração
das principais bacias nacionais
oportunidades de negócio.
sendo implementados, visando, sobretudo,
operações. Para ter sucesso no mercado
offshore, continue conosco por aqui e
confira o guia completo que preparamos!
6
Antes de qualquer outra coisa, vamos ao conceito. O mercado
offshore é resultado da atuação de um grupo de empresas
que trabalha em áreas fora do território de origem. Portanto,
o termo tem relação direta com a exploração de petróleo, a
partir das já citadas plataformas instaladas em alto-mar.
É comum encontrar, também, quem chame esse segmento
de ‘’mercado óleo e gás’’. Movimentando dezenas de bilhões a cada ano, o setor não para de ganhar relevância
para a economia mundial, principalmente nos países ricos
em petróleo ou exploradores dessa substância. No Brasil, a
Petrobras figura como grande exponencial.
Pesquisa nomeada “A Relevância do Petróleo para o Brasil’’,
pela Enrst & Young (EY) em conjunto com o Instituto
Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), evidencia
de maneira clara o potencial dessa substância no cenário
da economia nacional: apenas cerca de 7% das mais de
27 bilhões de reservas de barris de petróleo e gás já
foram exploradas.
do petróleo para a sociedade global dos dias atuais.
Apenas durante o ano de 2016, para ter uma ideia,
mais de 80 milhões de barris petrolíferos foram
produzidos diariamente.
3,8 vezes superiores à média salarial brasileira, e a
expectativa é de que sejam criados 873 mil postos de
trabalho até 2022.
Tudo isso significa que temos um imenso potencial de crescimento, que promoveria um grande salto no
desenvolvimento socioeconômico do país e mudaria a
vida de milhões de brasileiros.
Só é possível atingir quantias tão impactantes devido aos
sistemas modernos de extração, divididos em offshore e onshore. A seguir, trazemos as características que
diferenciam as duas definições. Veja e entenda a fundo.
MERCADO OFFSHORE
As 155 plataformas offshore que existem hoje ao longo da costa do litoral
brasileiro cumprem a função de extrair petróleo do oceano, sobretudo nas
águas mais profundas. As reservas com maior abundância desse combustível
fóssil estão em zonas de alto mar. Portanto, daí surge a necessidade da
instalação de estruturas por lá.
No mercado offshore, as plataformas podem ser içadas ou permanecer flutuando no chamado campo de extração. Isso muda conforme o modelo da
estrutura, mas o objetivo segue o mesmo. É claro que diversos fatores de risco
são estudados antes da montagem delas, exigindo uma pesquisa minuciosa.
Somente águas pertencentes a um país fazem parte da exploração
offshore. Alguns tratados entre nações ainda impedem o trabalho em
áreas internacionais dos oceanos, apesar de essa determinação estar
constantemente a perigo de virar pauta de reuniões diplomáticas.
Nas estruturas offshore, trabalha-se por muito tempo. Profissionais podem
passar até alguns meses nelas, o que demanda uma alta preparação, não
apenas técnica, mas também mental. Justificadamente, a média salarial
costuma garantir ótimos pagamentos.
MERCADO ONSHORE
Poucos conhecimentos de inglês bastam para identificar a principal distinção entre
offshore e onshore. Ao contrário do primeiro termo, este é usado para definir a
extração de petróleo em terra firme, nas áreas continentais.
Traçando uma perspectiva histórica, a prática de explorar o combustível fóssil tem
origem onshore, ainda no século XIX. O processo acontecia nas famosas torres de
extração petrolífera, modelo que continua sendo bastante empregado até hoje.
Muito mais barata, considerando a ausência da necessidade de montar, instalar e
manter estruturas em alto mar, a operação onshore está ao alcance de empresas
menores. Afinal de contas, o mercado ganha maior dinamismo devido a esse
investimento reduzido.
Apesar de pouco usadas no Brasil, estruturas onshore representam grande parcela
das operações realizadas no Oriente Médio, região mais importante para a exploração
de petróleo, por conta das imensas reservas. Essa tendência é resultado das principais
características da área, com muitos desertos e espaços inabitados.
A jornada de trabalho dos funcionários do ramo onshore é bem diferente do offshore,
já que a atuação ocorre em terra firme e não há necessidade de deslocamento.
por distinguir o mercado offshore do onshore, é momento de
voltar ao primeiro. Isso porque a pandemia do novo coronavírus,
como não poderia ser diferente, modificou as expectativas a
respeito do setor para o futuro próximo.
A redução do consumo de petróleo a nível global, especialmente
por conta das consequências da Covid-19, fez o preço cair bastante.
Durante as primeiras semanas de isolamento social pelo mundo, a
produção de óleo e gás foi reduzida em patamares consideráveis.
No começo do ano de 2020, o cenário vislumbrado era muito
animador, sobretudo porque se imaginava um período de
recuperação do segmento, após um 2019 de oscilações. Contratos
de fornecedores, quando possível, sofreram modificações de
interrupção parcial ou total.
Analisando a partir de uma ótica mais ampla, as perfurações
de exploração de petróleo tendiam a aumentar nesse período
recente, o que não se confirmou. Além disso, uma série de novos
campos figurava na lista de espaços a serem explorados, outra
questão que acabou postergada pela pandemia.
O crescimento do mercado em geral, previsto para atingir
a casa dos U$S 33 bilhões até 2024, certamente acontecerá
em menor escala. É um cenário, portanto, em que empresas sólidas e perenes colhem os frutos de uma política austera,
garantindo capacidade de sustentar a crise, visando a uma
retomada positiva.
pelo novo coronavírus. Para que você não deixe
de entender nenhum aspecto com relação ao
assunto, agora é hora de listar elementos mais
específicos, como as principais necessidades para
atuar de maneira satisfatória no offshore.
De modo geral, o mercado offshore representa
uma excelente oportunidade de desenvolver uma
carreira de sucesso. As tecnologias implementadas
recentemente agregaram muitos benefícios, e a
tendência é de retomada da curva ascendente,
conforme observamos nos tópicos anteriores.
Para ser bem-sucedido nessa área, existem
determinadas coisas que você precisa saber. A
seguir, trazemos algumas delas. Confira!
• Boa condição física: uma parcela considerável das multinacionais
que atuam no offshore é pública, ou seja, faz concursos para
definir o quadro de funcionários. Sendo assim, mantenha-se
informado a respeito de publicações de editais, datas de provas e
conteúdos abordados nelas para ter bons resultados.
• Conhecimento teórico: esse é o primeiro passo, pois nada
substitui as qualificações específicas para desempenhar um
papel nesse segmento. A complexidade de determinadas
questões ajuda a explicar a boa remuneração, por exemplo.
• Segurança: dependendo do cargo executado, pode haver um
risco maior de acidentes. Daí a importância de prezar pelos
equipamentos de segurança e de seguir todas as normas
recomendadas para evitar apuros. A Agência Nacional do
Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis supervisiona esse
aspecto das operações para garantir efetividade e segurança.
• Domínio de vários idiomas: o universo offshore,
envolvendo a exploração de substâncias naturais, é
conectado globalmente. As empresas investindo no ramo
são multinacionais, e a língua predominante é o inglês.
• Análise das empresas: por mais que haja padrões no ramo
offshore, cada empresa oferece vagas com peculiaridades.
Antes de se candidatar, indica-se uma pesquisa a fundo
sobre valores da marca, condições de trabalho, perspectiva
de futuro etc.
estão ligados a funções logísticas e administrativas
na plataforma. A formação mais comum e requisitada
é na área da engenharia, mas ainda vale ressaltar o
papel vantajoso de se comunicar bem e construir bons
relacionamentos para evoluir na carreira.
A proatividade também se destaca, assim como em
inúmeros outras vagas de emprego na economia
moderna. Afinal de contas, não se espera alguém que
só aja quando solicitado, mas, sim, capaz de resolver
problemas ou, até mesmo, prevê-los antes de as
orientações serem transmitidas pelos superiores.
Por fim, caso você deseje seguir trajetória no segmento,
lembre-se: a atualização e o aprimoramento constantes são fundamentais não apenas para chegar
a bons cargos, mas, principalmente, para se manter lá.
realizar diversos investimentos visando à eficiências
das operações. Existem alguns equipamentos considerados essenciais, e a Sansuy marca
presença firme nesse segmento. Confira, a seguir,
duas alternativas encontradas na nossa loja online.
BOLSAS PARA TESTES DE CARGA
Um dos produtos comercializados na Sansuy para
o mercado offshore é a bolsa d’água, também
conhecida como Water Bag, em inglês. Esses
itens são usados, em especial, para a promoção de
testes de guindastes, entregando uma capacidade
entre 5 e 35 toneladas de água.
As Lifting Bags representam outro modelo de
bolsa fabricada para imersão, bastante útil no ato
de içamento de pesos submersos. Elas são levadas
para o fundo do mar e, em seguida, infladas, para
que a força criada possa erguê-las até a superfície
com o objeto.
As Life Boat Bags, por sua vez, consistem em bolsas d’água
para a aplicação de testes de baleeiras, que são embarcações
usadas para prestar auxílio a navios ou plataformas de
petróleo. Elas recebem pesos que variam de 100 a 500 litros
e são colocadas no barco para a testagem de sua capacidade
de receber cargas.
BARREIRAS DE CONTENÇÃO
Além das bolsas, a Sansuy desenvolve uma barreira de contenção para situações de desastres ambientais,
como derramamento de óleo ou petróleo. São boias
produzidas em lona de PVC e preenchidas com algum
material flutuante. Elas se unem a saias submersas na água,
formando, assim, um círculo capaz de impedir a passagem
da substância tóxica.
portuárias e oceânicas. As portuárias são menores e mais
leves, bastante usadas em locais próximos de margens. Já as
oceânicas consistem em estruturas de grande porte, lançadas
em alto-mar, podendo chegar a até 400 metros de extensão.
contas, o risco envolvido nos procedimentos
é considerável, o que demanda a atuação de
profissionais eficientes em todos os processos.
De qualquer modo, ainda com os citados
impactos da pandemia do novo coronavírus
na economia global, esse setor tem recebido
olhares otimistas. Para a próxima década, espera-
se uma movimentação batendo na casa dos
R$ 250 bilhões, desde a arrecadação de impostos
até a geração de empregos.
Os produtos da Sansuy, que conferimos no
último tópico, estão sempre adequados às regras
vigentes. Além disso, são inovadores e flexíveis,
devidamente certificados pelos órgãos de inspeção.
imigrantes japoneses dedicados à agricultura.
Desde o início de sua trajetória, a Sansuy, uma empresa 100% brasileira, é movida pela determinação de criar soluções.
O primeiro passo foi o desenvolvimento das mangueiras de alta pressão para a pulverização agrícola. Ao longo do tempo,
com o aumento dos seus investimentos em tecnologia e estrutura, passou a atender a vários setores da indústria. Assim,
independentemente dos desafios impostos pelo mercado, seguiu em frente.
Atualmente, conta com a capacidade produtiva de 38.000 toneladas/ano, unidades industriais em São Paulo e na Bahia e
escritórios em São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, Pernambuco e Bahia.
O resultado de todo seu empenho é a conquista de importantes certificações, como ISO 9002, QS 9000, ISO 9001:2008, ISO TS 16949:2009, a liderança na América do Sul na fabricação de laminados de PVC (Policloreto de Vinila) e o aumento
de suas exportações.
Presente na preservação do meio ambiente, no agronegócio, no transporte, na construção civil, na mineração, na indústria
automobilística, no lazer, na comunicação visual e em muitos outros setores da economia, a Sansuy já faz parte do dia a dia
de milhões de pessoas em todo o mundo.