Modelo para implementação de sistema de gestão em segurança do trabalho

download Modelo para implementação de sistema de gestão em segurança do trabalho

If you can't read please download the document

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Modelo para implementação de sistema de gestão em segurança do trabalho

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM ENGENHARIA DE PRODUO PROTEGER: MODELO PARA IMPLEMENTAO DESISTEMA DE GESTO EM SEGURANA DO TRABALHO TESE SUBMETIDA UFPE PARA OBTENO DE GRAU DE DOUTORPORWALTER FRANKLIN MARQUES CORREIAOrientadora: Prof. Denise Dumke de Medeiros, Docteur RECIFE, OUTUBRO / 2007

2. Walter Franklin Marques Correia PROTEGER: MODELO PARA IMPLEMENTAO DESISTEMA DE GESTO EM SEGURANA DO TRABALHOTese apresentada ao Programa de Ps-Graduaodo Departamento de Engenharia de Produo daUniversidade Federal de Pernambuco, comorequisito parcial obteno do ttulo de Doutorem Engenharia de Produo. REA DE CONCENTRAO: GERNCIA DA PRODUO Orientadora: Prof. Denise Dumke de Medeiros, DocteurRecifeDepartamento de Engenharia de Produo da UFPE2007ii 3. UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCOPROGRAMA DE PS-GRADUAO EM ENGENHARIA DE PRODUO PARECER DA COMISSO DE DEFESA DE DISSERTAO DE DOUTORADO DE WALTER FRANKLIN MARQUES CORREIA PROTEGER: MODELO PARA IMPLEMENTAO DE SISTEMA DE GESTO EM SEGURANA DO TRABALHO REA DE CONCENTRAO: GERNCIA DA PRODUO A comisso examinadora composta pelos professores abaixo, sob a presidncia doprimeiro, considera o candidato WALTER FRANKLINMARQUES CORREIAAPROVADO. Recife; 31 de outubro de 2007________________________________________Prof. DENISE DUMKE DE MEDEIROS, Docteur (UFPE)________________________________________Prof. ABRAHAM BENZAQUEM SICS, Doutor (UFPE)________________________________________Prof. JOS LAMARTINE TVORA JUNIOR, Doutor (UFPE)________________________________________Prof. BDA BARKOKEBAS JUNIOR, Doutor (UPE)________________________________________Prof. SALOMO ALENCAR DE FARIAS, Doutor (UFPE) iii 4. H dois tipos de pessoas: as que fazem as coisas, e as que dizem que fizeram as coisas. Tente ficar no primeiro tipo. H menos competio.(Indira Ghandi ) Se o melhor possvel, o bom no suficiente.(Annimo)iv 5. DEDICATRIA A Deus, em primeiro lugar, mestre de minha vida. A minha me, e as minhas irms, seguidoras de minha luta.Ao meu pai [in memoriam], que esteja onde estiver, olha por mim. A Marina de Lima Neves Barros, meu amor, parte maior de minha alma.A Denise Dumke de Medeiros, orientadora e credora de meu conhecimento.v 6. AGRADECIMENTOS Agradeo essencialmente a Deus por tudo que me concede e concebe, e por toda a suaateno para com minha pessoa e aqueles que amo. Agradeo a minha orientadora Denise, por confiar em mim na realizao desta tese. Aos amigos Ernesto e Elisngela, que mesmo estando to longe conseguiram me darum apoio incondicional nesta pesquisa, e abriram as portas para maiores conhecimentos. Ao Professor Francisco Rebelo, pelo apoio tcnico cientfico na fase de transio paraa pesquisa em Portugal com toda a sapincia e pacincia que lhe cabvel e laudvel. Agradeo a todos que fazem parte do PPGEP Programa de Ps-Graduao emEngenharia de Produo, que sempre acreditaram em minha capacidade para superar asbarreiras que me eram impostas. Ao CNPq e a CAPES, que deram um suporte em recursos sem os quais no chegariaaonde cheguei nesta pesquisa. Ao PLANASP e todos seus componentes, que me acolheram durante meu projeto depesquisa fornecendo-me ainda mais recursos durante o desenvolvimento desta tese. Aos demais membros da banca de avaliao, professores Abraham Sics, JosLamartine, Bda Barkokebas e Salomo Alencar. Aos meus velhos e novos familiares, s minhas irms, e em especial minha me, queme guia dia aps dia no caminho da verdade, justia e do conhecimento, sem passar por cimade quem quer seja. Aos grandes e pequenos amigos, que independentemente do grau de ajuda, sempre secolocaram a disposio no intuito de ajudar com o meu trabalho. Por fim, em especial, e que se lembre sempre de que cada passo construdo umacaminhada rumo ao futuro, minha namorada, noiva, futura esposa e me dos nicos filhosque pretendo vir a ter, minha Marina de Lima Neves Barros. A todos, meu muito obrigado.vi 7. RESUMOAs diversas problemticas acerca da segurana do trabalho, vivenciadas atualmente, domargem para muitos questionamentos, os quais algumas vezes permanecem sem respostas. Acompetio acirrada, a globalizao, as menores distncias entre os mercados e a rpidaacelerao nos processos produtivos evidenciam uma realidade que ainda est sendoassimilada pouco a pouco pelos trabalhadores de uma maneira geral, e com uma maiormorosidade para aqueles que no tm livre e irrestrito acesso s informaes. Tal aceleraotraz consigo uma gama de especificidades com as quais o ser-humano ainda no se acostumoupor completo, isto , ainda est em um processo de adaptao em que o fator cognitivo muito presente e que muitas vezes fere princpios de ergonomia, segurana entre outros quedesconsideram as capacidades e as limitaes humanas. Dentro das organizaes a realidadeno diferente, e as tecnologias que so apresentadas aos funcionrios, muitas vezes sem umapreparao, tornam-se mais inimigos do que aliados na rdua luta com a competitividade. Opresente estudo realizado no Brasil e em Portugal leva em considerao tais aspectos em suasmais amplas dimenses, trazendo ao conhecimento comum problemticas e soluespresentes no mundo real ligados ao tema. Este, como um instrumento em prol da cincia e daatividade laboral mais digna e segura, desenvolveu o modelo PROTEGER, o qual apresentauma metodologia baseada na norma certificadora OHSAS 18001 - Occupational Health andSafety Advisory Services (Servios de Avaliao em Sade e Segurana Ocupacional) e nosestudos de Checkland sobre problemas no estruturados ou os chamados soft problems. Omodelo desenvolvido versa em sua plenitude acerca das questes relativas segurana dotrabalho (ST) e tem como principal objetivo servir de modelo para implementao e/oumelhoria de um sistema de gesto nesta rea, os chamados SGST. Uma vasta reviso naliteratura acerca de sistemas de gesto, ergonomia, competitividade, certificaes, etc, almda anlise e avaliao de artigos na rea e outros recursos que aliados s experincias,entrevistas e aprendizagem recolhida com o estudo em Portugal, conferem a tese umembasamento prtico-terico para sua validao como uma ferramenta prtica em prol daqualidade de vida dentro de empresas, bem como para futuros trabalhos e estudos na rea.Palavras Chave: Engenharia de Produo, Segurana do Trabalho, Modelo Proteger Segurana Ocupacional, OHSAS 18001 - Norma Certificadora. vii 8. ABSTRACTThe several problematic about the security of work, lived deeply currently, bring manyquestionings, which some times remain without answers. The incited competition, theglobalization, the lesser distances between the markets and a fast acceleration in theproductive processes more evidence a reality that still is being assimilated little by little forthe workers in a general way, and delayed still for that it does not have exempts andunrestricted access to the information. Such acceleration brings obtains a gamma of specificsissues with which the be-human being not yet if accustomed completely, that is, still he is inadaptation process where the cognitive factor is very present and that many times woundergonomics principles, security among others that they disrespect capacities and limitationshuman beings. Inside of the organizations the reality is not different, and the technologies thatare presented to the employees many times without a preparation become more enemies thanallies in the arduous fight with the competitiveness. The present study carried through inBrazil and Portugal it takes in consideration such aspects in its ampler dimensions, bringing tothe common knowledge problematic and solutions gifts in the real world. This, as aninstrument in favor of science and of the worthier labor activity and insurance, developed thePROTEGER model, called in this way in detriment them stages that it covers, which presentsa methodology based on the norm 18001 certifier OHSAS - Occupational Health and SafetyAdvisory Services and on the studies of Checkland on problems non-structured or softproblems. The developed model turns in its fullness concerning the relative questions to thesecurity of work (SW) and has as main objective to serve of model for implementation and/orimprovement of a system of management in this area, calls SWMS. A vast revision inliterature concerning management systems, ergonomics, competitiveness, etc, beyond theanalysis and evaluation of articles in the area and other resources that allies to theexperiences, interviews and learning collected with the continuity of the study in Portugal,confer the thesis a basement practical-theoretician for its validation as practical tool in favorof the life quality inside of industry, as well as for future works and studies in this area.Key Words: Engineering Production, Safety Work, Model PROTEGER - OccupationalSafety, OHSAS 18001-Standard Certification.viii 9. SUMRIOCAPTULO 1 ............................................................................................................................. 11. INTRODUO...................................................................................................................... 21.1. Justificativa.......................................................................................................................... 41.2. Metodologia....................................................................................................................... 131.3. Objetivos............................................................................................................................ 151.3.1. Objetivo geral ................................................................................................................. 151.3.2. Objetivos especficos...................................................................................................... 15CAPTULO 2 ........................................................................................................................... 192. REFERENCIAL TERICO...................................................................................