Músculo esquelético Dinâmica da contração .Junção neuro-muscular - Sinapse química . O...

download Músculo esquelético Dinâmica da contração .Junção neuro-muscular - Sinapse química . O sistema

of 47

  • date post

    03-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Músculo esquelético Dinâmica da contração .Junção neuro-muscular - Sinapse química . O...

  • Dinmica da contrao muscular

    Msculo esqueltico

    Biofsica 2018 / Cincias Biolgicas / FCAV UNESP

  • Receptores

    Estmulos externos e

    internos

    Transmisso

    Processamento

    Transmisso

    Resposta aos

    estmulos

    Efetores

    SNC Via aferente Via eferente

    Msculos

    Vias de comunicao do sistema nervoso

    Ex.

  • Sechenov (1863) - toda manifestao externa dos

    seres vivos

    Contrao muscular

    Movimentos intracelulares (citoesqueleto celular)

    Migrao celular (sangue, espermatozides)

    Movimento de clios (pulmes, TGI)

    Equilbrio, sustentao e movimentao do corpo

  • Tipos de msculos

    lisos

    estriados esqueltico

    cardaco

    Msculo cardaco - Impulsiona o sangue pelo sistema circulatrio. regulado

    pelo sistema nervoso autnomo. Pode sofrer contraes espontneas

    Caractersticas

    Esqueltico suporte e movimento do esqueleto - contrao voluntria, iniciada

    por impulsos nervosos

    Liso - reveste rgos ocos (estmago, intestinos, bexiga urinria, tero, vasos

    sanguneos, vias areas pulmonares) movimento do contedo luminal/regulao

    de fluxo sanguneo por controle do dimetro de vasos

    Presentes no folculo piloso e ris

    Contrao controlada pelo sistema nervoso autnomo (atividade involuntria)

  • Tipos de msculos

    M. estriado esqueltico

    M. estriado cardaco

    M. liso

  • Msculo esqueltico hierarquia estrutural

  • Ncleo

    Estriaes

    Sarcolema

    Sarcoplasma

    Filamentos Miofibrilas

    Endomsio

    Msculo

    Fibra muscular

    Msculo esqueltico hierarquia estrutural

  • Nvel de

    organizao do

    msculo

    esqueltico

    Msculo

    Fibra

    Fibrila

    Sarcmeros

    Protenas

    deltoide

  • Arranjos de filamentos de uma fibra muscular padro de bandas estriadas

  • Estriao

    transversal

    (sarcmero)

  • M

    Estriao transversal (sarcmero)

    Actina/filamento

    fino Miosina/filamento

    grosso

    Titina/filamento

    fino

    Linha M

  • Arranjo hexagonal da actina

    em relao a miosina

    Estriao relao actina/miosina

  • Estrutura proteica do msculo

    Actina (G) 42kD

    Miosina 542 kD

    Tropomiosina

    Contrao

    Relaxamento

    on clcio

    ATP

    Troponina

    Elementos importantes no ciclo da contrao muscular

  • Dados recentes (2016) mostram a participao de inmeras protenas

    interagindo na composio do sarcmero

  • Actina e protenas contrteis associadas

  • Actina e protenas contrteis associadas

    Relao da actina com o Disco Z

  • Miosina

    Corte transversal do filamento

  • Retculo

    sarcoplasmtico

    e tbulos

    transversos (T)

    Regulao do

    clcio celular

    Estruturas

    intracelulares

  • Retculo sarcoplasmtico e tbulos transversos

  • Mecanismo molecular da contrao muscular

  • Retculo sarcoplasmtico e tbulos transversos

    Receptor de rianodina

    (canais de Ca

    intracelulares).

    Rianodina alcaloide

    vegetal / afinidade

    com a protena que

    forma o canal

  • Mecanismo molecular da contrao muscular

  • Mecanismo molecular da contrao muscular

  • Mecanismo molecular da contrao muscular

  • Placa motora

  • Juno neuro-muscular - Sinapse qumica

  • O sistema imune produz anticorpos que atacam os receptores musculares

    da acetilcolina, na juno neuromuscular. Os anticorpos ligam-se a esses

    receptores e impedem a transmisso do estmulo nervoso na regio afetada e

    dificultam a contrao muscular.

    Miastenia grave (fraqueza muscular)

  • TOXINA BOTULNICA ou TETNICA (Botox)

    Produto de bactria (Clostridium botulinum) - causa paralisia

    muscular por inibio da liberao de acetilcolina.

    Neurotoxina funciona como protease, digerindo

    componentes do complexo de fuso, inibindo a exocitose

    das vesculas sinpticas e impedindo a liberao da Ach.

    Uso mdico (incontinncia urinria, bexiga hiperativa,

    hiperatividade muscular involuntria; desordens

    musculoesquelticas dolorosas; dor de cabea; estrabismo,

    blefaro-espasmo, espasmo hemifacial, distonias e

    bruxismo.

    Uso esttico (rugas, hiperidrose palmar e axilar)

  • O QUE A TOXINA BOTULNICA?

    CONTRAO MUSCULAR HIPERATIVA

  • Resposta aplicao de toxina botulnica

  • Alternativas ao uso de botox........

  • Diferentes usos de botox........

  • Biofsica do sistema contrtil

    Abalo muscular

  • Somao e ttano

    Caractersticas do estmulo:

    Intensidade

    Frequncia

  • Ttano e fadiga

    Contratura

  • Energtica da contrao muscular

  • Consumo energtico durante o exerccio

  • Tipos de fibras musculares esquelticas

    Tipo I - contrao lenta

    Tipo II contrao rpida

    Tipo II A contrao oxidativa

    Tipo II B contrao glicoltica

    Classificao de acordo com a atividade da ATPase da miosina

  • Msculo extra-oculares posio dos olhos - tm alta proporo de fibras

    tipo II (contrao rpida)

    Msculo soleus pernas (postura) tm alta proporo de fibras tipo I

    (contrao lenta)

    Capilares

    envolvendo fibras

    oxidativas

    Mitocndrias

  • Predominncia de tipos de fibras em pessoas

    Diferena depende da gentica e treinamento

    * Usain Bolt velocista

    sedentrio * *

  • Ocorrncia de fadiga em diferentes tipos de fibras

  • O corpo humano tem mais de 600 msculos alguns com

    poucos milmetros de extenso, outros milhes de vezes

    maiores (at meio metro).

    O tamanho dos msculos, no entanto, no

    sinnimo de fora....

    Fora muscular a fora mxima - ou tenso - que pode

    ser gerada por um msculo ou por um grupo muscular

    contra uma resistncia...

    Quais so os msculos mais fortes do corpo humano?

    E o mais fraco?

  • Glteo mximo um dos mais fortes da

    estrutura humana - sustenta nosso corpo na

    posio ereta. Composto por fibras de

    contrao lenta, resistentes fadiga e

    suportam mais peso

    Soleo e gastrocnmio msculos da

    panturrilha - associados ao glteo. O conjunto

    de trs msculos (soleo, gastrocnmio lateral

    e medial) responsvel pelos principais

    movimentos do corpo

    Masseter msculo da mandbula, presso

    muito grande (a maior j medida em humano

    chegou a 422 quilos)

    Plpebra superior alm de ser o mais fraco

    dos msculos, um dos menores do corpo.

    Divide o espao do globo ocular com outros

    seis msculos

  • Aula prtica

    Eletromiografia em msculo

    esqueltico de r

    Propriedades eltricas e

    mecnicas do msculo esqueltico

  • Objetivo desta aula:

    Examinar algumas propriedades do msculo gastrocnmico isolado

    de r, quando estimulado (eletricamente) diretamente.

    Msculo da panturrilha