Narcisismo na juventude 09 2011

Click here to load reader

  • date post

    20-Dec-2014
  • Category

    Spiritual

  • view

    2.065
  • download

    2

Embed Size (px)

description

Aborda o narcisismo na juventude, os dias atuais e a visão espírita do fato.

Transcript of Narcisismo na juventude 09 2011

  • 1. Organizao: Fatima A. Carvalho CEJEN-S.J.Campos Set.2011

2. A lenda de Narciso ( uma das verses ): Criada pelos gregos, diz respeito a superstio grega, segundo a qual contemplar a prpria imagem prenunciava m sorte. Possui um simbolismo que fez dela uma das mais duradouras da mitologia grega. 3. Narciso, personagem lendrio,filho do rio Cefisee da ninfa Lirope.Dizem que no dia do seu nascimento, o adivinho Tirsias vaticinou que Narciso teria vida longa desde que jamais contemplasse a prpria figura . 4. Narciso: jovem que segundo a mitologia grega,se enamorou da prpria imagem ao ver-se refletido num lago.Ao tentar abraar a si mesmo caiu nesse lago, afogando-se. 5. Narcisismo :(de Narciso - mitologia grega) Do Grego narke ,"entorpecido"de onde tambm vema palavra narctico 6. Narcisismo : Para gregos e troianose na atualidade: Narciso simboliza a vaidade e a insensibilidade,visto que ele era emocionalmente entorpecido s solicitaes daqueles que se apaixonaram pela sua beleza. 7. Narcisismo - anlise psicolgica: Incapacidade de ouvir, de dialogar, de considerar a opinio dos outros, de duvidar de si prprio.O narcisismo representaa autoidolatria. 8. Narcisismo : Esse distrbio pode atravessar uma fase de vida da criana ante a imagem no espelho. 9. Infncia: perodo de apoio dos pais estmulos ao esforode fazer melhor; elogios de incentivo para despertar autoconfiana 10. O NARCISISMO COMO TENDNCIA EXIBICIONISTA .Nela se propaga a crena, vinculada ao narcisismo infantil, de que, por seus prprios atributos, ele superior aos outros em beleza.Da o exibicionismo exacerbado visto hoje na internet, onde, sem pudor, se deixam fotografarem poses sensuais, colocando mostra seu lado narcisista, fruto da imaturidade do esprito. 11. Narcisismo :

  • retrata a tendncia do indivduo de alimentar
  • uma paixo por si mesmo.
  • 2. Segundo Freud, isso acontece com todos at um certo ponto,
  • a partir do qual deixa de ser saudvel e se torna doentio,
  • conforme os parmetros psicolgicos e psiquitricos.

12. Se permanecer, j na fase adulta, demonstra insegurana e incapacidade em amar algum. Tornam-se exageradamente exigentes quanto aos seus parceirosatuais. Com frequncia, os narcisistas tm preferncia pela masturbao, em vez da prtica sexual normal. 13. 14. Atormentado pela ausncia de valores pessoais, quo inseguro no comportamento, apega-se s atitudes afugentes da autopromoo,passando a viver em contnua inquietao, porque sempre insatisfeito. 15. Essa "fuga" para o interior de si mesmo parece revelar que em vidas anteriores, tais pessoas teriam abusado de sua jovialidade, de sua sade, de sua bela aparncia. 16. Renascendo agora sem o aparente brilho de ento,seu comportamento transparece insegurana,pois no conseguem sair do refgio ntimo,que so as recordaes inconscientes do passado. Prudente seria que relembrassem So Francisco:" amando que se amado..." 17. 18. Complexo de Superioridade Tentativa de compensar sensaes de inferioridade que lhe so inerentes. 19. ESTIMULADA PELA SOCIEDADE ATUALCompetio acirrada por um lugar ao sol num mundo em que impera a lei do mais capaz e do sucesso ou da aparncia dele. A nsia de reconhecimento faz com que a aparncia tenha um enorme valor;quando somos confrontados com a diferena entre aquiloque pretendemos ser e aquilo que somos verdadeiramente,a nossa autoestima sofre, tornando-nosvulnerveis depresso . 20. PREGAO, DESEJO E MOTIVO:UM ALERTA PARA OSJOVENS PREGADORESNUMA CULTURA NARCSICAE NA SOCIEDADEDO ESPETCULO 21. CULTURADOESPETCULOmultiplicao de cones e imagens, principalmente atravs dos meios de comunicao de massa, dos rituais polticos, religiosos e hbitos de consumo, de tudo aquilo que falta vida real do homem comum: 22. CULTURADOESPETCULOcelebridades, atores, polticos, personalidades, gurus, mensagens publicitrias tudo transmite uma sensao de permanente aventura,felicidade,grandiosidade e ousadia. 23. CULTURADOESPETCULOO espetculo a aparncia que confere integridadee sentido a uma sociedade esfaceladae dividida ,enfatizando a exterioridadee o autocentramento. 24. Os homens que no costumavam ser to afeitos ao espelho tambm podem ser vistos nas redes sociais com o torso desnudo ensaiando poses sensuais. 25. Sigmund Freud 26. Jung, sua cartografia dapsique humana retrata cinco arqutipos Que desempenham papel fundamentalna compreenso do ser humano. 27. O "narciso" sendo vaidoso, necessita da aceitao e aplausos dos outros, porquenos neurnios do seu inconsciente se encontramdiversas gravaesde fatos e fatores negativos da suanulidade cultural e do seu vazio existencial.Por isso, o seuInconsciente exige que o seu Consciente busque l fora os aplausos e a aceitao dos outros, para neutralizara ansiedade latente dessas gravaes (antigas ou recentes) contidas nas clulas nervosas da sua mente Inconsciente. 28. NARCISISTA : para receber e continuar atraindo a ateno,aplausos,aceitao, elogiose bajulao de terceiros para a sua fragilizadapersonalidade (que o mantmvivo), necessita manter-se sempre atraente e belo para todos,a fim de receberesses aplausos eessa aceitao que o alimentam. a que o narcisismo se associa com a vaidade,que lhe custa muito e o onera com gastos extravagantes, como:roupas,sapatos,perfumes,enfeites,adornos,penteados, cosmticos e mil outros atrativos para ser notado,olhado, invejado e aplaudido. 29. 30. 31. NARCISISMOCOMO FATOR DE DISTRBIO PSICOLGICO 32. Jovens narcisistas nem pensam em mudar o mundo, to pouco em mudar pessoalmente, a nica mudana com que sonham a do corpo.CORPOLATRIA CULTO AO CORPO Massa muscular, silicone, cirurgia plstica Hipervalorizao da aparncia. Valores espirituais inexistentes. 33. MDIAS SOCIAIS : ajudam a exacerbar esse fascniocom a prpria imagem . 34. NIVEL DE NARCISISMO EXACERBADO repetido em vrios perfis no Orkut. GOSTOU?PEGA A SENHA PEGOU A SENHA?FINAL DA FILA CHEGOU SUA VEZ?PEGA DE JEITO PEGOU DE JEITO?D VALOR NO DEU VALOR?ABRIU PRA CONCORRNCIA NO QUER?TEM QUEM QUEIRA QUER DE NOVO?DESCULPE MAS FIGURINHA REPETIDANO COMPLETA MEU LBUM ME ODEIA?TENTE ME SUPERAR ACIMA DE MIM S DEUS!!!!! 35. Alguns achados comumente observadosentre pacientes narcisistas:NA ESFERA SEXUAL:fantasias perversas, perda de interesse pelo sexo;NA ESFERA SOCIAL:inibies no trabalho, incapacidade paraformar e conservar relaes significativas, atividadesdelituosas; 36. NOS TRAOS DE PERSONALIDADE MANIFESTAperda de humor,perda de empatia a respeito dasnecessidades e sentimentos dos demais,perda no sentido de proporo,tendncia a ataques descontroladosde ira e mentira patolgica;NA ESFERA PSICOLGICA: preocupaes hipocondracas com a sade fsica e psquica, perturbaes vegetativas em diversas reas orgnicas. 37. Neste caso, esse comportamento doentio vai lhe causar inmeros transtornos de sade,econmicose social.Apresentam conflitos tpicos dessa natureza, sofrendo por no terem um viver adequado s exigncias da vida em sociedade.Sofrem demais com depresso e outras calamidadespsicossomticas, quando os anos, traumas e doenas as atingirem. 38. Antes: distrbios causavam sintomas existenciais negativos e prejudiciais, somente quando os doentes atingiam a idade adulta.Hoje: bilhes de estmulos nocivos e condicionadores que nos atingem pelos meios de comunicao, em particular, da televiso,causam distrbios principalmente nas mentes infantis e imaturas; 39. NAATUALIDADE:Cada vez mais precocemente as crianas so induzidas e permitidas por pais imaturos, inconsequentes e mentalmente enfermos a exibirem,publicamente,seus corpos "bonitos" e maquiados aos olhares e desejos de bilhes de degenerados de toda espcie, na passarela global do Narcisismo,Vaidade,Orgulho,Pretenso eEgocentrismo. 40. MDIAS SOCIAIS : ajudam a exacerbar esse fascnio com a prpria imagem.LBUM DE FOTOS:O lbum de fotos o lugar de deleite de um narcisista.Nele se pode expor a prpria imagem ao mesmo tempo em que se curte cada comentrio.: Como ests bonita na foto! Uau. - Ai, brigaduuuu!responde a menina,embriagadacom o elogio 41. 42. 43. RECURSOS TERAPUTICOSPARA AS TRANSFORMAES E AS EMOES NORMAIS DA ADOLESCNCIA LUZ DA DOUTRINA ESPRITA 44. JOANNA DE NGELIS Caracterstica de imaturidade psicolgicado indivduo: PREOCUPAO EM PROJETARO PRPRIO EGO. 45. Esprito imortal, momentaneamente cercado de sombras e envolto em tormentos de insatisfao,pode canalizar todas as energias decorrentes dos instintos bsicos para os grandes voos da inteligncia, superando os patamares mais primitivos da evoluo com os olhos voltados para a realidade transcendente. 46. Por mais rudes que forem os golpesa que a grandiosidade dacriana estiver exposta, diante da realidade da vida,o sorriso orgulhoso dos pais mantm vivoum resto de onipotncia original,que ser conservado como ncleo da autoconfianae da segurana interna,a respeito do prprio valor,o que sustentar a personalidade sadiapor toda a vida. 47. O mesmo pode ser dito a respeito de nossos ideais,por maior que sejam as desiluses, medida que vamos descobrindo asfraquezas e limitaes dos objetos idealizados por nosso ntimo, no incio de nossa vida,a autoconfianados pais, quando nos sustentava com sua segurana quando nos permitiam fundir nossa ansiedade com sua tranquilidade,por meio de suas vozes serenasou de nosso estreito contato com seus corpos,quando nos seguravam no colo,continuar a ser o ncleo de nossa fortaleza, de nossos principais ideais e da serenidade que sentimos, enquanto vivemos uma existncia orientada por nossas metas internas. 48. 49. 50. Por isso,a Evangelizao Infanto-Juvenil uma das primeiras atividades a serem encetadascomo base para a construo do Mundo Novo. 51. " Tm-me informado os Benfeitores Espirituais, entre as quais Dr. Bezerra de Menezes, Joanna de ngelis e Amlia Rodrigues, que este necessrio labor o " smen" fecundante do Bem no organismo da criatura humana, produzindo "frutos " de sabedoria e de paz.No setor doutrinrio-educacional a obra se agiganta quando dirigida s geraes novas, ainda no comprometidas emocionalmente com os problemas da atualidade e receptivas s orientaes que lhes chegam. A divulgao do Espiritismo sob todas as formas o grande desafio para os espritas e suas instituies neste momento grande da Humanidade.Divaldo P. Franco, inspirado por Joanna de ngelis - - extrada da "Separata do Reformador, outubro 1982. 52.

  • A importncia do exemplo:

53. 54. Frmula infalvel de captar ajuda divina:dedicao a obras assistenciais a benefcio do prximo. A partir da, os problemas vo aos poucossendo resolvidos, as angstias se dissipando,alegria de viver crescendo. 55. AprendizadoQuanto mais cedo melhor,para no deixar germinar a indiferena 56. 57. " Para os Espritos Superioresevangelizar a criana e o jovem, luz da Doutrina Esprita significa : resposta do Esprito ureo :"Nenhum Esprito atinge culminncias evolutivas, nos crculos Superiores da Vida Eterna, sem que, ao longo de sua extensa jornada ascensional, haja tecido indestrutveis laos de profunda afetividade com numerosas outras almas.Nada pode ser mais promissor, mais construtivo, nem mais belo, do que plantar as sementes do amor, da fraternidade, da virtude e da paz, no corao das crianas e dos jovens que renascem para a vida, na seara do mundo. Extrada do "Reformador",FEB 58. Em razo disso,e sem embargo do essencial universalismo que lhes caracteriza as generosas provises de amor fraterno,soem guardar,nos imos de si mesmos, sublimes ascendente s de carinhosa tutela sobre seres que se lhes demoraram retaguarda,os quais, feio de afilhados que o Eterno Pai lhes confiou,gravitam, moda de satlites vivos,em torno de centro estelar do seu devotamento. 59. O Espiritismo possui a chave para o problema, educando o homem, moral e espiritualmente, auxiliando-o a sair da faixa dos instintos para os sentimentos e destes para a razo. Proclama a revoluo moral, imediata, cujas vtimas so os vcios e as imperfeies, os atavismos ancestrais negativos e as paixes dissolventes... Eurpedes Barsanulfo ( extrado do livro "Antologia Espiritual") 60. Para esse cometimento, ningum se pode eximir, porquanto, membro do organismo social, cada homem em se transformando para melhor est realizando o programa de revoluo espiritual da nova ordem pela qual todos lutamos. Eurpedes Barsanulfo ( extrado do livro "Antologia Espiritual") 61. Sem mecanismos de evaso responsabilidade, mas sem a violncia geradora do caos, no se apoia em pieguismos narcisistas e ergue a flama da verdade, demonstrando que o homem integral no o vencedor transitrio do mundo, mas o conquistador de si mesmo, assim fomentando o trabalho digno como alavanca propulsora dos objetivos que levam nova ordem social, que de paz, de amor, de liberdade com responsabilidade,de bem. Eurpedes Barsanulfo ( extrado do livro "Antologia Espiritual") 62. PROGRAMAAUTOREEDUCATIVO 63. 64. Pensamento e Vida Cap.13 - Filhos filhos 65. Reflexos dominantesrecebidos pelos filhos 13Cap. Os Reflexosdos Pais e Mestres. .. ... So reflexosque imprimiro nova chapa cerebralas imagens que lhes influenciaro a existncia inteira .filhos 66. Agentes poderosos dos estmulos externos 13Cap. ...so a palavrae o exemplo direto . ...Jazem impregnados domagnetismo indutivo,operando significativas transformaes parao bem ou para o mal .filhos 67. Lentes da alma 13Cap. Imagensprojetadas sobre a mente infantil A Mente infantil como um espelho renovadoem que se conjugamviso e observao, ateno e meditao por lentes da alma.filhos Na novaaparelhagem Neuro cerebral 68. Base da conduta 13Cap. Imagens refletidas ... feio de mquina fotogrfica, a mente infantil, absorve os reflexos das mentes que a rodeiam fixando-os em si prpria, como elementos bsicos de conduta.filhos 69. Moldesespirituais So moldesespirituais 13Cap. Os reflexosdos pais e dos mestres ... Os pequeninos acham-sea merc dos moldes espirituais,assim comoa argila frgil e viva ante as ideias do oleiro.filhos 70. Companheiros 13Cap. ...nossos filhosso companheirosque nos retomam transitoriamenteo convvio,quase sempre parase reajustarem conosco, aos impositivos da Lei Divina, necessitados, quanto ns mesmos, de provas e ensinamentos... 71. At morte... (Com raras excees) 13Cap. Os reflexosdos pais ... Todos os nossos filhos nos sofrem os reflexos, assimilando impresses perdurveis que, s vezes, lhes acompanham os passos desde a meninice at a morte do corpo .filhos 72. Trat-los como enfeites do corao... 13Cap. reflexosda sombra... filhos ... ser induzi-los a funestos enganos, porquanto se tornando ineficientes para a luta redentora facilmente se ajustam ao reflexo dominante das inteligncias aclimatadas na sombra ou na rebeldia, gravitando para a influncia do pretrito que mais devamos evitar e temer. 73. nosso dever:traar-lhesas noes de ... 13Cap. ... Justia e Trabalho Fraternidade e Ordem Disciplina e exerccio do Bem ...Sem furtar-lhes o climade otimismo e esperana.filhos 74. Nossa colheita 13Cap. Reflexos Incorporados hojepor nossos filhos ... Seremosherdeiros dasnossas prprias obras. Acolhamos a criana com amor. filhos Ns no futuro 75. No olvides que a criana, No caminho, vida afora, Vai devolver-te mais tarde, O que lhe deres agora. Joo de Deus - Chico Xavier 76.

  • Se desejas teu caminho
  • Repleto de paz e luz
  • Traze o amor de teu filhinho
  • Ao santo amor de Jesus
  • Joo de Deus - Chico Xavier

77. Slides livro Pensamento e vida de Emmanuel (Chico):www.cefak.org Autoestima, autoajuda e narcisismo social: http://www.4shared.com/document/Dn9X3sAM/Auto-estima_auto-ajuda_e_narci.html Dificuldades do ego livroO SER CONSCIENTE -JOANNA de NGELIS Alguns tpicos de outros sites sobre narcisismo (via Google)