NOVA NT- 6012 GERADOR PERMANENTE versão 3 .A AES Eletropaulo só permite o paralelismo permanente

download NOVA NT- 6012 GERADOR PERMANENTE versão 3 .A AES Eletropaulo só permite o paralelismo permanente

of 22

  • date post

    10-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of NOVA NT- 6012 GERADOR PERMANENTE versão 3 .A AES Eletropaulo só permite o paralelismo permanente

  • NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    NT- 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda com a Rede de Distribuio da AES Eletropaulo com Paralelismo Permanente Atravs do Uso de Inversores - Consumidores de Mdia e de Baixa Tenso

    Norma Tcnica

    DIRETORIA DE ENGENHARIA E SERVIOS

    DIRETORIA DE OPERAES E PLANEJAMENTO

    Gerncia de Engenharia de Distribuio

    Gerncia de Planejamento do Sistema ELABORADO POR: Elio Vicentini Gerncia de Planejamento do Sistema

    Erminio Csar Belvedere Gerncia de Engenharia de Distribuio COLABORADORES: Marcio Silva - Gerncia de Engenharia de Distribuio

    Charles Rodrigues - Gerncia de Engenharia de Distribuio Valdivino Carvalho - Gerncia de Engenharia de Distribuio Rafael A.Albassetti Putti - Gerncia de Engenharia de Distribuio

    APROVAO: Gerson Islai Pimentel Gerente de Engenharia de Distribuio Srgio Basso Gerente de Planejamento do Sistema

    DATA: DEZEMBRO/2012

  • 2- 22

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    FOLHA DE CONTROLE DE PUBLICAES

    NT-6.012 NOTA TCNICA

    REVISO DATA ITENS ELABORAO COLABORADORES

    1 27/12/2012 Objetivo, comentrios, proteo e fator de potncia. Elio Vicentini e Erminio Cesar

    Belvedere Charles Rodrigues, Valdivino

    Carvalho

  • 3- 22

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    N D I C E

    PG.

    1. OBJETIVO 4

    2. COMENTRIOS 4

    3. REQUISITOS TCNICOS 5

    4. PROTEO 9

    5. INSPEES E TESTES 10

    6. DIAGRAMAS UNIFILARES 11

    7. SINALIZAO DE SEGURANA 15

    8. REQUISITOS DE OPERAO 16

    9. MODELO DO TERMO DE RESPONSABILIDADE 20

  • 4- 22

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    1. OBJETIVO

    Esta Nota Tcnica tem por objetivo, fornecer as diretrizes bsicas para elaborao de

    projeto necessrio interligao entre a rede de distribuio da AES Eletropaulo e sistemas

    microgerao e minigerao distribuda que utilizam inversores, com paralelismo

    permanente, visando os aspectos de proteo, operao e segurana, de forma a atender a

    Resoluo Normativa n 482/12 de 17 de abril de 2012 e a Resoluo Normativa n 517, de

    11 de dezembro de 2012 da ANEEL.

    2. COMENTRIOS

    Todos os consumidores estabelecidos na rea de concesso da AES Eletropaulo,

    independentes da classe de tenso de fornecimento, devem comunicar por escrito, a

    eventual utilizao ou instalao de grupos geradores de energia em sua unidade

    consumidora. A utilizao dos mesmos est condicionada anlise de projeto, viabilidade e

    compatibilidade de sistema, inspeo, teste e liberao para funcionamento por parte desta

    Distribuidora.

    O atendimento de conexo de micro e minigerao devero seguir os requisitos

    contidos nas resolues ANEEL n482/2012 e n 517/2012, e no Mdulo 3 (Acesso ao

    Sistema de Distribuio) dos Procedimentos de Rede PRODIST.

    As etapas de consulta e informao de acesso, para minigeraes, e informao de

    acesso, para microgeraes, seguidos da assinatura dos respectivos contratos e acordos

    operativos, no que couber, devem ser seguidos.

    Aps a liberao no devem ser executadas quaisquer alteraes no sistema de

    interligao de minigerador ou microgerador particular com a rede da AES Eletropaulo.

    Alteraes devem ser submetidas a nova apreciao tcnica para anlise, inspeo, teste e

    liberao por parte desta Distribuidora.

    Os custos de adequao da capacidade da rede eltrica bem como a diferena de

    custo entre o medidor convencional e o adequado para a instalao com a mini ou

    microgerao ser de responsabilidade do cliente.

  • 5- 22

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    3. REQUISITOS TCNICOS

    Esta Nota Tcnica visa segurana, proteo, qualidade de fornecimento e a

    operao do sistema eltrico da AES Eletropaulo.

    Considera-se nesta Nota Tcnica como rede de distribuio, toda e qualquer parte do

    sistema eltrico da AES Eletropaulo que opera nas tenses de distribuio de Baixa Tenso

    (115 V a 440 V) e Mdia Tenso (3,8 kV a 34,5 kV).

    Para a conexo de gerao distribuda em baixa tenso, o nmero de fases deve

    obedecer a seguinte tabela:

    Potncia instalada Forma de conexo

    20 kW Monofsico, bifsico ou trifsico

    > 20 kW Trifsico

    A AES Eletropaulo s permite o paralelismo permanente de micro ou minigerador do

    consumidor com a rede desde que no resulte em problemas tcnicos e de segurana para

    o sistema desta Distribuidora, bem como para outros consumidores em geral. O projeto deve

    ser submetido anlise prvia da AES Eletropaulo, que verificar a possibilidade do

    paralelismo, podendo, quando necessrio, por meio de notificao, solicitar a instalao de

    novos equipamentos para aumentar a confiabilidade do sistema de interface entre a rede da

    Distribuidora e a gerao do cliente.

    Para os clientes atendidos na rea do Sistema Subterrneo Reticulado, informamos

    que por razes de inviabilidade tcnica e por caractersticas do sistema, o paralelismo

    permanente da rede com qualquer tipo de gerao distribuda no ser permitido. Esclarecemos que para estes clientes, caso haja interesse na implantao da gerao, ser

    feita a mudana para o sistema seletivo ou para o sistema hbrido, dependendo da anlise

    da Distribuidora, sendo que todos os custos correro por conta do interessado.

  • 6- 22

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    Todos os equipamentos especficos para instalao do sistema de paralelismo devem

    atender aos requisitos mnimos contidos nesta Nota Tcnica, reservando-nos o direito de

    solicitar a substituio e/ou incluso de novos equipamentos.

    de responsabilidade do consumidor a proteo de seus equipamentos, razo pela

    qual esta Distribuidora no se responsabilizar por algum eventual dano que possa ocorrer

    em seu (s) gerador (es) ou qualquer outra parte do seu sistema eltrico, devido a defeitos,

    surtos, etc, conforme artigo n 164 da Resoluo ANEEL n414/2010.

    Somente ser permitido o paralelismo permanente de gerao com inversores

    certificados pelo INMETRO.

    Em consumidores de mdia tenso aonde houver a conexo da gerao, os

    transformadores de fora utilizados na instalao devem ser conectados em tringulo no

    lado de A.T. e em estrela aterrado no lado de B.T.

    No h restrio de tempo de permanncia do paralelismo, porm, para

    consumidores em mdia tenso ser considerada em questo contratual, a disponibilidade

    de reserva de energia, a qual ser tributada conforme leis vigentes.

    Casos no previstos nesta instruo devem ser analisados de modo especfico por

    parte do corpo tcnico da AES Eletropaulo.

    O projeto destinado conexo de microgerao e minigerao distribuda que ser

    provida de sistema de paralelismo permanente em qualquer tipo de instalao (nova ou

    existente) em baixa ou mdia tenso deve conter, alm do solicitado no Livro de Instrues

    Gerais MT ou BT, os seguintes dados:

    Diagrama unifilar das instalaes;

    Diagrama funcional do sistema de paralelismo;

    Caractersticas dos TPs, TCs onde aplicveis e disjuntores que fazem parte

    do sistema de paralelismo;

    Memorial Descritivo;

    Dados da gerao:

    - Potncia; - Desenho do projeto de instalao; - Desenho de localizao da instalao da gerao e recinto de painis;

  • 7- 22

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    - Comprovante de certificao do inversor pelo INMETRO; - Termo de Responsabilidade conforme modelo existente no final desta Nota

    Tcnica, com firma reconhecida; - Apresentar ART referente ao projeto e execuo; - Ajustes de tenso, controle de fator de potncia, frequncia, religamento do

    inversor.

    Nota: A apresentao da guia da ART Anotao de Responsabilidade Tcnica dispensvel quando a potncia da gerao a ser instalada for inferior a 20 kW.

    A gerao do consumidor poder assumir totalmente ou parcialmente a carga da

    instalao, bem como realizar exportao para a rede desta Distribuidora. do acessante a

    responsabilidade civil e criminal da ocorrncia eventual de qualquer acidente decorrente da

    interligao indevida intencional ou acidental da gerao de sua propriedade com o sistema

    distribuidor desta Distribuidora.

    A fim de obter uma proteo e seletividade adequada, somente sero permitidas

    conexes de gerao com paralelismo permanente com a rede desta Distribuidora em

    instalaes que forem projetadas de acordo com requisitos desta Nota Tcnica e com

    inversores certificados pelo INMETRO.

    A potncia de exportao de energia para a rede de baixa tenso limitada pela

    capacidade da entrada de energia do cliente (caixa de entrada, cabos e dispositivos de

    proteo). Nos casos onde a potncia de exportao seja maior do que a capacidade da

    entrada de energia, esta deve ser adequada para atender a exportao. O limite mximo de

    exportao para a rede de baixa tenso de 75 kW.

    Conforme a NBR-5410/97, o disjuntor de entrada do cliente de baixa tenso deve

    possuir dispositivo de proteo residual (DR). No sero aceitas conexes em instalaes

    que no contenham este dispositivo.

    Implantao de gerao com potncia de exportao acima de 75 kW,