NT- 6 - AES Eletropaulo .com mini ou microgeração serão de responsabilidade do cliente. ... em

download NT- 6 - AES Eletropaulo .com mini ou microgeração serão de responsabilidade do cliente. ... em

of 33

  • date post

    04-Oct-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of NT- 6 - AES Eletropaulo .com mini ou microgeração serão de responsabilidade do cliente. ... em

  • NT- 6.012

    Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e

    Minigerao Distribuda com a Rede de Distribuio da

    Eletropaulo com Paralelismo Permanente Atravs do Uso de

    Inversores - Consumidores de Alta, Mdia e Baixa Tenso

    Norma Tcnica

    DIRETORIA DE ENGENHARIA

    Gerncia de Planejamento do Sistema

    Gerncia de Tecnologia da Distribuio

    ELABORADO POR: Elio Vicentini Gerncia de Planej. do Sistema e Atendimento Tcnico Erminio Csar Belvedere Gerncia de Tecnologia da Distribuio Tcnicos COLABORADORES: Marcio Silva - Gerncia de Tecnologia da Distribuio

    Leandro A. Ferreira - Gerncia de Tecnologia da Distribuio

    APROVAO: ngelo Quinto Coordenao da Gerncia de Tecnologia da Distribuio Srgio Basso Gerente de Planej. do Sistema e Atendimento Tcnico

    DATA: JANEIRO/2018

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

  • 2 33

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    FOLHA DE CONTROLE DE PUBLICAES

    NT-6.012 NOTA TCNICA

    REVISO DATA ITENS ELABORADO POR: COLABORADORES APROVAO

    00 Dezembro/2012 Elaborao na Norma

    Tcnica Elio Vicentini Erminio Cesar Belvedere

    Sergio Luis Basso e

    Gerson Islai Pimentel

    01 27/12/2012 Objetivo,

    comentrios, proteo e fator de

    potncia

    Elio Vicentini Erminio Cesar Belvedere

    Charles Rodrigues Valdivino A. Carvalho

    Sergio Luis Basso e Gerson Islai

    Pimentel

    02 24/03/2015 Atualizao as

    normas vigentes Elio Vicentini Erminio Cesar Belvedere

    Leandro A. Ferreira Mrcio A. Silva

    Sergio Luis Basso e Gerson Islai

    Pimentel

    03 25/02/2016 Atualizao as

    normas vigentes Elio Vicentini Erminio Cesar Belvedere

    Leandro A. Ferreira Mrcio A. Silva

    Sergio Luis Basso e Gerson Islai

    Pimentel

    04 05/01/2018 Atualizao as

    normas vigentes Elio Vicentini

    Erminio Cesar Belvedere Leandro A. Ferreira Mrcio A. Silva

    Sergio Luis Basso e ngelo Quinto

  • 3 33

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    N D I C E

    PG.

    1. OBJETIVO 4 2. COMENTRIOS 5 3. REQUISITOS TCNICOS 6 4. PROTEO 11 5. INSPEES E TESTES 13 6. DIAGRAMAS UNIFILARES 14 7. SINALIZAO DE SEGURANA 23 8. REQUISITOS DE OPERAO 24 9. CONSIDERAES FINAIS 29 10. MODELOS DE FORMULRIOS DE ACESSO 30

  • 4 33

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    1. OBJETIVO

    Esta Nota Tcnica tem por objetivo fornecer as diretrizes bsicas para elaborao de

    projeto necessrio interligao entre a rede de distribuio de baixa tenso, mdia tenso

    ou sistema de alta tenso da Eletropaulo e sistemas microgerao e minigerao distribuda

    que utilizam inversores, com paralelismo permanente, visando os aspectos de proteo,

    operao e segurana, de forma a atender a Resoluo Normativa n 482/12 de 17 de abril

    de 2012, a Resoluo Normativa n 517, de 11 de dezembro de 2012 da ANEEL, a

    Resoluo Normativa n 687, de 24 de novembro de 2015 da ANEEL e a Resoluo

    Normativa n 786, de 17 de outubro de 2017 da ANEEL.

  • 5 33

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    2. COMENTRIOS

    Todos os consumidores estabelecidos na rea de concesso da Eletropaulo,

    independentes da classe de tenso de fornecimento, devem comunicar por escrito, a

    eventual utilizao ou instalao de fontes de gerao de energia em sua unidade

    consumidora. A utilizao das mesmas est condicionada anlise de projeto, viabilidade e

    compatibilidade do sistema e ainda, inspeo, testes e liberao para funcionamento por

    parte desta Distribuidora.

    O atendimento de conexo de micro e minigerao dever seguir os requisitos

    contidos nas resolues ANEEL n 482/2012, n 517/2012, n 687/2015, n786/2017 e no

    Mdulo 3 (Acesso ao Sistema de Distribuio) dos Procedimentos de Rede PRODIST.

    As etapas de consulta e informao de acesso, para minigeraes, e informao de

    acesso, para microgeraes, seguidos da assinatura dos respectivos contratos e acordos

    operativos, no que couber, devem ser seguidos.

    Aps a liberao no devem ser executadas quaisquer alteraes no sistema de

    interligao de minigerador ou microgerador particular com a rede da Eletropaulo. Alteraes

    devem ser submetidas a nova apreciao tcnica para anlise, inspeo, testes e liberao

    por parte desta Distribuidora.

    Os custos de adequao da capacidade da rede eltrica para a conexo de instalao

    com mini ou microgerao sero de responsabilidade do cliente.

  • 6 33

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    3. REQUISITOS TCNICOS

    Esta Nota Tcnica visa segurana, proteo, qualidade de fornecimento e a

    operao do sistema eltrico da Eletropaulo.

    Considera-se nesta Nota Tcnica como rede de distribuio, toda e qualquer parte do

    sistema eltrico da Eletropaulo que opera nas tenses de distribuio de Baixa Tenso (120

    V a 440 V) e Mdia Tenso (3,8 kV a 34,5 kV) e sistema de alta tenso a parte que opera

    nas tenses de 88 kV e 138 kV.

    Para a conexo de gerao distribuda em baixa tenso, o nmero de fases deve

    obedecer a seguinte tabela:

    Tabela 1 Forma de conexo em baixa tenso em relao potncia

    Potncia instalada

    Forma de conexo

    20 kW Monofsico, bifsico ou trifsico

    > 20 kW Trifsico

    A Eletropaulo s permite o paralelismo permanente de micro ou minigerao do

    consumidor com o seu sistema de baixa, mdia ou alta tenso desde que no resulte em

    problemas tcnicos e de segurana para o sistema desta Distribuidora, bem como para

    outros consumidores em geral. O projeto deve ser submetido anlise prvia da Eletropaulo,

    que verificar a possibilidade do paralelismo, podendo, quando necessrio, por meio de

    notificao, solicitar a instalao de novos equipamentos para aumentar a confiabilidade do

    sistema de interface entre a rede da Distribuidora e a gerao do cliente.

    Para os clientes atendidos na rea do Sistema Subterrneo Reticulado, informamos

    que, por razes tcnicas do sistema, o paralelismo permanente da rede com qualquer tipo de

    gerao distribuda poder no ser permitido. Esclarecemos que para estes clientes, caso

    haja interesse na implantao da gerao, ser feita uma anlise especfica que pode

    determinar o impedimento da conexo no sistema reticulado, sendo necessria a mudana

    para o sistema seletivo ou para o sistema hbrido, cujos custos correro por conta do

    interessado.

  • 7 33

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    Todos os equipamentos especficos para instalao do sistema de paralelismo devem

    atender aos requisitos mnimos contidos nesta Nota Tcnica, reservando-nos o direito de

    solicitar a substituio e/ou incluso de novos equipamentos.

    de responsabilidade do consumidor a proteo de seus equipamentos, razo pela

    qual esta Distribuidora no se responsabilizar por algum eventual dano que possa ocorrer

    em seu (s) equipamento (s) ou qualquer outra parte do seu sistema eltrico, devido a

    defeitos, surtos, etc, conforme artigo n 164 da Resoluo ANEEL n414/2010.

    Somente ser permitido o paralelismo permanente de gerao de inversores de at 10

    kW certificados pelo INMETRO. Inversores com potncia superior 10 kW devero possuir

    certificao internacional, as quais devero ser apresentadas junto ao projeto conexo para

    avaliao de credibilidade. Outros documentos de comprovao de atendimento s normas

    nacionais e internacionais podero ser solicitados.

    Em consumidores de mdia tenso aonde houver a conexo da gerao, os

    transformadores de fora utilizados na instalao devem ser conectados em tringulo no

    lado de A.T. e em estrela aterrado no lado de B.T.

    No h restrio de tempo de permanncia do paralelismo, porm, para consumidores

    em mdia e a lta tenso ser considerada em questo contratual, a disponibilidade de

    reserva de energia, a qual ser tributada conforme leis vigentes.

    Casos no previstos nesta instruo devem ser analisados de modo especfico por

    parte do corpo tcnico da Eletropaulo. Assuntos no tcnicos sero tratados pelas reas

    correspondentes.

    O profissional que realizar a obra deve apresentar documentao que comprove o

    vnculo com o cliente no que se refere ao projeto de conexo.

    A documentao do projeto destinado conexo de microgerao e minigerao

    distribuda que ser provida de sistema de paralelismo permanente em qualquer tipo de

    instalao (nova ou existente) em alta, mdia ou baixa tenso deve ser composta com os

    seguintes documentos, alm do solicitado no Livro de Fornecimento de Energia Eltrica em

    Tenso de Subtransmisso 88/138 kV, Livro de Instrues Gerais MT ou BT e do

    preenchimento do modelo de formulrio correspondente contido no Anexo 1 desta norma:

    Documento de comprovao de vnculo entre cliente e projetista/executor da

    obra;

  • 8 33

    NT 6.012 Requisitos Mnimos para Interligao de Microgerao e Minigerao Distribuda

    Documentos do cliente cadastrado como responsvel pela unidade consumidora

    (RG ou CPF para pessoas fsicas e CNPJ para pessoas jurdicas);

    Diagrama unifilar das instalaes; Para instalaes de baixa tenso, encaminhar relatrio fotogrfico do padro de

    entrada de energia de acordo com os itens abaixo