O Destino Final dos Mortos - Li§£o 13 - 1 Trimestre de 2016

download O Destino Final dos Mortos - Li§£o 13 - 1 Trimestre de 2016

If you can't read please download the document

  • date post

    13-Apr-2017
  • Category

    Education

  • view

    618
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of O Destino Final dos Mortos - Li§£o 13 - 1 Trimestre de 2016

Assemblia de Deus Ministrio Shekinah

Lies

BblicasLio 13 27/03/2016Pr. Andre LuizTEMA: O FINAL DE TODAS AS COISASEsperana e glria para os salvosO DESTINO FINAL

DOS MORTOS

Lies BblicasTEXTO UREOC PAD

Lies Bblicas

"Se esperamos em Cristo s nesta vida, somos os mais miserveis de todos os homens."(1 Co 15.19)

2

Lies BblicasLies Bblicas

C PADVERDADE PRTICA

Os salvos, que morrerram em Cristo, aguardam a ressurreio no cu e os mpios a esperam no Hades, em sofrimento indizvel.

Lies BblicasLies Bblicas

C PADLEITURA DIRIASegunda - Dn 12.2Os que dormem no Senhor ressuscitaro

Tera - Sl 9.17Os mpios sero lanados no lago de fogo

Quarta - Pv 15.24Para o tolo o caminho do inferno est "embaixo"

Lies BblicasLies Bblicas

C PADLEITURA DIRIAQuinta - Ap 14.13Felizes os que desde agora morrem no Senhor

Sexta - Fp 1.21O crente no teme a morte, pois para o salvo "o morrer ganho

Sbado - Fp 3.21O corpo do salvo ressurreto ser semelhante ao do Senhor Jesus

Lies BblicasLies Bblicas

C PAD1 Ento, Jesus, tomando a palavra, tornou Lucas 1919 - Ora, havia um homem rico, e vestia-se de prpura e de linho finssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente.20 - Havia tambm um certo mendigo, chamado Lzaro, que jazia cheio de chagas porta daquele.21 - E desejava alimentar-se com as migalhas que caam da mesa do rico; e os prprios ces vinham lamber-lhe as chagas.

LEITURA BIBLICA EM CLASSE Lc 16.19-26

Lies BblicasLies Bblicas

C PAD1 Ento, Jesus, tomando a palavra, tornou Lucas 1922 - E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abrao; e morreu tambm o rico e foi sepultado.23 - E, no Hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abrao e Lzaro, no seu seio.24 - E, clamando, disse: Abrao, meu pai, tem misericrdia de mim e manda a Lzaro que molhe na gua a ponta do seu dedo e me refresque a lngua, porque estou

LEITURA BIBLICA EM CLASSE Lc 16.19-26

Lies BblicasLies Bblicas

C PAD1 Ento, Jesus, tomando a palavra, tornou Lucas 19atormentado nesta chama.25 - Disse, porm, Abrao: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lzaro, somente males; e, agora, este consolado, e tu, atormentado.26 - E, alm disso, est posto um grande abismo entre ns e vs, de sorte que os que quisessem passar daqui para vs no poderiam, nem tampouco os de l, passar para c.

LEITURA BIBLICA EM CLASSE Lc 16.19-26

GeralEspecficos

Lies BblicasLies Bblicas

C PADOBJETIVOSMostrar que os salvos vo aguardar a ressurreio no Paraso de Deus e os mpios a esperam no Hades.Explicar o estado intermedirio dos mortos;Saber a real situao espiritual dos mortos;Mostrar o destino final dos mortos.

Ponto Central

Lies BblicasLies Bblicas

C PADCONSIDERAES GERAISOs crentes que dormem no Senhor vo ressuscitar para a vida eterna e os mpios para o castigo eterno.

Lies BblicasLies Bblicas

C PADCONSIDERAES GERAISConhea Mais* Purgatrio"Os catlicos romanos ensinam que todos, menos alguns santos e mrtires especiais, precisam passar pelo purgatrio (uma condio mais do que um local) a fim de serem preparados para entrar no cu. Agostinho introduziu essa ideia no sculo IV, mas a palavra 'purgatrio' no foi usada a no ser no sculo XII. Essa doutrina no foi elaborada completamente a no ser no Conclio de Trento no sculo XVI. A doutrina do purgatrio revelou ser lucrativa para a Igreja Catlica Romana, mas dava a aparncia de que Deus estaria demonstrando favoritismo aos ricos, cujos parentes no teriam dificuldade em pagar as missas exigidas para tir-los rapidamente do purgatrio.

Lies BblicasLies Bblicas

C PADESBOO DA LIOI O ESTADO INTERMEDIRIO1 O QUE ?2 O SHEOL E O PARASO.3 o LUGAR DOS MORTOS.

12

Lies BblicasLies Bblicas

C PADESBOO DA LIOII A SITUAO DOS MORTOS1 o estado intermedirio dos mortos.2 os justos so recebidos pelo senhor.3 o estado intermedirio dos mpios.

13

Lies BblicasLies Bblicas

C PADESBOO DA LIOIII o destino final dos mortos1 o estado final dos salvos.2 o estado final dos mpios.

14

Lies BblicasLies Bblicas

C PADINTERAO

Na lio de hoje, estudaremos a respeito do destino final dos crentes e dos mpios que j morreram. A Palavra de Deus nos assegura que os mortos em Cristo ressuscitaro para a vida eterna ao lado do Salvador. Esse o destino final dos crentes. Porm, os mpios, vo ressuscitar para o desprezo eterno. Seu destino final o inferno, onde haver dor, vergonha e tristeza. Que possamos anunciar o Evangelho, ganhando pessoas para Cristo e livrando-as da condenao eterna.

15

Lies BblicasLies Bblicas

C PADINTRODUO

Na lio de hoje estudaremos o destino final dos mpios e dos salvos em Jesus Cristo. A Palavra de Deus nos garante que no ser em vo a nossa esperana em Jesus Cristo, pois pela f j temos assegurado um futuro glorioso ao seu lado. Para os mpios, que no se arrependeram, reservado o sofrimento e a condenao eterna, pois suas escolhas enganosas os levaram a desprezar a salvao de Deus.

Em Lucas 16.23, diz que o rico foi para o Hades e Lzaro para o Seio de Abrao. A pergunta : onde se situava um e outro lugar. Em primeira instncia podemos declarar que impossvel situar a localizao geogrfica destes dois lugares, por se tratar da habitao dos espritos. Todavia, apresentaremos a posio bblica analisando ambos, dentro do parmetro contextual divino alm-tmulo. Nas Escrituras hebraicas, a palavra usada para descrever o reino dos mortos Sheol. Ela significa simplesmente o "lugar dos mortos" ou o "lugar das almas/ espritos que partiram." A palavra grega do Novo Testamento usada para "inferno" hades, que tambm se refere ao "lugar dos mortos". A palavra grega gehenna tambm usada no Novo Testamento para "inferno" e derivada da palavra hebraica hinnom. Outras Escrituras no Novo Testamento indicam que Seol/Hades um lugar temporrio onde as almas dos infiis so mantidas enquanto aguardam a ressurreio e julgamento final no julgamento do Grande Trono Branco. Ao morrerem fisicamente, as almas dos justos vo diretamente para a presena de Deus - cu/paraso/seio de Abrao (Lc 23.43; 2Co 5.8, Fp 1.23). Lzaro foi para o seio de Abrao e o rico para o inferno. Eles permaneceram num estado consciente, um est no lugar de punio e o outro no lugar de recompensa, e no h possibilidade de sarem de onde esto. Essa parbola ensina que depois da morte as almas dos salvos vo para o paraso, enquanto que as almas dos perdidos vo para o inferno. S existem esses dois lugares e quem foi para um deles no pode mais sair. Por trs vezes em Marcos 9, Jesus adverte aos discpulos: melhor para ti entrares na vida-reino de Deus aleijado, coxo e cego do que ires para o inferno (v. 43, 45, 47). A cada advertncia Jesus tambm acrescenta algo sobre o inferno: para o fogo que nunca se apaga [ARA-inextinguvel] (2x) seguida de outro qualificativo: onde o seu bicho no morre.

Comentrio

Lies BblicasLies Bblicas

C PADESBOO DA LIOI O ESTADO INTERMEDIRIO1 O QUE ?2 O SHEOL E O PARASO.3 o LUGAR DOS MORTOS.

18

Lies BblicasLies Bblicas

C PADI O ESTADO INTERMEDIRIO1.1 O QUE ? o estado entre a morte fsica e a ressurreio, tanto dos salvos, como dos mpios. Os salvos tero um destino diferente dos mpios: No vos maravilheis disso, porque vem a hora em que todos os que esto nos sepulcros ouviro a sua voz. E os que fizeram o bem sairo para a ressurreio da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreio da condenao (Jo 5.28,29). A Palavra de Deus afirma que no existe purgatrio e que tambm no h o sono da alma, nem tampouco a reencarnao, como creem alguns. Depois da morte segue-se o juzo divino.

A morte a cessao temporria da vida corporal e a separao entre a alma e o corpo. Uma vez que o crente morre, embora o seu corpo fsico permanea na terra sepultado, no momento da morte seu esprito vai imediatamente para a presena de Deus com regozijo. Quando Paulo reflete sobre a morte, ele diz: Temos, pois, confiana e preferimos estar ausentes do corpo e habitar com o Senhor (2Co 5.8). Estar ausente do corpo estar em casa com o Senhor. Ele tambm diz que o seu desejo partir e estar com Cristo, o que muito melhor (Fp 1.23). Jesus disse ao ladro que estava sua direita: Hoje voc estar comigo no paraso (Lc 2 3.43). O autor de Hebreus diz que, quando os cristos comparecem para adorar juntos, eles vm no somente presena de Deus no cu, mas tambm presena dos espritos dos justos aperfeioados (Hb 12.23). Contudo, como veremos em mais detalhes a seguir, Deus no vai deixar o corpo para sempre na sepultura, pois, quando Cristo retornar, a alma dos crentes ser reunida ao corpo, o corpo ser ressuscitado dentre os mortos e os crentes vivero com Cristo eternamente. No ensino da Igreja Catlica Romana, o purgatrio o lugar para onde a alma dos crentes vai a fim de ser purificada do pecado, at que esteja pronta para ser admitida no cu. De acordo com esse pensamento os sofrimentos do purgatrio so dados por Deus em substituio punio dos pecados que os crentes deveriam ter recebido nesta vida, mas no receberam. Essa doutrina romana no tem respaldo bblico e contrria aos versculos citados anteriormente.

Comentrio

Lies BblicasLies Bblicas

C PADSheol um termo hebraico que pode significar sepultura ou lugar ou estado dos mortos. Em o Novo Testamento, Sheol traduzido por Hades. Normalmente o Hades visto como um lugar destinado aos mpios. Deus livra o justo do Sheol ou da sepultura (Sl 49.15). O Sheol (inferno) lugar de punio para os mpios que no se arrependeram dos seus pecados e no entregaram suas vidas a Jesus Cristo (cf. Sl 9.17). O vocbulo paraso de origem persa e significa um parque ou jardim de paz e harmonia. Foi usado pelos tradutores da Sep