O FACILITADOR DE BIODANZA ENQUANTO AGENTE DE · PDF filecentral de estudo: “Quais as...

Click here to load reader

  • date post

    07-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of O FACILITADOR DE BIODANZA ENQUANTO AGENTE DE · PDF filecentral de estudo: “Quais as...

  • International Biocentric Foundation Escola de Biodanza de Portugal

    O FACILITADOR DE BIODANZA ENQUANTO

    AGENTE DE TRANSFORMAO SOCIAL PARA A IDADE DA INTEGRAO

    Nuno Manuel Pereira Miguis Cachadinha

    Monografia apresentada Escola de Biodanza de Portugal como requisito parcial para obteno do ttulo de facilitador de Biodanza. Orientadora: Irene Franco Facilitadora Didata International Biocentric Foundation Reg Por.1018

  • Monografia apresentada Escola de Biodanza de Portugal e aprovada pela comisso formada pelos didatas:

    _________________________________________

    Antnio Sarpe Facilitador didata

    International Biocentric Foundation Reg SP.8515

    __ ______________________________________ Nuno Pinto

    Facilitador didata International Biocentric Foundation

    Reg Por.0204

    _________________________________________ Elsa David

    Facilitador didata International Biocentric Foundation

    Reg Por.0916

    Visto e permitida a impresso Lisboa, _________________________________________

    Antonio Jos Sarpe Diretor pedaggico da Escola de Biodanza

    de Portugal International Biocentric Foundation

    Reg SP n 8515

  • Dedico esta monografia a todos os que, nos cenrios mais difceis e menos esperanosos, continuam a

    sonhar e a agir, com os ps na terra, o corao no peito e a cabea nas estrelas.

    E a dois deles em particular, a minha Me Efignia e o meu Pai Manuel, com toda a minha admirao e amor.

  • If you think you are too small to make a difference, try sleeping with a mosquito

    Annimo

    Pe quanto s no Mnimo que Fazes Para ser grande, s inteiro: nada

    Teu exagera ou exclui. S todo em cada coisa. Pe quanto s

    No mnimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda

    Brilha, porque alta vive

    Ricardo Reis, in "Odes"

    What counts in life is not the mere fact that we have lived. It is what

    difference we have made to the lives of others that will determine the

    significance of the life we lead

    Nelson Mandela

    The marvelous new militancy which has engulfed the Negro community

    must not lead us to a distrust of all white people, for many of our white

    brothers, as evidenced by their presence here today, have come to realize

    that their destiny is tied up with our destiny. And they have come to realize

    that their freedom is inextricably bound to our freedom.

    We cannot walk alone.

    Martin Luther King, Jr., in I have a Dream

  • AGRADECIMENTOS

    Goretti, pela sua ternura, pela mincia que colocou na reviso que fez

    ao texto e pela forma assertiva e afetuosa com que me incentivou a

    concluir este estudo. Pelo cuidado e amor que colocou em tudo, e pelo

    privilgio de t-la a meu lado.

    Ao Nuno Pinto, meu facilitador e amigo de muitos anos. Por criar em mim

    a paixo pela Biodanza, pelo exemplo de facilitador que e por tudo o

    que fez pela Biodanza em Portugal ao longo destes 14 anos. Pelas muitas

    conversas, risadas e entusiasmo.

    Elsa David, pelas muitas conversas que tivemos, em que sempre me

    incentivou a fazer o curso de facilitador de Biodanza. Por acreditar.

    Ao Rolando Toro Araeda, por ter criado este sistema maravilhoso, e pela

    maratona de Janeiro de 2009 em Lisboa, que me fez finalmente tomar a

    deciso de fazer o curso de facilitador de Biodanza. Por ter acendido em

    mim a chama de contribuir com a Biodanza para o contacto e a paz entre

    povos primos, mas desavindos.

    Ao Antnio Sarpe, por ser o didata que , pela consistncia e projeo

    que a sua atividade deu Biodanza em Portugal. E por ter, depois de

    uma longa conversa nossa no Colombo, sido contagiado pela curiosidade

    e pela vontade de contribuir para uma Biodanza de qualidade em Israel.

    Silvie Gendelman, pela confiana que depositou em mim aquando da

    minha chegada a Israel, mesmo tendo a noo que o sonho que me

    movia era, muito provavelmente, maior do que eu.

  • Beit Hagefen, Arab Jewish Cultural Center em Haifa, e Hila Goshen,

    por me terem dado a oportunidade de realizar o meu sonho no lugar com

    que sonhei.

    Jade Wepener e Irene Franco, minhas supervisoras em Israel e em

    Portugal. Pelo apoio, ensinamentos, e carinho. Irene Franco tambm

    pela forma consistente e afetuosa com que sempre me encorajou a

    avanar com este estudo e conclui-lo.

    Galit Friedman, por uma mistura nica entre doura, inteligncia e

    sensibilidade. Por todo o apoio e incentivo que me deu para abrir o meu

    grupo em Haifa. Pelos ensinamentos e partilha de experincia, e pelas

    muitas noites na Beit Hagefen.

    Fernanda Pinto, minha parceira de facilitao no nosso grupo regular

    em Lisboa. Pela partilha, pelo apoio, por ter reaberto portas depois de

    dois anos, e pelo caminho que j fizemos e continuamos a fazer juntos.

    Por fim, aos meus pais, Efignia e Manuel. Por, mesmo no tendo estado

    na minha defesa de doutoramento em Aachen (Alemanha), terem estado

    na primeira linha no dia da abertura do meu grupo regular em Haifa

    (Israel), com um entusiasmo contagiante de crianas. Por tudo o que no

    cabe aqui, nem em lado nenhum. grande demais.

  • i

    RESUMO

    Vivemos numa sociedade em profunda e acelerada transformao. Muito

    do que tradicional e tido como certo passa presentemente por um

    grande questionamento social. Das estruturas formais de relacionamento

    entre humanos, desde o casamento ao posto de trabalho e forma de o

    executar, religio e espiritualidade, forma como o desenvolvimento

    econmico deve ser conduzido, s estruturas e mecanismos de

    autoridade, sejam eles nas escolas ou nas instituies que regem a

    sociedade.

    Diversos autores exploraram j tanto a forma, valores e modus operandis

    de uma nova sociedade, mais humana e integrada. Rolando Toro

    Araeda props o sistema Biodanza, baseado no Principio Biocentrico e

    na integrao humana.

    Partindo do modelo terico-operacional da Biodanza e das mais recentes

    propostas e desenvolvimentos sociais na rea da sustentabilidade,

    ensino, e processos teraputicos, este estudo prope e descreve o

    conceito da Idade da Integrao, estabelecendo o paralelismo entre os

    processos de integrao em curso entre aspetos anteriormente

    considerados antagnicos e dissociados e o sistema de integrao

    humana Biodanza.

    Este estudo tem como objetivo principal dar reposta seguinte questo

    central de estudo: Quais as competncias essenciais de um facilitador de

    Biodanza com sucesso, e como podem essas competncias ser aplicadas

    na materializao de uma sociedade centrada na pessoa, em linha com o

    princpio biocntrico de Toro (2002)?. Para tal, abordada a formao do

    facilitador de Biodanza, tanto na fase escolar como na fase de

    constituio e consolidao de grupo, incluindo o processo de superviso,

    bem como o potencial de transformao social que pode ser materializado

    pelas competncias associadas condio de facilitador de Biodanza.

    Desta anlise resulta a proposta de seis competncias essenciais do

  • ii

    facilitador de Biodanza, necessrias para desenvolver com sucesso e

    sustentabilidade a sua atividade.

    Essa proposta ento discutida e validada, com recurso a uma

    abordagem observacional qualitativa aplicada a uma amostra intencional

    estratificada. Finalmente, o mbito de aplicao desta proposta

    discutido, bem como as limitaes do estudo. So ainda propostos futuros

    campos de pesquisa, abertos pelos resultados obtidos nesta monografia.

  • iii

    ABSTRACT

    We live in a society in profound and fast transformation. Much of what is

    traditional and taken for granted is now under deep social scrutiny and

    reevaluation. Be it the formal structures of relationships between humans,

    from marriage to the workplace and how to work, from religion and

    spirituality, to how economic development should be conducted, to

    structures and mechanisms of authority, whether in schools or institutions

    that govern society.

    Several authors have explored both the shape, values and modus

    operandis of a new society, more human and more integrated. Rolando

    Toro Araeda proposed the Biodanza system and based it on the

    Biocentric Principle and on human integration.

    This study sets out from the theoretical and operational model of Biodanza

    and the latest proposals and social developments in the area of

    sustainability, education, and therapeutic processes, and proposes and

    describes the concept of the Age of Integration, establishing the

    parallelism between the integration processes underway between aspects

    previously considered antagonistic and dissociated and the Biodanza

    human integration system.

    This study aims to answer the following central question: "What are the

    core competencies of a successful Biodanza facilitator, and how can these

    skills can be applied to the realization of a society centered on the person,

    in line with Toros Biocentric Principle (Toro, 2002)? ". To this end, the

    training process of the Biodanza facilitator is discussed, taking a close

    look both at the theoretical stage and during the creation and

    consolidation of the Biodanza group, focusing both at the supervision

    process and at the potential for social transformation that can be

    materialized through t