O USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA A PROMOÇÃO DE...

of 13 /13
Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Pós Graduação em Letras CCTE / Programa de Pós Graduação em Ciências da Computação - 1 - O USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA A PROMOÇÃO DE UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA Janaína de Barros Tenório Silva Lucena (UPE) Resumo: Nas séries iniciais temos observado que a grande maioria dos estudantes apresentam dificuldades em desenvolver alguns conteúdos tanto da disciplina de Língua Portuguesa, como da disciplina de Matemática. Essa situação fez com que utilizássemos o objeto de aprendizagem como um recurso que auxiliasse o estudante para a ocorrência da Aprendizagem Significativa, teoria proposta por David Ausubel. Reunimos 10 estudantes do 5º ano de uma escola rural e com base em alguns objetivos propostos pelos PCN’s elaboramos duas aulas: uma de língua portuguesa sobre texto narrativo e a outra de matemática sobre sistema monetário. Para avaliar os conhecimentos que os estudantes consolidaram com a realização das atividades, tanto no laboratório de informática como em sala de aula, procuramos observar o seu desempenho e participação nas mesmas. Palavras-chave: Disicplinas, objeto de aprendizagem, Aprendizagem Significativa. Abstract: In the initial series we have observed that the greater number of the students show us difficulties to develop some contents as Portuguese Language matter as the Mathematics matter. This situation made us to make use of an appeal that helpful the student to occurrence of significance learning, as the David Ausube’s theory. We reunited ten students of the fifth series of the rural school and based on some purpose goals by PCN’s we made two lessons: A Portuguese language about narrative text an other of Mathematics referring to monetary system. To evaluate the understanding that the students consolidated with the realizations of activities as the informatics laboratory as in class, we looked for their performance and participation in its. Palavras-chave: Disciplines, learning object, significance learning. Introdução É cada vez mais comum encontrarmos estudantes que apresentem dificuldades em alguns conteúdos da disciplina de matemática como também da de língua portuguesa. Isso remete ao professor investigar as causas dessas

Embed Size (px)

Transcript of O USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA A PROMOÇÃO DE...

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 1 -

    O USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA A PROMOO DE UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA

    Janana de Barros Tenrio Silva Lucena (UPE)

    Resumo:

    Nas sries iniciais temos observado que a grande maioria dos estudantes apresentam dificuldades em desenvolver alguns contedos tanto da disciplina de Lngua Portuguesa, como da disciplina de Matemtica. Essa situao fez com que utilizssemos o objeto de aprendizagem como um recurso que auxiliasse o estudante para a ocorrncia da Aprendizagem Significativa, teoria proposta por David Ausubel. Reunimos 10 estudantes do 5 ano de uma escola rural e com base em alguns objetivos propostos pelos PCNs elaboramos duas aulas: uma de lngua portuguesa sobre texto narrativo e a outra de matemtica sobre sistema monetrio. Para avaliar os conhecimentos que os estudantes consolidaram com a realizao das atividades, tanto no laboratrio de informtica como em sala de aula, procuramos observar o seu desempenho e participao nas mesmas. Palavras-chave: Disicplinas, objeto de aprendizagem, Aprendizagem Significativa. Abstract: In the initial series we have observed that the greater number of the

    students show us difficulties to develop some contents as Portuguese Language matter as the Mathematics matter. This situation made us to make use of an appeal that helpful the student to occurrence of significance learning, as the David Ausubes theory. We reunited ten students of the fifth series of the rural school and based on some purpose goals by PCNs we made two lessons: A Portuguese language about narrative text an other of Mathematics referring to monetary system. To evaluate the understanding that the students consolidated with the realizations of activities as the informatics laboratory as in class, we looked for their performance and participation in its. Palavras-chave: Disciplines, learning object, significance learning.

    Introduo

    cada vez mais comum encontrarmos estudantes que apresentem

    dificuldades em alguns contedos da disciplina de matemtica como tambm da de

    lngua portuguesa. Isso remete ao professor investigar as causas dessas

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 2 -

    dificuldades e procurar porpor aulas mais atrativas, bem como atividades mais

    dinmicas, as quais proporcione aos estudantes a superao dessas dificuldades.

    No ensino de Lngua Portuguesa os PCNs (Parmetros Curriculares Nacionais)

    de Lngua Portuguesa (2001, p. 68) estabelecem para o primeiro ciclo (1 e 2 srie)

    alguns objetivos tais como: a utilizao da linguagem oral como uma maneira de

    expor acontecimentos, bem como a expresso de sentimentos. Outro principal

    objetivo diz respeito linguagem escrita que prev a produo de textos que

    envolvam diversos gneros, os quais precisam estar de acordo com as normas

    ortogrficas.

    Em relao disciplina de matemtica os PCNs de Matemtica (2001, p. 47) traam alguns objetivos:

    Construir o significado do nmero natural a partir de seus diferentes

    usos no contexto social, explorando situaes-problema que envolvam contagens, medidas e cdigos numricos.

    Resolver situaes-problema e construir, a partir delas, os significados

    das operaes fundamentais, buscando reconhecer que uma mesma operao est relacionada a problemas diferentes e um mesmo problema

    pode ser resolvido pelo uso de diferentes operaes.

    De forma que se atinjam os objetivos propostos pelos PCNs para as

    disciplinas de Lngua Portuguesa e Matemtica, se faz necessrio que o professor

    incorpore a sua prtica de sala de aula a utilizao de diversos recursos

    tecnolgicos, um deles o computador, que pode ser usado por ele para abordar

    os diversos contedos curriculares, visto que muitas escolas dispem de

    laboratrios de informtica. A implantao desses laboratrios no tem sido tarefa

    fcil, j que algumas instituies no apresentam infra-estrutura adequada alm da

    falta de formao especfica voltada para o professor.

    Conforme mencionado por (Castilho et al., 2007) apud Raabe et al. (2008,

    p.1-2):

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 3 -

    Muitos programas governamentais de laboratrios em escolas no Brasil limitaram-se aquisio de hardware e software sem prever, de maneira adequada, os recursos (fsicos, lgicos e,

    sobretudo, humanos) necessrios continuidade do funcionamento adequado dos laboratrios de informtica aps sua instalao.

    Nossa sociedade atual tem exigido cada vez mais um profissonal da educao

    que alm de ter um bom domnio do uso dos recursos tecnolgicos no ensino ele

    tambm precisa ser crtico, criativo, ter a capacidade de pensar, saber trabalhar

    em grupo e aprender a aprender. Por isso de suma importncia que o profissional

    da educao busque atualizar-se e adaptar os seus conhecimentos ao uso dos

    recursos miditicos.

    Existem inmeras possibilidades de trabalhar contedos de diversas

    disciplinas com a utilizao do computador, uma delas, por exemplo, o uso de

    Objetos de Aprendizagem. Barbosa et.al (2010) define o objeto de aprendizagem

    como um tipo de material pequeno, que ocupa pouca memria e reutilizvel, o

    qual tambm possui um objetivo educacional especfico, ou seja, foca a

    aprendizagem de um determinado contedo escolar.

    Atravs do uso de Objetos de Aprendizagem podemos trabalhar alguns

    contedos das disciplinas de Lngua Portuguesa e Matemtica, de forma que os

    estudantes possam apresentar as condies que os levam a uma Aprendizagem

    Significativa.

    A teoria da Aprendizagem Significativa foi proposta por David Ausubel, ela

    aborda o tipo de relao que se estabelece entre um novo conhecimento e uma

    estrutura de conhecimento especfico que o indivduo j possui de forma que esse

    novo conhecimento sirva de ncora para a construo de um novo conhecimento.

    Para que esse tipo de aprendizagem ocorra Ausubel (2003, p. 72) estabelece

    algumas condies:

    A Aprendizagem Significativa exige que os aprendizes manifestem um mecanismo de Aprendizagem Significativa (ou seja, uma disposio para relacionarem o novo material a ser apreendido, de forma no arbitrria e no literal, prpria estrutura de conhecimentos) e que o material que apreendem seja potencialmente significativo para os mesmos,

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 4 -

    nomeadamente relacional com as estruturas de conhecimento particulares, numa base no arbitrria e no literal.

    Para que o professor utlize os Objeto de Aprendizagem sob o enfoque da

    Aprendizagem Significativa ele precisa ter clareza dos objetivos que ele pretende

    alcanar, para que o uso desse recurso seja feito com responsabilidade pedaggica,

    isso far com que o uso do mesmo no seja encarado como uma mera diverso.

    Metodologia

    A pesquisa foi desenvolvida em uma escola rural do municpio de Lajedo, com

    10 estudantes de uma turma de 5 ano (4 srie) do ensino fundamental I, a turma

    foi escolhida pelo fato de ser a turma com que temos mais contato. Tendo por base

    as dificuldades que os estudantes enfrentam nas disciplinas de Lngua Portuguesa e

    Matemtica, selecionamos algumas sugestes de atividades propostas pelos

    Parmetros Curriculares Nacionais (PCNS), as quais serviram para a elaborao de

    duas aulas: uma de lngua portuguesa sobre texto narrativo e a outra de

    matemtica sobre sistema monetrio. Essas aulas tiveram durao de dois dias: um

    dia em sala de aula e o outro no laboratrio de informtica, com a aplicao de

    Objetos de Aprendizagem, um de lngua portuguesa e o outro de matemtica, os

    quais foram escolhidos de acordo com os contedos que foram trabalhados no

    primeiro dia de aula.

    No primeiro dia ministramos a aula de lngua portuguesa e matemtica em

    sala de aula, comeamos com o contedo de lngua portuguesa sobre texto

    narrativo, procurando expor para os estudantes as principais caractersticas deste

    gnero textual, mostrando tambm sua funo na escrita de um texto. Aps esse

    momento demos continuidade com a aula de matemtica sobre sistema monetrio,

    discutimos com os estudantes sobre os elementos do sistema monetrio, bem como

    exercitamos a sua funcionalidade atravs da anlise de algumas situaes que se

    faz uso do dinheiro.

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 5 -

    Essas atividades que foram desenvolvidas em sala serviram como um

    organizador prvio dos conhecimentos que os estudantes possuam acerca dos

    contedos que estavam sendo trabalhados.

    No segundo dia de aula os estudantes aproveitaram para por em prtica os

    contedos que foram vivenciados na aula anterior atravs da utilizao dos Objetos

    de Aprendizagem,complementando tudo o que foi discutido em sala de aula, esse

    momento foi vivenciado no laboratrio de informtica. Primeiramente os

    estudantes tiveram contado com um objeto de aprendizagem de lngua portuguesa,

    o mesmo tinha por objetivo oferecer recursos que permitissem aos estudantes

    escolherem um cenrio, os personagem e objetos que faro parte da sua histria e

    atravs destes poderem escrever um texto narrativo. Ao trmino do texto eles o

    salvaram em forma de imagem no computador que estivessem usando.

    A atividade que os estudantes desenvolveram foi a 1.

    Figura 1: Pgina inicial do objeto de aprendizagem de Lngua Portuguesa.

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 6 -

    Figura 2: Escolha do cenrio - objeto de aprendizagem de Lngua Portuguesa.

    Figura 3: Escolha do cenrio praia, e escolha de elementos que iro compor a histria. -

    objeto de aprendizagem de Lngua Portuguesa.

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 7 -

    Assim que os estudantes concluram a atividade de lngua portuguesa foi

    oferecido para eles um outro objeto de aprendizagem da disciplina de matemtica

    envolvendo o sistema monetrio, o mesmo tinha como proposta de atividade

    desafiar o estudante a pegar uma lista de compras e uma quantidade de dinheiro

    determinada pelo objeto de aprendizagem, tendo em mos a lista de compras e o

    dinheiro o mesmo teria por incubncia ir a feira livre e comprar todas as coisas

    exigidas na lista de compras, sem esquecer de pesquisar dentre as vrias barracas,

    as que oferecessem os produtos com um preo mais barato, caso essa condio no

    fosse atendida, o estudante acabaria no final da atividade sem dinheiro e sem

    conseguir comprar todos os produtos da lista.

    Esses objetos serviram como um material potencialmente significativo,

    como tambm contriburam para a formao de novos conceitos. Para avaliar os

    conhecimentos que os estudantes consolidaram com a realizao das atividades

    tanto no laboratrio como em sala, procuramos observar o seu desempenho e

    participao nas mesmas, como tambm atravs dos textos que os mesmos

    produziram.

    Figura 4: Pgina inicial do objeto de aprendizagem de Matemtica.

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 8 -

    Resultados e Discusso

    No primeiro dia de aula procuramos observar os conhecimentos prvios que

    os estudantes possuam a respeito dos temas trabalhados, utilizando as aulas

    expositivas como um organizador prvio e fazendocom que os mesmos contruissem

    subsunores adequados ao contedo que seria proposto.

    No segundo dia com as atividades desenvolvidas no laboratrio de

    informtica, utilizamos os Objetos de Aprendizagem como um material

    potencialmente significativo, esse mesmo material serviu para incutir a presena

    de novos subsunores. Outro aspecto que avaliamos com as atividades de uma

    forma geral foi a predisposio do estudante em aprender os conceitos expostos e

    participar das atividades propostas, tanto na sala de aula como no laboratrio de

    informtica, bem como o seu desempenho na execuo dessas atividades.

    Figura 5: Simulao da feira livre - objeto de aprendizagem de Matemtica.

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 9 -

    Com relao ao desempenho dos estudantes na execuo das atividades

    avaliamos em especial alguns textos que foram produzidos no laboratrio de

    informtica com o uso do objeto de aprendizagem de lngua portuguesa.

    Atravs dos textos produzidos com o uso do objeto de aprendizagem de

    Lngua Portuguesa os estudantes Expressaram os seus conhecimentos acerca do

    contedo trabalhado (texto narrativo), demonstrando tambm pouca ou nenhuma

    intimidade com os elementos gramaticais (concordncia e pontuao). Percebemos

    que atravs dessa atividade os estudantes procuraram incluir em suas histrias os

    cenrios pelos quais se identificam ou at mesmo o que eles almejavam um dia

    conhecer pessoalmente, com isso os mesmos se sentiram mais estimulados para a

    produo escrita, apesar de suas dificuldades gramaticais, como tambm em

    manusear o teclado para digitar letras e inserir acentos.

    Figura 6: Texto confeccionado pelo estudante E.

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 10 -

    Figura 8: Texto confeccionado pelo estudante E.

    Figura 7: Texto confeccionado pelo estudante J.

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 11 -

    Figura 9: Texto confeccionado pelo estudante W.

    Figura 10: Texto confeccionado pelo estudante L.

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

    Fonte: Ncleo de Educao Corporativa www.nec.fct.unesp.br/NEC/RIVED/Objetos.php

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 12 -

    J com relao ao objeto de aprendizagem de matemtica avaliamos a

    capacidade dos estudantes em fazer uso das quatro operaes aritmticas (adio,

    subtrao, multiplicao e diviso) em uma situao problema, que no caso do

    objeto de aprendizagem foi as compras em uma feira livre. A maioria dos

    estudantes inicialmente tiveram bastante dificuldade por no estarem acostumados

    a fazer uso desses conhecimentos matemticos em uma situao do cotidiano. Aps

    os mesmos se acostumarem ao objeto de aprendizagem e fazer uso do papel e do

    lpis para lhe auxiliarem com os clculos, as suas dificuldades foram minimizadas e

    eles demonstraram uma maior intimidade e entusiasmo com o uso do objeto de

    aprendizagem.

    Para que de fato esses estudantes chegassem a uma Aprendizagem

    Significativa, foi preciso que: utilizssemos a aula expositiva como um organizador

    prvio, de forma que eles pudessem criar subsunres adequados (conceitos

    adequados) para o contedo proposto, depois os mesmos tiveram contato com os

    Objetos de Aprendizagem, que serviram como um material potencialmente

    significativo, os estudantes tambm demosntraram predisposio para a

    aprendizagem atravs do seu entusiasmo e esforo na participao e execuo das

    atividades, esse conjunto de fatores fez com que eles desenvolvessem novos

    subsunores, ou seja, a formao de novos conceitos acerca dos contedos

    vivenciados.

    Referncias Bibliogrficas AUSUBEL, D. P. Aquisio e reteno de conhecimentos: Uma perspectiva cognitiva, Lisboa: Pltano, 2003.243p. BARBOSA, J. R. et al. Objetos de Aprendizagem: anlise de seu uso em uma sala de aula do ensino fundamental.. In: XVI Workshop Sobre Informtica na Escola-WIE, 2010, Belo Horizonte. Computao verde: Desafio cientficos e tecnolgicos, 2010. BRASIL. Ministrio da Educao. Secretaria de Educao Fundamental. Parmetros curriculares nacionais: lngua portuguesa. 3.ed. Braslia: A Secretaria, 2001.

  • Universidade Federal de Pernambuco NEHTE / Programa de Ps Graduao em Letras CCTE / Programa de Ps Graduao em Cincias da Computao

    - 13 -

    BRASIL. Ministrio da Educao. Secretaria de Educao Fundamental. Parmetros curriculares nacionais: matemtica. 3.ed. Braslia: A Secretaria, 2001. RAABE, Renate O. et al. Uma experincia do uso do Software Livre GCOMPRIS na aprendizagem de crianas do Ensino Fundamental. In: XXVIII Congresso da Sociedade Brasileira de Computao, 2008, Belm do Par. Anais de XXVIII Congresso da SBC - WIE: Worshop sobre Informtica na Escola, 2008. p. 332-341. ________________________ 1 Janana de Barros Tenrio Silva LUCENA, especialista

    Universidade de Pernambuco (UPE) Campus Garanhuns [email protected]