Observação: A bibliografia sugerida tem apenas o...

of 22 /22
MUNICÍPIO DE JANAÚBA-MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAÇÃO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2012 – ANEXO IV PROGRAMA DAS PROVAS DE MÚLTIPLA ESCOLHA 1 Observação: A bibliografia sugerida tem apenas o propósito de orientar o estudo dos candidatos, não excluindo, em hipótese alguma, outros livros que abranjam a matéria indicada para cada cargo. CARGOS DE ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO Auxiliar de Serviços Gerais Coveiro Gari Motorista de Veículo Leve Motorista de Veículo Pesado Operador de Máquina Pesada Pedreiro Vigia PROVAS: Língua Portuguesa e Matemática LÍNGUA PORTUGUESA 1. Texto: Leitura, compreensão e interpretação de textos – ler, compreender e interpretar textos que circulam normalmente na sociedade. Distinguir as ideias principais e secundárias. Relacionar texto e contexto. Interpretar recursos coesivos na construção do texto: uso de preposições, conjunções, pronomes, advérbios, artigos, concordância verbal e nominal. 2. Ortografia – emprego de, por exemplo, s, z e x, ch e x, j e g, c e sc. Acentuação gráfica: emprego do acento agudo e do acento circunflexo. Dada uma lista de palavras de uso frequente, distinguir as que devem ser acentuadas graficamente das que não levam sinal gráfico. Partição silábica: noções elementares. 3. Morfologia – prefixos e sufixos: noções elementares. Noções de flexões de nomes e de verbos. 4. Vocabulário – sinônimos e antônimos. 5. Sinais de pontuação e seus efeitos comunicativos. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ANDRÉ, Hildebrando A. de. Gramática Ilustrada*. São Paulo: Moderna. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa*. São Paulo: Nacional. PROCÓPIO, Mércia Maria Silva; PASSOS, Jane Maria Araújo. Letra, Palavra e Texto – Língua Portuguesa e Projetos. V. 3 e 4. São Paulo: Scipione. CÓCCO, Maria Fernandes; HAILER, Marco Antonio. Análise, Linguagem e Pensamento – alp 4. São Paulo: FTD, 1991. * Obs.: Uma dessas ou qualquer outra Gramática da Língua Portuguesa usada nas escolas. MATEMÁTICA 1. Números e sistema de numeração. 2. Operações com números naturais. 3. Operações com números racionais (frações e decimais). 4. Polígonos: elementos e classificação, perímetro e área. 5. Sólidos geométricos: elementos, classificação. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA Livros didáticos de Matemática para as 4 primeiras séries do Ensino Fundamental.

Embed Size (px)

Transcript of Observação: A bibliografia sugerida tem apenas o...

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

1

Observao: A bibliografia sugerida tem apenas o propsito de orientar o estudo dos candidatos, no excluindo, em hiptese alguma, outros livros que abranjam a matria indicada para cada cargo.

CARGOS DE ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO

Auxiliar de Servios Gerais

Coveiro

Gari

Motorista de Veculo Leve

Motorista de Veculo Pesado

Operador de Mquina Pesada

Pedreiro

Vigia

PROVAS: Lngua Portuguesa e Matemtica LNGUA PORTUGUESA 1. Texto: Leitura, compreenso e interpretao de textos ler, compreender e interpretar textos que circulam normalmente na sociedade. Distinguir as ideias principais e secundrias. Relacionar texto e contexto. Interpretar recursos coesivos na construo do texto: uso de preposies, conjunes, pronomes, advrbios, artigos, concordncia verbal e nominal. 2. Ortografia emprego de, por exemplo, s, z e x, ch e x, j e g, c e sc. Acentuao grfica: emprego do acento agudo e do acento circunflexo. Dada uma lista de palavras de uso frequente, distinguir as que devem ser acentuadas graficamente das que no levam sinal grfico. Partio silbica: noes elementares. 3. Morfologia prefixos e sufixos: noes elementares. Noes de flexes de nomes e de verbos. 4. Vocabulrio sinnimos e antnimos. 5. Sinais de pontuao e seus efeitos comunicativos. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ANDR, Hildebrando A. de. Gramtica Ilustrada*. So Paulo: Moderna. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novssima Gramtica da Lngua Portuguesa*. So Paulo: Nacional. PROCPIO, Mrcia Maria Silva; PASSOS, Jane Maria Arajo. Letra, Palavra e Texto Lngua Portuguesa e Projetos. V. 3 e 4. So Paulo: Scipione. CCCO, Maria Fernandes; HAILER, Marco Antonio. Anlise, Linguagem e Pensamento alp 4. So Paulo: FTD, 1991. * Obs.: Uma dessas ou qualquer outra Gramtica da Lngua Portuguesa usada nas escolas. MATEMTICA 1. Nmeros e sistema de numerao. 2. Operaes com nmeros naturais. 3. Operaes com nmeros racionais (fraes e decimais). 4. Polgonos: elementos e classificao, permetro e rea. 5. Slidos geomtricos: elementos, classificao. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA Livros didticos de Matemtica para as 4 primeiras sries do Ensino Fundamental.

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

2

CARGOS DE ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

Bombeiro

Eletricista

Monitor de Sade Mental

Pintor

Serralheiro

PROVAS: Lngua Portuguesa e Matemtica

LNGUA PORTUGUESA A prova constar de questes de interpretao de texto(s) de natureza diversa: descritivo, narrativo, dissertativo, e de diferentes gneros como, por exemplo, poema, texto jornalstico, propaganda, charge, tirinha, etc. Nessas questes, alm dos conhecimentos lingusticos gerais e especficos relativos leitura e interpretao de um texto, tais como: apreenso da ideia central ou do objetivo do texto, identificao/anlise de informaes e/ou ideias expressas ou subentendidas, da estrutura ou organizao do texto, da articulao das palavras, frases e pargrafos (coeso) e das ideias (coerncia), das relaes intertextuais, ilustraes ou grficos, recursos sintticos e semnticos, do efeito de sentido de palavras, expresses, ilustraes, tambm podero ser cobrados os seguintes contedos gramaticais, no nvel correspondente 8 srie: diviso silbica, grafia de palavras, acentuao grfica, concordncia verbal e nominal; regncia verbal e nominal; crase; pontuao; classes gramaticais (reconhecimento e flexes); estrutura e formao de palavras; sinnimos, antnimos, homnimos e parnimos. Denotao e conotao. Figuras de linguagem. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA Gramticas da Lngua Portuguesa a que o candidato tenha mais fcil acesso, adaptadas ao Ensino Fundamental. Livros didticos adotados nas escolas de 1 grau (5 a 8 sries). MATEMTICA 1. Nmeros: nmeros primos, algoritmo da diviso. Sistemas de numerao. Critrios de divisibilidade. Mximo divisor comum (entre nmeros inteiros). Mnimo mltiplo comum (entre nmeros inteiros). 2. Conjuntos Numricos: operaes: adio, subtrao, multiplicao, diviso, potenciao e radiciao nos conjuntos numricos. Propriedades dessas operaes. Mdias (aritmtica e ponderada). Mdulo e suas propriedades. Desigualdades, Intervalos. Sistemas de medidas. 3. Proporcionalidade: razes e propores: propriedades. Regra de trs simples e composta. Regra de sociedade. Percentagem. Juros simples e compostos. Descontos simples e compostos. 4. Funes: grficos de funes: definio e representao. 5. Funo afim: definio, valor numrico, grfico, razes, estudo dos sinais, grficos. Equaes e inequaes do 1. grau. Sistema de equaes do 1. grau. 6. Funo quadrtica: definio, valor numrico, grfico, razes, estudo dos sinais, grficos. Equaes e inequaes do 2. grau. Equaes biquadradas. 7. Expresses algbricas. Polinmios, algoritmos de diviso, produtos notveis e fatorao. 8. Geometria Plana: curvas. ngulos. Tringulos e quadrilteros. Igualdade e semelhana de tringulos. Relaes mtricas no tringulo retngulo. Trigonometria no tringulo retngulo e relaes trigonomtricas. Crculos e discos. Polgonos regulares e relaes mtricas. Feixes de retas. reas e permetros. 9. Estatstica bsica: conceitos, coleta de dados, amostra. Grficos e tabelas: interpretao. Distribuio de frequncia. Mdias, moda e mediana. 10. Probabilidades: espao amostral. Experimentos aleatrios. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BIGODE, Antnio Jos Lopes. Matemtica Hoje Feita Assim. 5. a 8. sries. So Paulo: FTD, 2000. IMENES & LELLIS. Matemtica. 5 a 8 sries. So Paulo: Scipione. 1997. Livros didticos do Ensino Fundamental.

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

3

CARGOS DE ENSINO MDIO COMPLETO

Assistente Administrativo

Auxiliar Administrativo

Auxiliar de Classe

Auxiliar de Secretaria Escolar

Fiscal de Obras e Posturas

Fiscal Sanitrio

Monitor de nibus Escolar

Ouvidor

PROVAS: Lngua Portuguesa e Matemtica LNGUA PORTUGUESA Leitura, compreenso e interpretao de textos de natureza diversa: descritivo, narrativo, dissertativo, e de diferentes gneros, como, por exemplo, crnica, notcia, reportagem, editorial, artigo de opinio, texto argumentativo, informativo, normativo, charge, propaganda, ensaio, etc. As questes de texto verificaro as seguintes habilidades: identificar informaes no texto; relacionar uma informao do texto com outras informaes oferecidas no prprio texto ou em outro texto; relacionar uma informao do texto com outras informaes pressupostas pelo contexto; analisar a pertinncia de uma informao do texto em funo da estratgia argumentativa do autor; depreender de uma afirmao explcita outra afirmao implcita; identificar a ideia central de um texto; estabelecer relaes entre ideia principal e ideias secundrias; inferir o sentido de uma palavra ou expresso, considerando: o contexto e/ou universo temtico e/ou a estrutura morfolgica da palavra (radical, afixos e flexes); relacionar, na anlise e compreenso do texto, informaes verbais com informaes de ilustraes ou fatos e/ou grficos ou tabelas e/ou esquemas; relacionar informaes constantes do texto com conhecimentos prvios, identificando situaes de ambiguidade ou de ironia, opinies, valores implcitos e pressuposies. Habilidade de produo textual. Conhecimento gramatical de acordo com o padro culto da lngua. As questes de gramtica sero baseadas em texto(s) e abordaro os seguintes contedos: Fontica: acento tnico, slaba, slaba tnica; ortopia e prosdia. Ortografia: diviso silbica; acentuao grfica; correo ortogrfica. Morfologia: estrutura dos vocbulos: elementos mrficos; processos de formao de palavras: derivao, composio e outros processos; classes de palavras: classificao, flexes nominais e verbais, emprego. Sintaxe: teoria geral da frase e sua anlise: frase, orao, perodo, funes sintticas; concordncia verbal e nominal; regncia nominal e verbal, crase; colocao de pronomes: prclise, mesclise, nclise (em relao a um ou a mais de um verbo). Semntica: antnimos, sinnimos, homnimos e parnimos. Denotao e conotao. Figuras de linguagem. Pontuao: emprego dos sinais de pontuao. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABAURRE, Maria Luza; PONTARA, Marcela Nogueira. Coleo base: portugus volume nico. So Paulo: Moderna. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novssima Gramtica da Lngua Portuguesa. So Paulo: Nacional. FIORIN, Jos Luiz; SAVIOLI, Francisco Plato. Para entender o texto: leitura e redao. So Paulo: tica. INFANTE, Ulisses. Curso de gramtica aplicada aos textos. So Paulo: Scipione. ROCHA LIMA, Carlos Henrique da. Gramtica normativa da lngua portuguesa. Rio de Janeiro: Jos Olympio. Observao: Para o contedo gramatical, a bibliografia indicada serve como sugesto, podendo o candidato recorrer a outras gramticas que lhe forem mais acessveis. O candidato poder recorrer tambm a livros didticos adotados nas escolas de Ensino Mdio (2. grau).

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

4

MATEMTICA 1. Sistemas de numerao. Nmero primo, algoritmo da diviso. Critrios de divisibilidade; Mximo divisor comum (entre nmeros inteiros); Mnimo mltiplo comum (entre nmeros inteiros). 2. Conjuntos Numricos: operaes: adio, subtrao, multiplicao, diviso, potenciao e radiciao nos conjuntos numricos; Propriedades dessas operaes; Mdias (aritmtica e ponderada). Mdulo; Desigualdades; Intervalos; Sistemas de medida. 3. Proporcionalidade: razes e propores: propriedades; Regra de trs simples e composta; Percentagem; Juros simples. 4. Relaes e Funes: relaes binrias; Domnio, contradomnio, imagem direta de funes; Grficos de relaes; Funes: definio e representao; Funes crescentes, decrescentes e peridicas; Funo inversa. 5. Nmeros Complexos: mdulo, argumento, forma algbrica; Operaes com nmeros complexos: adio subtrao, multiplicao, diviso e potenciao. 6. Polinmios: conceitos; Funes afins, lineares e quadrticas propriedades, razes, grficos; Equaes biquadradas. Adio e multiplicao de polinmio; Algoritmos de diviso; Fatorao. Equaes polinomiais; Relaes entre coeficientes e razes. Razes reais e complexas; Razes racionais e polinmios com coeficientes inteiros. 7. Exponenciais e Logaritmos: funes exponenciais e logartmicas; propriedades e grficos. Mudana de base; Equaes e inequaes exponenciais e logartmicas. 8. Trigonometria no tringulo retngulo; Funes trigonomtricas: seno, cosseno, tangente, cotangente; propriedades e grficos; Equaes trigonomtricas. 9. Sequncias: progresses aritmticas: termo geral, soma dos termos, relao entre dois termos, propriedades; Progresses geomtricas: termo geral, relao entre dois termos, soma e produto dos termos, propriedades. 10. Anlise Combinatria: princpio fundamental da contagem; Arranjos, permutaes e combinaes simples e com repeties; Binmio de Newton; Tringulo de Pascal. 11. Matrizes e Sistemas Lineares: operaes com matrizes: adio, subtrao e multiplicao; Propriedades dessas operaes; Sistemas lineares e matrizes; Resoluo, discusso e interpretao geomtrica de sistemas lineares. 12. Geometria Plana: curvas. ngulos. Tringulos e quadrilteros; Igualdade e semelhana de tringulos. Relaes mtricas nos tringulos. Crculos e discos; Polgonos regulares e relaes mtricas; Feixes de retas; reas e permetros. 13. Geometria Espacial: retas e planos no espao: paralelismo e perpendicularidade entre retas, entre retas e planos e entre planos; Prismas e pirmides; Clculo de reas e volumes; Cilindro, cone, esfera e bola: clculo de reas e volumes; Poliedros e relao de Euler. 14. Geometria Analtica: coordenadas cartesianas. Equaes e grficos. Distncia entre dois pontos; Estudo da equao da reta: intersees de duas ou mais retas (no plano); Retas paralelas e perpendiculares, feixes de retas; Distncia de um ponto a uma reta, reas de tringulos, circunferncias e crculos. 15. Estatstica bsica: conceito, coleta de dados, amostra; Grficos e tabelas: interpretao. Mdia (aritmtica simples e ponderada), moda e mediana; Desvio padro. 16. Probabilidades: espao amostral; Experimentos aleatrios; Probabilidades. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA KTIA & ROKO. Matemtica. V. 1, 2, 3. So Paulo: Saraiva, 1995. PAIVA, Manoel Rodrigues. Matemtica. V. 1, 2, 3, So Paulo. 1995. Livros Didticos do Ensino Fundamental e Mdio.

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

5

CARGOS DE CURSO TCNICO ESPECFICO DE NVEL MDIO (CONFORME O ANEXO I DO EDITAL)

Desenhista Tcnico

Tcnico em Higiene Bucal

Tcnico em Informtica

Topgrafo

PROVAS: Lngua Portuguesa e Conhecimentos Especficos LNGUA PORTUGUESA Leitura, compreenso e interpretao de textos de natureza diversa: descritivo, narrativo, dissertativo, e de diferentes gneros, como, por exemplo, crnica, notcia, reportagem, editorial, artigo de opinio, texto argumentativo, informativo, normativo, charge, propaganda, ensaio, etc. As questes de texto verificaro as seguintes habilidades: identificar informaes no texto; relacionar uma informao do texto com outras informaes oferecidas no prprio texto ou em outro texto; relacionar uma informao do texto com outras informaes pressupostas pelo contexto; analisar a pertinncia de uma informao do texto em funo da estratgia argumentativa do autor; depreender de uma afirmao explcita outra afirmao implcita; identificar a ideia central de um texto; estabelecer relaes entre ideia principal e ideias secundrias; inferir o sentido de uma palavra ou expresso, considerando: o contexto e/ou universo temtico e/ou a estrutura morfolgica da palavra (radical, afixos e flexes); relacionar, na anlise e compreenso do texto, informaes verbais com informaes de ilustraes ou fatos e/ou grficos ou tabelas e/ou esquemas; relacionar informaes constantes do texto com conhecimentos prvios, identificando situaes de ambiguidade ou de ironia, opinies, valores implcitos e pressuposies. Habilidade de produo textual. Conhecimento gramatical de acordo com o padro culto da lngua. As questes de gramtica sero baseadas em texto(s) e abordaro os seguintes contedos: Fontica: acento tnico, slaba, slaba tnica; ortopia e prosdia. Ortografia: diviso silbica; acentuao grfica; correo ortogrfica. Morfologia: estrutura dos vocbulos: elementos mrficos; processos de formao de palavras: derivao, composio e outros processos; classes de palavras: classificao, flexes nominais e verbais, emprego. Sintaxe: teoria geral da frase e sua anlise: frase, orao, perodo, funes sintticas; concordncia verbal e nominal; regncia nominal e verbal, crase; colocao de pronomes: prclise, mesclise, nclise (em relao a um ou a mais de um verbo). Semntica: antnimos, sinnimos, homnimos e parnimos. Denotao e conotao. Figuras de linguagem. Pontuao: emprego dos sinais de pontuao. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABAURRE, Maria Luza; PONTARA, Marcela Nogueira. Coleo base: portugus volume nico. So Paulo: Moderna. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novssima Gramtica da Lngua Portuguesa. So Paulo: Nacional. FIORIN, Jos Luiz; SAVIOLI, Francisco Plato. Para entender o texto: leitura e redao. So Paulo: tica. INFANTE, Ulisses. Curso de gramtica aplicada aos textos. So Paulo: Scipione. ROCHA LIMA, Carlos Henrique da. Gramtica normativa da lngua portuguesa. Rio de Janeiro: Jos Olympio. Observao: Para o contedo gramatical, a bibliografia indicada serve como sugesto, podendo o candidato recorrer a outras gramticas que lhe forem mais acessveis. O candidato poder recorrer tambm a livros didticos adotados nas escolas de Ensino Mdio (2. grau).

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

6

CONHECIMENTOS ESPECFICOS DE CADA CARGO TCNICO DE NVEL MDIO DESENHISTA TCNICO Papel: Formatos de papel utilizados para desenho tcnico; legendas, letras e anotaes em desenho tcnico; Representao das figuras; dimensionamento; escalas: grficas e numricas; fator de escala; desenho arquitetnico: planta baixa, planta de telhado: cotagem ou dimensionamento; convenes arquitetnicas; cortes; fachada; planta de situao; perspectiva isomtrica e exata; luz e sombras; letreiros; desenho geomtrico; representaes grficas; desenhos para fins de imprensa; preparao de figuras para livros, revistas, catlogos e outros: impresses, redues fotogrficas; tipo de escrita a ser empregada espessura de traos em mm e tamanho da escrita dos desenhos. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BACHMANN, Albert. Desenho Tcnico. Rio de Janeiro: Ed. Globo, 1976. FERLINI, Paulo de Barros. Normas para Desenho Tcnico. Porto Alegre: Ed. Globo; Rio de Janeiro: Fundao Nacional de Material Escolar, 1981. OBERG, L. Desenho Arquitetnico. Rio de Janeiro: Ed. Ao Livro Tcnico, 1997. UNTAR, Jafar; JENTZSCH, Rolf. Desenho Arquitetnico. Viosa: Imprensa Universitria, 1987. TCNICO EM HIGIENE BUCAL Formas anatmicas dos dentes, posies na boca e suas relaes recprocas. Denties, arcos dentais e maxilas. Dimenso, funo e classificao dos dentes. Notao dentria: convencional e FDI. Classificao das cavidades do dente. Etiologia da crie e cronologia da erupo dentria. Principais patologias da cavidade bucal. Aplicao de mtodos de preveno das doenas bucais, identificando as substncias utilizadas. Princpios ergonmicos e da segurana do trabalho. Funes e responsabilidades dos membros da equipe de trabalho, dispositivos legais que regem o trabalho do profissional de nvel mdio na rea de sade bucal. Equipamentos, materiais e instrumental utilizados em uma unidade odontolgica. Identificao de estruturas dentais atravs de radiografias bucais. Noes de administrao de uma unidade de trabalho, organizao de fluxo, cadastro, arquivo e agendamento de clientes. Aes de ateno e promoo sade bucal. Programas especficos na comunidade, identificao dos principais problemas bucais, atravs dos recursos epidemiolgicos e outros instrumentos de diagnstico. Tcnicas de comunicao em grupo, adequadas educao para a sade bucal. Cdigo de tica profissional, do Conselho Regional de Odontologia: parte especfica para auxiliares odontolgicos. Montagem de bandejas para atendimento odontolgico: exames, dentstica, endodontia, cirurgia, prtese (moldagem), periodontia e outros. Flor na odontologia. Legislao do SUS Sistema nico de Sade. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ANUSAVICE, K. J. Materiais dentrios (Anusavice). 10 ed. RJ: Guanabara Koogan, 1998. BARROS, O. B. Ergonomia 2 O ambiente de trabalho, a produtividade e a qualidade de vida em Odontologia. BRASIL. Guia Prtico do PSF, MS. 2001. BRASIL. Lei n. 8.142, de 28 de dezembro de 1990. BRASIL. Ministrio da Sade. Lei n. 8.080/90 Lei orgnica da sade, 1990. In: Manual gestor SUS. Rio de Janeiro: Lidador, 1997. BRASIL. Ministrio da Sade. Secretria de polticas de sade. Coordenao. Conselho Federal de Odontologia. Cdigo de tica Profissional. Controle de infeces e a prtica odontolgica em tempos de aids: manual de conduta. Braslia: Ministrio da Sade, 2000. Nacional de DST e AIDS. Controle de infeces e a prtica odontolgica em tempos. PINTO, V. G. Sade bucal coletiva. 3 ed. So Paulo: Ed. Santos, 2000. SERRA, Octvio Della. Anatomia Dental. 3 ed. So Paulo, 1981. TCNICO EM INFORMTICA 1. Conceitos Fundamentais de Hardware e Software 1.1 Tipos de Computadores. 1.2 Nmeros Binrios (Sufixos). 1.3 Estrutura dos Micros Padro PC: Processador (CPU), Memria Principal (RAM, Cache, ROM), Memria de Massa (secundria),Tipos de Meios de Armazenamento, Princpios Bsicos de Armazenamento de Dados (Formatao, Sistema FAT, Particionamento, Boot), Dispositivos de Entrada e Sada (inclusive conectores) 1.4 Software: Conceito e Classificao. 2. Microsoft Windows 2000: Caractersticas, Principais Funes, Programas Acessrios, Instalao e Manuteno do Windows, Instalao de Perifricos no Windows (Plug-and-Play ou no), Instalao de Programas no Windows, Requisitos de Sistema, Programas Comerciais, Shareware e Freeware, Licenas de Software, Verses e Registro de Software, Configurao (Painel de Controle), Gerenciador de Arquivos (Windows Explorer). 3. Utilitrios (Softwares para

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

7

Recuperao de Dados, Compactadores, Antivrus, Desfragmentadores de Disco e Softwares de Backup) 3.1 Processador de Texto: Barra de menu e barra de ferramentas, edio de texto; formatao em nvel de caractere, pargrafo e documento; outros recursos: tabelas, estilos, grficos, desenhos, mala direta, ndices, modelos, notas de rodap e figuras. 3.2 Planilha Eletrnica: Barra de menu e barra de ferramentas; Edio e Formatao de Pastas/Panilhas/Clulas; Frmulas, Funes e Grficos. 3.3 Software de Apresentao: Barra de menu e barra de ferramentas; Edio e Formatao de Slides, Efeitos de Animao e Transio, Botes de Ao, Slide Mestre, Importao/Manipulao de Figuras (Cliparts, Autoformas e Organogramas), Modos de Exibio (Slide, Estrutura de Tpicos, Classificao de Slides, Anotaes e Apresentao de Slides). 4. Banco de Dados: Conceitos Bsicos e Funcionamento; Barra de menu e barra de ferramentas; Tabelas, Formulrios, Consultas e Relatrios. 5. Internet: WWW, E-mail, browser (Internet Explorer 5.5 Barra de Ferramentas/Menu), FTP, HTML, Chat, News. 6. Algoritmos, Estrutura de Dados e Linguagem de Programao 6.1 Elementos Fundamentais: Tipos Primitivos, Constantes e Variveis, Expresses Lgicas e Aritmticas, Comandos de Atribuio, Comandos de Entrada e Sada, Blocos, Estruturas de Controle (Estrutura Sequencial, Estrutura de Seleo e Estrutura de Repetio). 6.2 Estruturas de Dados: Variveis Compostas Homogneas (Unidimensionais e Multidimensionais), Variveis Compostas Heterogneas (Registros, Registro de Conjuntos e Conjunto de Registros), Listas Lineares (Definio, Operaes, Representaes, Listas com descritor e Listas duplamente encadeadas), Pilhas (Definio e Operaes) e Filas (Definio e Operaes). 6.3 Modularizao de algoritmos: Mdulos (procedimentos e funes), Escopo de variveis, Passagem de Parmetros e Recursividade. 6.4 Classificao de Dados (Mtodos de Classificao Interna, Mtodo de Insero Direta, Mtodo da Bolha e Mtodo de Seleo Direta. 6.5 Pesquisa de Dados (Pesquisa Sequencial, Pesquisa Binria e Clculo de Endereo (hashing). Alocao Dinmica x Alocao Esttica. 6.6 Linguagem de Programao: Tipos de Dados, Estrutura de um programa, Comandos de Entrada e Sada, Comandos de Seleo, Comandos de Repetio, Arrays, Subprogramao: (Functions e Procedures), Records e Arquivos. Processo de Compilao e Execuo de programas em linguagens estruturadas. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ALBUQUERQUE, Fernando. TCP/IP Internet Programao de Sistemas Distribudos: HTML, Javascript e Java. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2001. GUIMARES; LAGE. Introduo Cincia da Computao. Rio de Janeiro: LTC, 1985. MACHADO, F.B.; MAIA, L.P. Introduo arquitetura de sistemas operacionais. Rio de Janeiro: LTC. MEYER, Marilyn et al. Nosso Futuro e o Computador. Porto Alegre: Bookman, 2000. OBRIEN, J.A. Sistemas de informao e as decises gerenciais na era da Internet. So Paulo: Saraiva, 2001. TANENBAUM, A.S. Organizao estruturada de computadores. Prentice Hall do Brasil, 2000. TANENBAUM, A.S. Sistemas operacionais modernos. Guanabara Koogan. TANEBAUM, Andrew S. Organizao estruturada de computadores. Rio de Janeiro: Prentice Hall, 1992. TANEBAUM, Andrew S. Sistemas operacionais modernos. So Paulo: Prentice Hall, 2003. FORBELLONE, Andr Luiz Villar; EBERSPACHER, Henri Frederico. Lgica de Programao: A construo de Algoritmos e Estruturas de Dados. So Paulo: Makron Books, 2000. TORRES, Gabriel. Hardware: Curso Completo. Rio de Janeiro: Axcel Books, 1998. VELLOSO, Paulo et al. Estruturas de Dados. Rio de Janeiro: Campus, 1996. TOPGRAFO 1. Topografia: definio, objetivos, divises, e unidades usuais. 2. Topologia: formas do terreno, leis do modelado e representao do relevo; marcos de referncia topogrfica. 3 Sistema de coordenadas: coordenadas polares; coordenadas plano retangulares e geogrficas; noes bsicas de coordenadas astronmicas e terrestres; e noo bsica do sistema UTM. 4 ngulos e Direes: azimute plano e verdadeiro; azimute magntico e rumos magnticos; atualizao de rumo e azimute magntico; relao entre os trs norte: magntico; verdadeiro e da quadrcula; ngulos horizontais e verticais. 5 Obteno de distncias por: Estadimetria, diastimetria e taqueometria. 6 Desenvolvimento de irradiaes taqueomtricas. 7 Clculo de nivelamento trigonomtrico. 8 Nivelamento geomtrico. 9 Clculo de nivelamento geomtrico. 10 Medidas trena e alinhamentos por baliza. 11 Desenvolvimento e locao de curvas horizontais e verticais. 12 Clculo analtico para determinao de azimute e distncia. 13 Clculo de projees e transportes de coordenadas. 14 Mtodos de Levantamento: planimtrico; por radiamento; por poligonao; e por triangulao simples. 15 Clculo de poligonal - erros e compensao. 16 Clculo de rea - geomtrico e analiticamente. 17 Familiarizao com bssolas, teodolitos, nveis, distanciometros e estaes total. 18 Desenho topogrfico: Desenho da planta.Escalas; Formatos do papel.Quadriculado, segundo ABNT; perfil

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

8

longitudinal; greide e seu traado; plano cotado; desenho de um perfil. 19 Locao de talude. Clculo de volumes-correo prismoidal e de volumes em curvas. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA TOPOGRAFIA (STP). ASSOCIAO BRASILEIRA DE NORMAS TCNICAS. NBR 13133: execuo de levantamento topogrfico. Rio de Janeiro: Editora, ABTN 1994. 35 p. BORGES, Alberto de Campos. Exerccios de topografia. So Paulo: Edgard Blucher, 1998. 194 p. Alberto de Campos Borges. Topografia aplicada engenharia civil. So Paulo: Edgard Blucher, 1999. 2 v. V.1. Alberto de Campos Borges. Topografia aplicada engenharia civil. So Paulo: Edgard Blucher, 1999. 2 v. V.2. ESPARTEL, Llis. Curso de Topografia. 4. ed. Porto Alegre: Globo, 1977. 655 p.

CARGO DE CURSO SUPERIOR ESPECFICO LETRAS/PORTUGUS

Professor Educao Bsica II Lngua Portuguesa

PROVAS: Conhecimentos Especficos e Didtica CONHECIMENTOS ESPECFICOS DE PROFESSOR II LNGUA PORTUGUESA 1. Leitura, compreenso e interpretao de textos. 1.1. Modalidade bsica: descrio, narrao, dissertao. 1.2. Fatores de textualidade: Coerncia e coeso; Intertextualidade; Progresso temtica. 1.3. Relao entre: ideia principal/ideias secundrias; ideias explcitas/ideias implcitas; autor/texto/leitor; inferncias contextuais lingusticas e extralingusticas. 1.4. Figuras de linguagem. 1.5. Funes de linguagem. 2. Lngua Falada e Lngua Escrita: usos culto e coloquial. 3. Estudo da Lngua. 3.1. Sintaxe: Frase/Orao/Perodo; Concordncia verbal e nominal; Regncia verbal e nominal; Crase. 3.2. Morfologia: Estrutura e formao de palavras; morfemas; afixos; processos de formao de palavras; classes gramaticais (identificao, classificao e emprego). 3.3. Fontica fonologia: Fonemas (vogais, consoantes e semivogais); Encontro Voclico; Encontros consonantais e dgrafos. 3.4. Pontuao: normas de pontuao, seus efeitos semnticos e comunicativos. 3.5. Ortografia: Correo ortogrfica; Acentuao grfica; Diviso silbica. 3.6. Semntica: Denotao/Conotao; Polissemia; Sinonmia; Antonmia; Homonmia; Paronmia. 3.7. Habilidade de produo textual. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA CEREJA, William Roberto; MAGALHES, Tereza Cochar. Texto e Interao: uma proposta de produo textual a partir de gneros e projetos. So Paulo: Atual, 2000. CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova Gramtica do Portugus Contemporneo. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. DELLISOLA, Regina Lcia Pret. Leitura: inferncias e contexto sociocultural. Belo Horizonte: Imprensa Universitria UFMG, 1991. FIORIN, Jos Luiz; SAVIOLI, Francisco Plato. Para entender o texto: Leitura e Redao. So Paulo: tica, 1986. GARCIA, Othon Moacir. Comunicao em Prosa Moderna. Rio de Janeiro: Fundao Getlio Vargas, 1986. KOCH, Ingedore Villaa. A Coeso Textual. So Paulo: Contexto, 1991. SAVIOLI, Francisco Plato. Gramtica em 44 Lies. So Paulo: tica. DIDTICA 1. O processo de ensino-aprendizagem. 2. Planejamento da prtica docente na perspectiva de uma escola crtica. 3. Orientaes metodolgicas na perspectiva dos Parmetros Curriculares Nacionais. 4. A relao professor/aluno/conhecimento. 5. A avaliao do processo ensino-aprendizagem. 6. A interdisciplinaridade e o trabalho com projetos no cotidiano das escolas. 7. Saberes necessrios prtica educativa. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BRASIL. MINISTRIO DA EDUCAO. Secretaria de Educao Fundamental. Parmetros Curriculares Nacionais: 1 a 4 sries. Braslia: SEF/MEC, 1997. v. 1, 8, 9 e 10. CANDAU, Vera. Rumo a uma nova Didtica. Parte III p. 93164. Petrpolis: Vozes, 2001. FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

9

necessrios prtica educativa. So Paulo: Paz e Terra, 1996. HOFFMANN, Jussara. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediao, 2001. HERNNDEZ, Fernando. Transgresso e mudana na educao: os projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998. LIBNEO, Jos C. Didtica. So Paulo: Cortez, 1994. LUCKESI, C. Cipriano. Avaliao da aprendizagem escolar. So Paulo: Cortez, 1999. PERRENOUD, Philippe. Novas competncias para ensinar. Captulos 1 a 5. Porto Alegre: Artes Mdicas, 2000.

CARGOS DE CURSO SUPERIOR ESPECFICO CONFORME O ANEXO I DO EDITAL

Advogado

Analista de Sistemas

Assistente Social

Contador

Coordenador de Controle Interno

Engenheiro Agrnomo

Engenheiro Ambiental

Engenheiro Civil

Fonoaudilogo

Nutricionista

Pedagogo

Professor Educao Bsica I

Professor Educao Bsica II Cincias

Professor Educao Bsica II Educao Fsica

Professor Educao Bsica II Ensino Religioso

Professor Educao Bsica II Histria

Professor Educao Bsica II Matemtica

Tcnico de Controle Interno

PROVAS: Lngua Portuguesa e Conhecimentos Especficos LNGUA PORTUGUESA Leitura, compreenso e interpretao de textos de natureza diversa: descritivo, narrativo, dissertativo, e de diferentes gneros, como, por exemplo, crnica, notcia, reportagem, editorial, artigo de opinio, texto argumentativo, informativo, normativo, charge, propaganda, ensaio, etc. As questes de texto verificaro as seguintes habilidades: identificar informaes no texto; relacionar uma informao do texto com outras informaes oferecidas no prprio texto ou em outro texto; relacionar uma informao do texto com outras informaes pressupostas pelo contexto; analisar a pertinncia de uma informao do texto em funo da estratgia argumentativa do autor; depreender de uma afirmao explcita outra afirmao implcita; identificar a ideia central de um texto; estabelecer relaes entre ideia principal e ideias secundrias; inferir o sentido de uma palavra ou expresso, considerando: o contexto e/ou universo temtico e/ou a estrutura morfolgica da palavra (radical, afixos e flexes); relacionar, na anlise e compreenso do texto, informaes verbais com informaes de ilustraes ou fatos e/ou grficos ou tabelas e/ou esquemas; relacionar informaes constantes do texto com conhecimentos prvios, identificando situaes de ambiguidade ou de ironia, opinies, valores implcitos e pressuposies. Habilidade de produo textual. Conhecimento gramatical de acordo com o padro culto da lngua. As questes de gramtica sero baseadas em texto(s) e abordaro os seguintes contedos: Fontica: acento tnico, slaba, slaba tnica; ortopia e prosdia. Ortografia: diviso silbica; acentuao grfica; correo ortogrfica. Morfologia: estrutura dos vocbulos: elementos mrficos; processos de formao de palavras: derivao, composio e outros processos; classes de palavras: classificao, flexes nominais e verbais, emprego. Sintaxe: teoria geral da frase e sua anlise: frase, orao, perodo, funes sintticas; concordncia verbal e nominal; regncia nominal e verbal, crase; colocao de pronomes: prclise, mesclise, nclise (em relao a um ou

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

10

a mais de um verbo). Semntica: antnimos, sinnimos, homnimos e parnimos. Denotao e conotao. Figuras de linguagem. Pontuao: emprego dos sinais de pontuao. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABAURRE, Maria Luza; PONTARA, Marcela Nogueira. Coleo base: portugus volume nico. So Paulo: Moderna. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novssima Gramtica da Lngua Portuguesa. So Paulo: Nacional. FIORIN, Jos Luiz; SAVIOLI, Francisco Plato. Para entender o texto: leitura e redao. So Paulo: tica. INFANTE, Ulisses. Curso de gramtica aplicada aos textos. So Paulo: Scipione. ROCHA LIMA, Carlos Henrique da. Gramtica normativa da lngua portuguesa. Rio de Janeiro: Jos Olympio. Observao: Para o contedo gramatical, a bibliografia indicada serve como sugesto, podendo o candidato recorrer a outras gramticas que lhe forem mais acessveis. O candidato poder recorrer tambm a livros didticos adotados nas escolas de Ensino Mdio (2. grau).

CONHECIMENTOS ESPECFICOS DE CADA CARGO DE NVEL SUPERIOR

ADVOGADO DIREITO CONSTITUCIONAL A Constituio da Repblica Federativa, de 5 de outubro de 1988. Princpios fundamentais: fundamentos e objetivos da Repblica Federativa do Brasil e princpios norteadores das relaes internacionais. Direitos e garantias fundamentais: Direitos e deveres individuais e coletivos; Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos polticos; Dos partidos polticos. Da organizao do Estado: Organizao poltica administrativa; A Unio; Os Estados; O Municpio; O Distrito Federal e Territrios. Da Administrao Pblica: Disposies gerais e princpios, servidores pblicos civis e militares; Da fiscalizao contbil, financeira e oramentria; Da tributao e do oramento; Do sistema tributrio nacional: princpios gerais; Das limitaes do poder de tributar, Impostos da Unio, dos Estados e do Distrito Federal e dos Municpios; Da repartio das receitas tributrias; Das finanas pblicas. DIREITO ADMINISTRATIVO Administrao Pblica: Caractersticas; Modo de atuao; Regime Jurdico; Poderes e deveres do Administrador Pblico; Uso e o abuso do poder. Princpios bsicos da administrao. Personalidade jurdica do Estado: rgo e agentes pblicos; Competncia. Poderes Administrativos: Poder vinculado; Poder discricionrio; Poder hierrquico; Poder disciplinar; Poder regulamentar; Poder de polcia. Atos Administrativos: Conceito e requisitos; Atributos; Classificao; Espcies; Anulao e revogao. Organizao Administrativa: Administrao direta e indireta; Centralizao e descentralizao. Licitaes. Contratos Administrativos. Domnio pblico: Conceito e classificao dos bens pblicos; Administrao, utilizao e alienao de bens pblicos; imprescritibilidade; impenhorabilidade e no onerao dos bens pblicos; Aquisio de bens pela administrao pblica; Responsabilidade civil da administrao pblica. Controle da administrao, Tipos e formas de controle, responsabilidade fiscal, controle administrativo, controle legislativo e judicirio. DIREITO CIVIL Teoria Geral do Direito Civil: Eficcia da lei no tempo; Eficcia da lei no espao. Personalidade e capacidade; Das pessoas jurdicas. Dos bens pblicos. Dos fatores Jurdicos: do ato Jurdico; do negcio Jurdico; modalidades do ato e negcio Jurdico; do erro; do dolo; da coao; da leso; da simulao; da fraude contra credores. Da prescrio; Da decadncia. Obrigaes: Fontes das obrigaes; Elementos da obrigao; Efeitos da obrigao; Obrigaes e suas classificaes: obrigao de dar, fazer e no fazer; obrigaes divisveis e indivisveis; obrigaes alternativas, obrigaes objetivamente mltiplas; obrigaes subjetivamente mltiplas; obrigaes solidrias. Do adimplemento e extino das obrigaes. Do inadimplemento das obrigaes. Das vrias espcies de contratos. Da responsabilidade civil. Da posse em geral, classificao, aquisio, perda, efeitos da posse, interditos possessrios. Da propriedade: aquisio e perda da propriedade mvel e imvel. Dos direitos de vizinhana. DIREITO PROCESSUAL CIVIL Cdigo de Processo Civil. Do processo de conhecimento. Do processo de execuo. Do processo cautelar. Dos procedimentos especiais. DIREITO PENAL: Dos crimes contra a administrao pblica. DIREITO TRIBUTRIO Sistema Tributrio Nacional: competncia e limitaes; Dos impostos, das taxas, da contribuio de melhoria e das contribuies sociais. Distribuies de receitas tributrias: disposies gerais; Dos fundos de participao dos Estados e dos Municpios. Da obrigao tributria: fato gerador, sujeito ativo e passivo, responsabilidade tributria. Crdito tributrio: disposies gerais, constituio, suspenso, excluso e extino do crdito tributrio, Garantias e privilgios do crdito tributrio. Fiscalizao. Dvida

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

11

Ativa. Certides Negativas. LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL Lei complementar n. 101, de 4 de maio de 2000. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ANDRADE FILHO, E. O. Direito penal tributrio. So Paulo: Atlas, 2004. BALEEIRO, A. Direito tributrio brasileiro. Rio de Janeiro: Forense, 2005. BONAVIDES, P. Curso de direito constitucional. 15 ed. So Paulo: Malheiros, 2004. Cdigo Civil Brasileiro (Lei. n o. 10.406, de 10 de janeiro de 2002). Cdigo de Processo Civil. Cdigo Penal. Cdigo Tributrio Nacional. COELHO, S. C. N. Curso de direito tributrio brasileiro 7. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2004. DA SILVA. J. A. Curso de Direito Constitucional Positivo. 23 ed. So Paulo: Malheiros, 2004. TEODORO JNIOR, Humberto, Curso de Direito Processual Civil Vol. I, II, III. Rio de Janeiro: Forense. MACHADO, H. B. Curso de direito tributrio. So Paulo: Malheiros, 2004. MEIRELLES. E. L., Direito administrativo brasileiro. 29 ed. So Paulo: Malheiros, 2004. MELO. C. A. B., Curso de Direito Administrativo. 17 ed. So Paulo: Malheiros, 2004. MONTEIRO, W. B. Curso de Direito Civil. Vol. 1, 3, 4, 5. So Paulo: Saraiva. MOREIRA. J. C. B. O Novo Processo Civil Brasileiro. Rio de Janeiro: Forense. PEREIRA. C. M. S. Instituies do Direito Civil. Vol. I, II, III, IV. Rio de Janeiro: Forense. PIETRO, M. S. Z. Direito administrativo. So Paulo: Atlas, 2004. RODRIGUES, S. Curso de Direito Civil. Vol. 1, 2, 3, 4, 5. So Paulo: Saraiva. SANTOS. M. A. Comentrios ao Cdigo de Processo Civil. Rio de Janeiro: Forense.

ANALISTA DE SISTEMAS Desenvolvimento de Sistemas Gerncia de Projetos de Software: conceitos bsicos de gerenciamento de projetos; mtricas do sistema; anlise de risco; gerncia de qualidade de software; anlise de requisitos de segurana; gerenciamento de configurao e controle de verses; Metodologias de desenvolvimento de sistemas: anlise e projetos orientados a objeto com UML; ferramentas de desenvolvimento de software e ferramentas CASE (engenharia de software apoiada por computador); engenharia de software: conceitos, requisitos, anlise e projeto, implementao, testes, homologao, gesto de configurao. Arquitetura: padres de projeto; padres de criao; padres estruturais; padres comportamentais; padres GRASP; Conceitos bsicos de processo unificado; Modelagem e administrao de dados. Linguagens de Programao: aspectos de linguagens de programao, algoritmos e estruturas de dados e objetos; programao orientada a objetos; estruturas de controle de fluxo; compiladores e interpretadores; servidor web apache e servidor de aplicao Tomcat. Banco de Dados: arquitetura de banco de dados relacional, hierrquico, rede, lista invertida, orientado a objetos; banco de dados locais, remotos e sistema de gerenciamento de banco de dados; projeto lgico e fsico de banco de dados; critrios para anlise de custo-benefcio na escolha de banco de dados; administrao, normalizao, manuteno, operaes e segurana em banco de dados; integridade referencial; linguagem de definio e manipulao de dados SQL ANSI (American National Standards Institute) / DDL Data Definition Language; / DML Data Manipulation Language / DCL Data Control Language; conceitos de qualidade de software; arquitetura de aplicaes para o ambiente Web; arquitetura cliente/servidor; arquitetura OLAP. SOA e Web Services; linguagens de definio e manipulao de dados. Anlise Estruturada de Sistemas: Conceitos bsicos; fundamentos; especificao de sistemas; modelagem de dados; diagramas de fluxos de dados; dicionrios de dados; diagramas entidade-relacionamento; diagramas de transio; ferramentas Case. Algoritmos e Estruturas de Dados: Fundamentos de lgica de programao: tipos de dados; expresses; estruturas de controle e repetio; fluxogramas; estruturas de dados homogneas e heterogneas. Sistemas Operacionais: Conceitos e fundamentos (configurao; instalao de software; conectividade; administrao; recursos; comandos e utilitrios; clientes de rede; interface grfica). Configurao e gerenciamento de processos servidores dos Sistemas Operacionais comerciais. Tecnologias Internet: Conceitos bsicos. Conceitos e fundamentos. Tecnologias de suporte (XML, HTML, HTTP, ASP, JSP e outras). Linguagens e Tcnicas de Programao: Conceitos; estrutura do ambiente de desenvolvimento; estrutura da linguagem; orientao a objetos; acesso a bancos de dados. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ALBUQUERQUE, Fernando. TCP/IP Internet Programao de Sistemas Distribudos: HTML, Javascript e Java. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2001. BOOCH, G.; RUMBAUGH, J.; JACOBSON, I. UML: guia do usurio. Rio de Janeiro: Campus, 2000. DEMARCO, Tom. Anlise estruturada e especificao de sistema; traduo de Maria Beatriz Gomes Soares Veiga de Carvalho. Rio de Janeiro: Campus, 2000. FELICIANO NETO, A.; FURLAN, J. D. Engenharia da Informao: Metodologias, Tcnicas e Ferramentas. McGraw-Hill.

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

12

FOWLER, Martin. UML essencial: um breve guia para a linguagem-padro de modelagem de objetos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2000. NAVATHE, Shamkant B.; ELSMARI, Ramez. Sistemas de Banco de Dados: fundamentos e aplicaes. 3. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2002. NIELSEN, J. Projetando Web Sites. So Paulo: Campus, 2001. NIELSEN, J.; TAHIR, M. Home Page: Usabilidade 50 Web Sites Desconstrudos. So Paulo: Campus, 2002. PAULA FILHO, Wilson de Pdua. Engenharia de Software: fundamentos, mtodos e padres. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003. SOARES, L.F.G.; Lemos, G. & Colcher, S. Redes de Computadores das LANs, MANs e WANs s Redes ATM. Campus. ASSISTENTE SOCIAL Servio Social na contemporaneidade: questo social, trabalho profissional, construo de um projeto tico-profissional, transformaes societrias, a prtica profissional; demandas profissionais. Servio Social e Seguridade Social: sade, previdncia social, assistncia social, organizao dos servios de sade. Assistncia Social e Poltica Social: organizao e gesto das polticas sociais, poltica brasileira de seguridade social. Servio Social e Reforma Sanitria: processo histrico, movimento sanitrio, servio social na rea da sade. tica Profissional: o cdigo e seus princpios fundamentais. LOAS Lei Orgnica da Assistncia Social. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BRASIL. MPAS/SEAS, Poltica Nacional de Assistncia Social, publicada no D.O.U. de 16/4/99. BRASIL. Presidncia da Repblica. Lei Orgnica da Previdncia Social, n. 8213, de 24/7/91, atualizada e publicada no D.O.U. de 11/4/96. BRASIL. Presidncia da Repblica. Lei Orgnica da Assistncia Social, n. 8.742, de 7/12/93. BRAVO, Maria Ins de S. Servio Social e Reforma Sanitria: lutas sociais e prticas profissionais. 1. ed. So Paulo: Cortez, 1996. Cdigo de tica Profissional do Assistente Social e Lei de Regulamentao da Profisso (Lei 8.662/93). 3. ed. Braslia: Conselho Federal de Servio Social, 1997. GUERRA, Y. A Instrumentalidade do Servio Social. So Paulo: Cortez, 1995. IAMAMOTO, Marilda V. O Servio Social na contemporaneidade: trabalho e formao profissional. 5. ed. So Paulo: Cortez, 2001. REVISTA SERVIO SOCIAL E SOCIEDADE Sade, Qualidade de Vida e Direitos n. 74. So Paulo: Ed Cortez, 2003. REVISTA SERVIO SOCIAL E SOCIEDADE ESPECIAL Assistncia e Proteo Social n. 68. So Paulo: Ed. Cortez, 2002. VASCONCELOS, Ana Maria. A Prtica do Servio Social cotidiano, formao e alternativas na rea da sade. So Paulo: Cortez.

CONTADOR 1. Contabilidade Pblica: Conceitos gerais; Campo de aplicao; Regimes contbeis; Tcnicas de registro e de lanamentos contbeis; Plano de contas; Balano oramentrio, financeiro e patrimonial; Demonstrao das variaes patrimoniais. 2. Oramento Pblico: Conceitos gerais; Processo de planejamento; Princpios; Ciclo oramentrio; Oramento por programas. 3. Receita Pblica: Conceito; Classificao; Estgios; Escriturao contbil; Dvida ativa. 4. Despesa Pblica: Conceito; Classificao; Licitao; Estgios. 5. Restos a Pagar. 6. Dvida Pblica. 7. Regime de Adiantamento: Conceito; Finalidades; Controle dos adiantamentos. 8. Patrimnio Pblico: Conceito; Bens, direitos e obrigaes das Entidades Pblicas; Variaes patrimoniais; Variaes ativas e passivas. 9. Crditos Adicionais: Conceito; Classificao; Autorizao e abertura; Vigncia; Indicao e especificao de recursos. 10. Fundos. 11. Lei de Responsabilidade Fiscal, Portaria n. 577/08 da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Lei Federal n. 10.028/2000. 12. Prestao e tomada de contas. 13. Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao setor pblico. 14. Portaria do Ministrio do Oramento e Gesto n. 42, de 14 de abril de 1999; Portaria Interministerial n. 163, de 4 de maio de 2001, do Secretrio do Tesouro Nacional do Ministrio da Fazenda e do Secretario de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento Oramento e Gesto. Portaria n. 564, de 27 de outubro de 2004, da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Manuais de Receita Nacional do Ministrio da Fazenda e da Secretaria de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA AGUILAR, A. M. et al. Planejamento governamental de municpios: plano plurianual, Lei de diretrizes oramentrias e lei oramentria anual. 2 ed. So Paulo: Atlas, 2008. AMORIM, F. A. et al. Lei de responsabilidade fiscal para os municpios: uma abordagem prtica. 2 ed. So Paulo: Atlas, 2007. ANDRADE, N. A. Contabilidade pblica na gesto municipal. 3 ed. So Paulo: Atlas, 2007. ANGLICO, J. Contabilidade pblica. 8 ed. So Paulo: Atlas, 1994. CRUZ, Flvio et al. Lei de responsabilidade fiscal

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

13

comentada: Lei Complementar n 101, de 4 de maio de 2000. 6 ed. So Paulo: Atlas, 2009. KOHAMA, H. Contabilidade pblica: teoria e prtica. 10 ed. So Paulo: Atlas, 2006. MEIRELLES, Hely Lopes. Licitao e contrato administrativo. 14 ed. So Paulo: Malheiros Editores, 2007. PISCITELLI, R. B. et al. Contabilidade pblica: uma abordagem da administrao financeira pblica. 10 ed. So Paulo: Atlas, 2009. SILVA, L. M. Contabilidade governamental: um enfoque administrativo. 7 ed. So Paulo: Atlas, 2004. SLOMSKI, V. Manual de contabilidade pblica: um enfoque na contabilidade municipal. 2 ed. So Paulo: Atlas, 2003. Normas brasileiras de contabilidade aplicadas ao setor pblico. (http://www.cfc.org.br). Lei Complementar n 101/2000 (atualizada). Lei n 4.320/64 (atualizada). Lei n 8.666/93 e suas alteraes (atualizada). Lei Federal n 10.028/2000 (atualizada). Portaria n. 577/08 da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Portaria do Ministrio do Oramento e Gesto n 42, de 14 de abril de 1999. Portaria Interministerial n 163, de 4 de maio de 2001, do Secretrio do Tesouro Nacional do Ministrio da Fazenda e do Secretario de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento Oramento e Gesto. Portaria n 564, de 27 de outubro de 2004, da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Manuais de Receita Nacional do Ministrio da Fazenda e da Secretaria de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto.

COORDENADOR DE CONTROLE INTERNO 1. Contabilidade Pblica: Conceitos gerais; Campo de aplicao; Regimes contbeis; Tcnicas de registro e de lanamentos contbeis; Plano de contas; Balano oramentrio, financeiro e patrimonial; Demonstrao das variaes patrimoniais. 2. Oramento Pblico: Conceitos gerais; Processo de planejamento; Princpios; Ciclo oramentrio; Oramento por programas. 3. Receita Pblica: Conceito; Classificao; Estgios; Escriturao contbil; Dvida ativa. 4. Despesa Pblica: Conceito; Classificao; Licitao; Estgios. 5. Restos a Pagar. 6. Dvida Pblica. 7. Regime de Adiantamento: Conceito; Finalidades; Controle dos adiantamentos. 8. Patrimnio Pblico: Conceito; Bens, direitos e obrigaes das Entidades Pblicas; Variaes patrimoniais; Variaes ativas e passivas. 9. Crditos Adicionais: Conceito; Classificao; Autorizao e abertura; Vigncia; Indicao e especificao de recursos. 10. Fundos. 11. Lei de Responsabilidade Fiscal, Portaria n. 577/08 da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Lei Federal n. 10.028/2000. 12. Prestao e tomada de contas. 13. Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao setor pblico. 14. Portaria do Ministrio do Oramento e Gesto n. 42, de 14 de abril de 1999; Portaria Interministerial n. 163, de 4 de maio de 2001, do Secretrio do Tesouro Nacional do Ministrio da Fazenda e do Secretario de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento Oramento e Gesto. Portaria n. 564, de 27 de outubro de 2004, da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Manuais de Receita Nacional do Ministrio da Fazenda e da Secretaria de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA AGUILAR, A. M. et al. Planejamento governamental de municpios: plano plurianual, Lei de diretrizes oramentrias e lei oramentria anual. 2 ed. So Paulo: Atlas, 2008. AMORIM, F. A. et al. Lei de responsabilidade fiscal para os municpios: uma abordagem prtica. 2 ed. So Paulo: Atlas, 2007. ANDRADE, N. A. Contabilidade pblica na gesto municipal. 3 ed. So Paulo: Atlas, 2007. ANGLICO, J. Contabilidade pblica. 8 ed. So Paulo: Atlas, 1994. CRUZ, Flvio et al. Lei de responsabilidade fiscal comentada: Lei Complementar n 101, de 4 de maio de 2000. 6 ed. So Paulo: Atlas, 2009. KOHAMA, H. Contabilidade pblica: teoria e prtica. 10 ed. So Paulo: Atlas, 2006. MEIRELLES, Hely Lopes. Licitao e contrato administrativo. 14 ed. So Paulo: Malheiros Editores, 2007. PISCITELLI, R. B. et al. Contabilidade pblica: uma abordagem da administrao financeira pblica. 10 ed. So Paulo: Atlas, 2009. SILVA, L. M. Contabilidade governamental: um enfoque administrativo. 7 ed. So Paulo: Atlas, 2004. SLOMSKI, V. Manual de contabilidade pblica: um enfoque na contabilidade municipal. 2 ed. So Paulo: Atlas, 2003. Normas brasileiras de contabilidade aplicadas ao setor pblico. (http://www.cfc.org.br). Lei Complementar n 101/2000 (atualizada). Lei n 4.320/64 (atualizada). Lei n 8.666/93 e suas alteraes (atualizada). Lei Federal n 10.028/2000 (atualizada). Portaria n. 577/08 da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Portaria do Ministrio do Oramento e Gesto n 42, de 14 de abril de 1999. Portaria Interministerial n 163, de 4 de maio de 2001, do Secretrio do Tesouro Nacional do Ministrio da Fazenda e do Secretario de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento Oramento e Gesto. Portaria n 564, de 27 de outubro de 2004, da Secretaria do Tesouro Nacional STN. Manuais de Receita Nacional do Ministrio da Fazenda e da Secretaria de Oramento Federal do Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto.

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

14

ENGENHEIRO AGRNOMO Solos, nutrio e adubao de plantas cultivadas. Produo de mudas. Implantao, manejo e tratos culturais de plantas cultivadas. Irrigao e drenagem. Manejo e controle de doenas, pragas e plantas daninhas. Jardinagem e paisagismo. Manejo de Ecossistemas e Gesto Ambiental. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA VAN RAIJ, B. Fertilidade do solo e adubao. So Paulo: Agronmica Ceres, 1991. 343 p. SIMO, S. Tratado de Fruticultura. Piracicaba: FEALQ, 1998. 760 p. FILGUEIRA, F. A. R. Novo Manual de Olericultura: Agrotecnologia Moderna na Produo e Comercializao de Hortalias. 2 ed. Viosa: UFV, 412 p. 2003. BERNARDO, S. Manual de Irrigao. Viosa: Imprensa Universitria, 2005. 610 p. KIMATI, H. et. al. Manual de Fitopatologia: doenas de plantas cultivadas. So Paulo: Ceres, 1997. 773 p. v. 2. GALLO, D. et al. Entomologia Agrcola. Piracicaba: FEALQ, 2002. 920 p. LORENZI, H. Manual de identificao e controle de plantas daninhas: plantio direto e convencional. 4. ed. Nova Odessa: Plantarum, 2000. 383 p. BONILLA, J. A. Fundamentos da Agricultura Ecolgica: sobrevivncia e qualidade de vida. So Paulo: Nobel. 1992. 260 p. Livros especficos sobre cultivo de plantas de interesse agronmico.

ENGENHEIRO AMBIENTAL 1. Recursos naturais: Utilizao dos recursos naturais, desenvolvimento econmico e degradao ambiental. Desenvolvimento sustentvel. 2. Impactos ambientais: conceituao. Fatores ambientais. Metodologias de anlise de impacto ambiental. Significado da adoo de medidas mitigadoras. 3. Saneamento e Planejamento urbano. 4. Gesto dos recursos hdricos. 5. Meio ambiente e energia. 6. Poluio hdrica: conceito, controle, aspectos tcnicos e legais. 7. Resduos slidos: classificao, quantificao e qualificao. Minimizao, Acondicionamento, Reciclagem, Tratamento e Disposio. 8. Poluio atmosfrica: Poluio local e global. Principais poluentes. ndices de qualidade do ar. Controle de poluio. 9. Recuperao de reas degradadas: bases tericas e manejo de ecossistemas. Recuperao de reas degradas: urbanas e agrcolas. 10. Gerenciamento ambiental: sistemas de gesto, controle de poluio, aspectos legais e institucionais. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA AZEVEDO NETTO, J. M. de; HESS, M. L. Tratamento de guas residurias. So Paulo, 1970. BARROS, Raphael T. de V. et al. Saneamento, Manual de saneamento e proteo ambiental para os municpios Escola de Engenharia da UFMG, Belo Horizonte, 1995. BEZERRA, M.C.L. Planejamento e gesto ambiental: Uma abordagem do ponto de vista dos instrumentos econmicos. So Paulo, 1996. Tese (Doutorado) Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de So Paulo. BIDONE, F.R.A.; POVINELLI, J. Conceitos bsicos de resduos slidos. So Carlos: EESC/USP, 1999. BRAGA, JR.B.P.F. Introduo engenharia ambiental. So Paulo: Departamento de Engenharia Hidrulica e Sanitria da Escola Politcnica da USP, 1994. Apostila. CASTOR, B.V.J. Criando condies institucionais adequadas e polticas ambientais eficazes. In: Cadernos FUNDAP. Poltica ambiental e gesto dos recursos naturais. n 20, So Paulo: FUNDAP, 1996. CAVALCANTI, R.N. Instrumentos reguladores y econmicos utilizados para la gestin ambiental. In: CAVALCANTI, R.N. (coord.) et al. Aspectos geolgicos de proteccin ambiental. Montevideo, ORCYT/UNESCO, 1995. CEPAM. Fundao Prefeito Faria Lima. CORSON, Walter H. Manual Global de Ecologia. So Paulo. Augustus. JORDO, E. P. & PESSOA, C.A. Tratamento de esgotos domsticos. So Paulo: CETESB. LEME, Francilio Paes. Engenharia do Saneamento Ambiental. Rio de Janeiro: LTC. MCKINNEY, Ross E. Microbiologia para engenheiros sanitaristas. New york: MacGraw-HILL, 1962. MOTA, Suetnio. Preservao e conservao de recursos hdricos 2. ed. Ver. e atualizada. Rio de Janeiro: ABES, 1995, 200p. NUNES, Jos Alves. Tratamento Fsico-Qumico de guas Residurias Industriais 2. ed. (revista e complementada). Aracaju: Grfica Editora J. Andrade, 1996. PELCZAR, Michael J.; REID, Roger. Microbiologia, 2. ed. MacGraw-Hill, 1977. RAMALHO,R.S. Introduction to Wastewater Treatment Processes. New York. SAWYER, Clair N. MacCarty, Perry L. Chemistry for Sanitary Engineers. New York: MacGraw Hill, 1966. SENRA, Manuel O. Anlises Fsico-Qumicas para controle de Estaes de Tratamento de Esgotos. CETESB, 1977. SILVA, J.A. Direito urbanstico brasileiro. 2. ed. So Paulo: Malheiros Editores LTDA, 1995. VALLE, Cyro Eyer. Qualidade Ambiental: o desafio de ser competitivo protegendo o meio ambiente. So Paulo: Pioneira.

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

15

ENGENHEIRO CIVIL Relacionamento sistmico entre os diversos projetos do edifcio: especificaes tcnicas, memorial descritivo, coordenao e interferncias entre os projetos de arquitetura, estrutura e instalaes. Planejamento e controle de obra: conceituao bsica de planejamento e controle de obras, cronogramas fsico-financeiros (anlise). Canteiro de obras: planejamento do canteiro de obras, programao e controle de produo (controle de qualidade), desmontes, movimentos de terra (corte e aterro), equipamentos e ferramentas usuais, conteno e proteo de taludes. Locao da obra: processos e verificaes. Alvenarias: alvenaria de tijolos cermicos (tipo de paredes, argamassa de assentamento, tcnica de assentamento dos tijolos nas alvenarias, cintas e vergas, cunhamento das paredes), alvenaria de blocos de concreto, (blocos e materiais de assentamento, processos construtivos), alvenarias especiais. Esquadrias: funo e composio, esquadrias de madeira (generalidades, especificaes, tcnicas de fixao, recomendaes); esquadrias metlicas (generalidades, especificaes, tcnicas de fixao, recomendaes); vidros: tipos e tcnicas de colocao. Revestimentos: funo, revestimento de paredes e tetos tipos de tcnicas de execuo. Pavimentao (pisos) tipos e tcnicas de execuo, juntas e arremates. Coberturas; tipos de telhado, tipos de telhas, nomenclaturas das tesouras, impermeabilidade das lajes, tratamento trmico e acstico. Pintura: funo, processamento da pintura, tipos e tcnicas das pinturas mais comuns (cal, gesso, leo, plsticas). Oramentos: conceitos bsicos, modalidade de oramento, clculo das qualidades, custos ou preos unitrios de servios, formulao do preo, reajustamento do preo, medies prticas e acompanhamento da obra. O concreto de cimento portland dosagem e controle tecnolgico. Conceitos de Tenso e Deformao. Critrios das Normas Brasileiras. Execuo de estruturas de concreto armado em edifcios: forma, ferragens e instalaes (caractersticas, materiais e processos); forma convencional de madeira (diferentes elementos estruturais); armaduras (aos para armaduras, montagem dosagem do concreto, obteno do concreto, transporte, lanamento, adesamento, cura), retirada da forma e do escoamento. Execuo de estruturas de concreto armado em edifcios: concretagem e desforma: concretagem (planejamento de concretagem, dosagem de concreto, obteno de concreto, transporte, lanamento, adensamento, cura), retirada das formas e do escoamento. Sondagem de reconhecimento do subsolo: generalidades, objetivos, mtodos de sondagem (especificaes). Fundaes diretas para edifcios (tipos e tcnicas construtivas), alicerce corrido (tipos e tcnicas construtivas), blocos (tipos e tcnicas construtivas) e tubules (tipos e tcnicas construtivas), vigas baldrames, impermeabilizao nos alicerces e baldrames, controle executivo. Fundaes indiretas para edifcios: tipos e tcnicas construtivas; estacas: tipos e tcnicas construtivas, blocos de transio: objetivos e tcnicas construtivas; controle executivo. Terminologia e dimensionamento das instalaes de gua fria, quente e gelada. Instalaes especiais: ar-condicionado, alarme, para-raios, incndios incineradores. Dimensionamento dos dimetros de recalque e de suco; Licitaes e contratos: legislao especfica para obras de engenharia civil; participao em comisses de licitao; anlise de contratos para execuo de obras. Vistoria e elaborao de pareceres. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABNT NBR 6.118:2003 Projeto de estruturas de concreto Procedimento, Rio de Janeiro, RJ, 2003. FALCO BAUER, L.A. Materiais de Construo. Vol 2. So Paulo: Editora LTC, 1999. FIORITO, A. J. S. I. Manual de Argamassas e Revestimentos: Estudos e Procedimentos de Execuo. So Paulo: PINI, 1994. LIMMER, C. V. Planejamento, oramentao e Controle de Projetos e Obras. Rio de Janeiro: Editora LTC, 1996. METHA, P.K.; MONTEIRO, P.J.M. Concreto: Estrutura, Propriedades e Materiais. So Paulo: PINI, 1994. NEVILLE, A.M. Propriedades do Concreto. So Paulo: Editora Pini, 1989. RIPPER E. Como Evitar Erros na Construo. So Paulo: PINI. VIANNA, M.R. Instalaes hidrulicas prediais. Belo Horizonte: Imprimatur, 1998. 360p.

FONOAUDILOGO rea: Linguagem Desenvolvimento da linguagem oral na criana. Desenvolvimento da linguagem escrita. Fundamentos da Lingustica. Atuao fonoaudiolgica nos Distrbios de Linguagem Escrita. Atuao Fonoaudiolgica relacionada s leses cerebrais. Atuao fonoaudiolgica relacionada terceira idade. rea: Voz Desenvolvimento da Fonao. Avaliao perceptual e acstica da voz. Atuao fonoaudiolgica

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

16

nas disfonias funcionais. Atuao fonoaudiolgica nas disfonias presentes na infncia e terceira idade. Atuao fonoaudiolgica nas disfonias neurolgicas. Atuao fonoaudiolgica nas paralisias larngeas. Atuao fonoaudiolgica nas alteraes estruturais mnimas da laringe. Atuao fonoaudiolgica em esttica vocal. Atuao fonoaudiolgica nas sequelas de cirurgia de cabea e pescoo. rea: Motricidade Oral Desenvolvimento do sistema sensrio motor oral. Desordens miofuncionais orais nas funes estomatognticas. Desordens miofuncionais orais nas disfunes de articulao Temporomandibular. Desordens miofuncionais orais nas doenas neuromusculares. Desordens miofuncionais orais em RN e alto risco. Desordens miofuncionais orais em fissura lbiopalatina. Desordens miofuncionais orais em paralisia cerebral. Disfagias neurognicas. Exames complementares em motricidade oral. Legislao Resoluo C.F.Fa. n 309/2005 (dispe sobre a Atuao do Fonoaudilogo na Educao Infantil, Ensino Fundamental, Mdio, Especial e Superior, e d outras providncias). Lei n 10.436/2002 (dispe sobre a Lngua Brasileira de Sinais Libras e d outras providncias). BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ALBERNAZ, P. L. M. Otorrinolaringologia para o Clnico Geral. ALTMANN, E.B.C. Fissuras Labiopalatinas. So Paulo: Pr-Fono, 1994. ANDRADE, C. F. Fonoaudiologia em Berrio Normal e de Risco. So Paulo: Lovise, 1996. COLTON, R.H.; CASPER, J.K. Compreendendo os Problemas de Voz: Uma perspectiva fisiolgica ao diagnstico e ao tratamento. Porto Alegre: Artes Mdicas Editora, 1996. FURKIN, A. M.; SANTINI C.S. Disfagias Orofarngeas. So Paulo: Pr-Fono, 1996. MARCHESAN, I.Q. Fundamentos em Fonoaudiologia: Aspectos Clnicos da Motricidade Oral. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998. PETRELLI, E. (Coordenador). Ortodontia para Fonoaudiologia. Curitiba: Lovise, 1992. PINHO, S.M.R. Fundamentos em Fonoaudiologia: Tratando os Distrbios da Voz; Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998. PINHO, S.M.R. Tpicos em Voz. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 2001. So Paulo. Byk Editora, 1997. Obs.: As legislaes citadas no Programa podero ser encontradas no site www.fonoaudiologia.org.br.

NUTRICIONISTA Alimentao, nutrio e sade; necessidades dietticas recomendadas e dieta adequada para todas as fases do ciclo da vida (nutrio na gravidez e lactao, na infncia, na adolescncia, na idade adulta e para o idoso); avaliao nutricional; indicadores de avaliao nutricional do crescimento; distrbios do crescimento; indicadores do estado nutricional de coletividades; educao nutricional de coletividades; planejamento de cardpios; controle de qualidade dos alimentos; controle higinico-sanitrio dos alimentos; toxi-infeco alimentar; microrganismos e alimentos; nutrio e sade pblica; princpios de epidemiologia; epidemiologia aplicada nutrio. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABERC. Manual ABERC de prticas de elaborao e servio de refeies para coletividades. 2. ed. So Paulo, 2000. ACCIOLY, E.; SAUNDERS, C.; LACERDA, E.M. Nutrio em Obstetrcia e Pediatria. Cultura Mdica, 2002. OLIVEIRA, Dutra de J. E.; MARCHINI, J. S. Cincias Nutricionais. So Paulo: Sarvier, 2000. EUCLYDES, M. P. Nutrio do lactente: bases cientficas para uma alimentao adequada. Viosa, 2000. MAHAN,L.K.; ESCOTT-STUMP, S. Alimentos, Nutrio e Dietoterapia. 10. ed. ORNELLAS, L. H. Tcnica Diettica: seleo e preparo de alimentos. 7. ed. So Paulo: Atheneu, 2001. ROUQUAYROL, M. Z. Introduo Epidemiologia Moderna. 2. ed. Belo Horizonte: Coopmed, Abrasco, 1992. TEIXEIRA, S.; MILET, Z.; CARVALHO, J; BISCONTINI, T.T.M. Administrao aplicada s unidades de alimentao e nutrio. Ed. Atheneu, 2000, 219 pp. VASCONCELOS, F. A. G. Avaliao Nutricional de Coletividades. UFSC, Santa Catarina, 1993.

PEDAGOGO Os candidatos devero demonstrar conhecimento das diferentes fases do desenvolvimento humano e suas peculiaridades em relao ao processo educativo; da elaborao, acompanhamento e avaliao do Projeto Poltico-Pedaggico; do Regimento Escolar e dos diversos documentos que compem, obrigatoriamente, o arquivo escolar; de medidas a serem adotadas para melhoria da qualidade do ensino e, consequentemente, do adequado exerccio da cidadania; de formas para aplicar as metodologias de ensino das diferentes linguagens Lngua Portuguesa, Matemtica, Geografia, Histria, Cincias, Educao Fsica e Artes , na perspectiva dos Parmetros Curriculares Nacionais; da legislao bsica do ensino e das formas de organizao da escola como instituio pertencente a um sistema oficial de ensino; dos princpios da gesto democrtica da escola pblica; da organizao, coordenao, acompanhamento e avaliao dos processos

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

17

educativos; dos fatores que interferem no processo ensino-aprendizagem e de alternativas de superao das dificuldades encontradas; de alternativas para superao de excluses sociais, culturais, tnico-raciais, econmicas e outras que dificultam a edificao da escola inclusiva. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BRASIL, MEC Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional Lei 9.394/96. ________ Estatuto da Criana e do Adolescente. Lei 8.069/90. ________ Parmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. _______ Referenciais Curriculares Nacionais para a Educao infantil. ________ Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educao de Jovens e Adultos Resoluo n. CEB/CNE 01/2000. ________ Diretrizes Nacionais para a Educao Especial na Educao Bsica Resoluo CEB/CNE n. 02/2001. CURY, Carlos R. J. Legislao Educacional Brasileira. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. FERREIRA, Naura S. C. (org.). Superviso educacional para uma escola de qualidade: da formao ao. So Paulo: Cortez, 2002. FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessrios prtica educativa. So Paulo: Paz e Terra, 1996. PARO, Vitor Henrique. Gesto Democrtica da Escola Pblica. So Paulo: Editora tica, 2003. RONCA, P. A. A prova operatria. So Paulo: Instituto Esplan, 1991. VEIGA, Ilma Passos A. (org.). Repensando a Didtica, Campinas/SP: Papirus, 2006. ZABALLA, Antoni. A prtica educativa: como ensinar. Porto Alegre: Araned, 1998.

PROFESSOR EDUCAO BSICA I (PEB I) DIDTICA 1. O processo de ensino-aprendizagem. 2. Planejamento da prtica docente na perspectiva de uma escola crtica. 3. Orientaes metodolgicas na perspectiva dos Parmetros Curriculares Nacionais. 4. A relao professor/aluno/conhecimento. 5. A avaliao do processo ensino-aprendizagem. 6. A interdisciplinaridade e o trabalho com projetos no cotidiano das escolas. 7. Saberes necessrios prtica educativa. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BRASIL. MINISTRIO DA EDUCAO. Secretaria de Educao Fundamental. Parmetros Curriculares Nacionais: 1 a 4 sries. Braslia: SEF/MEC, 1997. v. 1, 8, 9 e 10. CANDAU, Vera. Rumo a uma nova Didtica. Parte III p. 93164. Petrpolis: Vozes, 2001. FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessrios prtica educativa. So Paulo: Paz e Terra, 1996. HOFFMANN, Jussara. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediao, 2001. HERNNDEZ, Fernando. Transgresso e mudana na educao: os projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998. LIBNEO, Jos C. Didtica. So Paulo: Cortez, 1994. LUCKESI, C. Cipriano. Avaliao da aprendizagem escolar. So Paulo: Cortez, 1999. PERRENOUD, Philippe. Novas competncias para ensinar. Captulos 1 a 5. Porto Alegre: Artes Mdicas, 2000.

PROFESSOR EDUCAO BSICA II CINCIAS O candidato dever mostrar domnio da linguagem cientfica e capacidade crtica na soluo de problemas, aplicar conceitos cientficos bsicos contextualizados na vida cotidiana, analisar, relacionar e interpretar dados e informaes representados de diferentes formas. 1. Citologia: A qumica da clula: substncias orgnicas e inorgnicas papel biolgico e importncia na preservao da vida; A vida nas clulas: membrana celular, citoplasma e ncleo (diviso celular); Metabolismo celular: energia e controle. 2. Histologia: Animal e vegetal. 3. Fisiologia Humana (rgos e funes vitais): Nutrio e digesto; Respirao; Circulao; Excreo; Sistemas integradores: glndulas endcrinas e sistema nervoso; rgos dos sentidos. 4. A continuidade da vida: Formas de reproduo e fecundao; Reproduo humana, mtodos anticoncepcionais, DST e AIDS; Intervenes humanas na rea da reproduo: beb de proveta, clonagem. 5. A diversidade dos seres vivos: Classificao dos seres vivos; Caractersticas gerais dos vrus, bactrias, protozorios, fungos e algas; Importncia ecolgica e econmica das bactrias, algas e fungos; Caractersticas gerais, anatomia e fisiologia comparadas dos metazorios; Doenas de alta incidncia ou de surtos epidmicos causadas por vrus, bactrias, helmintos e protozorios; Caractersticas morfolgicas, fisiolgicas e adaptativas das plantas. 6. Hereditariedade: Composio, estrutura, duplicao e importncia do estudo do DNA; Cdigo gentico e mutao; Leis de Mendel; Grupos sanguneos: sistema ABO (Alelos mltiplos) e Fator Rh; Heranas autossmicas e ligadas ao sexo. 7. Evoluo: Origem da vida; Teoria e evidncias da evoluo; Mecanismos de especiao. 8. Ecologia: Habitat e nicho ecolgico: Cadeias e teias alimentares; Ciclos biogeoqumicos (gua, carbono e nitrognio); Relaes entre os seres vivos. Adaptaes morfolgicas e fisiolgicas; Ecossistemas brasileiros;

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

18

Interferncia do homem no ambiente: poluio da gua, do ar e do solo. 9. Noes de Qumica: Importncia da qumica em nossa vida; Propriedades da matria; Estados fsicos e mudanas de estado fsico da matria; Elementos qumicos: Nomenclatura dos elementos qumicos principais; Substncias puras simples e compostas. Misturas homogneas e heterogneas. Mtodos de separao. Estrutura atmica da matria constituio dos tomos. Ligaes qumicas inicas e covalentes. Reaes qumicas: equaes qumicas balanceamento e classificao. Funes qumicas: distino entre cidos, bases, xidos e sais. Termoqumica: Calor e temperatura: conceito e diferenciao; Transmisso de calor: conduo, conveco e radiao; Produo de energia pela queima de combustveis fsseis e lcool. Impactos sobre o meio ambiente. 10. Noes de Fsica: ptica: Propagao, refrao e reflexo da luz; Cor de um objeto; Olho humano: alteraes que levam miopia e hipermetropia; Lentes: aplicao. Relao trabalho-energia. Energia cintica e potencial. Eletricidade: A formao de raios e relmpagos na atmosfera; Circuito eltrico simples. Corrente eltrica; Cuidados com a eletricidade; O movimento e suas causas: Influncia do referencial na velocidade e trajetria; Movimentos sem acelerao e com acelerao constante: interpretao de grficos. Relao entre fora, massa e acelerao. Foras de ao e reao. Som: qualidades fisiolgicas do som. Consequncias da poluio sonora. 11. Nosso planeta: Regies e estrutura da Terra. Composio da crosta terrestre. Solo: Formao, componentes e tipos de solo. Doenas transmitidas atravs do solo. Fatores que prejudicam o solo. Eroso. gua: Composio, estados fsicos e mudanas de estado fsico. Propriedades da gua: presso, princpio dos vasos comunicantes, flutuao de objetos na gua e dissoluo de substncias. Doenas transmitidas atravs da gua. Ar: Atmosfera. Propriedades e componentes do ar. Presso atmosfrica. Doenas transmitidas atravs do ar. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ALVARENGA, Beatriz & MXIMO, Antnio. Curso de Fsica. So Paulo: Harper, 1992. 3 v. CURTIS, Helena. Biologia. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 1977. DAJOZ, Roger. Ecologia Geral. Petrpolis: Vozes, 1978. GUYTON, A. C. Tratado de Fisiologia Mdica. Rio de Janeiro: Interamericana, 1976. JUNQUEIRA, L. C. & CARNEIRO, J. Noes Bsicas de Citologia, Histologia e Embriologia. So Paulo: Nobel, 1981. AMABIS, Jos Mariano. Amabis e Martho Biologia. Moderna, 1999. 3v. FELTRE, Ricardo. Qumica 5. ed. Moderna, 2000. PIEDEMONTE DE LIMA, C. Gentica Humana. So Paulo: Moderna, 1978. SILVA JNIOR, Csar & SASSON, Ssar. Biologia. So Paulo: Nacional, 1978. SOARES, Jos Luis. Biologia no Terceiro Milnio. So Paulo: Scipione, 1999. SOARES, Jos Luis. Programas de Sade. So Paulo: Scipione, 1994. STORER, Tracy I. & USINGER, Robert L. Zoologia Geral. So Paulo: Nacional, 1978.

PROFESSOR EDUCAO BSICA II EDUCAO FSICA Para a Prova de Educao Fsica, os contedos selecionados sero avaliados numa perspectiva de estarem articulados com questes conceituais, interpretao crtica de dados (grficos, tabelas, etc) e na soluo de situaes problema. 1. Objetivos do ensino da Educao Fsica no Ensino Fundamental. 2. Fisiologia do Exerccio: compreenso das alteraes fisiolgicas que ocorrem durante as atividades fsicas. 3. Aprendizagem e desenvolvimento motor: conceitos bsicos envolvidos no planejamento das habilidades motoras a serem trabalhadas. 4. Iniciao esportiva: metodologia de ensino. 5. Jogos, lutas e brincadeiras. 6. Atividades rtmicas e expressivas. 7. Avaliao da aprendizagem no ensino da Educao Fsica escolar. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA GRECO, P.J. e Benda, R.N. (organiz.) Iniciao Esportiva Universal - 1- Da aprendizagem motora ao treinamento tcnico. Ed. UFMG, Belo Horizonte, 1998. GUERRA, M. Recreao e lazer. 5. ed. Porto: Alegre Sagra-DC, Luzatto, 1996. LE BOULCH, J. Educao Psicomotora: a psicocintica na idade escolar. Porto Alegre: Artes Mdicas, 1987. MAGILL. R. Aprendizagem motora: conceitos e aplicaes. Edgar Bluche, So Paulo, 1984. MEC, Parmetros curriculares nacionais Educao Fsica 1. a 4. srie ensino fundamental. Braslia, 1997. McARDLE, W.D., KATCH, F.I., KATCH, V.L. Fisiologia do Exerccio Energia, nutrio e desempenho humano. 4. ed., Interamericana, Rio de Janeiro, 1998. SCHMIDT, R. Aprendizagem e performance motora. Dos princpios prtica. So Paulo: Ed. Movimento, 1993. SANTIN, S. Educao Fsica: temas pedaggicos. Est. ESEF/UFRGS, Porto Alegre, 1992. SOARES, C.L.; Taffarel, C.N.Z.; Varjal, E.; Filho, L.N.; Escobar, M e Bracht, V. Metodologia do ensino de Educao Fsica coletivo de autores. Ed.Cortez, 1992. SOUZA, E. S. e Vago, T.M. (org.) Trilhas e partilhas Educao Fsica escolar e nas prticas sociais. Belo Horizonte: Editora Cultura, 1997. TANI, G. Manoel; Kokobun, E e Proena. Educao Fsica Escolar. So Paulo: Edusp/EPU, 1988.

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

19

PROFESSOR EDUCAO BSICA II ENSINO RELIGIOSO 1. Teologia; Histria das Religies; Cincia da Religio; Ecumenismo; Teoria Religiosa; Sociologia (tica). 2. Psicologia da Educao a prova tem como finalidade bsica detectar o nvel de conhecimento do candidato em relao a: Importncia da Psicologia da Educao; Aspectos do Desenvolvimento Humano Infantil e Adolescente; Fatores que interferem no Processo Ensino-Aprendizagem. TEMAS: a) Psicologia da Educao: Papel do professor e do aluno no processo ensino-aprendizagem. Relao professor/aluno e suas consequncias. b) Psicologia da Aprendizagem: Conceitos de Aprendizagem. Motivao da Aprendizagem. Problemas de Aprendizagem. Avaliao da Aprendizagem. c) Psicologia do Desenvolvimento Humano: Desenvolvimento cognitivo (viso piagetiana e vygotskiana). Desenvolvimento socioafetivo e sexual da criana e do adolescente (viso freudiana). d) Aspectos do Desenvolvimento do Educando: Fsico-motor. Intelectual. Histrico-cultural. Socioafetivo. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABBAGNANO, Nicola. Dicionrio de Filosofia. So Paulo: Mestre Jou. ELIADE, Mircea. Histria das crenas e das ideias religiosas. Tomo II, vol. 1. Rio de Janeiro: Zahar. HUME, Dilogos sobre religio natural. So Paulo: Martins Fontes. LYOTARD, Jean Franois. A condio ps-moderna. Rio de janeiro: Jos Olympio. MONDIM, B. Quem Deus: elementos de teologia filosfica. So Paulo: Paulus. PENZO, Giorgio & GIBELLINI, Rosino (Org.). Deus na filosofia do sculo XX. So Paulo: Loyola. SILVA, Eliane Moura & KARNAL, Leandro. O ensino religioso na escola pblica de So Paulo. Secretaria de Educao do Estado. Unicamp. COUTINHO, Maria Tereza C. Moreira. Psicologia da Educao. Belo Horizonte: Ed; L, 1997. BOCK, Ana Maria el alli. Psicologias. So Paulo: Ed. Saraiva, 1991. DAVIS, Cludia e OLIVEIRA, Zilma Ramos de. Psicologia na Educao. 2 ed. So Paulo: Cortez, 1994 (Coleo Magistrio 2 grau srie formao do professor). FONTANA, David. Psicologia para Professores. So Paulo: Edio Loyola, 1998. SISTO, Fermino Fernandes, OLIVEIRA, Gislene de Campos e FINI, Lucila Dihel tolaine (orgs.). Leituras de Psicologia para formao de professores. Petrpolis, RJ: Vozes, 2000. KOHL, Marta de Oliveira. Vygotsky: Aprendizado e desenvolvimento um processo scio-histrico. So Paulo: Scipione, 1995. KUPFER, Maria Cristina. Freud e a Educao: O Mestre do Impossvel. So Paulo: Scipione, 1992. PULASKI, Mary Ann Spencer. Compreendendo Piaget. Rio de Janeiro: Zahar, 1983.

PROFESSOR EDUCAO BSICA II HISTRIA 1. A expanso europeia e as Amricas (sc. XVXVIII): O contexto social e cultural europeu no momento da expanso martima (Crise, Renascimento e Reforma); A Pennsula Ibrica e o movimento da expanso; A presena europeia nas Amricas e na frica; O projeto colonial portugus na Amrica portuguesa e as realidades da colonizao; Escravido e liberdades; Os povos indgenas. 2. Amrica-Europa: alteraes das relaes e movimentos de ruptura (sc. XVIIIXIX); O Iluminismo, revolues liberais (Francesa e Americana); Crise do sistema colonial na Amrica portuguesa; Afirmao da economia capitalista: a Revoluo Industrial e as transformaes sociais e polticas na Europa ocidental; A emancipao das treze colnias inglesas da Amrica do Norte; A corte portuguesa no Brasil e as singularidades do processo de independncia; A construo dos Estados nacionais na Amrica Latina. 3. O Brasil no sculo XIX; O estabelecimento da monarquia no Brasil: a montagem da estrutura de poder e as continuidades e mudanas no plano econmico e social; A construo da identidade nacional: branqueamento; Liberalismo e escravido no Brasil; O Imprio e o ideal de modernidade: industrializao; Crises internas e conflitos externos: os caminhos da construo da repblica. 4. O Brasil Republicano e o Mundo Contemporneo (sculos XX e XXI); Primeira Repblica e o sistema poltico oligrquico; Transformaes econmicas, sociais e culturais no Brasil da Primeira Repblica: Processos de urbanizao e industrializao no Brasil; Conjunturas internacionais: a I Grande Guerra Mundial, a Revoluo Russa, totalitarismo, o fascismo, a II Guerra Mundial, Guerra Fria e as repercusses na Amrica Latina; O golpe de 1964 e o regime militar no Brasil; Resistncias e experincias de cidadania no Brasil republicano; Conflitos no mundo contemporneo: movimentos de independncia das colnias africanas e asiticas na segunda metade do sculo XX e as suas repercusses no mundo atual; O mundo muulmano e fundamentalismo religioso no mundo atual. 5. Apropriaes didtico-pedaggicas dos procedimentos de produo do conhecimento histrico: Histria e

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

20

historiografia; A Escola dos Annales, abordagens historiogrficas; O marxismo e sua reviso na anlise historiogrfica; o trabalho com as mltiplas temporalidades e espacialidades e com a relao presente, passado e futuro. 6. Educao Histrica na perspectiva da educao para a cidadania: pluralidade cultural e o aprendizado do respeito s diferenas; educao patrimonial e cidadania; usos sociais da Histria: leitura e interpretao da produo e da reelaborao de discursos e imagens atravs do tempo. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA ABREU, Martha & SOIHET, Raquel (orgs). Ensino de Histria: conceitos, temticos e metodologias. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003. ALENCASTRO, Luiz Felipe de (org). Histria da vida privada no Brasil. Imprio: a corte e a modernidade nacional. So Paulo: Companhia das Letras, 1997 BITTENCOURT, Circe. O saber Histrico na sala de aula. So Paulo: Contexto, 1997 Repensando o Ensino. BLOCH, Marc. Apologia da histria, ou o ofcio do historiador. Trad. Andr Telles, Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001. BRASIL. Secretaria de Educao Fundamental. Ministrio da Educao. Parmetros Curriculares Nacionais: histria e geografia. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, v.5, 2000. CARDOSO, C. F. e VAINFAS R. (orgs.) Domnios da Histria. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1997. CARDOSO, Ciro Flamarion & VAINFAS, Ronaldo (orgs). Domnios da Histria: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997. CERTEAU, M. de. A Escrita da Histria. Rio de Janeiro: Forense Universitria, 1982. DOSSE, Franois. A histria em migalhas: dos Annales nova histria. Trad. Dulce Oliveira Amarante dos Santos. Bauru, SP: Edusc, 2003. FAUSTO, Boris. Histria do Brasil. 11. ed. So Paulo: Editora da Universidade de So Paulo, 2003. FONSECA, Thais Nivia de Lima e. Histria & Ensino de Histria. 2 ed. Belo Horizonte: Autntica, 2004. FONSECA, Thais Nivia de Lima e. O livro didtico na sala de aula: possibilidades para a prtica do ensino de Histria. Cadernos do Professor. Belo Horizonte: Centro de Referncia do Professor SEE/MG, n. 3, out. 1998. FREITAS, Marcos C. (Org.). Historiografia Brasileira em Perspectiva. So Paulo: Contexto, 1998. HOBSBAWN, E. J. Sobre Histria. So Paulo: Cia das Letras, 2000. LAPA, Jos Roberto do Amaral. Histria e Historiografia. 2. ed. Petrpolis: Vozes, 1981. LE GOFF, Jacques, CHARTIER, Roger, REVEL, Jacques (Dir.). A histria nova. Trad. Eduardo Brando, 4. ed. So Paulo: Martins Fontes, 1988. MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Educao de Minas Gerais. Proposta curricular de Histria Ensino Fundamental (5. a 8. sries). Belo Horizonte, 2005. SCHWARCZ, Lilia Moritz (org.). Histria da vida privada no Brasil. Contrastes da intimidade contempornea. So Paulo: Companhia das Letras, 1998. SEVCENKO, Nicolau (org.). Histria da vida privada no Brasil. Repblica: da Belle poque Era do Rdio. So Paulo: Companhia das Letras, 1998. SIMAN, Lana Mara de Castro & FONSECA, Thais Nivia de Lima e Fonseca (orgs.). Inaugurando a Histria e construindo a nao: discursos e imagens no ensino de Histria. Belo Horizonte: Autntica, 2001. SIMAN, Lana Mara de Castro. Temporalidade histrica como categoria central do pensamento histrico: desafios para o ensino e a aprendizagem. In: ROSSI, Vera L. Sabongi e ZAMBONI, Ernesta (orgs.). Quanto tempo o tempo tem! Campinas: Alnea Editora, 2003. SOUZA, Laura de Mello e (org.). Histria da vida privada no Brasil. Cotidiano e vida privada na Amrica portuguesa. So Paulo: Companhia das Letras, 1997. THOMPSON, E. P. Costumes em comum: estudos sobre a cultura popular tradicional. Trad. Rosaura Eichemberg. So Paulo: Cia das Letras, 1998. THOMPSON, E. P. A Misria da Teoria ou um planetrio de erros. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981. VILLALTA, Luiz Carlos. O ensino de Histria e a metodologia da investigao. Cadernos do Professor. Belo Horizonte: Centro de Referncia do Professor SEE/MG, n. 3, out. 1998. Sugesto de stios eletrnicos: www.revistanovahistria; www.gruhbas.com.br/publicacoes/arq_bolandoaulahist/

PROFESSOR EDUCAO BSICA II MATEMTICA Linguagem bsica de conjuntos: noes bsicas de conjuntos. Operaes: unio; interseo; diferena; complementao e produto cartesiano. Cardinalidade de conjuntos finitos. Raciocnio lgico-matemtico. 2. Teoria Elementar dos Nmeros: nmero primo, algoritmo da diviso. Sistemas de numerao. Critrios de divisibilidade. Mximo divisor comum (entre nmeros inteiros). Mnimo mltiplo comum (entre nmeros inteiros). Princpio de induo finita. 3. Conjuntos Numricos: conjuntos numricos. Operaes: adio, subtrao, multiplicao, diviso, potenciao e radiciao nos conjuntos numricos. Propriedades algbricas dessas operaes. Mdias (aritmtica e ponderada). Mdulo e suas propriedades. Desigualdades. Intervalos. Sistemas de medida. 4. Proporcionalidade: razes e propores: propriedades. Regra de trs simples e composta. Regra de sociedade. Percentagem. Juros simples e compostos. Descontos simples e compostos. 5. Relaes e Funes: relaes binrias. Domnio, contradomnio, imagem direta de funes. Grficos de relaes. Funes: definio e representao. Funes injetivas,

MUNICPIO DE JANABA-MG

CONCURSO PBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS E FORMAO DE QUADRO DE RESERVA PARA CARGOS EFETIVOS

EDITAL 1/2012 ANEXO IV

PROGRAMA DAS PROVAS DE MLTIPLA ESCOLHA

21

sobrejetivas, bijetivas, pares, mpares crescentes, decrescentes e peridicas. Composio de funes. Funes invertveis. 6. Nmeros Complexos: Mdulo, argumento, forma algbrica e forma trigonomtrica. Operaes com nmeros complexos: adio, subtrao, multiplicao, diviso e potenciao. Interpretao geomtrica. 7. Polinmios: conceitos. Funes afins, lineares e quadrticas propriedades, razes, grficos. Equaes biquadradas. Adio e multiplicao de polinmio. Algoritmos de diviso. Fatorao. Equaes polinomiais. Relaes entre coeficientes e razes. Razes reais e complexas. Razes racionais de polinmios com coeficientes inteiros. 8. Exponenciais e Logaritmos: funes exponenciais e logartmicas; propriedades e grficos. Mudana de base. Equaes e inequaes exponenciais e logartmicas. 9. Trigonometria: Grau e radiano. Funes trigonomtricas: seno, cosseno, tangente, cotangente, cossecante, secante; propriedades e grficos. Identidades trigonomtricas. Funes trigonomtricas inversas e seus grficos. Equaes trigonomtricas. Leis do seno e do cosseno. Resoluo trigonomtrica usando tringulos. 10. Sequncias: progresses aritmticas: termo geral, soma dos termos, relao entre dois termos, propriedades. Progresso geomtrica, termo geral, relao entre dois termos, soma e produto dos termos, propriedades. 11. Anlise Combinatria: princpio fundamental da contagem. Arranjos, permutaes e combinaes simples e com repeties. Binmio de Newton. Tringulo de Pascal. 12. Matrizes e Sistemas Lineares: operaes com matrizes: adio, subtrao e multiplicao. Propriedades dessas operaes. Sistemas lineares e matrizes. Resoluo, discusso e interpretao geomtrica de sistemas lineares. Determinantes e suas propriedades. Regra de Cramer. Regra de Sarrus e teorema de Laplace. 13. Geometria Plana: Curvas. ngulos. Tringulos e quadrilteros. Igualdade e semelhana de tringulos. Relaes mtricas nos tringulos. Crculos e discos. Polgonos regulares e relaes mtricas. Feixes de retas. reas e permetros. 14. Geometria Espacial: retas e planos no espao: paralelismo e perpendicularidade entre retas, entre retas e planos e entre planos. Prismas, pirmides e respectivos troncos. Clculo de reas e volumes. Cilindro, cone, esfera e bola: clculo de reas e volumes. Poliedros e relao de Euler. 15. Geometria Analtica: coordenadas cartesianas. Equaes e grficos. Distncia entre dois pontos. Estudo da equao da reta: intersees de duas ou mais retas (no plano) e interpretao geomtrica de sistemas lineares correspondentes. Retas paralelas e perpendiculares, feixes de retas. Distncia de um ponto a uma reta, reas de tringulos, circunferncias e crculos. Estudo analtico das cnicas; parbola, elipse e hiprbole. 16. Tpicos de clculo diferencial: noo intuitiva de limite de funo. Clculo de limite. Noo intuitiva de continuidade de funes. Noes de derivada. Clculo de derivadas de funes reais de varivel real. 17. Estatstica bsica: conceito, coleta de dados, amostra. Grficos e tabelas: interpretao. Mdia (aritmtica simples e ponderada, geomtrica e harmnica), moda e mediana. Nmeros ndices. Desvio padro. 18. Probabilidades: espao amostral. Experimentos aleatrios. Probabilidades: clssicas, frequentistas e condicionais; propriedades. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA BIGODE, Antnio Jos Lopes. Matemtica Hoje Feita Assim. 5. a 8. sries. So Paulo: FTD. 2000. DANTE, Luiz Roberto. Matemtica Contexto & A