Observação Treino Futsal

download Observação Treino Futsal

of 12

  • date post

    06-Nov-2015
  • Category

    Documents

  • view

    5
  • download

    2

Embed Size (px)

description

Observação Treino Futsal

Transcript of Observação Treino Futsal

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE, UNESC

CURSO DE EDUCAO FSICA - BACHARELADO

ALINE RITA RAMOS DA SILVAMAURICIO APOLINRIO ELIASPRTICA COMO COMPONENTE CURRICULAROBSERVAO TREINO FUTSAL FEMININO UNESC CRICIMA, DEZEMBRO DE 2010.

ALINE RITA RAMOS DA SILVAMAURICIO APOLINRIO ELIASPRTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR

OBSERVAO TREINO FUTSAL FEMININO UNESCTrabalho apresentado na disciplina de Flexibilidade e Alongamento, por solicitao do professor Victor Julierme Santos da Conceio do curso de Educao Fsica da Universidade do Extremo Sul Catarinense UNESC.

CRICIMA, DEZEMBRO DE 2010.

INTRODUO

O trabalho a seguir trata de uma visita feita ao treino da equipe de futsal da UNESC, que faz parte da prtica como componente curricular e visa a observao da equipe quanto ao uso do alongamento para o aumento da flexibilidade e preveno de leses , aps a observao o trabalho foi refeito sendo que para isto foi utilizado um estudo feito por Cattelan e Mota e publicado em meio digital como um artigo, para se obter a real obteno de resultados quanto a aplicabilidade do uso do alongamento como parte do treino de equipes de esporte coletivos.TREINO FUTSAL FEMININO UNESCObservado dia 24/09/2010

Aquecimento: RACHO (Jogo um toque com a perna dominante, livre com a perna no dominante e gols apenas de cabea).

Alongamentos De 5 a 10 minutos aps o aquecimento,cada atleta cuida do seu.Treino Tcnico: Por volta de uns 15 a 20 minutos;Trabalho em duplas com a bola.

Toca na perna no dominante e devolve,ou seja se a pessoa destra ela domina com a esquerda e devolve;Bate pronto;Apenas com o exterior do p;Apenas com o interior do p;

Domina na coxa e devolve sem deixar quicar no cho;Giro e 1 gancho com a perna dominante e 2 com a perna no dominante;Passe de peito de lateral a lateral rasteiro , mdio e alto;Treino Ttico: 6 cada lado uma fica de fora e chama uma companheira na hora do ataque, ah que for chamada deve ficar de fora para assim seguir a dinmica. (trabalho principalmente comunicao)

6 contra 5 jogo livre ( trabalha marcao para as que esto em menor numero e posse de bola para as que esto em vantagem numrica)

Jogo com goleiro linha marcao por zona (1-2-1 transformando em 2-2).

Coletivo.

LISTA DE ALONGAMENTOS

Abdutores de Quadril : Glteo Mdio e Glteo Mnimo;

Sentado, junta-se as solas do p. Nesta posio apia-se os cotovelos sobre os joelhos empurrando-os para baixo. Manter a posio entre 10 e 15 segundos.

IsquiotibiaisSemitendinoso, Semimembranoso e Bceps Femural;

Apoia-se a perna a alongar numa vedao ou no cho. Suavemente nos inclinamos a frente, at sentir una ligeira tenso na parte posterior da coxa. Manter entre 10-15 segundos. Trocamos de perna.

QuadrcepsReto Femoral,Vasto Lateral,Vasto Medial e Vasto Intermdio;

Em decbito lateral no cho, segurando o p por trs (joelho fletido, unido ao outro estendido), Puxe contra os Glteos.Manter entre 10-15 segundos. Trocamos de perna

Quadrceps

Reto Femoral,Vasto Lateral,Vasto Medial e Vasto Intermdio;

Apie uma das mos na parede e a outra segure a ponta do p oposto, com os joelhos bem juntos,traga o calcanhar para junto dos glteos. Manter entre 10-15 segundos.

Repita com a outra perna.

Adutores de Quadril :

Adutor Longo e Adutor Magno;

Em p,afasta-se uma perna da outra,flexionando o joelho e inclinando o tronco para o lado da perna contrria a ser alongada .

Manter entre 10-15 segundos. Trocamos de perna.

Trceps Braquial

Cabea longa ,Cabea lateral e Cabea medial

Levante o brao esquerdo e encoste a palma das mos nas costas. Com o brao direito, segure no brao esquerdo e puxe. Fique nessa posio por 10 a 15 segundos, depois relaxe o corpo. Repita o procedimento com o brao direito.

Isquiotibiais

Semi-tendinoso, Semi-membranoso e Bceps Femural;

Apoie uma perna sobre alguma plataforma em frente a seu corpo com ambos os ps voltados para a mesma direo, apoiando as mos na perna da parede mantenha o corpo ereto para cima.Repita com a outra perna.

Trceps Sural

Gastrocnmio (cabea lateral e cabea medial) e Sleo;

Em p apie a ponta do p em algum lugar mais alto que seu tornozelo e faa uma flexo plantar.Fique nesta posio de 10 a 15 segundos e depois troque a perna.

De acordo com o artigo as duas tcnicas de alongamento obtiveram uma melhora , sendo a tcnica por FNP estatsticamente superior ao alongamento esttico,devido principalmente as diversas combinaes de mecanismos fisiolgicos do controle neuromuscular ativando os impulsos do OTG atravs de contrao isomtrica do msculo agonista do movimento, inibindo sua ativao, desencadeando o reflexo de alongamento inverso no qual se relaxa o msculo alvo.(pg 7,10)Por ser realizado em dupla,a tcnica de FNP necessita de um maior tempo que a tcnica de alongamento esttico, sendo talvez este o motivo, de muitos treinadores de futsal no a utilizarem.(pg 11)Como o nosso trabalho foi realizado com a equipe adulta de futsal feminino da Unesc, assim como no artigo desconsiderados os critrios de idade, sendo que todas so superiores h 18 anos.Procuramos trabalhar grandes grupos musculares , dando um nfase maior aos msculos squiotibiais (msculos semitendneo, semimembranceo e poro longa do bceps femural), pois so extremamente utilizados nessa modalidade e mais suscetveis a leses.

Aplicamos na modalidade o alongamento esttico , pois de acordo com os treinadores, o alongamento trabalhado na equipe tem como nfase maior a preveno de leses e no uma melhora da flexibilidade.

Segue o set sugerido:

Musculatura posterior da coxa: Estender o joelho, flexionar o tronco para frente. Musculatura anterior da coxa: Flexione o joelho trazendo o calcanhar contra o bumbum.

Musculatura flexora do quadril: Pressiona-se o quadril para a frente e para baixo

Musculatura extensora do quadril: Flexionar o tronco para frente

Musculatura das costas: estender os joelhos , permanecer com o tronco flexionado.

Musculatura lateral do tronco: forar o quadril para o lado , inclinar para o lado oposto. Musculatura posterior da perna (Trceps Sural): Fiqueem p e posicione os ps a uma distncia de aproximadamente o tamanho de seu quadril, mantenha o tronco erguido,distribuindo o peso do corpo para os calcanhares CONCLUSO

Aps a observao dos treinos da equipe de futsal da UNESC,observamos que o trabalho de alongamento pouco usado, ou seja , no bem aproveitado ou orientado.Ao estudarmos o artigo em anexo,vimos o quanto importante para o atleta um alongamento bem orientado, pois o mesmo alm de aumentar a flexibilidade tambm ajuda e muito na preveno de leses.Ento nada melhor do que comearmos a pensar com um pouco mais de seriedade o trabalho de alongamentos j que um trabalho bem feito e orientado pode render bons frutos para a modalidade trabalhada.

Finalizando nosso trabalho, conclumos o quo grande a importncia da prtica como componente curricular, j que atravs dela que comeamos a entender um pouco o funcionamento dessa rea magnfica que a Educao Fsica. ANEXOS