Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas m­dias digitais no comportamento do consumidor

download Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas m­dias digitais no comportamento do consumidor

of 132

  • date post

    12-Jun-2015
  • Category

    Education

  • view

    2.204
  • download

    2

Embed Size (px)

description

Palestra apresentada por Paulo Milreu no dia 18/11/2008 na II Semana de Extensão Universitária da Uninove Bauru, para 300 alunos e professores.

Transcript of Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas m­dias digitais no comportamento do consumidor

  • 1. O impacto da s nova s mdias digitaisno comportamento do con sumidor II Semana de E xten so Universitria 18/11/2008

2. IMPA C T O: 1. Impresso varivel provocada no pblico por uma notcia, fato ou mensagem publicitria. 2. Mtodo forado, impelido. 3. Impresso muito forte, profunda, causada por diversos motivos. http://dicionariodemarketing.powerminas.com/dic_marketing_i.htm 3. O maior impacto da internet no foi por ter s ur gido c omo uma nova mdia e sim por ter mudado o c omportamento doc on s umidor...sturchi / ESPM 4. ... e es s a mudana s e deu prin cipalmente pelos ur gimento das c omunidade s virtuai s eintensificao da atuao do internauta como atorprin cipal. 5. algun s nmero s da internet1,4 bilho de pes soas onlineem todo o mundo1 bilho de buscas por dia,apenas no Google300 milhes de usurios emredes sociaisAdriana Greinberger, Google Brasil 6. o progresso das comunicaesRdio, 1915.C inema falado, 1920. Televiso, 1926. Gravador, 1935. Internet, 1969. 7. Devemos enxergar alm dos dispositivos.Compramos computadores para comunicar, nos conectarmos com o outro, com o mundo. 8. internet: uma velha, boa idia Silvio Meira / CESAR 9. que princpios tinha a internet?[kleinrock, ucla, 1968]as tecnologias dainternet voestar em todolugar. Silvio Meira / CESAR 10. que princpios tinha a internet?[kleinrock, ucla, 1968] O acesso rede serpermanente. Silvio Meira / CESAR 11. que princpios tinha a internet?[kleinrock, ucla, 1968]A rede estar sempreligada. Silvio Meira / CESAR 12. que princpios tinha a internet?[kleinrock, ucla, 1968]Qualquer um poderse conectar dequalquer lugar, comqualquer dispositivo,a qualquer hora. Silvio Meira / CESAR 13. que princpios tinha a internet?[kleinrock, ucla, 1968] A rede serinvisvel.Silvio Meira / CESAR 14. que princpios tinha a internet? [kleinrock, ucla, 1968]1. em todo lugar, 2. acesso permanente, 3. sempre ligada, 4. qualquer lugar, disp.,tempo... 5. e... invisvel.Silvio Meira / CESAR 15. do usurio passivo ao participativo 16. Estamos conectados o tempo todo.Wi-Fi ZoneSmartphones3G De vrias formas. 17. Praia de Copacabana tem internet sem fio, de graa. 18. tendn cia s do s meio s de comunicao interatividadec anai s bidirecionai s de relacionamento c onvergncia com telefonia celular c onvergncia com internet c u stomizao de s ervio s e programao 19. diferenas entre a mdia tradicional e a mdia social 20. diferenas entre a mdia tradicional e a mdia social MDIAMDIA S O C I A LT R A DI CIONA L Pod ca st s Vdeoca stsTelevi so Blo go sferaJ ornal Frun sRdio WikisC inema Plataforma s corporativa s 2.0OutdoorC o ntrole In stitu cional C o ntrole do C on sumidor 21. interao interatividadeemissorreceptor canal unidirecional transmissionista one-way um-muitos palestra 22. interao interatividade pluridirecional comunicacional two-way muitos-muitos dilogo 23. novo consumidor 24. 13 anos de internet no Brasil quem o novo consumidor? 25. 13 anos de internet no Brasil 26. 13 anos de internet no Brasil quem na s c eu em 1995 tem 13 ano s quem tinha 13 ano s, tem ag ora 26 ano s a primeira gerao digital do Bra sil 27. 13 anos de internet no Brasilesse consumidor no conhece um mundo sem internet, sem e-mail, sem messenger, sem orkut, sem twitter, sem...s er que ele toma s ua s de ci s es da mes ma forma? 28. tecnolo gia tecnolog ia apena s para pe s s oas na s cida s antes de ela ser inventada.Alan Kay cientista da computao 29. Cer ca de 75 % das pe s s oas c om meno s de 25 ano s nun ca u saram e nem vo u s ar relgio. E sabe por qu? Porque no faz sentido carregar um tic-tac no puls o quando a me s ma informao e st disponvel no seu c elular que vo c carrega no bol so. J eff Borden, diretor da Academia de Treinamento e Consulta da e College, projeto de EA D da editora Pearson, durante o 14 Congresso Internacional A B E D de Educao a Distncia, que est sendo realizado em Santos, So Paulo ( S etembro/2008) 30. E-mail deve ser extinto at 2015.C e zar Taurion, IBM BrasilS etembro/2008 31. gerao y uma nova linguagem entre 17 e 28 anosconectadosfalam sua prpria lnguacolaborativos buscam as respostas nas referncias deoutros jovens conectados alto desejo de comunicao 32. gerao y uma nova linguagemblog fotologorkut, facebook, myspace ipod, iphone, mp3, mp4NoBbaleiandomegabogamiguxs 33. miguxs gerao yMiguxs o nome popular de um socioletodo idioma portugus, utilizado comumentepor adolescentes lusfonos na Internet eoutros meios eletrnicos, comomensagens escritas de telefone celular.S eu nome deriva de miguxo, corruptela deamiguxo, por sua vez um termo utilizadopara quot;amiguinhoquot;. 34. um novo consumidorvaloriza menos a propaganda.ouve mais indicaes de amigos, experts e at mesmo de marcas que ele considera relevantes.seu impulso de compra motivado pela tentativa de se sentir parte de uma comunidade 35. Ningum mais est satisfeito em fazer parte da massa. 36. As pes soas querem ser diferentes. Frederick van Amstel 37. Eles preferem o computador TV, carregam celular no bolso e j decretaram a aposentadoria do e-mail e do telefone - gostam mesmo de conversas instantneas e interativas, seja pelos mensageiros eletrnicos, pelostorpedos SMS ou pelas redes sociais. 38. rafinha RafinhaTV1 Comunicao / So Paulohttp://www.youtube.com/watch?v=JMRF_ZXms9E 39. gerao CC ontedo C olaborativa C onectada 40. ge s to de pe s s oas na era do 41. E m 2007 42. E m 2008 43. O que outra sempres a s bac ana s e s to fazendo... 44. impacto da s mudanas 45. Ibope culpa trnsito e web porqueda da TV.IBOPE/ABTA 18/08/2008 46. fragmentaodo cons umo c omo atingir oc on sumidor?de mdia 47. P ublicidade na internet ameaa a da TV18/06/08 A internet ultrapassar a televiso como o maior meio de propaganda este ano na Inglaterra, com 19% do total gastos em publicidade, conforme previso do Enders Analysis. 48. R elatrio do mercado americano aponta que internet atinge receita de U S$ 21,2 bilhes em2007 e ultrapassa o rdio e a televiso porassinatura. 49. O investimento publicitrio em internet cresceu 36 % no primeiro trimestre deste ano em relao ao mesmo perodo do ano passado, chegando a R $ 134,3 milhes. C om isso, pela primeira vez a internet recebeu mais recursos que a TV por as sinatura nopas. Os dados so do projeto Inter-Meios, que mede ofaturamento dos veculos de comunicao. 50. Web ultrapassa T V e jornais como mdia maisconsumida no mundo, diz ONU. 51. Propa ganda com o s dia s c ontados ?19/01/2008 C om a web, tecnologias mveis ganham mais adeptos e colocam em xeque formatos tradicionais de mdia. irreversvel o impacto da mdia on-line na vida dos consumidores e, portabela, na publicidade. O que se debate agora : o anncio de 30segundos na televiso, que sempre foi o padro no mercado da propaganda, est mesmo com os dias contados?Dois estudos realizados recentemente - pela consultoria Accenture e pelo especialista em mdia on-line americano Jeffrey Cole - mostram que sim. Odeclnio das mdias tradicionais em prol de novos formatos seria inevitvelfrente ao avano do acesso internet e s tecnologias em aparelhosmveis. H hoje no mundo 3,3 bilhes de celulares. E s sa mobilidadedisponvel traz intensificao da interatividade, o que vai levar a umamudana do modelo de negcio na comunicao.Fonte: Dirio de Pernambuco - P E 52. T V ou internet?E m 2006, 40 % das pes soas abririam mo da TV para ficar apenas com a internet. 5 anos antes esse nmero era apenas26 %. 53. crescimento de consumidores comrcio eletrnico brasileiro Fonte: e-bit Webshoppers 2008 F aturou R $6,3 bi em 2007 e R$ 3,8 bi no 1.S emestre/2008 54. s o cialmedia alavancar uma marca, produto ou servio utilizando as conexes interpessoais existentes em redes sociais, criando novas conexes. 55. redes so ciai s / mdia s s o ciais uma dilogo entre consumidores, colaboradores, investidores, pessoas!no organizada no controlada no tem publicidade 56. 90 % do s u s urio s de internet noBra sil u sam rede s s o ciais, diz Ibope//NetRating s O s internautas brasileiros so campees em acesso a redes sociais, com 18,5 milhes de usurios residenciais de comunidades e blogs por ms. S e forem somados a esse nmero fotologs, videologs e os mensageiros instantneos, a quantidade de pessoas sobe para 20,6 milhes, representando 90 % do total de internautas no Pas (22,4 milhes). Ibope Net//Ratings, apoiado nos dados da NetView, comportamento do usurio de redes sociais (Maio/2008) 57. socialmedia social networking: Orkut, Facebook, Myspace, Hi5, Sonicobusiness networking: LinkedInd, Plaxo, Via 6, M&M Networkvideo sharing: Youtube ,Vimeo, Videologphoto sharing: Flickr, Picasasocial bookmarking: Deliciousmicroblogging: Twitter, Jaikumeta life: Second Life, Lively blog, fololog: Blogger, Wordpress 58. a internet se revoluciona a cada 5 ano saproximadamente www, a tecnologia que em 1990 tivemos a criao da revolucionou a internetem 1995 o lanamento do Netscape, primeiro naveg ador webem 2000 o e stouro da bolhaem 2005 a chamada web 2.0, colaborativa, onde os contedos so gerados pelos usuriosem 2010 prevista a chamada web 3.0, a web semntica, o contedo passa a ser organizado, passa a ter significado 59. Se vo c tem uma marca, est sob ameaa. J o sh Bernoff e C harlene Li, no livro Groundswell: Winning in a World Transformed by Social Technologies 60. Nos prximos cinco anos, toda a mdia ser interativa. No haver mais departamentos de marketing nas empresas, e sim de interatividade. O executivo de marketing precisar se transformar num conector. K evin R oberts C E O mundial da S a atchi & Saatchi, uma das maiores agncias de publicidade do mundo. 61. From: gua... * Date: 2008/9/17 Subject: [Brainstorm #9] [VAGA SP] To: brainstorm9@googlegroups.com Ol! A rea de Propaganda Online da TV1 est procurando profissional para trabalhar com marketing de guerrilha e redes