Passos da

download Passos da

of 25

  • date post

    24-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    5.739
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Passos da

  • 1. Ministrio da Educao Secretaria de Educao Profissional e Tecnolgica Instituto Federal de Educao, Cincia e Tecnologia Rio Grande do Sul Campus Caxias Do Sul I MOSTRA IFTec MOSTRA DE CINCIA E TECNOLOGIA DO CAMPUS CAXIAS DO SUL DO IFRS

2. Passos para a realizao de uma pesquisa cientfica 1) Desenvolver um projeto de pesquisa (projetar as aes); 2) Preceder a coleta dos dados (aplicao dos mtodos e tcnicas de investigao); 3) Analisar os dados de pesquisa ( luz do referencial terico; validar ou no as hipteses); 4) Elaborar o relatrio de pesquisa (descrever: o que foi desenvolvido em cada etapa da investigao; os resultados; a que concluses se pde chegar; pode ser escrito em forma de artigo, dissertao, tese, etc.). 3. O Projeto de Pesquisa Consiste no planejamento para a realizao de uma pesquisa cientfica. O projeto de pesquisa define os rumos tomados pelo pesquisador contendo a delimitao de que fenmenos sero estudados, as questes que norteiam o estudo, as formas de abordar a realidade a ser estudada, a orientao terica que norteia o estudo, etc. Definir objetivos permite projetar o que pretendemos conseguir com a realizao da pesquisa. O projeto responder algumas questes bsicas para a conduo do processo de pesquisa. 4. Estrutura Bsica de um Projeto de Pesquisa: Tema (tambm chamado de assunto da pesquisa); Delimitao do tema ou tema especfico; ou ainda objeto de pesquisa Problema de Pesquisa; Hipteses; Objetivo Geral; Objetivos especficos; Justificativa; Fundamentao terica / Reviso Bibliogrfica; Metodologia; Cronograma; Referncias. 5. Tema procurar um tema de domnio do pesquisador. O pesquisador tem que provar algo no tema. Estar atento as possibilidades possveis do assunto. Considerar as contribuies e interesse do tema na rea cientfica. Lembrar que o conhecimento existe em vrias reas, dentre as vrias reas o pesquisador faz sua escolha. 6. Delimitao do tema o tema especfico. Para se ter um tema especfico preciso delimitar o tema geral. Ex: Tema geral: Hiperatividade e dficit de aprendizagem. Delimitao do tema ou objeto de estudo: como se d o processo de aprendizagem da matemtica e da lngua portuguesa em alunos hiperativos? Justificativa justifica a importncia do projeto, ressalta o porqu de sua realizao. Barral (2003, p. 88-89) sugere itens relevantes que podem fazer parte de uma justificativa bem qualificada. a) ATUALIDADE: insero do tema no contexto atual; b) INEDITISMO DO TRABALHO: proporcionar mais importncia ao assunto; c) INTERESSE DO AUTOR: vnculo do autor com o tema; d) RELEVNCIA DO TEMA: importncia social, jurdica, poltica, etc.; e) PERTINNCIA DO TEMA: contribuio do tema para o debate. 7. Problema de pesquisa feito em forma de pergunta. Sintetiza o que quero saber com essa pesquisa. O que quero conhecer? No decorrer da pesquisa essa pergunta deve ser respondida, at onde possvel. Lembrando que pesquisa significa produo de conhecimento. Exemplo: Qual a natureza das relaes humanas desenvolvidas entre jovens atravs de games online por meio das redes de computadores? Giddens: 1 questes factuais: estatsticas, dados, fatos gerais... caso comum ou excepcional? 2 questes comparativas: comparar exemplos de diferentes sociedades; 3 questes evolutivas: comparar passado e presente; 4 questes tericas: interpreta o significado dos fatos luz das teorias. 8. Hipteses Tentativa prvia de resposta do problema de pesquisa, antes da coleta dos dados. Exemplo: Est ocorrendo um esfriamento nas relaes entre os jovens, na medida em que os contatos face a face so substitudos por contatos virtuais. 9. Objetivos Aqui vo aparecer s pretenses do pesquisador, descreve os provveis resultados delimitando-os. Os objetivos dividem-se em gerais e especficos. No objetivo usa-se verbos no infinitivo. Exemplos: gerais analisar, explicar, saber, entender, identificar, descrever, aprender, julgar, compreender, conhecer etc. Objetivos especficos mostra aspectos e aes detalhadamente. Assim como o objetivo geral usa verbos no infinitivo, o especfico tambm. Exemplos: especficos numerar, investigar, relacionar, traduzir, listar, exemplificar, distinguir, aplicar, selecionar, classificar etc. 10. Fundamentao Terica Explanao dos referenciais tericos que permitem lanar luz ao tema escolhido e sua abordagem. A partir do levantamento e exposio de noes fundamentais, conceitos-chave, dados relevantes para o tema, objeto, problema e hipteses propostos. Ex: o tema trabalho; muito diferente analisar a questo do trabalho por uma tica marxista, que prope a anlise das relaes de classe na sociedade capitalista, e a anlise a partir da tica da cultura organizacional. importante deixar claro quais so os pressupostos que baseiam o projeto, desde a escolha do tema at sua interpretao, passando, inclusive, pela metodologia escolhida. 11. Metodologia o conjunto de mtodos e tcnicas de pesquisa a serem utilizados para a coleta de dados que permitiro responder as questes formuladas (problema de pesquisa). Refere-se a um como proceder; quais as estratgias de abordagem dos fenmenos, uma forma de operao. So diversos os tipos de pesquisas dentre elas: exploratria, descritiva, explicativa, bibliogrfica, documental, experimental, levantamento, etnografia, estudo de caso, pesquisa-ao, pesquisa participante, grounded- theory, etc. 12. Cronograma Delimita cada ao a ser realizada; as etapas necessrias, o tempo necessrio, prevendo a distribuio dessas aes no tempo disponvel para a realizao da pesquisa. Referncias Conjunto de fontes consultadas e referidas no projeto de pesquisa. Exemplo: ASTIVERA, Armando. Metodologia da pesquisa cientifica. Porto Alegre: Globo, 1983. 7. Ed. 13. Alguns dos mtodos de pesquisa. GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3 ed. So Paulo: Atlas, 1996. 14. Mtodos quantitativos: trabalham basicamente com dados quantificveies, que podem ser traduzveis em nmeros. Desde dados simples (contagem de homens e mulheres em uma populao), mas tem na estatstica uma das ferramentas fundamentais (mdia, moda, desvio-padro, etc.). Mtodos qualitativos: trabalham com dados no quantificveis. Ex: descrio literria, fotografia, anlise de discurso, anlise de contedo, etc. 15. Pesquisa Bibliogrfica: Com base em material j publicado. Material impresso (livros, revistas, jornais, teses, dissertaes, etc. Mas tambm formatos digitais (internet, CD-Rom, DVD- Rom...). Em geral todas as pesquisas precisam de reviso bibliogrfica, mas algumas so baseadas exclusivamente nesse tipo de fonte de dados. Ex: pesquisa literria, sobre as relaes raciais nos romances de Machado de Assis. 16. Pesquisa Documental: Principalmente nas cincias humanas. Utiliza-se de documentos como fonte de dados (fotografias, vdeos, gravaes de udio, documentos oficiais ou no, que registre um fato ou acontecimento. Ex: pesquisa sobre o trabalho entre imigrantes italianos no sc. XIX em Caxias do Sul. 17. Pesquisa experimental: verificar a correlao entre variveis, controlando-os e verificando a influncia de uma ou mais sobre outra(s). 18. Estudo de Caso: Estudo profundo, exaustivo e detalhado sobre um ou alguns objetos. Muita profundidade, demanda de muito tempo e tem pouca possibilidade de generalizao. Ex: estudo sobre um aluno portador de necessidades especficas em uma turma de ensino regular. 19. Ensaio Clnico/ Estudo de Coorte: Aplicados ao campo da sade. Trata-se de um mtodo rigoroso que busca explicar a ocorrncia de certas doenas em certas populaes, por exemplo. Deve-se selecionar muito bem a amostra, reunindo pessoas com caractersticas comuns, e proceder a anlise. Ex: pesquisa sobre a eficcia de um medicamento fitoterpico em populaes com diabetes. 20. Pesquisa Participante: Se desenvolve a partir da participao do pesquisador ou da equipe de pesquisa em um determinado contexto ou situao vivido por uma comunidade. Busca o envolvimento da comunidade no estudo de sua prpria realidade. Possui um carter emancipador. Exemplo: Pesquisa participante de Paulo Freire quanto educao popular. Pesquisa Ao: Semelhante pesquisa participante, visa interveno em desenvolvimento e mudana em grupos, organizaes e comunidades. Visa resoluo de um problema coletivo, pois conduz ao social. Ex: pesquisa-ao sobre o consumo de drogas entre adolescentes de um bairro popular. 21. Etnografia: Estudo de pessoas e grupos por longo prazo, a parte de relao pessoal entre o pesquisador e um grupo social. Busca revelar os significados das aes sociais para os prprios sujeitos da pesquisa. Etngrafos falam sobre si e suas relaes com o outro, a partir da descrio de seus modos de vida. Grande riqueza de informaes, muita densidade. Compreende-se o que motiva aes e comportamentos. Mas devem ser grupos pequenos. No mtodo abrangente, no generalizvel. Tcnicas fundamentais: observao participante; entrevistas; dirio de campo; registro de imagens (fotografia, vdeo, som). 22. Entrevistas: Mtodo amplamente utilizado nas Cincias Sociais. Consiste em reunir dados a partir do contato com uma populao, em busca de informaes/dados oriundos dos prprios sujeitos. Dividem-se em: - Estruturada (fechada): Pesquisador faz as perguntas e fornece as possibilidades de resposta. Define-se questes objetivas. - Semi-estruturada: O pesquisador constri um roteiro de entrevista, que o guiar na interlocuo. Interessam os depoimentos ou narrativas dos sujeitos. mais rica em detalhes, porm a possibilidade de generalizao menor. - No-estruturada (aberta): A entrevista uma conversa, que se desenrola sem a existncia de tpicos ou questes pr-definidas, mas aberta, mantendo-se o foco em um tema ou assunto. 23. Entrevista estruturada: levantamentos: Possibilidade de generalizao: pretende-se coletar dados e trabalhar estatisticamente sobre eles, em busca de padres e regularidades. Informaes menos detalhadas e densas, mas mais gerais. Medidas de tendncia central (mdia, moda, mediana, desvio-padro). Usam-se questionrios ou formulrios sobre populaes. Perguntas fecha