Pericia Criminal final.qxd

download Pericia Criminal final.qxd

of 36

  • date post

    09-Jan-2017
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Pericia Criminal final.qxd

  • Distribuio Gratuita Ano IV - N 14 - Junho/Julho de 2003

    crime!

    Por Fernando Jesus

    Intelignciafinanceira

    Perdem-se bilhes emlavagem de dinheiro

    EXCLUSIVO

    Entrevistacom LuizEduardo Soares

  • A APCF promove cursos, palestras e seminrios. O objetivo mostrar eprovar para a sociedade que possvel ajudar a combater aimpunidade no pas. Se sua entidade ou empresa quer saber mais sobrea Percia Criminal, venha conhecer as palestras ministradas por expe-rientes peritos criminais:

    A percia ensina

    Educar para conscientizar

    Introduo CriminalsticaLegislao Processual PericialLocal de CrimeObras superfaturadas Caa-nqueis Cocana, seu DNA e suas Cores Crimes de TrnsitoMeio Ambiente

    Percias de LaboratrioBalstica ForenseVistoria de Identificao VeicularDocumentoscopiaFontica ForenseCrimes de InformticaCrimes Financeiros - Lavagemde Dinheiro

    MDULOS / Seqncia

  • 3PERCIA FEDERAL

    ed

    it

    or

    ia

    l

    su

    m

    ri

    o

    Os crimes contra a nao soconstantes. Nessa edio, ocrime de Lavagem de Dinheiro tema central. A lavagem chega alevar bilhes do pas e, assimcomo outros crimes financeiros,deixa prejuzos diversos Nao. Ento, como combater omal? Os peritos Renato Barbosa,Geraldo Bertolo e o delegadoEuclides Rodrigues mostram aimportncia que a PerciaFederal possui no combate lavagem de dinheiro e ao crimeorganizado. Leia mais. Pgina 18

    QQuuaannddoo ee qquuaall GGPPSS uussaarr

    Por Cabral GonalvesPgina 27

    Inteligncia financeiraPor Fernando Jesus

    Pgina 8

    EntrevistaLuiz Eduardo Soares

    Pgina 5

    QualificandoPor Daelson Viana

    Pgina 12

    PPeerriittooss eemm ssiinnttoonniiaa ccoomm aa mmooddeerrnniiddaaddee

    Por Aggeu Neto Pgina 13

    VVooccaabbuullrriioo PPeerriicciiaallPor Paulo Csar Pedroza

    Pgina 34

    APCF em Curtas Pgina 30

    preciso comear a mudana

    A violncia e a impunidade nesse pas esto ficando em pata-mares insustentveis. A sociedade clama por Justia, mas a respos-ta lenta e tardia est insatisfatria. De quem a culpa? Onde pode-mos estancar esse problema? Existe frmula mgica? Em quantotempo podemos reverter essa situao?

    Todas essas perguntas direcionam para um milho de respos-tas, no entanto, somente com uma palavra pode-se buscar a soluo,FAZER. Temos que ter coragem para acertar, coragem para mudar, parareconhecer que o modelo atual de segurana pblica est falido e ter a cons-cincia de que no ser em apenas um mandato que mudaremos esse qua-dro. Mas, podemos comear a mudana se colocarmos a segurana pblicaem caminhos certos e coerentes.

    O modelo de polcia variado de pas para pas. O debate sobre aunio de polcias ficou para trs. O que importa conceituarmos as pol-cias de forma diferente, redescobrirmos o seu papel na sociedade e dizerpara todos que polcia eficiente produz prova e polcia eficaz combate aimpunidade.

    E , justamente, no combate que se faz essencial a presena daPercia. Essencial no combate ao crime organizado, ao trfico de drogas, lavagem de dinheiro. A falta do perito criminal em investigaes de tr-fico de drogas, por exemplo, nos d a certeza clara da defasagem demodelo que a est. O esquecimento da participao da percia nas for-as-tarefa criadas tambm motivo de pesar. Para ns, essa ausncia satrasa a necessidade de provar com urgncia um crime e a identificaodos autores.

    preciso saber que a presena da percia garante os direitos humanosde todos, porque a defesa da prova cientfica garantia de apurao da ver-dade com imparcialidade.

    Sabendo disso, o governo sancionou a Lei 10.682/03 que cria 450vagas de perito, e vem garantir que a Polcia Federal possa atender essademanda por provar. Atualmente, com apenas 337 peritos federais na ativa,solicitaes tm demorado anos por conta das filas e dos inquritos para-dos, por falta de peritos para a realizao de exames. Com o ingresso des-ses 450 amigos, os recursos humanos sero parcialmente providos, verda-de. Mas, a necessidade uma realidade da Percia Federal que no pode serocultada. Veja s: dois estados brasileiros no possuem peritos federais(Acre e Amap), 6 estados possuem menos de 5 (Amazonas, Piau,Rondnia, Roraima, Sergipe e Tocantins) e apenas uma delegacia do DPF(so 74) tem peritos, a de Foz do Iguau.

    H tambm os aspectos da estrutura fsica. Muitas vezes no h locale condies adequadas de trabalho e a falta de verbas j uma constantepara as percias regionais.

    Em face desses aspectos, ingenuidade pensar que a atual gesto daPolcia Federal ir reverter em pouco tempo o quadro em que nos encontra-mos. No entanto, sinais claros de que essa mudana de gesto ocorrer temque ser imediatamente explicitados, afinal, como na economia, o tempomodifica as expectativas, e quem quer ter uma polcia cientfica no futurotem que mudar hoje.

    Roosevelt Leadebal Jr., presidente da APCF

    Distribuio Gratuita

    Ano IV - N 14 - Jan/Fev/Mar/A

    br de 2003

    crime!Por Fernand

    o

    Jesus

    Inteligncia

    financeira

    Perdem-se bilhes em

    lavagem de dinheiro

    EXCLUSIVO

    Entrevistacom LuizEduardo Soares

  • 4 PERCIA FEDERAL

    e x p e d i e n t e

    D i r e t o r i a d a E x e c u t i v a N a c i o n a lRoosevelt A. F. Leadebal Jnior

    Presidente

    Antnio Carlos MesquitaVice-Presidente

    Jorilson da Silva RodriguesDiretor Jurdico

    Luiz Carlos de G. HortaSuplente de Diretor Jurdico

    Renato Rodrigues BarbosaDiretor Financeiro

    Eduardo Siqueira Costa NetoSuplente de Diretor Financeiro

    Paulo Roberto FagundesDiretor de Comunicao

    Luiz Eduardo Lucena GurgelSuplente de Diretor de Comunicao

    Dulce Maria P. SantanaDiretora Tcnico-Social

    Marcos de Almeida CamargoSuplente de Diretor Tcnico-Social

    Bruno Costa Pitanga MaiaSecretrio Geral

    Eurico Monteiro MontenegroSuplente de Secretrio Geral

    AlagoasDiretor: Nivaldo do Nascimento

    Suplente: Murilo Casteles de Almeida

    AmazonasDiretor: Fernanda Scarton KantorskySuplente: Antnio Carlos de Oliveira

    BahiaDiretor: Jos Carlos de Souza Ferreira

    Suplente: Iracema Gonalves de Alencar

    CearDiretor: Joo Vasconcelos de Andrade

    Suplente: Maria Marta Vieira de Melo Lima

    Distrito FederalDiretor: Andr Luiz da Costa MorissonSuplente: Charles Rodrigues Valente

    Esprito SantoDiretor: Roberto Silveira

    Suplente: Paulo dos Santos

    GoisDiretor: Luiz Pedro de Sousa

    Suplente: Francisco William Lopes Caldas

    MaranhoDiretor: Eufrsio Bezerra de Sousa Filho

    Suplente: Luiz Carlos Cardoso Filho

    Mato GrossoDiretor: Waldemir Leal da Silva

    Suplente: Ruy Csar Alves

    Mato Grosso do SulDiretor: Andr Luis de Abreu Moreira

    Suplente: Everaldo Gomes Parangaba

    Minas GeraisDiretor: Joo Luiz Moreira de Oliveira

    Suplente: Lcio Pinto Moreira

    ParDiretor: Antonio Carlos F. dos SantosSuplente: Adriano Otvio Maldaner

    ParabaDiretor: Antnio Vieira de Oliveira

    Suplente: Maria Irene de S. CardosoLima

    ParanDiretor: Fabiano Linhares FrehseSuplente: Magda Aparecida de A.

    Kemetz

    PernambucoDiretor: Rinaldo Jos Prado Santos

    Suplente: Maria da Penha N. de Aguiar

    PiauDiretor: Jos Arthur de Vasconselos Neto

    Suplente: Leonardo Vergara

    Rio de JaneiroDiretor: Isaque Morais da Silva

    Suplente: Dlglen Jeane e Bispo

    Rio Grande do NorteDiretor: Dbora Gomes de M. Santos

    Suplente: Elinaldo Cavalcante da Silva

    Rio Grande do SulDiretor: Dirceu Emlio de Souza

    Suplente: Marcelo de Azambuja Fortes

    RondniaDiretor: Assis Clemente da Silva Filho

    Suplente: Alex Martins Lucas

    Santa CatarinaDiretor: Maria Elisa Bezerra de Souza

    Suplente: Athos Cabeda Faria

    So PauloDiretor: Eduardo Agra de Brito NevesSuplente: Srgio Barbosa Medeiros

    SergipeDiretor: Reinaldo do Couto PassosSuplente: Csar de Macdo Rgo

    Carlos Maurcio de Abreu - DF

    Titular

    Jos Gomesda Silva - DF

    Titular

    Emanuel Renan C.Coelho - DF

    Titular

    Paulo RicardoManfrin- SCSuplente

    Gutemberg de A. Silva - BA

    Suplente

    D i r e t o r i a s R e g i o n a i s

    C o n s e l h o F s i c a l D e l i b e r a t i v oO Conselho Fiscal Deliberativo formado por cinco peritos, trs titulares e dois suplentes.

    Editoras rica Dourado - 1198/PA

    Elizangela Dezincourt - 1222/PA

    Fotosrica Dourado - Elizangela Dezincourt

    Diagramao e capaMarcello Pio

    ImpressoGrfica Athalaia

    Tiragem3.000 exemplares

    As opinies emitidas em matrias assina-das, bem como os anncios, so de intei-

    ra responsabilidade de seus autores.

    Como entrar em contato com a revistaPercia Federal: EQS 212/412 Bl. A Cep:

    70.275-450 - Braslia - DF - Telefones:(61) 346-9481 / 345-0882.E-mail: apcf@apcf.org.br

    Site: www.apcf.org.br

    A reproduo livre, desde que citada a fonte.

  • 5PERCIA FEDERAL

    O teatro, a msica, a literatura e as artessempre foram grandes paixes na vida deLuiz Eduardo. Formou-se em Letras naPUC. Lecionou em diferentes cursos de vriasuniversidades federais. Mestre em An-tropologia Social pelo Programa de Ps-Graduao em Antropologia Social do MuseuNacional/UFRJ. Foi professor visitante doDepartamento de Cincia Poltica daUniversidade de Colmbia em Nova Iorque. Em1991, tornou-se Doutor em Cincia Poltica peloInstituto Universitrio de Pesquisas do Rio deJaneiro - IUPERJ. Tornou-se ps-doutor emfilosofia poltica. De janeiro de 1999 a 17 demaro de 2000, foi Subsecretrio de SeguranaPblica do Estado do Rio de Janeiro e, entre out-ubro de 1999 e maro de 2000, Coordenador deSegurana, Justia, Defesa Civil e Cidadania doEstado do Rio de Janeiro. Ao final do GovernoGarotinho, tornou-se professor convidado naUniversidade de Columbia em Nova Iorque epesquisador