Pesquisa: conceitos, classificação e etapas.. Constituição do...

Click here to load reader

download Pesquisa: conceitos, classificação e etapas.. Constituição do conhecimento científico Thomas Kuhn: Paradigma e Ciência normal Epistemologia: Metodologia

of 21

  • date post

    17-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    112
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Pesquisa: conceitos, classificação e etapas.. Constituição do...

  • Slide 1
  • Pesquisa: conceitos, classificao e etapas.
  • Slide 2
  • Constituio do conhecimento cientfico Thomas Kuhn: Paradigma e Cincia normal Epistemologia: Metodologia e Gnosiologia O Mtodo Cientfico: seqncia lgica de procedimentos, que se deve seguir para a consecuo de um objetivo final. O Trabalho Cientifico A Graduao, O Mestrado e o Doutorado
  • Slide 3
  • Compreendermos o mundo que vivemos; Solucionar problemas de ordem prtica; Definir parmetros de pensamento sobre determinados assuntos; Desenvolver o hbito da disciplina de assimilao do conhecimento, assim como a sua transmisso. Falta de Familiaridade com a Pesquisa: Informao indisciplinada, ecletismo, esprito crtico-inocente Motivos: ordem cientfica, ordem poltico-econmica
  • Slide 4
  • Procedimento formal, com mtodo de pensamento reflexivo, que requer um tratamento cientifico e se constitui no caminho para se conhecer a realidade ou para descobrir verdades parciais. (MARCONI E LAKATOS, 2002) Investiga o mundo em que o homem vive e o prprio homem. O investigador recorre observao e reflexo que faz sobre os problemas que enfrenta, e experincia passada e atual dos homens na soluo destes problemas, a fim de munir-se dos instrumentos mais adequados sua ao e intervir no seu mundo para constru-lo adequado sua vida. (CHIZZOTTI, 2001)
  • Slide 5
  • uma atividade voltada para a soluo de problemas tericos ou prticos com o emprego de processos cientficos. ( CERVO; BERVIAN, 2004 p. 63) Investigao sistemtica que usa mtodos para responder s questes ou resolver os problemas. A meta final da pesquisa desenvolver, refinar e expandir um corpo de conhecimento. (POLIT; BECK;HUNGLER, 2004 p. 20)
  • Slide 6
  • Tipos de Pesquisa Classificao quanto: natureza/essncia Pesquisa terica Pesquisa metodolgica Pesquisa emprica Pesquisa prtica Finalidade Bsica/Fundamental/Pura Aplicada Aos objetivos Pesquisa exploratria Pesquisa descritiva Pesquisa explicativa Aos procedimentos Pesquisa de campo Pesquisa experimental Ao objeto Pesquisa bibliogrfica Pesquisa de campo forma de abordagem Pesquisa quantitativa Pesquisa qualitativa
  • Slide 7
  • Bsica/ Fundamental/ Pura Objetiva o avano do conhecimento terico em determinada rea, no visa a aplicabilidade imediata Visa debater sobre a propedutica informadora da pratica que instrui o operador do Direito. Aplicada Objetiva resolver um problema concreto e imediato da sociedade Parte de um dado objetivo e concreto, utilizando-se dele como objetivo final da pesquisa.
  • Slide 8
  • Pesquisa Exploratria Estudo que tem por objetivo a compreenso de um fenmeno ainda pouco conhecido. Pode envolver levantamento bibliogrfico, entrevistas com pessoas experientes no problema pesquisado Busca o aprimoramento de idias ou a descoberta de intuies. Criar maior familiaridade com o problema, com vistas a torn-lo mais explcito ou construir hipteses. Seu planejamento flexvel, de modo que possibilite a considerao dos mais variados aspectos relativos ao fato estudado Quase sempre feitas com levantamento bibliogrfico, entrevistas, pesquisas web...
  • Slide 9
  • Pesquisas Descritivas Tem como objetivo primordial a descrio das caractersticas de determinados fenmenos. Limita-se apenas a descrever. Objetivam observar, registrar e analisar os fenmenos (com que freqncia acontecem, que estrutura tm, como funcionam) Implicam na realizao de observao sistemtica e no participante. Destaca-se tambm na pesquisa descritiva aquelas que visam descrever caractersticas de grupos (idade, sexo, procedncia, etc), como tambm a descrio de um processo numa organizao, o estudo do nvel de atendimento de entidades, levantamento de opinies, atitudes e crenas de uma populao, etc.
  • Slide 10
  • Pesquisa Explicativa Pesquisa mais aprofundada, tendo como principal objetivo a identificao dos fenmenos, buscando explicaes para os fatores que contribuem para sua ocorrncia. A preocupao central identificar os fatores que determinam ou que contribuem para a ocorrncia dos fenmenos. o tipo que mais aprofunda o conhecimento da realidade, porque explica a razo, o porque das coisas. Por isso, o tipo mais complexo e delicado
  • Slide 11
  • Pesquisa Bibliogrfica : desenvolvida com base em material j elaborado, constitudo principalmente de livros e artigos cientficos. No aconselhvel que textos retirados da internet constituam o arcabouo terico do trabalho monogrfico. Pesquisa Documental : Vale-se de materiais que no receberam ainda um tratamento analtico, ou que ainda podem ser reelaborados de acordo com os objetos da pesquisa.(documentos de arquivos, igrejas, sindicatos, instituies). Existem tambm aqueles que j foram processados, mas podem receber outras interpretaes, como relatrios de empresas, tabelas etc.
  • Slide 12
  • Pesquisa Experimental: Visa elucidar relaes de causa e efeitos entre variveis. Levantam-se as causas, para analisar as conseqncias. Ope-se a pesquisa descritiva Estudo de Campo: qualquer pesquisa realizada em ambiente natural, ou seja, no controlado (laboratrio). Envolve a observao direta do fenmeno estudado, em seu prprio ambiente. Estudo de Caso: Consiste no estudo profundo e exaustivo de um objeto especifico, de modo a permitir seu conhecimento amplo e detalhado.
  • Slide 13
  • Busca-se o aprofundamento dentro da doutrina jurdica, problematizando pontos e esclarecendo outros obscuros. Ex: O contrato social e a teoria do Poder Soberano. As metamorfoses do Estado: de Thomas Hobbes a Rousseau. O conceito de virt em Maquiavel e a relao entre poltica e o homem. O Federalismo Brasileiro e suas contradies Sistematizar o conhecimento existente sobre um novo aspecto, dando novas interpretaes aos institutos jurdicos. Ex: A Teoria da Aplicabilidade das normas Constitucionais e suas lacunas. Hipteses de incidncia tributria no Estado Regulador. Encontrar parmetros racionais para problemas cotidianos. O Principio da Presuno de Inocncia em caso de Ru confesso. O Processo de despatrimonializao do Cdigo Civil, pela Constituio Federal de 1988.
  • Slide 14
  • voltada unicamente aos debates de origem metodolgica: validade do conhecimento procedimentos tcnicos Estudo dos paradigmas cientficos Ex: A Cincia Jurdica (M.H.D.). Questes de Mtodo (Sartre).
  • Slide 15
  • quando um fato ou fenmeno da realidade reproduzido de forma controlada, com o objetivo de descobrir os fatores que o produzem ou que por ele so reproduzidos (SANTOS, 2001). Viabiliza novas descobertas: materiais, componentes, mtodos, tcnicas Usada para obter novos conhecimentos e prottipos Requer manipulao e coleta de dados imparcial Inovaes geradas a partir de estudos de laboratrio, os experimentos Experimentar significa: elaborar e formular novos elementos, testar materiais e componentes, simular eventos,
  • Slide 16
  • 1 - Observao: Investigao e definio do problema levantamento da literatura sobre o problema 2 - Hiptese: uma soluo provisria e antecipada s evidncias posteriores. 3 - Experimentao: As hipteses devem ser postas prova, verificadas, aprovadas ou reprovadas. Definio do plano experimental Realizao do experimento Apresentao dos dados Anlise e interpretao dos resultados Concluses
  • Slide 17
  • Definio O interesse da pesquisa de campo est voltado para o estudo de indivduos, grupos, comunidades, instituies, entre outros campos. Objetivo - Compreender os diversos aspectos da sociedade; - Descobrir novos fenmenos e suas relaes. Fases da Pesquisa 1 fase: pesquisa bibliogrfica 2 fase: determinao, de acordo com a natureza da pesquisa, das tcnicas que sero empregadas na coleta de dados e na seleo da amostra; 3 fase: definio das tcnicas de registro destes dados e das tcnicas que sero utilizadas em sua anlise
  • Slide 18
  • Mtodos de Coleta de Materiais QUALITATIVA - A observao direta e intensiva, que possui a observao sistemtica e assistemtica, participante, no-participante, individual, em equipe, em laboratrio, na realidade; - As entrevistas estruturadas, no estruturadas, focalizadas, clnicas, no dirigidas, em painel. QUANTITATIVA - A observao direta extensiva, realizada atravs de aplicao de questionrios e/ou formulrios.
  • Slide 19
  • Definio a realizao de uma pesquisa sobre um fenmeno em seu contexto real, atravs de uma explorao intensiva de uma NICA unidade de estudo. Quando existir mais que uma unidade de estudo, trata-se de uma anlise comparativa. Finalidades - Explorar situaes da vida real, cujos limites no esto claramente definidos; - Descrever situaes da realidade em que est sendo feita a pesquisa; - Explicar variveis causais de fenmenos especficos em situaes que no possibilitam a realizao de experimentos e levantamentos.
  • Slide 20
  • 1 OBSERVAO Utiliza especialmente os sentidos do observador, atravs do ver e do ouvir. Aps cada observao, deve-se elaborar uma ficha de registro previamente planejada para que os fenmenos observados sejam registrados. 2 ENTREVISTAS utilizada para obteno de informaes sobre o que as pessoas sentem, pensam ou fazem. Pode verificar fatos, opinies e sentimentos, determinar condutas, averiguar planos de aes. 3 QUESTIONRIOS Construir um questionrio consiste em traduzir os objetivos(geral e especfico) em questes especficas. As respostas a essas questes que iro proporcionar os dados requeridos para testar as hipteses ou esclarecer o problema da pesquisa.
  • Slide 21
  • Parte da premissa de se estudar algum ponto da prtica (atividade, prxis). Tem como nica finalidade, apontar orientaes tericas p