Primeiros Socorros - Introdução aos Primeiros Socorros

download Primeiros Socorros - Introdução aos Primeiros Socorros

of 21

Embed Size (px)

Transcript of Primeiros Socorros - Introdução aos Primeiros Socorros

Slide 1

DE FARMCIAatendente Primeiros Socorros

AULA 1 Primeiros Socorros

IntroduoEm primeiros socorros muito ajuda quem no atrapalha.O objetivo auxiliar a vtima, o mais rpido possvel, utilizando os recursos materiais e humanos disponveis no local, antes da chegada do socorro especializado.

IntroduoA grande maioria dos acidentes poderia ser evitada. No so mera fatalidades.IMPERCIAimprudnciaNegligncia

ImportnciaO atendimento correto nos primeiros momentos depois da ocorrncia de um acidente fundamental para:

diminuir o sofrimento da vtima,reduzir danos para sua sade, prevenir seqelas,evitar mortes.

Da a importncia da divulgao de informaes sobre primeiros socorros desde o ensino bsico (pouca tradio nessa rea no Brasil)

ImportnciaPor isso fundamental saber:

O que fazer nos primeiros momentos aps a ocorrncia de algum acidente, auxiliando a vtima.Um atendimento mal feito pode prejudicar ainda mais a sade da vtima, prejudicando-a.Como tomar as primeiras medidas at que a vtima seja atendida por equipe especializada de socorristas (no local, em ambiente hospitalar ou em ambiente ambulatorial).

LeiO artigo 135 do Cdigo Penal Brasileiro bem claro: deixar de prestar socorro vtima de acidentes ou pessoas em perigo iminente, podendo faz-lo, crime.Deixar de prestar socorro significa no dar nenhuma assistncia vtima.

Quem chama por auxlio especializado, por exemplo, j est prestando algum tipo de socorro.

Para a prestao de primeiros socorros o esprito de solidariedade no basta. preciso dominar as tcnicas de primeiros socorros.Muitos pensam que na hora de uma emergncia no tero coragem ou habilidade suficientes para socorrer.Isso no motivo para deixar de aprender as tcnicas, que podero ser teis algum dia.Aspectos Gerais

8

Definio: primeiros socorros so os procedimentos iniciais e imediatos que devem ser aplicados vtima, for a do ambiente hospitalar, para:

garantir a vida manter os sinais vitais,evitando o agravamento de seu quadro,at que ela receba assistncia definitiva.Aspectos Gerais O QUE SO PRIMEIROS SOCORROS?

9

Socorrista: nome do profissional especializado em atendimento de emergncia (multiprofissional)

Ns NO somos socorristas.

Sempre que possvel, preferir o atendimento dos socorristas e paramdicos, que contam com a formao e equipamentos adequados.Aspectos Gerais

10

Aspectos Gerais QUANDO PRESTAR SOCORRO?Sempre que a vtima no esteja em condies de cuidar de si prpria.

11

Urgncia: ocorrncia imprevista no campo da sade, com ou sem risco potencial de vida, que demanda assistncia mdica imediata.

Emergncia: condio ou agravo sade que implique em risco iminente de vida, ou sofrimento intenso, exigindo assistncia mdica imediata.Aspectos Gerais PS - Introduo

Medidas de proteo individualTomar todas as precaues durante a manipulao da vtima, para:evitar leses corporais ao socorrista Evitar sua contaminao por agentes biolgicos, substncias txicas ou radioativas presentes no corpo, no sangue e nas secrees da vtimaSe o local do socorro oferecer riscos que no possam ser neutralizados, remover a vtima para local seguroSe necessrio, improvisar material que proteja o socorrista das secrees e do sangue (p. ex: envolver as mos em saco plstico).Em caso de acidente, sinalizar e isolar a rea para prevenir acidentes secundriosAspectos Gerais PS - Introduo

importante ter sempre em mente os 10 mandamentos do socorrista:

Aspectos Gerais PS - Introduo

14

Manter a calma

2. Ter sempre em mente a seguinte ordem de segurana: voc a prioridade (quem est socorrendo). Depois vem a sua equipe (incluindo os transeuntes). E por ltimo, a vtima. (No queremos gerar novas vtimas)

3. Ao socorrer, ligar ao atendimento pr-hospitalar de imediato (Corpo de Bombeiros, Pronto Socorro, p. ex.)Aspectos Gerais

4. Antes de agir, sempre verificar se h riscos no local, para voc e para sua equipe.

5. Manter sempre o bom senso

6. Manter o esprito de liderana, afastando os curiosos do local.

7. Distribuir tarefas. (Assim, os curiosos, que poderiam atrapalhar, ajudaro, podendo se sentir teis)Aspectos Gerais

16

8. Evitar atitudes intempestivas. Seja sempre calmo e prudente.

9. Caso hajam vrias vtimas, priorize aquelas que correm maior risco de vida (p. ex., sangramentos abundantes ou vtimas de parada crdio-respiratria)

10. Seja socorrista e no heri (lembrar sempre do 2o. mandamento)Aspectos Gerais

Os acidentes podem ser de diversas naturezas:Acidentes de trnsito (atropelamentos, colises)Acidentes com animais peonhentos (cobras, aranhas, escorpies, lagartas)Intoxicaes medicamentosas acidentais intencionais (tentativa de suicdio)Intoxicao alcolicaAcidentes de trabalhoAspectos Gerais

18

Acidentes de trabalho:Agentes qumicos (intoxicao por solventes, substncias cidas ou bsicas, etc.)Agentes biolgicos (contaminao por bactrias, vrus e outros microorganismos)Agentes fsicos (choque eltrico, calor excessivo, frio excessivo)QuedasAspectos Gerais

19

Quedas com ou sem fraturas exposta ou no-exposta contuses, luxaes escoriaes, ferimento fechado (com hematoma)ferimento aberto, com sangramento abundante ou no

Aspectos Gerais

Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior - 2011

DVIDAS