Produção Discente UFAL - ENEBD 2010

download

of 17

Embed Size (px)

description

Trabalho apresentado no XXXIII Encontro de Estudantes de Biblioteconomia, Documentao, Cincia da Informao e Gesto da Informao. Joo Pessoa - PB, em julho de 2010.

transcript

  • 1. XXXIII ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAO, CINCIA E GESTO DA INFORMAO - ENEBD ATIVIDADES CULTURAIS NAS UNIDADES DE INFORMO: o caso do museu Tho Brando em Alagoas Adriele da Silva Isaac Kimbell Sales Neves Jos Digenes de O. Lima Zays Cludio Gomes da Silva Macei-AL 2010
  • 2. 1 INTRODUO
    • A presente pesquisa apresenta como temtica principal a produo cientfica dos discentes universitrios. Como locus de anlise busca-se investigar a realidade da produo cientfica dos discentes do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Alagoas UFAL.
    • A pesquisa e a produo so fatores respeitveis para o intercmbio cientfico e progresso intelectual da humanidade, alm de servir como auxlio para o curso obter status na comunidade cientfica e crescimento dentro da instituio.
  • 3. OBJETIVOS
    • OBJETIVO GERAL
    • Investigar as caractersticas das produes dos discentes do curso de Biblioteconomia da UFAL.
    • OBJETIVOS ESPECFICOS
    • Identificar e mapear as produes discentes do curso de Biblioteconomia da UFAL durante os anos de 2007, 2008, 2009 e 2010;
    • Demonstrar a necessidade e a importncia da pesquisa aos discentes do curso de Biblioteconomia da UFAL;
    • Fazer com que este artigo sirva de referncia para aumento das pesquisas e produes dos discentes do curso;
    • Desenvolver um mini-curso para discutir e apresentar argumentos incentivadores da pesquisa discente.
  • 4. 2 COMUNICAO CIENTFICA
    • Para Mueller (1995, 64) citando Kaplan e Storer (1968) & Garvey (1979) o termo Comunicao Cientfica se refere troca de informaes entre cientistas e inclui todas as atividades associadas com a produo, disseminao e uso da informao, desde a hora em que o cientista teve a idia de pesquisa at o momento em que os resultados de seu trabalho so aceitos como parte integrante do conhecimento cientfico.
  • 5. 2 COMUNICAO CIENTFICA
    • Em consonncia com Mueller (1995) entende-se que a Comunicao Cientfica no s imprescindvel aos pesquisadores de alto nvel, mas sim a qualquer novo pesquisador que pretende iniciar sua vida de investigador, independente de seu estgio como pesquisador.
  • 6. 3 PRODUO CIENTFICA: BREVES CONSIDERAES
    • De acordo com Santos et al (2007) a produo cientifica pode ser entendida como um processo de desenvolvimento de uma determinada sociedade, pois, o conhecimento que o estado e a nao produz no mundo para a contribuio efetiva nos diversos setores do cotidiano, especificamente, da economia, da poltica, da cultura, sobretudo, nas relaes de mudana de poder entre as classes sociais no mundo.
    • Portanto, percebe-se que, quanto mais cedo os estudantes de graduao comeam a produzir cientificamente, consequentemente podero ser tornarem pesquisadores, com o objetivo espera-se, de solucionar os problemas sociais que, a sociedade contempornea vem enfrentando no seu cotidiano.
  • 7. 3.1 PRODUO CIENTFICA DISCENTE
    • A despeito Ivashita e Rodrigues (200?, p. 1) apud Chervel (1990) teoriza acerca da anlise da produo discente, argumentando que ela propicia elementos que permitem identificar e avaliar as prticas pedaggicas, bem como observar o nvel de assimilao entre os discentes, avaliar a distncia entre o que se ensinou e o que se aprendeu. E, por ltimo, permitem tambm verificar se fez surgir, entre os discentes, uma autonomia ou uma vontade prpria, contrariando a lgica das finalidades das disciplinas.
  • 8. 4 ESPRITO CRTICO DO PESQUISADOR
    • Macedo (1987) expe sobre a dedicao que se deve ter numa investigao na quais diversos fatores incidem de forma positiva (ou no), estes (fatores) a autora elenca alguns: o esprito crtico e inquiridor, a vontade de encontrar novos caminhos, superar defasagens e solucionar problemas. Desse modo, sabe-se que o pesquisador antes, durante e aps a pesquisa ter que se auto avaliar, pois cada etapa de suma importncia.
    • Alm disso, ele precisa obter um bom contato com a comunidade cientfica, com pesquisadores de renome, colegas cientistas e claro, um bom envolvimento com sua rea de pesquisa. Na verdade, faz parte da formao de um futuro cientista aprender as regras do sistema de comunicao cientifica, para a sua prpria sobrevivncia como pesquisador (MUELLER, 1995, p. 70).
  • 9. 5 PROCEDIMENTOS METODOLGICOS
    • A presente pesquisa buscou mtodos e tcnicas quantitativas e qualitativas para anlise e coleta de dados, tendo em vista como suporte de coleta o uso do questionrio para caracterizao da produo dos discentes. Outros dados foram pesquisados e analisados pelos Currculos Lattes disponibilizados na Plataforma Lattes do Centro Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnolgico CNPq e pelos Projetos de Pesquisa do curso atravs do Diretrio dos Grupos de Pesquisa no Brasil.
  • 10. 5 PROCEDIMENTOS METODOLGICOS
    • As anlises seguem algumas etapas.
    • Etapa 1 Discentes
      • Mapeamento dos discentes pesquisadores do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Alagoas e, suas devidas linhas de pesquisa.
    • Etapa 2 Veculos de Informao/Publicao
      • Caracterizao dos veculos utilizados para pesquisa e produo dos discentes;
      • Anais de Congressos, Encontros e outros;
      • Peridicos;
      • Livros.
    • Etapa 3 Produo Cientfica
      • Identificar as literaturas utilizadas na produo dos discentes, isto , nacional/internacional;
      • Quantificar as mdias da produo dos discentes por perodo.
  • 11. 6 ANLISE E DISCUSSO DOS RESULTADOS
    • Percebeu-se que no Curso de Biblioteconomia da UFAL, h cerca de 124 discentes matriculados. Foram aplicados 70 questionrios sendo 58 recebidos. Desta forma, tm-se nos dados no quadro 01, as informaes sobre a produo discente no respectivo curso.
  • 12. 6 ANLISE E DISCUSSO DOS RESULTADOS Nota-se que no Curso de Biblioteconomia da UFAL, existe um quantitativo relevante de discentes que no esto produzindo cientificamente. Quadro 01. Quantitativo de Discentes Pesquisadores do Curso de Biblioteconomia/UFAL. Fonte: Sitio do Curso de Biblioteconomia/UFAL e na Plataforma Lattes/CNPQ. Discentes Sim No Total Produz cientificamente 15 43 58
  • 13. 6 ANLISE E DISCUSSO DOS RESULTADOS Observa-se que, os estudantes do curso de Biblioteconomia da UFAL, esto priorizando os anais de congresso para a comunicao de seus artigos cientficos. Grfico 01. Veculos utilizados para comunicao da produo cientfica dos discentes.
  • 14. 6 ANLISE E DISCUSSO DOS RESULTADOS
    • Atravs dos coletados com aplicao de questionrios e investigao na base de dados do Diretrio de Grupos de Pesquisa do Brasil, percebeu-se que o curso atravs do Corpo Docente, com exceo de alguns, no norteia a produo cientfica dos discentes.
    Fonte: Diretrio de Grupos de Pesquisa do Brasil. Disponvel em: >. Quadro 02. Quantitativo de Grupos de Pesquisa do Curso de Biblioteconomia/UFAL.
  • 15. 7 CONSIDERAES FINAIS
    • Assim sendo, conclui-se a pesquisa acerca da produo cientfica por discentes do Curso de Biblioteconomia da UFAL, com base nos resultados da pesquisa, tanto do ponto de vista do pouco nmero de discentes pesquisadores e grupos de pesquisa, apenas 02 (dois).
    • Enfim, as lacunas identificadas nessa pesquisa podem servir de base para outras investigaes posteriores com intuito de formar nos discentes de Biblioteconomia da UFAL uma realidade da qual eles, precisam est conscientes da necessidade de se produzir pesquisas cientficas, pois como sabido, tais questes so relevantes num processo de avaliao, por exemplo, uma avaliao do Ministrio da Educao MEC, ENADE, CNPQ entre outras instituies como esse objetivo .
  • 16. REFERNCIAS
    • BOOTH, Wayne C; COLOMB, Gregory G; WILLIAMS, Joseph. A arte da pesquisa . So Paulo: Martins Fontes, 2008.
    • CASTRO, Csar Augusto. A pesquisa discente nos cursos de graduao em Biblioteconomia e Cincia da Informao. Transinformao , Campinas, v. 14, n. 1, p. 49-53, jan./jun. 2002. Disponvel em: Acesso em: 23 out. 2009.
    • CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTFICO E TECNOLGICO-CNPQ. Plataforma Lattes . Disponvel em: . Acesso em: 2 fev. 2010.
    • CURSO DE BIBLIOTECONOMIA. Resoluo N 01/2002 de Curso de Biblioteconomia/UFAL de 09/04/2002. Disponvel em: . Acesso em: 2 fev. 2010.
    • KOBASHI. Nair Yumiko. Notas sobre o papel da pesquisa em cursos de graduao em cincia da informao. Transiformao , So Paulo, v.