Prof. Cláudio Boechat

download Prof. Cláudio Boechat

of 56

  • date post

    12-Feb-2016
  • Category

    Documents

  • view

    25
  • download

    0

Embed Size (px)

description

12º Congresso Internacional da Gestão do PGQP 16ª edição do Prêmio Qualidade RS. Desenvolver em situações inusitadas é também uma questão de aperfeiçoamento, tanto na Natureza quanto nas organizações. Competitividade Responsável. Prof. Cláudio Boechat. Porto Alegre 05 de julho de 2011. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript of Prof. Cláudio Boechat

  • Prof. Cludio BoechatPorto Alegre05 de julho de 2011Competitividade Responsvel12 Congresso Internacional da Gesto do PGQP16 edio do Prmio Qualidade RSDesenvolver em situaes inusitadas tambm uma questo de aperfeioamento, tanto na Natureza quanto nas organizaes.

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Onde estamos e como chegamos aqui?

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Evoluo da Populao MundialMaterial preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Limites PlanetriosEntre os limites, os trs que j foram ultrapassados se destacam: Taxa de Perda de Biodiversidade Espcies esto entrando em extino em um nvel s visto na ltima extino em massa global. At 30% das espcies de mamferos, pssaros e anfbios estaro ameaadas neste sculo.Ciclo do Nitrognio e do Fsforo Em uma escala planetria, a quantidade de nitrognio e de fsforo ativada pelo homem to alta que os ciclos globais dos dois elementos encontram-se significativamente perturbados.Mudanas Climticas As conversas sobre o tema vm se intensificando, sendo as mais recentes a de COP 15 em Copenhagen e a COP 16 em Cancun. Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • A pirmide de rendimentos globais:

    2,6 bilhes de pessoas vivem com menos de US$ 2 por dia.A pobreza permanece bastante difundidaMaterial preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • A pobreza permanece bastante difundidaFonte: BLACK, Lucas. Desenvolvendo Mercados Inclusivos, UNDP.Bilhes de pessoas no tm acesso a bens e servios essenciais

    Sem gua limpa: 1 bilho

    Sem saneamento adequado: 2,6 bilhes

    Sem eletricidade: 1,6 bilho

    Sem internet: 5,4 bilhesA pobreza melhor definida como a ausncia de oportunidades para levar a vida almejada.

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Pobreza e Distribuio de RendaMaterial preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Uma viso dos continentesFonte WWFMaterial preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • IDH e SustentabilidadeFonte WWFMaterial preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Demanda Humana e Capacidade do Ecossistema Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Fonte: Boechat e Paro, FDC, 2010Competitividades

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Competitividade para o Crescimento EconmicoA competitividade das naes est relacionada capacidade nacional em dar suporte s companhias a competirem, nacional e internacionalmente, enquanto incrementam os nveis de emprego e renda do pas. Sendo o governo e as empresas seus principais players, por hiptese, essas ltimas somente sero competitivas se a nao lhes fornecer as devidas condies.OCDE, 1996

    A competitividade a habilidade ou talento resultantes de conhecimentos adquiridos capazes de criar e sustentar um desempenho superior ao desenvolvido pela concorrncia. Sendo assim o conceito mais adequado para competitividade a produtividade.Michael Porter ,1993

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Fonte: Frum Econmico Mundial, 2010Competitividade Mundial conforme o Global Competitiveness Report 2010-2011 Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Desenvolvimento Sustentvel aquele que atende s necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as geraes futuras atenderem s suas prprias necessidades.

    Comisso Mundial sobre o Meio Ambiente, 1987

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Competitividade Responsvel A competitividade responsvel trata de fazer valer o desenvolvimento sustentvel nos mercados globais. So os mercados que recompensam prticas de negcios que geram melhores resultados sociais, ambientais e econmicos; e implicam sucesso econmico para naes que encorajam essas prticas comerciais atravs de polticas pblicas, normas sociais e aes de cidadania.

    Zadek e MacGillivray, 2007Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Competitividade Responsvel A Competitividade Responsvel um ingrediente essencial para mercados globais eficazes. Ela une estratgias corporativas avanadas, polticas pblicas inovadoras e uma sociedade civil vibrante e engajada. Trata-se da criao de uma nova gerao de produtos e processos comerciais lucrativos calcados em regras que apiam de forma abrangente os objetivos sociais, ambientais e econmicos da sociedade.O Estado da Competitividade Responsvel demonstra o potencial prtico das estratgias de competitividade responsvel para disseminar negcios e investimentos, e ao mesmo tempo alcanar um equilbrio entre os interesses nacionais e globais, entre o benefcio pblico e o privado.

    Pascal Lamy, Diretor Geral,Organizao Mundial do Comrcio, 2007Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • O ndice da Competitividade ResponsvelO que ???

    um ndice que relaciona o estado da responsabilidade corporativa com a competitividade das naes. O ndice revela quais pases esto atingindo crescimento econmico sustentvel baseado em prticas de responsabilidade social.

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Principais constataes, em 2007Pases nrdicos encabeam a lista, com a Sucia em primeiro lugar e Dinamarca, Finlndia, Islndia e Noruega ocupando as primeiras seis posies, ao lado do Reino Unido.Treze dos top 20 da lista so pases europeus. A eles se unem Hong Kong, Japo e Singapura, na sia; Canad e Estados Unidos, e Austrlia e Nova Zelndia.A frica do Sul lidera os assim chamados BRICS, na 28 posio, com o Brasil, a ndia, a Rssia e a China a seguir, nesta ordem.Economias emergentes como o Chile, Malsia e a Repblica da Coria esto entre o primeiro quartil e, de certa forma, com desempenhos melhores que vrios pases que recentemente se juntaram Unio Europia.Entre os pases de baixa renda, Zmbia e Uganda tm melhor desempenho que outros pases com nveis de desenvolvimento comparveis, enquanto no Camboja, Marrocos e em Bangladesh as iniciativas de competitividade responsvel no nvel setoriais ainda esto por produzir resultados tangveis no nvel nacional.Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • O Estado da Competitividade Responsvel (2007)Fonte: FDC e Accountability, 2007Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio BoechatClusters!Fonte: FDC e Accountability, 2007

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Diviso dos Pases conforme o ndice (ICR)Fonte: FDC e Accountability, 2007Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    IniciantesCumpridoresAssertivosInovadoresAngolaBangladeshBeninBolviaBurquina FasoCamaresCambojaChadeChinaEquadorEtipiaGmbiaMadagascarMalawiMaliMarrocosMauritniaMoambiqueMongliaNepalNigriaPaquistoParaguaiQuniaQuirguistoRssiaTanzniaUcrniaUgandaZmbiaZimbbueAlbniaArgentinaBrasilBulgriaCazaquistoColmbiaCrociaEgitoEl SalvadorFilipinasGergiaGuatemalaHondurasndiaIndonsiaJordniaLesotoMacedniaMxicoMoldviaNambiaNicarguaPanamPeruPolniaRepblica DominicanaRomniaSri LankaTrinidad e TobagoTunsiaTurquiaUruguaiVenezuelafrica do SulBotsuanaChileCosta RicaEmirados rabes UnidosEslovquiaEslovniaEspanhaEstniaGrciaHungriaIsraelItliaJamaicaKuwaitLetniaLituniaMalsiaMaurcioPortugalRep. CoriaRep. TchecaTailndiaTaiwan, ChinaAustrliaAlemanhaustriaBlgicaCanadDinamarcaEstados UnidosFinlndiaFranaHong Kong, ChinaIrlandaIslndiaJapoNoruegaNova ZelndiaPases BaixosReino UnidoSingapuraSuciaSua

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio BoechatA Importncia dos FatoresFonte: FDC e Accountability, 2007

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • ICC versus INCRMaterial preparado e de responsabilidade do prof. Cludio BoechatFonte: FDC e Accountability, 2007

    Material preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

  • COMPETITIVIDADE RESPONSVEL COMPARAO COM COMPETITIVIDADE GLOBALMaterial preparado e de responsabilidade do prof. Cludio Boechat

    Global Competitiveness Index 2010-2011ndice da Compet