Protec incendio-combate-incendio

download Protec incendio-combate-incendio

of 61

  • date post

    22-Nov-2014
  • Category

    Internet

  • view

    370
  • download

    5

Embed Size (px)

description

incendio-combate-incendio

Transcript of Protec incendio-combate-incendio

  • 1. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 1- FOGO um fenmeno qumico resultante da um fenmeno qumico resultante da combusto. Consiste em uma reaocombusto. Consiste em uma reao qumica das mais elementaresqumica das mais elementares (geralmente uma oxidao),(geralmente uma oxidao), caracterizada pela instantaneidadecaracterizada pela instantaneidade de reao e, principalmente, pelode reao e, principalmente, pelo desprendimento de luz e calor. Paradesprendimento de luz e calor. Para que se processe esta reao que se processe esta reao necessria a presena de trsnecessria a presena de trs elementos: combustvel, comburenteelementos: combustvel, comburente e fonte de ignio.e fonte de ignio.
  • 2. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 1.1- COMBUSTVEL toda matria suscetvel de queimar como por toda matria suscetvel de queimar como por exemplo:exemplo:
  • 3. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 1.2- COMBURENTE todo agente qumico que conserva a combusto. Os todo agente qumico que conserva a combusto. Os comburentes mais conhecidos so: o Oxignio e, sobcomburentes mais conhecidos so: o Oxignio e, sob determinadas condies, o Cloro.determinadas condies, o Cloro.
  • 4. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 1.3- FONTE DE IGNIO Trata-se do provocador da reao entre combustvel eTrata-se do provocador da reao entre combustvel e comburente.comburente.
  • 5. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 2- PROPORCIONALIDADE Para que se inicie o fogo preciso haver adequadaPara que se inicie o fogo preciso haver adequada proporcionalidade entre os componentes da reao.proporcionalidade entre os componentes da reao. Essa proporcionalidade a determinante bsica doEssa proporcionalidade a determinante bsica do fogo.fogo.
  • 6. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 2.1- LIMITE INFERIOR DE EXPLOSIVIDADE OU DE INFLAMABILIDADE (LIE) - MISTURA POBRE Mnima concentrao de gs ou vapor que, misturada ao ar, Mnima concentrao de gs ou vapor que, misturada ao ar, capaz de provocar a combusto do produto, a partir do contatocapaz de provocar a combusto do produto, a partir do contato com uma fonte de ignio. Concentraes de gs ou vapor abaixocom uma fonte de ignio. Concentraes de gs ou vapor abaixo do LIE no so inflamveis, pois, nesta condio, tem-se excessodo LIE no so inflamveis, pois, nesta condio, tem-se excesso de oxignio e pequena quantidade do produto para queima.de oxignio e pequena quantidade do produto para queima. Limites de inflamabilidadeLimites de inflamabilidade
  • 7. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 2.2- LIMITE SUPERIOR DE EXPLOSIVIDADE OU DE INFLAMABILIDADE (LSI) - MISTURA RICA Mxima concentrao de gs ou vapor que, misturada ao ar, Mxima concentrao de gs ou vapor que, misturada ao ar, capaz de provocar a combusto do produto, a partir de uma fontecapaz de provocar a combusto do produto, a partir de uma fonte de ignio. Concentraes de gs ou vapor acima do LSI no sode ignio. Concentraes de gs ou vapor acima do LSI no so inflamveis, pois, nesta condio, tem-se excesso de produto einflamveis, pois, nesta condio, tem-se excesso de produto e pequena quantidade de oxignio para que a combusto ocorra.pequena quantidade de oxignio para que a combusto ocorra. Limites de inflamabilidadeLimites de inflamabilidade
  • 8. Conceitos BsicosConceitos Bsicos 2.3- LIMITE DE EXPLOSIVIDADE OU DE INFLAMABILIDADE MISTURA IDEAL Concentrao percentual, em volume, de gases ou vaporesConcentrao percentual, em volume, de gases ou vapores inflamveis no ar, em condies ambiente de presso einflamveis no ar, em condies ambiente de presso e temperatura, que podem-se inflamar com uma fonte de ignio. Atemperatura, que podem-se inflamar com uma fonte de ignio. A menor e a maior concentraes de gases ou vapores no ar quemenor e a maior concentraes de gases ou vapores no ar que podem-se inflamar indicam, respectivamente, o limite inferior depodem-se inflamar indicam, respectivamente, o limite inferior de explosividade (LIE) e o limite superior de explosividade (LSE).explosividade (LIE) e o limite superior de explosividade (LSE). Limites de inflamabilidadeLimites de inflamabilidade
  • 9. Conceitos BsicosConceitos Bsicos MisturaMistura PobrePobre MisturaMistura IdealIdeal MisturaMistura RicaRica pouco GS muito AR muito GS pouco AR CHAMA No ocorre a combusto Ocorre a combusto No ocorre a combusto
  • 10. Conceitos GeraisConceitos Gerais 1- VOLATILIDADE Os combustveis lquidos soOs combustveis lquidos so classificados, geralmente, em volteisclassificados, geralmente, em volteis e no volteis.e no volteis.
  • 11. Conceitos GeraisConceitos Gerais 1.1- COMBUSTVEL VOLTIL Diz-se que um combustvelDiz-se que um combustvel voltil quando, voltil quando, temperatura ambiente,temperatura ambiente, emana vapores capazes deemana vapores capazes de se inflamarem.se inflamarem. Exemplos: gasolina, nafta,Exemplos: gasolina, nafta, ter, hexano, tolueno,ter, hexano, tolueno, benzeno,etc.benzeno,etc. Todo produto que emanaTodo produto que emana vapores a temperaturavapores a temperatura ambiente denominadoambiente denominado produto leve.produto leve.
  • 12. Conceitos GeraisConceitos Gerais 1.2- COMBUSTVEL NO VOLTIL Diz-se que um combustvelDiz-se que um combustvel no voltil quando nono voltil quando no emana vapores a temperaturaemana vapores a temperatura ambiente.ambiente. Exemplos: leoExemplos: leo combustvel,etc.combustvel,etc. Todo produto que noTodo produto que no desprende vapores adesprende vapores a temperatura ambiente temperatura ambiente denominado produto pesado.denominado produto pesado.
  • 13. Conceitos GeraisConceitos Gerais 2- PONTO DE FULGOR a temperatura mnima na qual os elementos a temperatura mnima na qual os elementos combustveis comeam a desprender vapores, quecombustveis comeam a desprender vapores, que podem se incendiar em contato com uma fonte externapodem se incendiar em contato com uma fonte externa de calor. Nesse tipo de reao,a combusto sede calor. Nesse tipo de reao,a combusto se interrompe quando se afasta a fonte externa de calor.interrompe quando se afasta a fonte externa de calor.
  • 14. Conceitos GeraisConceitos Gerais 3- PONTO DE COMBUSTO a temperatura mnima na qual os gases desprendidos a temperatura mnima na qual os gases desprendidos dos elementos combustveis, ao tomarem contato comdos elementos combustveis, ao tomarem contato com uma fonte externa de calor, entram em combusto euma fonte externa de calor, entram em combusto e continuam a queimar mesmo se retirada a fonte decontinuam a queimar mesmo se retirada a fonte de ignio.ignio.
  • 15. Conceitos GeraisConceitos Gerais 4- PONTO DE IGNIO a temperatura mnima na qual os gases desprendidos a temperatura mnima na qual os gases desprendidos dos elementos combustveis entram em combustodos elementos combustveis entram em combusto apenas pelo contato com o oxignio do ar,apenas pelo contato com o oxignio do ar, independentemente de qualquer fonte de calor.independentemente de qualquer fonte de calor.
  • 16. Tcnicas de Extino do FogoTcnicas de Extino do Fogo Quando se retira um dos elementos, est seQuando se retira um dos elementos, est se processando a extino do incndio. Assim, aprocessando a extino do incndio. Assim, a extino pode ser por Abafamento,extino pode ser por Abafamento, Resfriamento ou Retirada do Combustvel.Resfriamento ou Retirada do Combustvel. Tecnicamente, a extino provocada peloTecnicamente, a extino provocada pelo desequilbrio na proporo dos elementos dadesequilbrio na proporo dos elementos da combusto.combusto.
  • 17. Tcnicas de Extino do FogoTcnicas de Extino do Fogo 1- ABAFAMENTO Consiste em impossibilitar a chegada de oxignio Consiste em impossibilitar a chegada