r3 CURSO PÚBLICO 2002 - w3.ufsm.brw3.ufsm.br/biblioteca/images/provasmedicina/Mdico -...

download r3 CURSO PÚBLICO 2002 - w3.ufsm.brw3.ufsm.br/biblioteca/images/provasmedicina/Mdico - Neurocirurgia... ·…

of 9

  • date post

    03-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of r3 CURSO PÚBLICO 2002 - w3.ufsm.brw3.ufsm.br/biblioteca/images/provasmedicina/Mdico -...

  • r3 HLTD LOLEIWEA 2")

    CURSO PBLICO 2002 Venha fazer par-te da UFSM

    UFSM Biblioteca Central

    Biblioteca Central Coletnea UFSP.I

    CARGO

    MDICO/ NEUROCIRURGIA

    PR-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS

    in

    PROGRAD COPERVES

    UFSM

    " NIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

  • (/ Mdico/ Neurocirurgia

    01. Qual seria, atualmente, a melhor conduta inicial no tratamento da seringomielia?

    Laminectomia com colocao de "Shunt" na cavidade seringo milica.

    Laminectomia com fenestrao por endoscopia.

    etc) Descompresso da fossa posterior ou canal raquiano, dependendo do local do bloqueio causador da seringomielia.

    "Shunt" seringolperitoneal

    Drenagem da cavidade seringomilica com tubo de silstico para espao subaracnoideo.

    02. Considerando paciente com traumatismo raquimedular torcico, apresentando hemisseco medular direita, assinale a afirmativa correta.

    Paralisia espstica do membro inferior esquerdo.

    Perda da propdocepo consciente e do tato epicrtico no membro inferior esquerdo.

    Paraplegia crural.

    (1) Perda da sensibilidade trmica e dolorosa no membro inferior esquerdo.

    e) Sinal de Babinski esquerda.

    03. Paciente com obstruo aguda da artria cerebelar pstero-inferior, com conseqente sndrome bulbar lateral. Assinale a alternativa que apresenta sintomatologia compatvel.

    ,a) Perda homolateral da sensao de dor e temperatura da e

    b) Sndrome de Horner contralateral obstruo.

    .c) Ataxia e dismetria contralateral obstruo. Hemiplegia do mesmo lado da leso.

    Paralisia contralateral do palato, faringe e cordas vocais.

    04. Considerando os tumores intracranianos, naqueles associados s facomatoses a influncia gentica , comprovadamente, importante. Na doena de Von Hippel-Lindau, a neoplasia mais comum

    a) meningeomas.

    o b) hemangioblastoma.

    astrocitoma.

    schwannomas.

    gliomas.

    05. Assinale a alternativa que apresenta a primeira opo em testes por imagem, no diagnstico de discopatia cervical, em pacientes com mais de 40 anos.

    0a) Raio X simples.

    Mielografia.

    Tomografia computadorizada.

    Mielotomografia.

    Ressonncia eletromagntica.

    06. No tratamento neurocirrgico do tremor essencial, na talamotomia estereotxica:

    O local da leso selecionada o ncleo ventral intermdio ou o ventral anterior do tlamo.

    A taxa de morbidade elevada e definitiva.

    a c) A indicao deve ser sempre bilateral.

    Os resultados no alvio do tremor so inferiores a 50%.

    Somente indicada quando as respostas qumicas so positivas.

    07. Na descompresso cirrgica do tnel do carpo, pode-se afirmar que os resultados sintomticos repercutem nos seguintes dedos:

    1, 2 e 3.

    3, 4 e 5.

    2, 3 e 5.

    1, 4 e 5.

    1, 2 e 5.

    face.

    UFSM Biblioteca Central

    CONCURSO PUBLICO 2002:Venha fazer parte da UFSM -1

  • 08. Em um traumatismo do tero supero-lateral da perna, constatou-se que o paciente apresenta incapacidade de dorso-flexo do p. Qual o provvel nervo lesado?

    Tibial posterior.

    Femoral.

    Safeno.

    Fibular.

    Citico.

    11. Nos diagnsticos de hrnia de disco lombosacra, a incapacidade de elevao do 1 dedo significa topografia no espao

    L2 -L.

    L3 - Lr

    c) L4 - Ls.

    L5 - SI.

    09. No traumatismo cranioenceflico grave, com hipertenso intracraniana, a meta do tratamento

    a) manter a presso intracraniana abaixo de 70 mmHg.

    Pb) manter a presso intracraniana abaixo de 20 mmHg e a presso de perfuso cerebral acima de 70 mmHg.

    manter a presso intracraniana acima de 20 mm de 1-1g e a presso de perfuso cerebral acima de 70 mm de Hg.

    manter a presso intracraniana abaixo de 20 mmHg e a presso de perfuso abaixo de 30 mm de Hg.

    manter a presso intracraniana acima de 70 mmHg e a presso de perfuso cerebral abaixo de 20 mmHg.

    12. A escala clinica de avaliao de pacientes com hemorragia subaracnoide vai dela V. Assinale a alternativa correta.

    a) Grau 111- torporoso, com hemiparesia grave.

    b) Grau 11 - acordado, com rigidez de nuca, hipertenso intracraniana, hemiparesia grave.

    Grau III - sonolento, confuso, com ou sem dficit focal.

    Grau V - sonolento, sem sinais de hipertenso endocraniana.

    Grau I - comatoso, com sinais de hipertenso endocraniana.

    10. No traumatismo cranioenceflico, fator de pior diagnstico

    po'rituao na escala de Glasgow igual a 3 aps ressuscitao volmica.

    idade menor que 50 anos.

    contuso cerebral nica na tomografia computadorizada de crnio.

    fratura de crnio linear na regio temporal.

    otorragia.

    13. Com relao aos tumores cerebrais, assinale a afirmativa correta.

    4* a) Os tumores infratentoriais predominam em bebs de at um ano de idade.

    Os tumores supratentoriais preminam em crianas maiores de um ano.

    Os tumores infratentoriais preqdMinam no adulto.

    Os tumores do ngulo-ponto-cereinfar predominam nos bebs de at um ano de idade.

    Os tumores supratentoriais predominam em bebs de at um ano de idade.

    2- CONCUBSO PBLICO 2002: Veeha lazer parte da UFSM

  • t4. Em relao neuroparacoccidioidomicose, assinale a afirmativa INCORRETA.

    a) A forma granulomatosa ou pseudotumoral constitui a mais freqente manifestao clinica da NPC.

    et)) O comprometimento do sistema nervoso sempre " primrio.

    c) A forma menIngea acomete, preferencialmente, as meninges da base.

    O diagnstico de certeza dado pela demonstrao do fungo em materiais provenientes da leso ou em amostras do liquor cefalorraqudeo.

    O tratamento basicamente clnico.

    CE

    A maioria dos tumores da fossa posterior (malignos) tem prognstico grave, EXCEO de

    Tumor metasttico.

    Glioblastoma multiforme.

    Ependimoma.

    Astrocitoma pilocistico cerebelar juvenil.

    Med uloblastoma.

    >r

    Com relao s posturas de descerebrao e decorticao, assinale a afirmativa correta.

    a) A decorticao pcorre em leses craniais ao tlamo.

    h) A decorticao o orre em leses caudais ao tlamo e abaixo do ncle rubro.

    e) c) A descerebrao ocorre em leses abaixo do ncleo rubro e acima do ncleo vestibular.

    A descerebrfao ocorre em leses abaixo do ncleo vestibular. I

    A decorticao ocorre em leses entre o ncleo rubro e o ncleo vestibular.

    17. Com relao ao traumatismo raquimedular, assinale a afirmativa correta.

    a) O choque neurognico ocorre em leses abaixo de T6.

    O choque neurognico caracteriza-se pela trade hemodinmica: hipotenso, bradicardia e vasodilatao perifrica.

    o c) O choque neurognico caracteriza-se pela trade hemodinmica: hipotenso, taquicardia e vasodilatao perifrica.

    O choque h ipovolmico caracteriza-se pela trade hemodinmica: hipotenso bradicardia e vasodilatao perifrica.

    No choque medular, ocorre taquicardia e hipertenso arterial.

    18. Uma mulher de 82 anos apresenta-se com febre, dores generalizadas no corpo, fraqueza, cefalia intensa e perda de peso. Descreve tosse intermitente e msculos mandibulares dolorosos mastigao. Seus exames laboratoriais mostram anemia, fosfatase alcalina elevada e VSG de 92 mm/ h. Qual o diagnstico PROVVEL?

    a) Meningoencefalite.

    a b) Arterite temporal.

    Esofagite infecciosa.

    Sndrome de Vogt-Koyanagi-Harada.

    Infeco por HTLV1.

    19. O que sndrome "um e meio"?

    a) Paralisia do olhar horizontal ao olhar para a leso e oftalmoplegia intemuclear ao olhar para o lado oposto leso

    e b) Oftalmoplegia internuclear ao olhar para o lado da leso e paralisia do olhar horizontal ao olhar para o lado oposto leso.

    Paralisia do olhar superior e convergncia ocular.

    Anisocoria e ptose palpebral no lado da midriase.

    Enoftalmia no lado da leso e exoftalmia do lado contrrio.

    UFSM Biblioteca Central

    4

    CONCURSO PUBLICO 2002 : Venha fazer parte da UFSM -3

  • ( 20. Nas derivaes ventriculoperitoniais para tratamento da hidrocefalia, a seqncia dos planos cirrgicos para colocao do cateter, na regio supra-umbelical transretal,

    a) pele - camada msculo aponeurtica - fascia transversal - peritnio.

    h) pele - camada msculo aponeurtica - msculo transverso - gordura pr-peritonial - peritnio.

    Ir c) pele - camada msculo aponeurtica - gordura pr-peritonial - peritnio.

    a d) pele - camada msculo aponeurtica - fascia transversa) - gordura pr-peritonial - peritnio.

    e) pele - camada msculo aponeurtica - msculo transverso - fascia transversal - peritnio.

    21. Assinale a alternativa que apresenta condies cardiolgicas de alto risco para embolia cerebral.

    Forame oval patente.

    Prolapso de vlvula mitral.

    Calcificao do anel mitral.

    Aneurisma do ventrculo esquerdo.

    e) Prtese de vlvula mecnica.

    22. Considere um traumatismo raquimedular cervical, com possibilidade de luxao atlantooccipital. Ao avaliar a necessidade de instrumentao da coluna cervical, pode-se afirmar:

    t a) O intervalo atlantoodontide mais alto que 3 mm indica ruptura do ligamento transverso.

    b) Mais de 3 mm de intervalo atlantoodontide indica ruptura de ligamento transverso e alar.

    Mais de 2 mm de intervalo atlantoodontide indica ruptura do ligamento transverso.

    Fraturas do atlt com mais de 4 mm de deslocamento lateral indicarrtruptura do ligamento transverso.

    O ligamento transverso no tem grande importncia na estabilidade atlantooccipital.

    23. Com relao aos tumores enceflicos, assinale a afirmativa correta.

    Os tumores extra-selares (pituitrios) produzem mais hormnios do que os intra-selares.

    Os oligodendrogliomas tm maior