RECRUTAMENTO RECRUTAMENTO SELEÇÃO SELEÇÃO E TÉCNICAS DE ENTREVISTA - Profº Evandro Francisco...

of 52/52
RECRUTAMENTO RECRUTAMENTO SELEÇÃO SELEÇÃO E E TÉCNICAS DE ENTREVISTA TÉCNICAS DE ENTREVISTA - Profº Evandro Francisco Trevizan – - Profº Evandro Francisco Trevizan –
  • date post

    21-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    110
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of RECRUTAMENTO RECRUTAMENTO SELEÇÃO SELEÇÃO E TÉCNICAS DE ENTREVISTA - Profº Evandro Francisco...

  • Slide 1
  • RECRUTAMENTO RECRUTAMENTO SELEO SELEO E TCNICAS DE ENTREVISTA - Prof Evandro Francisco Trevizan - Prof Evandro Francisco Trevizan
  • Slide 2
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias MXIMAS SOBRE O TRABALHO No h substituto para o trabalho rduo. Thomas Alva Edison Gnio um por cento inspirao e noventa e nove por cento transpirao. Thomas Alva Edison Esta frase de Thomas Edison era muito citada por Pablo Picasso
  • Slide 3
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias O PODER DA PERSISTNCIA Nada no mundo pode tomar o lugar da persistncia. O talento no o far; nada mais comum do que homens sem sucesso, com grande talento. O gnio no o far; o gnio no recompensado quase um provrbio. A educao no o far; o mundo est cheio de desampara- dos instrudos. S a persistncia e a determinao so onipotentes. Calvin Coolidge (Presidente dos Estados Unidos da Amrica)
  • Slide 4
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias CONTEXTO DO TRABALHO 1. O projeto da mquina e o projeto humano 2. O trabalho como maldio e bno 3. O trabalho como vnculo social e comunitrio 4. A dimenso econmica 5. A dimenso do poder 6. A dimenso do poder econmico
  • Slide 5
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias A IMPORTNCIA DAS PESSOAS As pessoas so os elementos MAIS importantes numa organizao. Pessoas excepcionais x Disfuncionalidade organizacional. Pessoas desmotivadas x Funcionalidade Organizacional. Louis Allen
  • Slide 6
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias A IMPORTNCIA DOS RECURSOS HUMANOS O futuro do seu negcio est nas mos dos seus empregados Akio Morita Operaes de negcios e seus trs ELEMENTOS: PessoasProdutos lucros. Lee Iacocca
  • Slide 7
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias SOBRE OS EMPREGADOS INCOMPETENTES O empregado incompetente, por quem quer que seja empregado, estar sempre contra seu empregador Charles Dickens in Our Mutual Friend
  • Slide 8
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias Todo mundo, algum, qualquer um e ningum Havia um importante trabalho para ser feito e TODO MUNDO tinha certeza de que ALGUM o faria. QUALQUER UM poderia faz-lo, mas NINGUM o fez. ALGUM se zangou porque era um trbalho de TODO MUNDO. TODO MUNDO pensou que QUALQUER UM poderia faz-lo, mas NINGUM imaginou que TODO MUNDO deixasse de faz-lo. Ao final, TODO MUNDO culpou ALGUM, quando NINGUM fez o QUALQUER UM poderia ter feito.
  • Slide 9
  • Parte 1 Francisco Lacombe Recursos Humanos: princpios e tendncias IMPORTNCIA DO RECRUTAMENTO/SELEO O xito de uma empresa no futuro depende da sua habilidade em selecionar hoje as pessoas com potencial para terem desempenhos com alto nvel de qualidade. Charles Flory in Managers for Tomorrow
  • Slide 10
  • Slide 11
  • QUEBRA DE PARADIGMAS
  • Slide 12
  • FUNO DO PROFISSIONAL DE R. H. ATRAIR / RETER / DESENVOLVER Erich Fromm PESSOAS TALENTOSAS PESSOAS TALENTOSAS
  • Slide 13
  • RACIOCNIO DO PROFISSIONAL DE REC.HUMANOS
  • Slide 14
  • RECRUTAMENTO Mercado de de Trabalho R.H. ANLISE DE CARGO
  • Slide 15
  • Diferena entre Recrutamento e Seleo Recrutamento: supre a seleo de pessoal. Seleo: Escolhe a melhor opo entre os candidatos interessados.
  • Slide 16
  • Anlise de cargo para o Recrutamento Descrio do cargo: Informaes claras e registradas do que se faz neste cargo Especificao do cargo; Perfil e qualificaes do candidato vaga.
  • Slide 17
  • REQUISITOS DA ESPECIFICAO DO CARGO Escolaridade; Qual? Compatibilidade nas atribuies; Atividades x Resultados. Algumas informaes gerais como; Experincias Anteriores ou no? Requisitos Mentais: Numricos, mecnicos... Requisitos Fsicos: Destreza Manual; Fatores de Personalidade.
  • Slide 18
  • Responsabilidades: Valores e segurana de terceiros; Condies de trabalho: Ambientais e de segurana
  • Slide 19
  • CONCLUSO PARA RECRUTAR UM FUNCIONRIO PRECISO ANALISAR: 1.Quantidade de candidatos; 2. Qualidade dos candidatos; 3. Permanncia dos funcionrios;
  • Slide 20
  • O RECRUTAMENTO REQUER: DA SEO DE RECRUTAMENTO/SELEO - Pesquisa; - Previso; - Tcnica; - Planejamento. DA EMPRESA - Condies de Trabalho; - Pacote Competitivo.
  • Slide 21
  • RECRUTAMENTO INTERNO E EXTERNO (Vantagens e desvantagens) 1.Vantagens Recrutamento Externo - Sangue Novo; - Renova e enriquece o RH Estratgico; - Aproveita Talentos desperdiados pela Concorrncia. 2.Desvantagens Recrutamento Externo: - mais demorado, mais caro; - Menor conhecimento sobre o candidato; - Fator motivacional dentro da empresa.
  • Slide 22
  • 1.Vantagens do recrutamento interno: - Rapidez - Custo; - Oportunidades para os Prata da Casa!! - Fator Motivacional. 2. Desvantagens do Recrutamento Interno: - Impede Injeo de sangue novo; - No Renova o RH Estratgico; - Bloqueio de Know-How da Concorrncia - Mscara no processo seletivo.
  • Slide 23
  • CANDIDATOS X TRATAMENTO De um lado o cargo a ser preenchido: De outro lado candidatos totalmente diferentes entre si;
  • Slide 24
  • MODELO DE COLOCAO, SELEO E CLASSIFICAO DE CANDIDATOS Colocao: 1 candidato e s uma vaga; Seleo: Vrios Candidatos e s uma vaga a ser preenchida; Classificao: Vrios Candidatos para vrias vagas existentes.
  • Slide 25
  • SELEO Funo de Staff Candidatos enca- Candidatos minhados pelo selecionados Recrutamento encaminhados aos gerentes.
  • Slide 26
  • ENTREVISTA DE SELEO Responsabilidade Linha nfase na preparao da entrevista: nfase na Conduo da entrevista
  • Slide 27
  • Pontos relevantes antes de uma entrevista de seleo: Por qual razo o cargo est vago? Quais as foras e Fraquezas da sua rea de atuao? Como voc visualiza o futuro do seu mercado? O que voc poderia falar a respeito de seus subordinados? Como voc est visualizando a pessoa que preencher o cargo?
  • Slide 28
  • Postura em uma entrevista eficaz Identifique os objetivos principais da entrevista; Crie um bom clima; Conduza a entrevista orientada para objetivos; Anlise do aspecto formal e Comportamental Anote suas impresses imediatamente.
  • Slide 29
  • ENTREVISTA DE TRABALHO ngulo do Entrevistado
  • Slide 30
  • Quem vai ser contratado ? Que tipo de talento as Empresas/Mercado querem?
  • Slide 31
  • Candidatos que possuam: Comportamento Compatvel; Comportamento Compatvel; Postura; Postura; Quebre barreiras; Quebre barreiras; Percepo; Percepo; Informao e Informao e Concluso. Concluso.
  • Slide 32
  • EMPRESA CONTATO DIRETO COM O ENTREVISTADO CONTATO DIRETO COM O ENTREVISTADOR CANDIDATO Figura 1.1 IMPORTNCIA DA ENTREVISTA
  • Slide 33
  • COMPORTAMENTO NA ENTREVISTA Adequao Vestimenta com o Cargo; Horrio x Credibilidade; Fala x Boa Impresso; Ansiedade x Conhecimento;
  • Slide 34
  • POSTURA DURANTE A ENTREVISTA Postura Interativa e Participativa; Cuidado com concepes prvias; Postura fsica e Tom de Voz; Postura Relaxada e contnua;
  • Slide 35
  • BARREIRAS DE UMA ENTREVISATA EFEITO TERRA DE GIGANTES X SUBIR NOS SALTOS
  • Slide 36
  • PERCEBA AS NECESSIDADES DO ENTREVISTADOR EXERA O PAPAEL DE ELEMENTO ATIVO; FOQUE A PREOCUPAO COM O OBJETIVO DAS PERGUNTAS; PESQUISE A ABERTURA DO PESQUISADOR
  • Slide 37
  • INFORME BEM Transformao da entrevista em: Fonte de informao sobre VOC!!!!!!!!
  • Slide 38
  • SUPERE OBSTCULOS!!!!!!!!!!!!!!! NUNCA DIGA NO AO ENTREVISTADOR; AFIRME SEU PONTO DE VISTA CUIDADOSAMENTE; TENHA SEMPRE NOO DO QUE OBRIGATRIO SABER;
  • Slide 39
  • CONCLUA AGUARDE A INDICAO DO FIM DA ENTREVISTA; AGRADEA SEMPRE!!!!
  • Slide 40
  • AS SETE MARAVILHAS DO MUNDO Realizao: CrisB
  • Slide 41
  • As Pirmides do Egito O Taj Mahal
  • Slide 42
  • O Grande Canyon O Canal do Panam
  • Slide 43
  • O Empire State Building A Baslica de So Pedro
  • Slide 44
  • A Grande Muralha da China
  • Slide 45
  • Slide 46
  • TOCAR PROVAR
  • Slide 47
  • VEROUVIR
  • Slide 48
  • SENTIR RIR
  • Slide 49
  • SER TOTALMENTE FELIZ !!
  • Slide 50
  • A lio j sabemos de cor, s nos resta aprender. Beto Guedes, msico
  • Slide 51
  • Se voc no puder seu um pinheiro no topo da colina, seja um arbusto no vale. Mas seja o melhor arbusto margem do regato. Seja um ramo, se no puder ser uma rvore, se no puder ser um ramo, seja um pouco de relva e d alegria a algum caminho. Se no puder ser sndalo, seja apenas uma violeta, mas seja uma violeta VIVA e REAL!! No podemos ser todos capites; temos que ser tripulao. H alguma coisa para todos ns aqui; h grandes obras e outras menores a realizar. E a prxima, a tarefa que devemos empreender. Se no puder ser uma estrada, seja apenas uma senda. Se voc no puder ser o sol, seja apenas uma estrela! No pelo tamanho que ter xito ou fracasso, mas seja o melhor no que quer que voc FAA!!!!!!!!! SEJA VOC SEMPRE!!!!!!
  • Slide 52
  • Evandro Francisco Trevizan E-mail: [email protected]