Recursos renováveis e não renováveis Pegada Ecológica · Na Natureza, nada se perde, nada se...

of 31/31
1 1º Ano Eng.ª Ambiente - 2017/2018 Recursos renováveis e não renováveis Pegada Ecológica
  • date post

    11-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Recursos renováveis e não renováveis Pegada Ecológica · Na Natureza, nada se perde, nada se...

  • 11 Ano Eng. Ambiente - 2017/2018

    Recursos renovveis e no renovveisPegada Ecolgica

  • 21 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Recurso: definiesp Bem que apresenta utilidade para um

    utilizador com vista a determinado fimp um conceito dinmico que depende do nvel

    de conhecimento sobre os meios, tcnicas e nveis culturais

    p Bem simplesmente produzido pela natureza(Recurso Natural) ou bem com algumautilidade para a sociedade, criado ou no pelaprpria sociedade e respectivo sistemaprodutivo.

    p Recursos so auxiliares ou meios de suporte espcie humana; no podem ser avaliadospara alm do significado e valores que as pessoas lhe atribuem (Rees, 1985).

  • 31 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Recursos Renovveis e No RenovveisNa Natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

    Antoine Lavoisier

  • 41 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Recursos Renovveis e No RenovveisTodos os recursos resultam de ciclosnaturais e portanto so renovveis mas

    a escalas temporais diferentes!

    A classificao em renovvel ou norenovvel depende da sua taxa de

    renovao escala humana.

  • 51 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Recursos Renovveis e No Renovveisp RECURSOS RENOVVEIS

    n Definidos como os recursos que so naturalmenterenovveis dentro de um perodo de tempo relevante para os seres humanos

    n e.g. gua, ar, vida animal e vegetal, radiao solar, energia do vento e das mars

    p RECUROS NO RENOVVEISn Recursos que levam milhes de anos a formarem-

    se, oferecendo limites sua utilizao. H doistipos:

    n Os que se consomem com o uson Os que so reciclveise.g. minerais e solo(Fonte: Meadows, 2002)

  • 61 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Recursos Renovveis e No Renovveisp CLASSIFICAO DE TIPOS DE RECURSOS

  • 71 Ano Eng. Ambiente 2017/2018 WWF, 2012

  • 81 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

  • 91 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    PEGADA ECOLGICA

  • 101 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Relembrando...Desenvolvimento sustentvel o desenvolvimento que assegura das necessidades do presente sem comprometer as geraes futuras de garantirem as suas prprias necessidades

    Relatrio Brundtland Our CommonFuture (1987)

  • 111 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Desenvolvimento Sustentvel

    p Avaliao da Sustentabilidade - Exemplosp Anlise do Ciclo de Vidap Indicadores de sustentabilidade

    p Pegada Ecolgica

  • 121 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Pegada Ecolgicap Contabiliza a rea (terrestre e marinha)

    que uma populao (um indivduo, uma cidade, uma nao ou a humanidade) necessita para produzir os recursos consumidos e absorver os resduos gerados, tendo em conta a tecnologia actualmente disponveln Se a rea necessria ao consumo superior

    disponvel, estamos perante um dfice ecolgico

  • 131 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    13

    Clculo da Pegada

    Wackernagel et al, 2004

    p reas que intervm na Pegada Ecolgican reas construdasn Consumo de energian Consumo de recursos naturais:

    p colheitas p animais p madeira p pesca

  • 141 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    14

    Clculo da Pegada Unidades Hectares Globais: cada haG representa

    uma quantidade igual de produtividade biolgical Calculados atravs da ponderao da produtividade de uma

    rea pela produtividade global da Terra

    Global Footprint Network, 2010

  • 151 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    15

    Metodologia de clculo da Pegada

    A soma das pegadas parciais

    de cada tipo de rea resulta na Pegada

    Ecolgica da populao

    p Pegada Ecolgica de cada tipo de rea funo de 4 factores:n Produtividade ex. ton/anon Rendimento ex. ton/ano/han Factor de equivalncia haG/ha

  • 161 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    p Factores de equivalncia rea haG/ha

    Colheitas 2,51Pastagens 0,46Floresta 1,26Pescas 0,37Construo 2,51

    Metodologia de clculo da Pegada

    Global Footprint Network, 2010

  • 171 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    reas de Bioproductividadep Global 11,2 x 109 ha produzem recursos

    renovveis utilizveisp Corresponde a cerca de da rea do Planetap Biocapacidade representa a taxa mxima

    de produo de recursos de uma populao num dado territrio, considerando a tecnologia utilizada por essa populao actualmente

    = rea (ha) x Fact equiv. (haG/ha) x

    Rendimento

    Biocapacidade (haG)

  • 181 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Dfice Ecolgicop A comparao da Pegada Ecolgica de

    uma rea com a respectiva Biocapacidade traduz o balano da sustentabilidade dessa rea

    p Se a Pegada Ecolgica for superior Biocapacidade, estamos perante uma situao de Dfice Ecolgico

  • 191 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Componentes da pegada ecolgica

  • 201 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    A Pegada Ecolgica no Mundo

    WWF, 2016

  • 211 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    O panorama mundial

  • 221 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Pegada ecolgica mdia de um cidado europeu: 6 ha/habitante

    Pegada ecolgica mdia de um cidado americano: 8 ha/habitante

    Disponvel no mundo: 2 ha/habitante

    Se todos tivessem a mdia europeia: 3 planetas!Se todos tivessem a mdia americana: 4 planetas!

  • 231 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Vamos fazer uma pausa...

    www.kahoot.it

  • 241 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    A Pegada Ecolgica no Mundo

    Global Footprint Network, dados 2011

  • 251 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    A Pegada Ecolgica no Mundo

    WWF, 2004

  • 261 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    26

    A Pegada Ecolgica no Mundo

    WWF, 2004

  • 271 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    O Dfice EcolgicoDados 2001 Populao Pegada Ecolgica total Biocapacidade Dfice Ecolgico*

    (milhes) (haG/hab.) (haG/hab.) (haG/hab.)

    Mundo 6.148,1 2,2 1,8 0,4

    Austrlia 19,4 7,7 19,2 -11,5

    Brasil 174,0 2,2 10,2 -8,0

    Canad 31,0 6,4 14,4 -8,0

    Finlndia 5,2 7,0 12,4 -5,4

    Angola 12,8 0,8 3,5 -2,7

    Moambique 18,2 0,7 2,1 -1,5

    Afeganisto 22,1 0,3 1,1 -0,8

    Noruega 4,5 6,2 6,9 -0,8

    Iraque 23,9 1,1 0,6 0,5

    Irlanda 3,9 6,2 4,7 1,5

    Itlia 57,5 3,8 1,1 2,7

    Frana 59,6 5,8 3,1 2,8

    Alemanha 82,3 4,8 1,9 2,9

    Espanha 40,9 4,8 1,6 3,2

    Portugal 10,0 5,2 1,6 3,6

    Reino Unido 59,1 5,4 1,5 3,9

    Estados Unidos da Amrica 288,0 9,5 4,9 4,7

    Emiratos rabes Unidos 2,9 9,9 1,0 8,9

    * Quando o dfice negativo, o pas

    tem uma reserva ecolgica

    WWF, 2004

  • 281 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Estimativas de evoluo

    WWF, 2004

    Global Footprint Network, 2010

  • 291 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Data em que ultrpassamos a biocapacidade

    Global Footprint Network, 2017

  • 301 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    Pegada Ecolgica como medida de Sustentabilidade

    p Permite identificar reas de dfice ecolgico, mas no medida global de sustentabilidade:n No traduz aspectos de bem-estar socialn No traduz a intensidade de uso do solon No traduz a perda de biodiversidaden

    Funciona como mecanismo de aviso e promove a discusso

    cientfica sobre limites ecolgicos

  • 311 Ano Eng. Ambiente 2017/2018

    preciso transformar metabolismo linear em metabolismo circular