Resumo da Biblia

of 40 /40
E VERSÃO BÍBLICA: Revista e Corrigida de Almeida – Bíblia Online 2.01 – SBB 1998 Tradução e Revisão: Marcos Japiassu e Andréa Japiassu A BÍBLIA E SEUS 66 LIVROS EM RESUMO Por Leslie M. Grant GÊNESIS ________________________________________________________________________________________ No princípio, criou Deus os céus e a terra. Gênesis 1:1 ________________________________________________________________________________________ Gênesis significa “princípio”. Trata da criação e da vida, e confere as sementes de tudo que mais tarde será completamente elucidado em toda a Bíblia. Gênesis descreve belamente a simplicidade da vida primitiva sobre a Terra; mas também é visto ali a introdução do pecado e da corrupção juntamente com abominação e o juízo do mal. Gênesis simboliza a obra vivificante de Deus iniciada na alma -- o novo nascimento -- com a promessa da frutificação vindoura. O livro gira em torno especialmente da vida de sete eminentes patriarcas: 1. Em Adão vemos lições de vida e morte. Ele é figura de Cristo, pois era o cabeça de toda uma raça; mas com um contraste com Cristo, visto que a morte o reivindicou e Cristo é o Cabeça vivo. 2. Enoque nos fala do andar e da trasladação. Ele andou com Deus e “pela fé... foi trasladado”, uma figura dos santos que serão arrebatados na vinda do Senhor. 3. Noé ilustra o trabalho e a salvação. Sua obra foi uma obra de fé e sua salvação foi para um novo mundo, uma figura dos crentes salvos através da tribulação para o período milenar. 4. Abraão nos fala de e separação. Seu altar fala da fé, sua tenda da separação. Mediante o chamado de Deus ele se tornou em peregrino. 5. Isaque apresenta os princípios de submissão e continuação, pois sua vida foi, em geral, uma vida de obediência e perseverança. 6. Jacó ilustra a disciplina e a antecipação. As intervenções de Deus são vistas em sua vida garantindo a sujeição de Jacó e guiando-o a adoração no aproximar da morte.

Embed Size (px)

description

Resumo da Biblia - by Giuliano C Awww.clamorgospel.blogspot.com

Transcript of Resumo da Biblia

  • 1. E VERSO BBLICA: Revista e Corrigida de Almeida Bblia Online 2.01 SBB1998Traduo e Reviso: Marcos Japiassu e Andra Japiassu A BBLIAE SEUS 66 LIVROSEM RESUMOPor Leslie M. Grant GNESIS________________________________________________________________________________________ No princpio, criou Deus os cus e a terra.Gnesis 1:1________________________________________________________________________________________ Gnesis significa princpio. Trata da criao e da vida, e confere as sementes detudo que mais tarde ser completamente elucidado em toda a Bblia. Gnesis descrevebelamente a simplicidade da vida primitiva sobre a Terra; mas tambm visto ali aintroduo do pecado e da corrupo juntamente com abominao e o juzo do mal.Gnesis simboliza a obra vivificante de Deus iniciada na alma -- o novo nascimento -- coma promessa da frutificao vindoura. O livro gira em torno especialmente da vida de sete eminentes patriarcas:1. Em Ado vemos lies de vida e morte. Ele figura de Cristo, pois era o cabea de toda uma raa; mas com um contraste com Cristo, visto que a morte o reivindicou e Cristo o Cabea vivo.2. Enoque nos fala do andar e da trasladao. Ele andou com Deus e pela f... foi trasladado, uma figura dos santos que sero arrebatados na vinda do Senhor.3. No ilustra o trabalho e a salvao. Sua obra foi uma obra de f e sua salvao foi para um novo mundo, uma figura dos crentes salvos atravs da tribulao para o perodo milenar.4. Abrao nos fala de f e separao. Seu altar fala da f, sua tenda da separao. Mediante o chamado de Deus ele se tornou em peregrino.5. Isaque apresenta os princpios de submisso e continuao, pois sua vida foi, em geral, uma vida de obedincia e perseverana.6. Jac ilustra a disciplina e a antecipao. As intervenes de Deus so vistas em sua vida garantindo a sujeio de Jac e guiando-o a adorao no aproximar da morte.

2. 7. Jos: sofrimento e exaltao o tema de sua vida, um precioso exemplo de f em todos os tempos. XODO________________________________________________________________________________________Disse ainda o SENHOR: Certamente, vi a aflio do meu povo, que est no Egito...por isso, desci a fim de livr-lo.xodo 3:7-8________________________________________________________________________________________xodo significa sair. Livramento seu grande tema. Vemos aqui Israel setornando uma grande nao, porm escravos, debaixo do jugo dos egpcios. Depois demuita tribulao e angstia, e depois de Deus enviar muitas pragas terrveis sobre o Egito,Israel libertado. Primeiro, no captulo 12 o sangue do cordeiro aspergido nas ombreiras ena verga da porta das casas era figura da redeno da culpa de nossos pecados pelo sanguede Cristo. Segundo, a diviso do mar Vermelho e a segura travessia de Israel antes doafogamento dos egpcios um tipo de nossa redeno da servido do pecado e do mundopelo poder de Deus, uma redeno consumada pela morte e ressurreio de Cristo.Uma segunda seo do livro, comeando com o captulo 19, trata da promulgaoda lei e da edificao do tabernculo, junto com a instituio de um sacerdcio especial emIsrael. Embora hoje os crentes no estejam debaixo da lei, a promulgao da lei simboliza aautoridade de Deus sendo estabelecida entre o povo redimido. O sumo sacerdote um tipode Cristo e as famlias dos sacerdotes simbolizam todos os santos de hoje a Igreja deDeus, que O adoram pelo Esprito e no por meros rituais carnais. O servio do tabernculo uma bela ilustrao da graa pela qual Deus continuamente cuida de Seu povo,deleitando-Se em ter Seus filhos junto de Si, o que s possvel mediante o sacrifcio deCristo. LEVTICO________________________________________________________________________________________Isto o que o SENHOR disse: Mostrarei a minha santidade naqueles que se cheguema mim e serei glorificado diante de todo o povo. Levtico 10:3________________________________________________________________________________________Levtico tem esse ttulo em honra a Levi, cujo nome significa juntado. O livrotrata sobre os santos princpios de Deus para a adorao com o objetivo de unir Seu povoConsigo mesmo. Portanto, em primeiro lugar vem as ofertas necessrias para que oadorador se aproximasse de Deus: os holocaustos, as ofertas de manjares, os sacrifciospacficos, as ofertas pelos pecados, as ofertas pela culpa todos simbolizam os vriosaspectos do sacrifcio de Cristo. O sacerdcio tambm destacado aqui. Aro uma figurade Cristo, o grande Sumo Sacerdote; os filhos dele tipificam todos os crentes da era atual daIgreja, que so chamados de sacerdcio santo e sacerdcio real (1 Pedro 2:5 e 9). 3. Vrias leis aparecem neste livro. Qualquer espcie de corrupo (pecado,profanao, certas doenas, etc) desqualificava algum para se aproximar de Deus at que oproblema fosse eliminado pelas ordenanas divinas dadas especificamente para cada caso.Era vetado o consumo de carnes de animais imundos; isso simboliza a total rejeio de tudoo que moralmente impuro. Era quase impossvel um leproso chegar perto de Deus, pois alepra figura da corrupo do pecado agindo em uma pessoa. So would other ceremonialuncleanness, but only because they are typical of moral uncleanness or spiritualuncleanness. No mais observaremos apenas o tipo, mas a realidade que este tipo pretendenos comunicar.O captulo 23 registra as sete festas que o povo de Israel tinha de celebrar aoSenhor, no para o prprio prazer deles, mas em adorao a Deus. Todas chamam a atenopara a grandeza de Deus agindo em Seus padres dispensacionais. Levtico tratafundamentalmente sobre como se achegar a Deus em santa adorao. NMEROS________________________________________________________________________________________Segundo o mandado do SENHOR, por Moiss, foram designados, cada um para o seuservio e a sua carga; e deles foram contados, como o SENHOR ordenara a Moiss.Nmeros 4:49________________________________________________________________________________________ Este livro apresenta o nmero e a ordem de Israel na sua marcha pelo deserto. Deusdeu instrues para o servio e para as lutas do povo enquanto eles estavam a caminho daterra de Cana. O Senhor tambm designou cada tribo para uma funo especfica, porexemplo, os coatitas, os gersonitas e os meraritas, famlias da tribo de Levi, foramseparados para servir os sacerdotes no que se relacionasse ao tabernculo. Vemos nessesdetalhes a grande sabedoria e o cuidado de Deus em tudo o que diz respeito vida cotidianade Seus santos no mundo, mundo este que pode ser comparado a um deserto. A histria da peregrinao do povo de Israel resume-se em quase quarenta anos defraqueza, fracasso, reclamaes e desobedincia. Isso tristemente se repete na igreja de hojeem dia. Contudo, a infalvel proteo e fidelidade de Deus brilham acima dos erros deles.Isso notrio na histria de Balao (captulos 22 a 24), na qual Deus defende Seu povocontra cada tentativa do inimigo de derrot-los. Josu e Calebe (14:6-9) so exemplos animadores de devoo inabalvel emcontraste com a desobedincia geral. Eles nos lembram que no precisamos fracassar. Spoderemos resistir sem sermos abalados pelas circunstncias e pessoas que nos rodeiam setivermos um profundo senso do destino e das ordenanas de Deus para cada um de ns, e seocuparmos o lugar que Ele nos reservou, no qual podemos agrad-Lo com nosso servio. DEUTERONMIO________________________________________________________________________________________ 4. Recordar-te-s de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no desertoestes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teucorao, se guardarias ou no os seus mandamentos. Deuteronmio 8:2________________________________________________________________________________________Deuteronmio significa repetio da lei. essencialmente um discurso de Moissa Israel, no qual ele repassa a histria do povo de maneira fiel, apresentando osacontecimentos luz da glria de Deus. Moiss mostra nessa histria no apenas aaprovao de Deus pelos atos de obedincia do povo e Sua desaprovao pela infidelidadee desobedincia deles. Ele ressalta a maravilhosa graa, pacincia e sabedoria do Senhorem Suas ordenanas a Israel, e os lembra que Deus os tem guiado por todo o caminho.Longe de exalt-los no mundo, Deus os humilhou e os colocou prova para saber quem iriaobedec-Lo ou no. Ele permitiu o povo ter fome, e os alimentou com man a fim de quepercebessem que dependiam do Senhor e da suficincia e veracidade de Sua Palavra.O livro tambm confirma e enfatiza a responsabilidade de Israel em fazer a vontadede Deus, pois tinham de prestar contas a Ele. Isso nos remete ao julgamento do tribunal deCristo. Deuteronmio, por ser um livro cheio de detalhes, nos lembra que os detalhes denossa vida tm muito mais importncia do que imaginamos, porque naquele dia, quandoestivermos diante do Senhor, eles sero minuciosamente examinados.JOSU________________________________________________________________________________________Todo lugar que pisar a planta do vosso p, vo-lo tenho dado, como eu prometi aMoiss.Josu 1:3________________________________________________________________________________________Josu significa Jeov Salvador, o mesmo nome na lngua grega para Jesus. umlivro de conquistas e vitrias militares. Israel se submete totalmente a Deus, e no se lanacom avidez batalha, mas segue todas as instrues da Palavra de Deus. Eles entram naTerra Prometida passando atravs das guas do rio Jordo, miraculosamente divididas, umafigura da morte e ressurreio de Cristo AS LINKED WITH HIS PEOPLE. Cada inimigoera desbaratado pelo poder de Deus manifesto no exrcito israelita. Apesar de algumasderrotas causadas pela falta de f do povo de Israel, o tema geral do livro a tomada daterra que Deus havia dado, mas para isso era necessrio expulsar os inimigos dela.Este livro compara-se ao de Efsios no Novo Testamento, pois a terra de Cana falados lugares celestiais, essa abenoada esfera na qual os crentes so introduzidos emCristo. Nossas bnos (1:3), nossa posio (2:6), e nossa luta (6:12) tambm esto noslugares celestiais. E para que tomemos plena posse de nossas bnos, temos de estarrevestidos de toda armadura de Deus, com a qual resistimos e derrotamos as hostes deSatans, que impede de desfrutarmos o que nosso por direito. Portanto, a Palavra de Deustem de ser nossa meditao dia e noite (Josu 1:8). Josu uma figura de Cristo emvs, ou seja, em todos os Seus santos, liderando -os vitria sobre todo poder do inimigo.Pela f caminhemos por essa boa terra e tornamo-la nossa na prtica. 5. JUZES________________________________________________________________________________________Naqueles dias, no havia rei em Israel; cada um fazia o que achava mais reto.Juzes 21:25________________________________________________________________________________________Juzes um triste contraponto ao livro de Josu. Ele trata do perodo de umasucesso de juzes que sucederam Josu como governadores de Israel. Seu tema principal o fracasso de Israel em tomar posse de toda a terra. Em vez disso, por indiferena oufraqueza (ou ambos), eles no expulsaram os inimigos de Deus. Por isso esses inimigos,vez aps vez, subjugaram e venceram Israel. Muitas vezes, por causa da desobedincia aDeus, foram vencidos pelos inimigos; contudo, Deus em Sua maravilhosa misericrdiasuscita-lhes um libertador toda vez que precisam.Isso nos faz lembrar de livros do Novo Testamento, tais como Glatas e 1 Corntios,escritos devido necessidade de repreenso e correo. Embora podemos desfrutar umpouco da pura verdade da Palavra de Deus, a nossa herana a Cana dos lugarescelestiais e suas infindveis bnos essa ainda permanece em grande parteinconquistada pelos santos de Deus. A falta de f, de energia espiritual e de amor genunopor Cristo, tm nos deixado muito indiferentes no tocante a plenitude das bnos quecorretamente nos pertencem.O ltimo versculo de Juzes, apresentado acima, enfatiza a ingrata independnciade Israel naqueles dias. Cada pessoa fazia o que parecia certo a seus prprios olhos. Umesprito de insubmisso autoridade impede nossa prosperidade espiritual. RUTE________________________________________________________________________________________Disse, porm, Rute: No me instes para que te deixe e me obrigue a no seguir-te;porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teupovo o meu povo, o teu Deus o meu Deus.Rute 1:16________________________________________________________________________________________ O nome Rute pode significar tanto satisfeita quanto beleza; ambos parecemmuito apropriados. Este livro, escrito durante o perodo dos juzes, animador como a luzde uma brilhante jia cintilando na escurido. Noemi, com seu marido e filhos, haviadeixado Israel, o lugar que Deus tinha designado para eles, para habitar em Moabe. L, elaperdeu o marido e seus dois filhos. Noemi uma figura da nao de Israel fora de sua terra,desolada e sem esperana. Rute, sua nora, uma gentia moabita e, portanto, desqualificada para entrar nacongregao de Israel por dez geraes. Contudo, Rute tambm uma figura dos judeus, namesma desprivilegiada posio dos gentios, ou seja, no era povo de Deus. Mas nela vemos 6. uma f nova, preciosa e humilde no Deus de Israel. Ento, se em Noemi Israel visto semesperana e desolado, em Rute brilha a vigorosa f do remanescente de Israel.Boaz (nele h fora), um poderoso e rico homem, uma figura do Senhor Jesus.Pela graa, ele encoraja Rute de tal forma que ela graciosamente trazida comunidade deIsrael por meio de seu casamento com Boaz, e isto por ser ele um remidor. Noemitambm desfruta da alegria e bno resultantes disso.1 SAMUEL________________________________________________________________________________________Porm o SENHOR disse a Samuel: No atentes para a sua aparncia, nem para a suaaltura, porque o rejeitei; porque o SENHOR no v como v o homem. O homem v oexterior, porm o SENHOR, o corao.1 Samuel 16:7________________________________________________________________________________________ Samuel primeiro dos vrios profetas levantados por Deus devido ao grave fracassodo sacerdcio. Os sacerdotes se sucediam, os profetas no; eles eram chamados estrita epessoalmente por Deus. Mas o fiel cuidado de Samuel por Israel no foi devidamenteapreciado, e eles exigiram um rei. Deus permitiu que o povo tivesse o que queria e deu-lheso rei que desejavam, Saul, o homem mais alto de todo o povo. Ele comeou bem, masdeclinou rapidamente do propsito de obedecer qualquer palavra de Deus, ento o Senhordecretou que o reino de Saul havia acabado (15:26). No captulo 16, Davi foi ungido rei, mas no ocupou o trono, pois Deus permitiuque Saul continuasse reinando por algum tempo. Saul ento se voltou ferozmente contraDavi, determinado a mat-lo. Nessa situao, Davi uma figura de Cristo, que apesar deungido como Rei de Deus, sofreu rejeio, esperando pacientemente pelo tempo em que oprprio Deus iria ordenar os fatos para que o Senhor Jesus ocupasse o trono. Hoje o Senhor permite HUMAN GOVERMENT ITS SWAY, embora tenhadeterminado que somente Cristo seja reconhecido como a soberana autoridade no mundo.O livro termina com a triste histria da morte de Saul e seus filhos. O homem carnal nopode be suffered to remain.2 SAMUEL________________________________________________________________________________________Disse o Deus de Israel, a Rocha de Israel a mim me falou: Aquele que domina comjustia sobre os homens, que domina no temor de Deus.2 Samuel 23:3________________________________________________________________________________________Este livro descreve o reinado de Davi. Levantado apenas para o trono de Judinicialmente, ele reinou em Hebrom por sete anos e meio; depois, tambm, sobre as outrastribos de Israel por mais trinta e trs anos. Ele uma figura de Cristo sob o aspecto da 7. conquista gradual de todas as naes ao redor de Israel. Isto visto especialmente nos dezprimeiros captulos. A partir do captulo 11, contudo, vemos um triste e surpreendente contraste, com omesmo rei Davi falhando totalmente em simbolizar Cristo. Ento somos confrontados comas dolorosas lies da desobedincia de Davi aos bem-aventurados princpios do reinado doSenhor Jesus Cristo. As conseqncias governamentais disto so mostradas de tal forma acausar uma profunda impresso da fidelidade e verdade de um Deus que no ignora adesobedincia dos Seus. Absalo, filho de Davi, no terrvel dio contra seu pai, torna-se uma infeliz figurado Anticristo: aparncia e personalidade atrativas, e palavras suaves como manteiga. Deus,contudo, preservou Davi e Absalo morreu de forma humilhante. Entretanto, o reinado deDavi nunca mais recobrou o vigor dos primeiros anos. Assim Davi, apesar de ser um crente genuno, amado por Deus, nos ensinaclaramente que um homem, mesmo fazendo o seu melhor, no pode ter nas mos aproeminncia e autoridade sobre outras pessoas. Cristos, levemos a srio a pertinenteadvertncia deste livro: no procuremos lugar de autoridade no governo! 1 REIS________________________________________________________________________________________Nem uma s palavra falhou de todas as suas boas promessas, feitas por intermdio deMoiss, seu servo. 1 Reis 8:56________________________________________________________________________________________Primeiro Reis comea com o reinado de Salomo sobre Israel, uma figura doglorioso reinado do Senhor Jesus em seu milenar estado de paz e prosperidade e no sob atica de suas poderosas conquistas. Nenhum outro reino em toda a Histria teve a mesmariqueza e glria desse reinado. Salomo teve a honra de construir o templo de Deus, umaedificao de grande magnificncia, centro da adorao de Israel e smbolo de sua unidade.Deus nunca autorizou e nunca autorizar a construo de qualquer outro templo que noseja no mesmo local.Mas Salomo infelizmente falhou em cumprir a responsabilidade que tal honratrazia. Apesar de ser um crente, sua vida pessoal entrou em profunda decadncia.Casamentos com inmeras mulheres mpias e o comodismo, contrrio dignidade real,causaram a total derrota de Salomo. Quando ele morreu, o reino de Israel foi cruelmentedividido em dois, com a revolta de dez tribos (que formavam o reino do norte, chamado Israel)contra as de Jud e Benjamim (que formavam o reino do sul chamado Jud). Essa fissuranunca foi e nunca ser reparada at o momento em que o Senhor Jesus reine sobre Israel.O livro tambm relata em detalhes a histria da sucesso dos reis que governaramsobre Israel, ou seja, as dez tribos, em Samaria. O reinado deles passou de famlia parafamlia por meio de muitas conspiraes e rebelies. Isso era absolutamente contrrio vontade de Deus, e, ao que parece, nenhum desses reis tinha temor ao Senhor. Os reis deJud (da linhagem de Davi) tambm so mencionados, mas com menos detalhes. O profetaElias, uma firme testemunha contra a perversidade de Israel, aparece no captulo 17. Ele e 8. outros profetas nos provam cabalmente que o desejo do povo de ser governado por reis foium grande erro (1 Samuel 8). 2 REIS________________________________________________________________________________________Os filhos de Israel fizeram contra o SENHOR, seu Deus, o que no era reto;edificaram para si altos em todas as suas cidades. 2 Reis 17:9________________________________________________________________________________________Este livro continua a histria dos dois reinos divididos, com o profeta Eliseusubstituindo Elias como testemunha da verdade e graa divinas. Outros profetas tambmtestemunharam e sofreram por causa de sua fidelidade. O livro de reis destaca o ministriodos profetas, enquanto o livro de Crnicas enfatiza o servio dos sacerdotes e levitas.Novamente, nenhum rei crente achado em Israel (as dez tribos), apesar a graa doprofeta Eliseu. O aprofundamento de Israel no mal causou a invaso da terra pelo rei daAssria, que os retirou de seu pas como escravos. Desde ento, as dez tribos tm sidoperdidas de vistas, e apenas Deus sabe onde encontr-las e como traz-las de volta terradeles, como ainda far no futuro.Jud permaneceu na terra por algum tempo. O reinado de Ezequiel e Jos, dois reispiedosos, se distingue em meio decadncia geral do povo. Contudo, ambos terminaram deforma terrvel: Jud sucumbiu ao domnio babilnico e foi levado cativo.Esse outro livro que contm uma sria advertncia para ns. Ele pe em evidnciaa necessidade de justia e verdade no governo, mostrando que o lugar verdadeiro dohomem aquele de completa submisso, em vez de proeminncia e poder. Essa umacarga acima da capacidade de qualquer pessoa, at mesmo de homens piedosos. Oh, comotudo isto um clamor pela vinda do nico Rei fiel e verdadeiro, o Senhor da glria!1 CRNICAS________________________________________________________________________________________ SENHOR, por amor de teu servo e segundo o teu corao, fizeste todas essasgrandezas, para fazer notrias todas estas grandes coisas!1 Crnicas 17:19Este livro resume os caminhos da graa divina para com Israel principalmentequanto ao reinado de Davi, o homem segundo o corao de Deus. Os dois livros deCrnicas so por isso parecidos com Deuteronmio, pois so recapitulaes da graa deDeus. O reinado de Saul nem sequer mencionado, apenas seu triste fim na batalha. Saul o tpico homem carnal que no pode receber ou exemplificar a graa de Deus. Davi umafigura de Cristo, em quem esta graa admiravelmente manifesta. Nenhuma meno feitasobre os sete anos e meio que Davi reinou em Hebrom; mas apenas seu reinado em Israel,porque a graa de Deus abrange todo o Seu povo, e no somente uma parte. 9. Os evidentes males morais que atingiram a casa de Davi so silenciosamentesuprimidos neste livro: o terrvel pecado de Davi, de Amom, seu filho e a impetuosarebelio de Absalo. Por outro lado, muito dito sobre os planos e as provises demateriais para a construo do templo. Isso tambm serviu para mostrar a glria e graa deDeus. A histria de Davi ento vista aqui, no sob uma perspectiva biogrfica de umhomem, nem mesmo como rei, mas como um smbolo de Cristo; tendo isto em vista, esseseventos so discorridos longamente a fim de revelar o carter messinico de Davi. 2 CRNICAS________________________________________________________________________________________Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minhaface, e se converter dos seus maus caminhos, ento, eu ouvirei dos cus, e perdoarei osseus pecados, e sararei a sua terra. 2 Crnicas 7:14O maravilhoso resumo dos caminhos de Deus acerca dos reis de Israel continuaneste livro. A grandiosidade do reinado de Salomo vista aqui tipificando o reino doSenhor Jesus na paz da glria milenar. Nada dito sobre os muitos casamentos de Salomocom mulheres mpias e o fato de ter sido influenciado por delas, nem o seu conseqenteabandono da vereda de obedincia a Deus.Contudo, a diviso do reino nos dias de seu filho Roboo registrada, pois a graano despreza o governo de Deus. Roboo impedido de tentar trazer novamente de voltaas dez tribos pela fora. As dez tribos estabeleceram uma nova capital em Samaria eescolheram um novo rei, not even of Judah. Elas so por essa razo mencionadas nestelivro apenas em relao histria de Jud; porque a graa de Deus tinha de ser vista apenasem relao linhagem de Seu escolhido, ou seja, a linhagem do verdadeiro Messias, oSenhor Jesus Cristo. Isso ressaltado de maneira fantstica nas histrias de Asa, de Josaf,Ezequias e de Josias.Para o crente, esta recapitulao, que tanto exalta os abenoados conselhos da graadivina, uma preciosa antecipao do que ir acontecer no tribunal de Cristo. Se os livrosde Reis mostram os terrveis caminhos humanos, Crnicas, por outro lado, nos mostramcomo a graa de Deus transcende o pecado. ESDRAS________________________________________________________________________________________Porque servos somos, porm na nossa servido no nos desamparou o nosso Deus;antes, estendeu sobre ns beneficncia perante os reis da Prsia, para revivermos, epara levantarmos a Casa do nosso Deus, e para restaurarmos as suas assolaes, epara que nos desse uma parede em Jud e em Jerusalm.Esdras 9:9 10. Esdras, cujo nome significa ajuda, foi escrito por um escriba com este nome, e um relato da obra divina de restaurao: o retorno do primeiro grupo de judeus, lideradospor Zorobabel (2:2), para Jerusalm, com o objetivo de reconstruir o templo. Isso aconteceumediante ordem de Ciro, rei da Prsia, porque naquele tempo os medos e prsios haviamconquistado o imprio babilnico. Ciro decretou que os utenslios do templo anteslevados por Nabucodonosor deveriam ser devolvidos para o templo que ia serreconstrudo. Houve inmeros obstculos durante a construo, mas Deus, usando osprofetas Ageu e Zacarias, finalmente possibilitou a concluso deste, como mostra o captulo6:15. Mais tarde, j no reinado de Artaxerxes, outro grupo retornou a Jerusalm sob ocomando de Esdras. Sua misso, como sacerdote da linhagem de Aro, era tanto darsuporte ao servio de reconstruo do templo quanto estabelecer magistrados e juzes queconheciam a lei de Deus para governar o pas. Este um livro essencial para nossos dias, porque mostra que aqueles que desejamvoltar verdadeira adorao a Deus, segundo as Escrituras, devem esperar oposio.Contudo, a f desses adoradores ser recompensada, se permanecerem firmes e constantesnos princpios divinos.NEEMIAS________________________________________________________________________________________Ide, e comei as gorduras, e bebei as douras, e enviai pores aos que no tm nadapreparado para si; porque esse dia consagrado ao nosso Senhor; portanto, no vosentristeais, porque a alegria do SENHOR a vossa fora. Neemias 8:10Neemias, cujo nome significa o Senhor conforta, escreve a histria de sua ligaocom o grupo de judeus cativos que voltaram do exlio para Jerusalm. Ele veio a Jerusalmcerca de treze anos depois de Esdras, comovido pelas notcias que recebera da decadentecondio da cidade. O Senhor concedeu-lhe graa aos olhos de Artaxerxes, rei da Prsia, aquem servia como copeiro. Ele conseguiu autorizao para reconstruir os muros deJerusalm.Neemias era um homem de f e energia, hbil administrador. Ele organizou osjudeus para o servio de reedificao dos muros e conseguiu infundir neles disposio tantopara o trabalho quanto para a luta pelos interesses de Deus na cidade. Suas firmes decises,sua sabedoria em escapar das astutas ciladas dos inimigos, e suas oraes curtas e honestascaptam a ateno dos leitores deste livro. A influncia oficial do governo prsio sentidadurante a narrativa e no pode ser ignorada.Este livro ilustra o fato de que a verdadeira devoo a Deus por parte de Seus santose a determinao deles de construir um muro de separao entre si e os males do mundoencontrar a mais implacvel oposio do inimigo. E esta a razo pela qual este livro especialmente til em nossos dias. No importa quo pequeno e desprezvel aos olhos doshomens esse testemunho possa parecer; uma f simples e inabalvel preciosa para Deusnestes dias confusos. 11. ESTER________________________________________________________________________________________Porque Mardoqueu era grande na casa do rei, e a sua fama saa por todas asprovncias; porque o homem Mardoqueu se ia engrandecendo. Ester 9:4Ester significa estrela. Este livro fala sobre o tempo de cativeiro dos judeus,quando estavam fora de sua terra, dispersos entre as naes, mas providencialmentecuidados pelo mesmo Deus a quem haviam desobedecido. O nome do Senhor no encontrado neste livro: Ele est oculto. Ele no pode, abertamente, ligar Seu nome ao povo,porque a disperso deles o Seu castigo devido desobedincia. Alm disso, eles tinhamescolhido permanecer na Prsia apesar de Deus ter aberto uma porta para que retornassem aIsrael. No se importavam nem um pouco em voltar ao lugar que Deus preparara para eles.Entretanto, vemos Sua poderosa mo abenoando o povo com misericrdia eproteo. Esse um tipo da bno que vir para os filhos de Israel que esto aindadispersos aps muitos sofrimentos e perseguio.A prpria Ester nos faz lembrar da beleza que Deus v em Seu povo, apesar dosseus fracassos e afastamento. Mardoqueu uma figura de Cristo, primeiro por proteger umrei gentio daqueles que planejavam sua morte; e tambm por se engrandecer cada vez maisentre os gentios e isso depois de ter sido decretado a sua morte, junto com a de seu povo.O livro ilustra muito bem o cuidado de Deus com todo crente verdadeiro que setorna negligente e desobediente em seus caminhos. Tal pessoa no tem mais comunhocom Deus nem sente alegria em Sua presena. Mas Deus continua zelando por essa pessoaat mesmo lhe enviando provaes, tendo em vista sua restaurao e submisso ao Senhor.J________________________________________________________________________________________Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vem os meus olhos. Por isso, meabomino e me arrependo no p e na cinza. J 42:5-6O livro de J (significa o brado de aflio) potico e tem sido reconhecido porsua espetacular linguagem. Pelas evidncias, J viveu na mesma poca que Abrao. Apesarde ser o homem mais justo na terra, Deus permitiu-lhe sofrer intensamente nas mos deSatans. Seus trs amigos acreditavam que para merecer tal sofrimento, J devia serculpado de um terrvel pecado e nas suas muitas palavras, tentaram gentilmente noincio, mas depois de forma cruel extrair uma confisso dele. J alegou inocncia eafirmou que o castigo divino era sem causa.Contudo, esse mesmo sentimento indicava que era necessrio Deus quebrar a justiaprpria de J. Depois que seus trs amigos se calaram, o jovem Eli fala de tal modo queatinge a conscincia de J e este fica sem ter o que dizer. Eli definitivamente um tipo doSenhor Jesus, o Intrprete dos caminhos de Deus. Ento o prprio Deus fala a J do meio 12. de um redemoinho. Ele indica algumas das maravilhas da criao que provam ser asabedoria do Criador infinitamente maior que o homem imagina, e que em comparao, asabedoria humana total ignorncia. J levou a srio as lies que recebeu de Deus eexclamou: Me abomino e me arrependo no p e na cinza. Este foi grande ponto decisivo ,e depois disto J grandemente abenoado como nunca havia sido antes. J o maisprecioso livro para nos ensinar sobre o verdadeiro autojuzo e submisso a Deus. SALMOS________________________________________________________________________________________Bem-aventurado o varo que no anda segundo o conselho dos mpios, nem se detmno caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Salmo 1:1Salmos, assim como J, um livro potico, uma coletnea de textos de vriosescritores inspirados por Deus: Davi, Asafe, Moiss e possivelmente outros desconhecidos.Contudo eles esto organizados em perfeita ordem pelo domnio do Esprito Santo. Elestransbordam de consolao, pois tratam dos sentimentos do corao nas circunstncias maisdiversas, trazendo a resposta de Deus para cada necessidade da alma. Os salmos nos falamantecipadamente de Cristo e neles encontramos Seus prprios sentimentos no que se refere glria de Deus e bno da alma; no sofrimento como o humilde Homem de dores,quando perseguido pelo homem; o terrvel sofrimento da cruz, o abandono de Deus; osbem-aventurados resultados de Sua obra, enfim, todas as situaes que Ele enfrentou.Considerar os Seus sentimentos um maravilhoso blsamo para nosso corao.Temos de lembrar, contudo, que os salmos foram escritos do ponto de vista judaico,e que a bno de Israel, junto com suas aflies, dores e castigos, o que maisproeminente no livro. Desse modo, um livro proftico da histria de Israel em todas assuas dificuldades at que seja estabelecida na glria do reino milenar. Mas isso de maneiraalguma diminui as bnos espirituais encontradas ali para ns, pois um livro de infinitovalor e consolo para nossa alma. PROVRBIOS________________________________________________________________________________________Para o sbio ouvir e crescer em sabedoria, e o instrudo adquirir sbios conselhos;para entender provrbios e sua interpretao, como tambm as palavras dos sbios esuas adivinhaes. Provrbios 1:5-6 Escrito pelo rei Salomo em sua juventude, Provrbios tambm um livro poticode sbias instrues com referncia a todos os aspectos da vida. Sua maior e mais profundaverdade simplesmente esta: O temor do SENHOR o princpio da cincia. Asadvertncias contra os males sutis so acompanhadas de instrues para se evitar estesmesmos males. 13. O livro apresenta os ensinamentos de forma clara e genuna para que o leitor faaum julgamento apropriado. Ele vai na raiz das questes e mostra os motivos que produzemcertas aes, revelando assim as obras que atuam no prprio corao do leitor. Provrbioslida com os pensamentos, a boca, os lbios, a lngua, os ouvidos, os olhos, as mos, os ps,enfim, tudo o que se refere ao comportamento do indivduo. Ele mostra fielmente osresultados dos pensamentos, palavras, aes boas e ms; ou seja, qual a colheita do que sesemeia. Alm disso, ensina de maneira a no deixar dvidas que somente o conhecimentogenuno do Senhor pode conservar algum nos caminhos da verdade.Essas coisas so, por conseguinte, princpios adequados ao reinado de Salomo,estabelecido em paz e, portanto, intimamente ligados aos princpios do reino de Deusmostrados nos captulos 5, 6 e 7 de Mateus. No entanto, o captulo 25 comea comprovrbios transcritos pelos homens do rei Ezequias e so a proviso divina para uma pocaem que o reino estava dividido e arruinado. Eles so tambm, portanto, particularmentevaliosos em nossos dias, THE KINGDOM OF HEAVEN BEING IN A STATE OFDEGENERATION (O REINO DOS CUS EST EM ESTADO DE DEGENERAO?SER QUE DEUS PERDEU O CONTROLE SOBRE ELE?) Este livro tambm umaexcelente incurso alma humana. ECLESIASTES________________________________________________________________________________________E olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mos, como tambm para otrabalho que eu, trabalhando, tinha feito; e eis que tudo era vaidade e aflio deesprito e que proveito nenhum havia debaixo do sol.Eclesiastes 2:11Eclesiastes ( o pregador) tambm foi escrito por Salomo, mas em sua velhice. notvel o contraste deste livro com o de Provrbios. Inspirado por Deus, ele revela osresultados de toda a sabedoria humana, das aspiraes e vantagens terrenas, de todas aspromessas de felicidade que acompanham a riqueza e o conhecimento, pelas quais ahumanidade tanto luta. Salomo, estando ele mesmo numa posio de atestar tudo isto demodo cabal sendo o mais rico e mais sbio homem da terra aprendeu por amargasexperincias que tu do era vaidade e aflio de esprito.Observemos com muito cuidado que isto simplesmente tirar proveito das coisasmateriais que esto debaixo do sol, isto , considerar as coisas apenas do ponto de vistaterreno. Alm disso, o livro nos ensina que, fora da revelao dada por Deus, a histriahumana totalmente miservel. Esse quadro muda totalmente no Novo Testamento onde oSenhor Jesus Cristo nos revela a glria de Deus e a eterna herana dos santos na luz!Este livro, pois, no pode ser considerado como doutrinas reveladas por Deus, mascomo uma exposio dos pensamentos parte da revelao suprema dos pensamentos deDeus. Ademais, ele enfatiza veementemente que devemos buscar a plena verdade quesatisfar a necessidade do nosso corao. Isto est completamente aprovisionado na benditaPessoa de nosso Senhor Jesus, em quem est revelada toda a glria de Deus. 14. CANTARES________________________________________________________________________________________Enquanto o rei est assentado sua mesa, d o meu nardo o seu cheiro. Cantares 1:12 outro livro potico escrito por Salomo e trata sobre a comunho pessoal com oSenhor Jesus. Como sua linguagem altamente figurativa, tem de ser interpretado combastante sobriedade e cuidado. O versculo acima encontra correlao no blsamoderramado nos ps do Senhor Jesus por Maria de Betnia, smbolo da adorao que agradaas narinas de Deus.O profundo deleite da noiva ao contemplar as belezas e glrias do Noivo umalinda alegoria da conseqente felicidade de Israel no Senhor Jesus quando trazida de volta sua terra e restaurada aos privilgios permanentes do milnio. Certamente isso tem umaaplicao espiritual para a Igreja, noiva celestial de Cristo; apesar deste livro no ensinarnada sobre o relacionamento eterno da Igreja com Cristo, como ensina Efsios, porexemplo. Por essa razo, sua mensagem para ns hoje se refere principalmente sexperincias pessoais de comunho com o Senhor.O deleite do Noivo pela noiva no menos precioso, ainda mais em face das muitasimperfeies dela que contrastam com o seu Amado. a graa divina que d a ela talbeleza que encanta o corao do Noivo. um livro para meditarmos calma ediligentemente a ss na presena de Deus.Logo o gozo profundo encher nossa alma,Logo o Seu prprio gozo ser mais excelente ainda, Logo veremos a Ti, Sua noiva arrebatada, Logo, para Seu grande deleite, estaremos ao Seu lado.ISAAS________________________________________________________________________________________Quo suaves so sobre os montes os ps do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir apaz, que anuncia o bem, que faz ouvir a salvao, que diz a Sio: O teu Deus reina! Isaas 52:7Isaas, que significa salvao de Jeov, sem dvida alguma o principal dosprofetas, notvel por seus inspiradores temas evanglicos. Da mesma forma que a Epstolaaos Romanos, este livro comea com uma exposio dura mas fiel da culpa do homem(aqui em Isaas, a culpa de Israel). Utiliza-se ainda das condies daquela poca paratipificar em suas profecias as condies e os julgamentos futuros.Os primeiros 35 captulos mostram de uma maneira geral os pensamentos de Deusacerca de Jud, de Israel e das naes, ao no permitir o encobrimento da verdade oudesculpas para o pecado, mas o expe luz da plena verdade.Os captulos 36 a 39 se ocupam com a histria, ilustram tanto a fidelidade de Deusem preservar Seu povo quanto o fracasso desse mesmo povo em valorizar adequadamenteas maravilhas de Sua graa. 15. Mas o ministrio da soberana graa comea no captulo 40, e de aqui em diante asoluo para a condio de Israel apresentado em seus vrios aspectos. A seguinte nota deF. W. Grant muito til aqui: Do captulo 40 ao 48, Israel visto como servo e infiel; docaptulo 49 ao 60, Cristo o Perfeito Servo que carrega todo o fardo dos pecados de outros;e, finalmente, do captulo 61 ao 66, o remanescente (de Israel) visto e aceito novamentecomo servo.Este livro, apesar de escrito na linguagem do Velho Testamento, nos ajuda a ter aperspectiva correta do abenoado evangelho da graa de Deus. JEREMIAS________________________________________________________________________________________Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo ealegria do meu corao; porque pelo teu nome me chamo, SENHOR, Deus dosExrcitos.Jeremias 15:16Jeremias (Jeov exalta) tem sido apelidado de o profeta choro. Chamado porDeus em tenra idade, ele profetizou por cerca de quarenta anos durante os reinados deJosias, Jeoaquim, Jeoacaz e Zedequias e tambm no cativeiro de Jud e Jerusalm. Eledescendia de uma famlia de sacerdotes, mas como Joo Batista, era mais um profeta quepropriamente um sacerdote. evidente a profunda dor em sua alma causada pela tristecondio do reino de Jud, mas ele entregou fielmente a mensagem de Deus, de que oscaldeus iriam levar Jud cativo. O fato de Jeremias ter escrito os versculo acima notvel,pois estava angustiado a ponto de quase morrer; mostra que a palavra de Deus haviapenetrado nas profundezas de seu ser e que nela o profeta encontrava alegria, poisexperimentava a realidade do nome de Jeov, seu Deus, sobre ele. Aqui est a alegria e afora em meio dor e fraqueza. Ele tinha o corao de um sacerdote e a fidelidade de umprofeta.Quando Zedequias foi levado cativo e Jud subjugada, Jeremias obteve permissode continuar na terra, assim como alguns outros, sob a autoridade de Gedalias. Mas adesobedincia dos remanescentes causou mais problemas. Jeremias continuou a profetizar,mas suas palavras eram rejeitadas, mesmo entre os que tinham ficado em Jud. O ltimocaptulo deste livro estritamente histrico, e como tal comprova a veracidade de suasprofecias.Jeremias um excelente livro para nos encorajar a continuarmos fiis Palavra deDeus mesmo em face da dor e da oposio. LAMENTAES DE JEREMIAS________________________________________________________________________________________No vos comove isso, a todos vs que passais pelo caminho? Atendei e vede se h dorcomo a minha dor, que veio sobre mim, com que me entristeceu o SENHOR, no dia dofuror da sua ira. 16. Lamentaes 1:12Este um livro que demonstra uma profunda compaixo, escrito aps o cativeiro deJud e a cidade de Jerusalm ter sido reduzida desolao. Contudo, a prpria linguagemdo profeta testemunha a terna preocupao do Senhor pelo Seu povo em todas as suasaflies. Se por um lado o sofrimento de Israel devido malcia de seus inimigos (e Deuspedir contas disso), por outro, Jeremias sente que isso vem da mo de Deus para castigarJud por seus pecados. Esta uma linguagem apropriada com respeito queles que, emquebrantamento e confisso, so disciplinados por Deus.Por ser um sacerdote, Jeremias conhecia bem o que significava comer a oferta pelaexpiao do pecado (Levtico 6:25 -26), ou seja, sentir na alma o pecado do povo de Deuscomo se fosse o seu prprio, e confess-lo como tal. Este livro um importante apoio aossantos de Deus, especialmente no que se refere nossa atitude acerca do triste e confusotestemunho da Igreja de Deus neste mundo. Essa mensagem deveria produzir um grandeimpacto em nossa alma, no para nos desanimar, mas para desenvolver em ns uma atitudemais sria e humilde, a qual envolve disposio para enfrentar a verdade como elarealmente .EZEQUIEL________________________________________________________________________________________E eis que tu s para eles como uma cano de amores, cano de quem tem voz suave eque bem tange; porque ouvem as tuas palavras, mas no as pem por obra.Ezequiel 33:32Ezequiel (Deus Fortaleza), assim como Jeremias, tambm era um sacerdote, masprofetizou fora da terra de Israel, no cativeiro. Ele profetizou primeiro contra Israel e Jud,descrevendo a escravido, o sofrimento e a humilhao deles de maneira bastante alegrica.Deus fez dele praticamente um objeto de ensino para Israel: ele prprio teve de sentir aamargura das coisas que profetizava. Aqui est outro sacerdote que, de um modo intenso eprtico, sabia o que era comer a oferta pela expiao do pecado, tendo que sentir nosomente o pecado do povo de Deus, mas tambm o juzo divino contra o pecado.Todavia, mesmo toda essa humilhao e angstia de nada serviram para tocar ocorao do povo. Ezequiel j tinha sido avisado que ningum lhe daria ouvidos, mas Deusno lhe deu alternativa, a no ser continuar profetizando. Do captulo 24 ao 32 ele volta apronunciar julgamentos sobre as naes gentias ao redor. Depois, novamente continua atratar com a sua prpria nao, proclamando que a graa de Deus iria restaurar aquele povoaflito por meio de severos juzos. Por fim, os captulos 40 a 48 descrevem o futuro templo ea diviso da terra no milnio.Ezequiel um livro bastante til para fortalecer a alma a fim de permanecer firmeem Deus, mesmo em face da solido e da oposio contnua.DANIEL________________________________________________________________________________________ 17. Seja bendito o nome de Deus para todo o sempre, porque dele a sabedoria e a fora;ele muda os tempos e as horas; ele remove os reis e estabelece os reis; ele d sabedoriaaos sbios e cincia aos inteligentes. Ele revela o profundo e o escondido e conhece oque est em trevas; e com ele mora a luz.Daniel 2:20-22Daniel (Deus Juiz) tambm profetizou no cativeiro. Ele conquistou um lugar dehonra e respeito entre os gentios atravs de sua simples e inabalvel f no Deus vivo,resultante de uma vida de constante piedade, de uma conduta sbia e prudente, semcomprometer a verdade.No final do captulo 6, questes histricas de grande interesse so mostradas. Elasnos do uma clara viso do reino de Babilnia e dos medos e prsios. Tambm nos revelamo cuidado protetor de Deus sobre os fiis remanescentes israelitas dispersos entre osgentios. Tais relatos, alm de histricos, so igualmente profticos de acontecimentos queacontecero no futuro. Mas a partir do captulo 7 at o final do livro, o assunto passa a seras distintas vises profticas dadas a Daniel, as quais envolvem os grandes impriosmundiais e a relao de Israel com eles, e o triunfo final do Senhor da glria sobre todas asnaes.Este um excelente livro para nos ensinar que as profecias s podem ser entendidasadequadamente se acompanhadas de um viver piedoso e fiel. Alm disso, Deus espera queo Seu povo tenha um interesse profundo pelas Suas revelaes profticas! OSIAS________________________________________________________________________________________Converte-te, Israel, ao SENHOR, teu Deus; porque, pelos teus pecados, tens cado.Tomai convosco palavras e convertei-vos ao SENHOR; dizei-lhe: Expulsa toda ainiqidade e recebe o bem; e daremos como bezerros os sacrifcios dos nossos lbios. Osias 14:1-2Osias (Salvao) profetizou durante o reinado de alguns reis de Jud, terminandocom o de Ezequias, portanto, antes do cativeiro. O primeiro captulo um breve resumo dasaes de Deus com Jud e Israel (tambm chamado neste livro de Efraim, pois foi est atribo conduziu Israel a rebelio). Deus primeiro mostrou que a infidelidade deles osreduzira mesma condio dos gentios no meu povo. Apesar disso, o Senhorreafirma Sua soberana graa ao restaur-los como filhos do Deus vivo. Tanto Jud quantoIsrael sero unidos novamente sob o comando de um nico Soberano.A maior parte do livro trata principalmente sobre Israel (ou Efraim). Osias consistede uma exposio enftica e severa da corrupo aviltante das dez tribos, enquanto Jud s mencionada casualmente.Contudo, o ltimo captulo mostra de maneira espetacular Deus como a soluo e oremdio para a runa de Efraim Deus, de fato, na Pessoa de Seu bendito Filho, noexposto claramente como no Novo Testamento, mas como atravs de um vu. Neste 18. captulo tambm h um chamado carinhoso para que Efraim se volte para o Senhor Deus,um chamado que produz maravilhosos resultados. Como este livro necessrio, no somente para nos advertir contra a inconstncia,mas para mostrar como se recuperar disso.JOEL________________________________________________________________________________________E o SENHOR levanta a sua voz diante do seu exrcito; porque muitssimos so os seusarraiais; porque poderoso , executando a sua palavra; porque o dia do SENHOR grande e mui terrvel, e quem o poder sofrer?Joel 2:11Joel (Jeov Deus) no fornece qualquer indicao sobre o tempo em queprofetizou. Seu tema principal o Dia do Senhor com sua grandeza e seus violentos juzos.Uma devastadora invaso de insetos assolou a terra de Israel com fome. Joel usa isso comouma vvida ilustrao da invaso de Israel pelo Rei do Norte e seus exrcitos confederadosnos fins dos tempos. Embora tais inimigos sejam arrogantes, selvagens e impiedosos, sero,contudo, os instrumentos de Deus para punir o Seu povo Israel. Cobrindo a terra comoenxames de pragas, eles faro Israel se dobrar diante do Senhor. E quando este propsitofor cumprido, o prprio Deus julgar essas naes gentias com severidade, livrando assimos filhos aflitos de Jud e Israel.Os sinais e maravilhas preditos acontecero antes do Dia de Jeov (2:30-31), ouseja, durante os primeiros trs anos e meio da semana de Daniel e, portanto, antes daGrande Tribulao, que comear na metade da semana de sete anos. O derramamento doEsprito de Deus, mencionado nos versculos 28 e 29, ser depois, isto , no milnio debnos. A citao de Pedro sobre isto em Atos 2:18-21, no pressupe um plenocumprimento naquela poca, mas simplesmente uma aplicao atual. O livro de Joel ilustraa solene advertncia de que quem semeia vento colhe tempestade. AMS________________________________________________________________________________________Naquele dia, tornarei a levantar a tenda de Davi, que caiu, e taparei as suas aberturas,e tornarei a levantar as suas runas, e a edificarei como nos dias da antiguidade. Ams 9:11Ams (Carregador) recebeu sua profecia nos dias de Uzias, que reinou em Judno mesmo tempo em que Jeroboo II reinou em Israel, e dois anos antes do terremoto, oqual sem dvida causou uma grande impresso. Provavelmente sua mensagem proftica jera conhecida antes do terremoto, de modo que, depois de ocorrido, daria importantesignificado sua profecia. 19. Este livro impressionante por sua contundente condenao do mal, especialmenteem Israel, e pelo conseqente julgamento de Deus. O mal exposto de maneira calma ejudicial, e no com ira explosiva; e a punio divina tambm perfeitamente adequada transgresso.Primeiro, vrias naes so intimadas ao julgamento: a Sria, a Filstia, Tiro, Amom,Moabe e Edom. Mas se Deus julga tais povos com justia, Jud e Israel tambm tm decomparecer diante de Seu trono a fim de serem julgados com imparcialidade e verdade.Esta profecia, como todas as outras profecias, termina com a vitria de Deus sobre o mal ecom a restaurao final de Jud e Israel pelo poder e graa de Deus.Portanto, a excelncia deste livro est em nos mostrar que Deus deve julgar calma edecididamente os nossos prprios caminhos como os dos outros tambm, e que o desejo docorao do Senhor restaurar todos a Si mesmo.OBADIAS________________________________________________________________________________________Se te elevares como guia e puseres o teu ninho entre as estrelas, dali te derribarei, dizo SENHOR.Obadias 4Obadias (Servo de Jav) escreveu o menor livro do Antigo Testamento. Suamensagem inteiramente contra Edom, ou seja, contra a famlia de Esa, irmo de Jac. Odio e a violncia dele contra Israel eram terrveis conseqncias do orgulho e da justiaprpria, que o impediam de receber as bnos de Deus. Notemos que o Senhor pedecontas no s da flagrante impiedade deles, mas tambm dos motivos secretos do corao:Como foram busca dos os bens de Esa! Como foram esquadrinhados os seusesconderijos (v. 6). A satisfao maligna que sentiam com os sofrimentos de Israel severamente denunciada. Edom tambm se aproveitava dos infortnios de Israel para sefortalecer. O resultado de tudo isso um severo julgamento divino.Edom uma variante do nome Ado. Portanto, a nao inteira estava na carne e osque esto na carne no podem agradar a Deus (Romanos 8:8). A carne pode se manifestarem forma muito razoveis, agradando tanto aos sentidos naturais quanto s mentesintelectualizadas dos homens. Em nossos dias, o forte movimento humanista um evidenteexemplo desta pretenso vazia, orgulhosa e carnal que no resistir ao aterrador julgamentode Deus; contudo, o desprezado povo de Deus ser livrado.O livro de Obadias nos leva a um srio autojuzo de nossos caminhos e dasmotivaes mais ntimas de nosso corao.JONAS________________________________________________________________________________________Quando desfalecia em mim a minha alma, eu me lembrei do SENHOR; e entrou a ti aminha orao, no templo da tua santidade. Jonas 2:7 20. O livro de Jonas (Pomba) mais que um relato de uma ordem de Deus a umprofeta. Jonas recebeu a incumbncia de profetizar contra Nnive, capital da Assria. Elenos revela no as obras secretas do corao de um descrente, mas aquelas que estavam nocorao de um servo escolhido por Deus. Quo humilhante a exposio, mas o prprioprofeta teve de escrev-la toda, fielmente, para nosso benefcio.Quando recebeu a mensagem do Senhor, Jonas primeiro tentou fugir daresponsabilidade de entreg-la. Porm, Deus o disciplinou no lugar em que Jonas escolheupara se esconder do Senhor: o mar. Ele foi lanado s guas e um grande peixe o engoliu.Esta foi a maneira do Senhor de quebrantar o corao do profeta. Contudo, apesar de totraumtica experincia, quando trazido de volta por Deus e levado a obedecer, then hewould fain take the credit for the message e ele pensou mais em sua reputao como profetaque no direito de Deus em demonstrar misericrdia quela cidade arrependida. E quanto ans? Essa mensagem no nos ensina quo cuidadosos devemos ser no tocante a tudo o quefizermos para o Senhor? E que jamais devemos buscar reconhecimento ou honra para ns,mas, sim, obedecer por amor a Deus e aos outros?Observemos, tambm, que Jonas registra o fato de que Deus tem a ltima palavra eque o prprio fato de ele escrever sem tentar encobrir seus erros uma clara indicao quesua alma, no final de tudo, foi verdadeiramente beneficiada por tudo.MIQUIAS________________________________________________________________________________________E iro muitas naes e diro: Vinde, e subamos ao monte do SENHOR e Casa doDeus de Jac, para que nos ensine os seus caminhos, e ns andemos pelas suasveredas; porque de Sio sair a lei, e a palavra do SENHOR, de Jerusalm.Miquias 4:2Miquias (Quem como Jav?) mostra o Senhor vindo com julgamento noapenas sobre Israel, mas sobre todas as naes. A condio de Jud e Israel vista comoum exemplo da condio de todos os povos a terra e tudo o que nela existe. Dessemodo, se em Ams Deus deve julgar Israel quando comear a julgar as naes, emMiquias, Deus dever julgar as naes se Israel for julgada. Isso porque Israel seno umexemplo de toda a humanidade: agora que ela achada culpada, est uma evidncia daculpa de todo o mundo (veja Romanos 3:19). Deus o nico que pode executar juzo, e Ele infinitamente capaz de fazer isso.O livro revela tambm que o remdio est apenas em Deus, quem perdoa ainiqidade, pois Se deleita com a misericrdia. Ele dirige Seu povo para Si mesmo e lanatodos os seus pecados nas profundezas do mar. A bno sobre Israel significar tambmgrande bno sobre as naes, que acharo prazer no monte do Senhor em Jerusalm.O captulo 5 contm uma maravilhosa profecia a respeito da vinda do Messias, oProtetor de Seu povo quando os assrios os atacarem nos ltimos dias. O livro entodemonstra de maneira grandiosa que, quando tudo o mais falhar completamente, Deus aRocha eterna: Quem como Jav? 21. NAUM________________________________________________________________________________________O SENHOR tardio em irar-se, mas grande em fora e ao culpado no tem porinocente; o SENHOR tem o seu caminho na tormenta e na tempestade, e as nuvensso o p dos seus ps.Naum 1:3Naum (Compassivo) uma veemente profecia do julgamento de Nnive, a qual,sendo a capital da Assria, representava esse imprio, o Rei do Norte em um tempo futuro.Enquanto o Egito simboliza o mundo em sua total independncia de Deus, a Assriasimboliza a odiosa oposio do mundo a Ele. A profecia foi sem dvida motivada pelacrueldade da Assria quando Senaqueribe (O destruidor) in vadiu Israel, e se cumpriuparcialmente quando Nnive foi destruda. Porm, ela considera o juzo de Deus sobre o Reido Norte nos ltimos dias. Notemos que a voracidade deste inimigo equivalente aoextremo rigor do julgamento divino.Os primeiros versculos do livro descrevem a indignao e a fria da ira de Deus,mas logo so seguidos pelo blsamo reconfortante do versculo 7: O SENHOR bom,uma fortaleza no dia da angstia, e conhece os que confiam nele. Ele tardio em irar -se, egrande em beneficncia: pois no deseja condenar ningum. Mas Ele ir julgar o mal, sejapela tormenta ou pela tempestade, e a sabedoria de Seu caminho ser manifesta.Aprendamos, portanto, com este profeta, tanto a terrvel fora da ira de Deus quantoa abenoada fora de Sua proteo.HABACUQUE________________________________________________________________________________________Parou e mediu a terra; olhou e separou as naes; e os montes perptuos foramesmiuados, os outeiros eternos se encurvaram; o andar eterno seu.Habacuque 3:6 Habacuque (Abrao ardente) uma profecia que trata em especial sobre ossentimentos e as dores dos israelitas piedosos em meio vergonha e degradao do povosob o cativeiro dos caldeus, nao amarga e apressada. Este impetuos o inimigo oimprio babilnico um retrato fiel do mundo e de sua confusa e corrupta religiosidadeque perverte as bnos de Deus. No de admirar, portanto, que os piedosos estivessemto desolados com o terrvel mal que contaminou Israel. Ser que este no o mesmoinimigo implacvel que tem escravizado a Igreja professa hoje em dia? Contudo, essas dores fizeram o profeta abraar ardentemente as promessas deDeus. Elas o conduziram a uma total dependncia da graa e do poder soberano do Senhor.Habacuque reconhece que Deus mede a terra e tudo o que h nela: Ele ir humilhar asnaes, dissipar as montanhas (as altas autoridades) mesmo as que homens pensam queso perptuas, e far com que os montes (autoridades menores) se curvem. Contudo, apesarde quo extensa e terrvel pudesse ser a desolao a que Israel fosse reduzido, o profeta 22. confiantemente exclama: Todavia, eu me alegrarei no SENHOR, exultarei no Deus daminha salvao (3:18). Esse um livro contm uma mensagem preciosa para aqueles que, confrontadoscom o mal e com o pecado, se quebrantam diante de Deus.SOFONIAS________________________________________________________________________________________O SENHOR, teu Deus, est no meio de ti, poderoso para te salvar; ele se deleitar emti com alegria; calar-se- por seu amor, regozijar-se- em ti com jbilo. Sofonias 3:17Sofonias (Jav entesoura) profetizou nos dias de Josias, um rei piedoso cuja f eenergia produziu um reavivamento marcante em Israel. Mas este livro no menciona talfato; antes, comea com uma declarao do impetuoso julgamento de Deus, o qualconsumir tudo sobre a terra. O reavivamento era somente exterior: a real essncia docorao daquele povo permanecia a mesma, e isso ficou evidente aps a morte de Josias.Apesar da melhoria que houve na vida da nao, Deus j tinha determinado que ojulgamento alcanaria todas as direes, em cujo centro estaria Jud e Jerusalm.Contudo, o livro tambm fala sobre as grandes bnos que o julgamento divinoproduzir no futuro. O povo ser purificado, e o Senhor Deus estar no meio da cidadeantes culpada e salvar essa nao aflita e Se alegrar sobre ela, descansando em Seu amor.O rduo trabalho de Deus ter enfim acabado e o lamento de Seu corao por causa daquelepovo se transformar em cntico de exultao.Pensar que os aparentes reavivamentos de hoje em dia iro impedir que ojulgamento de Deus recaia sobre a cristandade um erro fatal. A mensagem deste livro nospreservar de cair nesta armadilha. A vinda do Senhor eminente!AGEU________________________________________________________________________________________Porque assim diz o SENHOR dos Exrcitos: Ainda uma vez, daqui a pouco, e fareitremer os cus, e a terra, e o mar, e a terra seca; e farei tremer todas as naes, e viro Desejado de todas as naes, e encherei esta casa de glria, diz o SENHOR dosExrcitos.Ageu 2:6-7 23. O livro de Ageu (Minhas festas) foi escrito aps o retorno dos judeus do cativeiropara Jerusalm. Seu tema principal o templo reconstrudo em escala menor da que possuaantes da destruio. O profeta denunciou o vergonhoso desleixo do povo em relao casade Deus e sua construo, incitando-os a reconsiderar seus caminhos. Como verdadeiroprofeta, Ageu procurou sacudir o povo para tir-los do egosmo. Cada famlia cuidavaapenas de sua prpria casa, enquanto a casa do Senhor era totalmente negligenciada. Muitoem breve, o Senhor sacudiria tudo o que h nos cus e na terra e o Desejado de todas asnaes, ou seja, Cris to, o grande Messias, que viria e, atravs dEle, a casa de Deus seencheria de glria.Quatro mensagens diferentes so apresentadas no livro. A primeira est no captulo1 e contm srias repreenses. Felizmente, produziram bons resultados nos lderes e nopovo e eles foram estimulados a comear a construo. A segunda se encontra no captulo2:1-9 e encoraja por meio de sua preciosa viso proftica de Cristo. A terceira (2:10-19)insiste na pureza e separao devida casa de Deus. O assunto da quarta e ltima (2:20-23) a derrota de todos os reinos opressores e a bno estabelecida pelo Servo de Jeov, oMessias, tipificado por Zorobabel, prncipe de Jud.Este livro certamente deveria nos despertar agora no que diz respeito aos interessesatuais de Deus referente Sua casa espiritual, a Igreja de Deus. ZACARIAS________________________________________________________________________________________E acontecer, naquele dia, que farei de Jerusalm uma pedra pesada para todos ospovos; todos os que carregarem com ela certamente sero despedaados, e ajuntar-se-o contra ela todas as naes da terra.Zacarias 12:3Zacarias (Jav se lembra ) escreveu ao mesmo tempo em que Ageu, mas suamensagem centra-se na cidade de Jerusalm. Ele adverte o povo sobre o descontentamentode Deus com os pais deles. Essa foi a causa de muitas aflies e escravido, um claro avisodo que a cidade sofreria se eles fossem como as geraes anteriores.A profecia continua e mostra como os olhos de Deus perscrutam tanto a culpa deJerusalm quanto a culpa das naes. Jerusalm o centro terreno de Deus e Ele no irtolerar a arrogante interferncia dos homens, quer seja para guerrear contra ela quer sejapara proteg-la. o prprio Deus que lidar com ela e a purificar: o grande Messias, aquem mataram, aparecer na cidade e produzir tal arrependimento que nada mais poderiaproduzir (12:9-14). Ento Ele sair e lutar, e Jud estar a Seu lado contra seus opressores.Jerusalm ser o grande centro da terra. Todas as naes se submetero a ela, a cidade dogrande Rei (captulo 14).Deixemos que essa mensagem penetre hoje em nosso corao: o lugar central deDeus para Sua Igreja no na terra, mas no cu. De fato, tal lugar uma Pessoa, a benditaPessoa do Senhor ressurreto, Jesus Cristo. Deus no tolerar nenhum rival nem substitutopara este glorioso Centro. 24. MALAQUIAS________________________________________________________________________________________Ento, aqueles que temem ao SENHOR falam cada um com o seu companheiro; e oSENHOR atenta e ouve; e h um memorial escrito diante dele, para os que temem aoSENHOR e para os que se lembram do seu nome.Malaquias 3:16Malaquias (Meu mensageiro) expe a miservel situao de indiferena dosjudeus que voltaram do cativeiro. A empolgao do povo rapidamente se deteriorou emtotal desinteresse aos clamores de Deus. Este livro uma profunda splica divina, na qualEle condena o repulsivo desprezo do povo por Sua palavra, expresso de vrias formas. Emesmo assim, o povo se atrevia a responder ao Senhor como se estivessem sem culpa! Porisso, esta foi a ltima palavra de Deus a Israel pelos quatrocentos anos seguintes. Deus sfalou ao povo novamente a partir do ministrio de Joo Batista. Israel, recusando ouvir aDeus, iria colher os amargos resultados de sua insensata escolha.Contudo, quo precioso o fato de ainda haver aqueles que temiam ao Senhor decorao, apesar de apenas um pequeno grupo do remanescente ter retornado a Jud. Elesno chamavam a si mesmos por nenhum nome em especial, porque o precioso nome doSenhor j era o bastante para eles. Mas esse grupo falava um com o outro sobre as coisas deDeus e isso era o prazer de Seu corao. O Senhor nos assegura que no seriam esquecidos,mas haveria um memorial dia nte dEle. E como apropriado que o ltimo livro do AntigoTestamento revele o Senhor interessado, no apenas em aes, mas nos pensamentos emotivaes do corao. E a eles tambm prometido a vinda do Sol da Justia Cristo,que viria com poder e grande glria. MATEUS________________________________________________________________________________________ Tomai sobre vs o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde decorao, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo suave, e omeu fardo leve. Mateus (Dom de Deus), o primeiro livro do Novo Testamento, tinha denecessariamente ser escrito do ponto de vista judeu e preserva uma admirvel continuidadecom o Velho Testamento. Mateus apresenta o Senhor Jesus como o to aguardado Messiasde Israel; Sua genealogia, portanto, is traced to Davi e Abrao. This genealogy is that ofJoseph, therefore establishing official title to the throne. Mateus tambm o nico livro da Escritura Sagrada que usa a expresso o Reinode Deus. Isso nos mostra que sob a lei a autoridade do reino de Jav havia sido confiada 25. aos judeus e, portanto, Jerusalm era uma espcie de quartel general do Reino. Mas porcausa do total fracasso de Israel, Deus estava lhe retirando este privilgio, e Seu reino agorapassaria a ter seu quartel general do reino nos cus. O Senhor tinha falado para os judeus naterra: agora Ele estava falando dos cus. Deus havia outrora falado aos judeus na terra:agora Ele estava falando do cu. Por esta razo Mateus se refere ao reino de Deus como oReino dos cus. Este Evangelho revela a maior, a mais marcante e completa mudana noscaminhos dispensacionais de Deus: pois o Cristo, o verdadeiro Rei, viera a este mundo eretornara ao cu.Devido a isso, coerente que Mateus insista na total sujeio e obedincia soberana autoridade do Senhor Jesus no lei, mas quele que est muito acima dela.Tomai sobre vs o meu jugo, e aprendei de mim. A nfase colocada sobre as obras obras de f, claro , porque a autoridade (e no a graa, como em Lucas) o grandeassunto do livro de Mateus. Quo bom se essas lies fossem enxertadas profundamente emnosso corao! MARCOS________________________________________________________________________________________ Porque o Filho do Homem tambm no veio para ser servido, mas para servir e dar asua vida em resgate de muitos. Marcos 10:45Marcos (defesa), de forma concisa e eficaz, relata da obra do Senhor Jesus Cristo,retratando-O como o perfeito Servo de Deus. Sua linguagem direta e simples e adescrio dos eventos est em ordem cronolgica, ou seja, na ordem em que realmenteocorreram. Nenhum dos outros trs escritores dos evangelhos seguiu essa ordem; cada umescolheu uma ordem que fosse apropriada sua forma particular de relatar a vida de Cristo.Mas o humilde e incansvel servio do Senhor Jesus brilha esplendidamente nesteEvangelho. Marcos nos faz ver de uma cena a outra como o perfeito Servo satisfazia anecessidade de incontveis almas, no tempo perfeito e da maneira perfeita. Sua mortetambm o sacrifcio dAquele perfeitamente consagrado vontade de Deus, uma obra quesatisfaz as mais profundas necessidades da alma humana.O carter da oferta pelo pecado de Seu sacrifcio visto aqui Ele no apenaslevou sobre Si nossos pecados, mas suportou todo o juzo contra o pecado, a horrenda raizde todos os pecados, o princpio original de tudo o que ope a Deus. Nessa questo, oSenhor Jesus serviu a Deus em absoluta devoo, mesmo diante da pavoroso abandono deDeus naquelas horas de indizvel agonia.Observemos a freqncia que Marcos usa a palavra logo, ou seja, sem demora,imediatamente. Neste precioso carter de Servo, o Senhor Jesus no deve ser admiradoapenas pela Sua devoo, mas deve ser seguido como Exemplo por aqueles que so salvospela Sua graa. LUCAS________________________________________________________________________________________ E ele lhes disse: Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aovosso corao? Vede as minhas mos e os meus ps, que sou eu mesmo; tocai-me evede, pois um esprito no tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho. 26. Lucas 24:38-39Lucas (uma luz) o nico gentil conhecido encarregado de escrever um livro dasEscrituras. Cristo aqui belamente apresentado como o Filho do Homem, e cada parte dolivro estruturada para demonstrar a realidade e perfeio de Sua humanidade. Neste livrotemos o anncio e a descrio de Seu nascimento, o relato de Seu crescimento em estatura esabedoria, Sua acessibilidade como Aquele que ternamente se interesse na felicidade daspessoas, Seu desejo de comer com os discpulos, Suas palavras de perdo na cruz, osensinamentos dEle acerca da realidade de sua ressurreio e Sua ascenso ao cu.Mateus destacou a autoridade de Jesus e Marcos o Seu servio. Em Lucas, por suavez, a graa que brilha esplendidamente, graa que veio no somente para Israel, mas quetransbordou alcanando os gentios tambm. As parbolas e os milagres do Senhor Jesusregistrados neste livro ilustram isso de maneira notvel. por essa razo, tambm, que a graa que se deleita em abenoar e elevar a alma presena de Deus, no pode ser satisfeita com nada mais nada menos que a desembaraadae clida comunho de Seus santos.Em Lucas, Seu sacrifcio assume o significado de oferta pacfica (descrita emLevtico). Cristo reconciliou a humanidade com Deus, estabelecendo a paz da criatura como Criador. Por meio dessa obra, Deus, o Sacerdote (Cristo) e os ofertantes (os que crem)receberam cada um sua poro da oferta pacfica.JOO________________________________________________________________________________________O Verbo se fez carne e habitou entre ns, e vimos a sua glria, como a glria doUnignito do Pai, cheio de graa e de verdade. Joo 1:14Joo (Jav Doador gracioso) um Evangelho singular em sua glria majestosa.Aqui, o Senhor Jesus mostrado como o prprio Criador, o eterno, primognito Filho deDeus, enviado para revelar plenamente a glria do Pai. Isso muito mais que autoridade,servio ou graa; mas a luz e o amor do eterno Deus. Aqui ele aqui o Objeto de nossafervorosa adorao.Esse Evangelho, portanto, no sintico, ou seja, no apresenta uma viso geral davida e obra do Senhor na terra como os outros trs. Joo atrai especial ateno para aPessoa e palavras do Senhor, como testemunhado at pelos Seus inimigos: Nunca homemalgum falou assim como este homem (7:46). Os milagres e parbolas escritas aqui tambmfornecem provas inequvocas de Sua glria pessoal. Nesse livro, Joo registrou os sete Eusou ditos por Jesus, alm de palavras como: Vos digo que, antes que Abrao existisse, eusou (8:58).A nobreza do relato da crucificao prende completamente a nossa ateno, poisvemos aqui o carter da oferta queimada de Seu servio. Essa oferta representa tudo o quesobe como aroma agradvel s narinas de Deus o sacrifcio feito exclusivamente para aglria divina. 27. A doce simplicidade deste livro o faz compreensvel at para a mais inculta dascriaturas; ao mesmo tempo, o profundo significado de suas mensagens desperta admiraosincera dos maiores intelectuais.ATOS________________________________________________________________________________________E os apstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreio do SenhorJesus, e em todos eles havia abundante graa.Atos 4:33Atos dos Apstolos o relato da maneira pela qual a sabedoria divina ordenou osfatos para gradualmente conduzir as almas da dispensao da lei para a plena liberdade dadispensao da graa de Deus. O poder e o agir do Esprito Santo so maravilhosamentevistos aqui, na forma de Deus usar os apstolos para estabelecer o cristianismo.A obra comeou em Jerusalm com o derramamento do Esprito Santo no captulo2. Mas Israel, como nao, rejeitara o prprio Messias e, mais uma vez, rejeitou o chamadoda graa divina, martirizando Estevo (captulo 7). Ento Deus levantou o apstolo Paulocomo o mensageiro especial para os gentios. Assim, a graa divina se espalhou por todo omundo. Assim a Igreja de Deus formada pelo poder do Esprito de Deus, sendo judeus egentios batizados em um s corpo. Temos de atentar neste livro para o grande cuidado denosso Deus em preservar a unidade genuna e vital de todos os santos e de Sua obra aoredor do mundo.A veracidade, a simplicidade, o frescor que havia nos primeiros dias da Igreja, apiedosa manuteno da ordem e da unidade sem a necessidade de organizaes eprovidncias humanas, transmite uma importantssima instruo para a nossa alma. Tudoisso nos revela de modo inigualvel a suficincia de Cristo como o Centro para o qual todoo Seu povo atrado, e tambm a suficincia do poder do Esprito de Deus para comandarcada atividade espiritual, quer seja a adorao, comunho, servio ou testemunho.ROMANOS________________________________________________________________________________________Sendo justificados gratuitamente pela sua graa, pela redeno que h em CristoJesus. Romanos 3:24Romanos (Os forte s) apresenta as verdades existentes desde a fundao docristianismo. Neste livro, Deus o Soberano Juiz, absoluto em justia, Aquele que descobree expe o pecado de toda a humanidade, no aceita nenhuma justificativa e no admite omal mesmo em nvel mnimo, para que todo o mundo seja condenvel diante de Deus(3:19). Contudo, em perfeita justia, Ele tambm oferece a completa justificao da culpabaseada na redeno que h em Cristo Jesus, o grande Substituto que, por meio de Seusacrifcio, suportou a condenao do pecado. Todo verdadeiro crente em Cristo por meiodisso inocentado de qualquer acusao e declarado justo diante de Deus. 28. O significado da cruz visto, tambm, em referncia ao livramento do poder dopecado que habita no homem. A verdade apresentada a fim de encontrar o pecador ondeele est no comeo, e conduzi-lo atravs soul-exercise da escravido e trevas para aliberdade e luz, firmando os ps nas sendas da justia.Nos captulos 9, 10 e 11, os pensamentos e caminhos de Deus a respeito de Israelso mostrados de forma consistente com as verdades reveladas no cristianismo. Deus ogrande Vencedor, e, como conseqncia, os que confiam nEle so abenoados. A partir docaptulo 12 so dadas instrues quanto conduta prtica baseadas no slido e eternoalicerce da graa justificadora de Deus.Romanos um livro formidvel porque firma e fundamenta a alma, encorajando-a pratica de toda virtude piedosa.1 CORNTIOS________________________________________________________________________________________Ns pregamos a Cristo crucificado, que escndalo para os judeus e loucura para osgregos. Mas, para os que so chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos aCristo, poder de Deus e sabedoria de Deus.1 Corntios 1:23-241 Corntios (Corinto significa satisfeito) uma epstola escrita para corrigir asdesordens toleradas em Corinto pela igreja primitiva, mostrando princpios slidos eprticos de governo e ordem da igreja, muito necessrios para a Igreja de Deus em todo omundo. Estes princpios so aplicveis Igreja de Deus em qualquer lugar do mundo emque ela esteja, como nos mostram os captulos 1:2; 4:17; 11:16 e 14:33-37.Corinto era o centro da filosofia grega e da corrupo moral. Por isso, a sabedoriado mundo descartada no captulo 1 e substituda pela revelao de Deus mediante SeuEsprito no captulo 2. A sabedoria humana incapaz de ordenar os caminhos da Igreja doSenhor. Somente a Palavra de Deus revelada ao corao e conscincia suficiente paramanter tudo funcionando de acordo com a mente de Deus. O orgulho intelectual rejeitadonos captulos 1 e 2; a corrupo carnal completamente julgada do captulo 3 ao 7; do 8 ao10, h advertncia contra a comunho com demnios atravs da idolatria.A unidade do corpo de Cristo, que tem de se purificar de qualquer associaoprofana, enfatizada por todo o livro. Esta unidade, no entanto, vista ser revelada numapreciosa diversidade de dons que demandam atitudes piedosas. A importncia da sdoutrina um assunto vital e o captulo 15 salienta a verdade da ressurreio de Cristo e deSeus santos em Sua vinda, como sendo uma base para o testemunho da Igreja do Senhor.1 Corntios um livro valioso para encorajar o cuidado e a considerao por cadamembro do corpo de Cristo, a fim de fortalecer o testemunho coletivo.2 CORNTIOS________________________________________________________________________________________Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, quem resplandeceu emnossos coraes, para iluminao do conhecimento da glria de Deus, na face de JesusCristo. 29. 2 Corntios 4:6Enquanto 1 Corntios lida com a ordem na igreja, 2 Corntios trata sobre aministrao, a manifestao na vida prtica e tambm sobre a presena do Esprito Santo naigreja. O prprio Paulo exemplo de trabalho abnegado, gastando-se e sendo gasto poramor aos santos de Deus. Os sofrimentos do apstolo causados por sua devoo aoministrio de Cristo, a perseguio do mundo, os cruis ataques dos falsos irmos, oressentimento das pessoas que ele mais esperava que o abenoassem, a profunda angstiade sua alma, suas dores, suas aflies, sua compaixo pelas igrejas tudo isso destacadonessa tocante epstola.Mas a suficincia de Paulo era Deus, o grande Deus, cuja luz brilhou em Seucorao, manifestando a transcendente glria de Seu Ser na face de Jesus Cristo. Apesar deestar em um vaso de barro, este um tesouro a ser ministrado a todos os que ouvirem apregao. Esse ministrio da glria de Cristo foi para Paulo de tamanha bem-aventuranaque ele conduzido nas asas da infinita graa atravs de todas as provaes do caminho,at a ponto de ele dizer: Tudo isso por amor de vs... por isso, no desfalecemos...porque a nossa leve e momentnea tribulao produz para ns um peso eterno de glria muiexcelente (4:15 -17).2 Corntios nos encoraja de uma forma maravilhosa a continuarmos firmes naministrao a outros, a despeito de qualquer tentativa de Satans de nos desanimar e nosenfraquecer. GLATAS________________________________________________________________________________________Mas longe esteja de mim gloriar-me, a no ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo,pela qual o mundo est crucificado para mim e eu, para o mundo. Glatas 6:14 Escrito para as igrejas da regio da Galcia, o livro de Glatas uma sriaadvertncia contra a doutrina maligna pela qual as obras da lei seriam o padro para o andare a conduta do crente. Embora salvos pela graa atravs da f, eles haviam acrescentado alei como o princpio que conservaria a salvao deles, e tal mistura abominvel a Deus, oDeus de toda a graa. O apstolo mostra que a abenoada Pessoa de Cristo, e no a lei, o padro para avida do crente e que andar com Deus s possvel mediante o poder do Esprito Santo. Acruz de Cristo apresentada como o instrumento por excelncia para liquidar qualquerexpectativa do homem de ser aceito por Deus mediante as obras da lei, e por meio dela, ocrente est crucificado para o mundo, separado, portanto, da esfera de atuao da lei. Eleagora nova criatura e, portanto, no deve mais andar na carne, mas no Esprito. No captulo 4, a morte de Cristo vista como nossa redeno da escravido da leipara que pudssemos ser introduzidos na liberdade e dignidade da condio de filhos deDeus. Uma posio que nunca antes conhecida no Antigo Testamento, mas que verdadeiro de todos os santos que vivem na dispensao da graa. A mensagem de Glatas essencial para nos preservar do egosmo, da confiana nacarne e dos incontveis males resultantes do legalismo. 30. EFSIOS________________________________________________________________________________________Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abenoou com todas asbnos espirituais nos lugares celestiais em Cristo.Efsios 1:3Efsios (feso significa desejo) uma epstola sem nenhuma reprovao. Eladeclara, de modo amplo, os grandes conselhos de Deus acerca dos santos na atualdispensao da graa, as atuais bnos espirituais nos lugares celestiais em Cristo quepossuem e a posio deles em Cristo Jesus, visto que os fez assentar nos lugarescelestiais. Cristo, em conformidade com a glria de Sua pessoa e o infinito valor de Suaobra, decretado o Centro de bnos de todo o universo: por meio dEle nos foi dada umaherana. Ele est assentado no trono de Seu Pai, e l nos representa perfeitamente, porquens estamos nEle. Judeus e gentios formam um s corpo unido em glria Cabea, Cristo.Alm de ser o corpo de Cristo, a igreja vista tambm como a casa de Deus, umtemplo santo edificado para ser habitao de Deus, e finalmente ser conhecida como anoiva preparada para seu Noivo. Tais verdades no eram conhecidas nem mesmo foramprofetizadas at ento, mas agora foram reveladas por meio dos apstolos e profetas. Nossaluta tambm vista acontecer nos lugares celestiais contra as hostes espirituais damaldade, ou seja, os poderes satnicos, ocupados a impedir que tenhamos discernimentoespiritual e gozo das verdades celestiais no tocante ao que nosso por direito.Nenhum livro mais importante que Efsios em relao busca de um cartercondizente com a nossa unio com Cristo nos lugares celestiais. FILIPENSES________________________________________________________________________________________ E, na verdade, tenho tambm por perda todas as coisas, pela excelncia doconhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estascoisas e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo.Filipenses 3:8Filipenses (Amantes de cavalos) uma encorajadora epstola pastoral. Foi escritaa uma igreja afligida pela pobreza, mas que mantinha uma sincera afeio por Paulo desdeque foi fundada onze anos antes. A epstola apresenta a vida crist genuna como se fosseuma pista de corridas que leva glria de Deus. O prprio Paulo exemplo disso, e emboraestivesse na priso, o seu gozo, que ao mesmo tempo vibrante e sereno, permeia todolivro. Cristo era tudo para Paulo este era o segredo puro e simples. No captulo 1, Cristoera o prprio Motivo da vida; no captulo 2, Cristo era seu Exemplo; no 3, Cristo era seuObjeto e no captulo 4, Cristo era sua Fora.O captulo 2 contm uma magnfica declarao da grandeza da humilhaovoluntria do Senhor Jesus, que da mais alta glria desceu at as profundezas do sofrimentoe morte na cruz. A resposta de Deus a isso foi exalt-Lo como Homem acima de todo nomenos cus, na terra e debaixo da terra (vv. 5-11). 31. Tal Pessoa cativou o amor e a admirao do apstolo Paulo. Por isso, ele no apenassuportava as adversidades pacientemente, mas se alegrava em ver em cada uma delasoportunidade para louvar e glorificar o Senhor Jesus. Esse maravilhoso triunfo da f torna a mensagem de Filipenses extremamentepreciosa para encorajar tal f em nossa prpria alma. COLOSSENSES________________________________________________________________________________________Dando graas ao Pai, que nos fez idneos para participar da herana dos santos naluz. Ele nos tirou da potestade das trevas e nos transportou para o Reino do Filho doseu amor. Colossenses 1:12-13Colossenses (monstruosidades) tem muito em comum com Efsios. Mas estelivro, contudo, no apresenta os santos como assenta dos nos lugares celestiais, mas antesos considera como peregrinos andando no deserto deste mundo. No entanto, a proviso paraa jornada vem do cu, e a plenitude desta proviso belamente vista na Pessoa de Cristo.Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade (2:9).Juntamente com esta plenitude, as palavras tudo, toda e todo so usadasconstantemente. Isso era necessrio para adverti-los sobre dois perigos que grassavam emColossos: de um lado, as vrias filosofias, que apelavam somente ao intelecto; por outro, omisticismo religioso que era um insulto ao intelecto, embora ambas estavam curiosa efrequentemente misturadas, originando diversas doutrinas monstruosas e conflitantes. Aprimazia da liderana de Cristo a resposta definitiva e abenoada de Deus para talsituao.Cristo visto como o Cabea de toda a criao e tambm como a Cabea do corpo,a Igreja. Ele ir reconciliar todas as coisas no cu e na terra, mas agora Ele j reconcilioutodos os crentes com Deus. Ele, na pessoa do apstolo Paulo, fez proviso tanto para oministrio do Evangelho como para o da Igreja. Em tudo isso h proviso tanto para omundo quanto para a Igreja.Em Colossenses encontramos sustento, o alimento espiritual, que nos preservar domal nas suas formas mais sutis. 1 TESSALONICENSES________________________________________________________________________________________Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, quem resplandeceu emnossos coraes, para iluminao do conhecimento da glria de Deus, na face de JesusCristo. 1 Tessalonicenses 2:13 1 Tessalonicenses (vitria sobre a falsidade) foi a primeira epstola de Paulo doponto de vista cronolgico. Ela est repleta de nimo, energia e calor. uma epstolacaracteristicamente pastoral, e foi escrita igreja dos tessalonicenses, portanto 32. exemplificando o verdadeiro cuidado pastoral, no apenas dedicado a indivduos, mas Igreja de Deus num todo. Esta igreja, formada durante uma breve visita de Paulo Tessalnica (Atos 17:1-4), se tornou modelo para as demais pela sua disposio de f emanunciar fervorosamente a Palavra de Deus, em meio a circunstncias de terrveisperseguies (1:7-8). F, amor e esperana so vistas de forma esplendida nesta epistolo ena segunda tambm.A vinda do Senhor o assunto mais importante da epstola. No captulo 1:10, isto visto como um livramento da ira vindoura durante a tribulao. No captulo 2:19, estrelacionado com o gozo de Paulo ao ver os frutos de seu trabalho na glria com Cristo. Nocaptulo 3:13, a vinda do Senhor tem em vista a confirmao dos santos na santidadeirrepreensvel. No captulo 4:15-18, temos uma preciosa perspectiva da vinda de Cristo paraconforto dos que esto em sofrimento. No captulo 5, ela vista como o derradeiropropsito para a santificao do esprito, da alma e do corpo (v. 23).Os versculos acima mostram a razo de tanta devoo dos tessalonicenses. APalavra de Deus era real para eles, era a voz de Deus que ouviam atravs dela. atravsdisso que verdadeiros resultados so produzidos. 1 Tessalonicenses um livroabsolutamente estimulante e encorajador. 2 TESSALONICENSES________________________________________________________________________________________E o prprio nosso Senhor Jesus Cristo, e nosso Deus e Pai, que nos amou e em graanos deu uma eterna consolao e boa esperana, console o vosso corao e vosconforte em toda boa palavra e obra. 2 Tessalonicenses 2:16-17 2 Tessalonicenses, como 1 Tessalonicenses, tambm pastoral e trata daquelasinfluncias sutis que ameaavam roubar desta jovem igreja a sua viosa e ardente afeiopelo Senhor, a robustez de sua f e sua pacincia diante das perseguies. O apstolofielmente adverte sobre a vinda do Anticristo em um tempo futuro, mas alertou que omistrio da iniqidade j operava a fim de destruir tudo o fosse de Deus. Portanto, somadoao encorajamento da primeira epstola esto as fiis admoestaes, o sal que tempera, parapreservar o testemunho de Deus. Os tessalonicenses receberam algumas cartas que diziam que o dia do Senhor tinhachegado. Tais cartas pareciam ser de Paulo, mas, na verdade, era uma engenhosa fraude doinimigo para minar a confiana daquela igreja de que Cristo primeiro viria buscar a Igrejaantes do terrvel dia do Seu julgamento do mundo. Paulo esclarece isso, e o captulo 2 omais impressionante texto proftico sobre o Dia do Senhor, que definitivamente no podeocorrer antes da Igreja ter sido removida do mundo. Em contraste com as obras e palavras malignas do Anticristo, os santos soencorajados a se firmarem em toda boa palavra e obra. Novamente a vinda do Senhor otema mais importante em cada captulo. um livro, portanto, para nos dar discernimento efirmeza espirituais no tocante s coisas que visam enfraquecer o testemunho cristo. 33. 1 TIMTEO________________________________________________________________________________________E, sem dvida alguma, grande o mistrio da piedade: Aquele que se manifestou emcarne foi justificado em esprito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundoe recebido acima, na glria. 1 Timteo 3:161 Timteo (Honra a Deus) um livro escrito para uma pessoa, um jovem porquem Paulo tinha um profundo amor. Sendo de natureza tmida e retrada, mas dotado porDeus, ele necessitava ser estimulado a reavivar o senso de responsabilidade em relao auma atitude adequada na casa de Deus, que a igreja do Deus vivo. O seu ministrio lhefora confiado por amor ao bem-estar da Igreja, o corpo de Cristo. Ele foi chamado tambmpara assegurar que a s doutrina fosse conservada na igreja local, e para que a ordem fossemantida pela instrumentalidade de ancios e diconos fiis.A Igreja tambm era para ser um lugar de orao (captulo 2); e no captulo 3 ditoque ela a coluna e firmeza da verdade uma testemunha do Deus manifestado nacarne, ou seja, da humanidade de Jesus; da pblica confirmao de Sua divindade por meioda descida do Esprito Santo sobre Ele no batismo e do poder da uno divina visto em Suavida. Ela tambm uma testemunha que, em Cristo, Deus apareceu aos anjos, os quaisnunca O tinham visto antes. E que Ele foi pregado aos gentios, por meio da difuso mundialdo evangelho a toda a humanidade. Crido no mundo, no importa se po r muitos ou porpoucos, mas essa revelao de Deus tem chegado at ns. Recebido acima, na glria,completa a lista dos abenoados fatos que a igreja d testemunho.As instrues escritas neste livro so teis para nos ensinar sobre a conduta e avigilncia individual devidas Igreja de Deus.2 TIMTEO________________________________________________________________________________________Portanto, no te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que souprisioneiro seu; antes, participa das aflies do evangelho, segundo o poder de Deus.2 Timteo 1:82 Timteo tambm trata da responsabilidade pessoal com a Igreja. Esta a ltimaepstola de Paulo, que a escreveu na priso, sabendo estar prestes a morrer por causa de seutestemunho do Senhor. Aqui ele no fala mais da casa de Deus, e sim de uma grandecasa (2:20), aquela que anteriormente havia sido em certa medida de pureza e verdade acasa do Senhor, tinha degenerado a ponto de haver nela erros grosseiros e vasos paradesonra. Alm disso, todos na sia se afastaram de Paulo, obviamente por no querer maisescutar seus ensinamentos.Contudo, ele no estava desanimado. Na verdade, com alegria no corao eleencoraja e fortalece o jovem Timteo a superar a timidez, a no se envergonhar dotestemunho do Senhor, a manejar bem a palavra da verdade, a fazer pleno uso de tudo o quetinha aprendido a fim de se firmar e consolidar em Deus. Ele no deveria negligenciar nadadisso, quer fosse no trabalho de evangelista ou na ministrao do povo de Deus. O segundo 34. captulo lista oito importantes aspectos da vida crist e excelente para qualquer pessoaque deseja sinceramente servir ao Senhor hoje em dia. Portanto, para dias de desinteresse e negligncia espiritual, 2 Timteo traz grandeencorajamento para os justos, porque mostra que Deus conhece antecipadamente todas assituaes e nos d proviso para enfrentarmos os momentos difceis. O significado do nomede Timteo Honra a Deus e no importa que tipo de desonra a cristandade pr ofessatenha causado ao nome do Senhor, os que realmente crem so capazes de honrar a Deusem qualquer circunstncia. TITO________________________________________________________________________________________Fiel a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que crem em Deusprocurem aplicar-se s boas obras; estas coisas so boas e proveitosas aos homens. Tito 3:8Tito (Enfermeiro) uma epstola novamente dirigida a um indivduo, cujo assunto a verdade que segundo a piedade, o