Revista Juntos Somos Mais | Edição 14

Click here to load reader

  • date post

    21-Jul-2016
  • Category

    Documents

  • view

    222
  • download

    0

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Revista Juntos Somos Mais | Edição 14

  • Edio especial sobreos 95 anos da ACIS-SL

    Verso Digital

    Ano 6 - Edio 14Jan | Fev | Mar 2015

    Edio Especial

    LEGITIMIDADE&PROTAGONISMO

  • OP

    INI

    O

    03

    Siegfried KoellnPresidente da Acis-SL

    Egerao de empregos, pagamento de impostos, e atuao dentro de nossa

    entidade discutindo e contribudo para que nossa cidade fique cada vez

    melhor. Buscamos alternativas visando novos horizontes para a nossa

    economia local. Assim surgiu dentro da ACIS, em sinergia com o poder pblico

    e a Unisinos, o Polo de Informtica Tecnosinos. Hoje, impossvel falar de

    Tecnologia da Informao no Rio Grande do Sul, sem citar So Leopoldo como

    referncia. A concepo dos distritos industriais, entre tantas outras iniciativas,

    sempre contou com a participao da ACIS. A fora e a importncia do

    Associativismo esto em manter uma interlocuo qualificada com o poder

    pblico e com a sociedade, no priorizando o particular, mas sim o coletivo.

    Nossa diretoria se sente honrada em poder dar a sua contribuio, dando

    sequncia ao trabalho de muitos que nos antecederam. justo comemorarmos.

    A cultura alem deixa algumas marcas na cidade da Imigrao no Brasil: trabalhar

    duro, mas tambm comemorar os resultados. o que faremos.

    As aes da entidade so de conhecimento de todos associados, cuja

    contribuio fundamental. A prestao de contas em assembleia e est

    aberta para a consulta dos associados. Nosso norte a transparncia e a tica.

    Infelizmente no podemos afirmar que isso vale em relao ao Brasil. O efeito

    cascata gerado pelo desrespeito aos contratos feitos desestimula e conduz

    crise quem trabalha com seriedade e dedicao. O resultado prtico perceptvel

    a preocupante eroso do ambiente de negcios, com a reduo de

    investimentos e de gerao de novas oportunidades, ou seja, a desacelerao

    da economia de forma assustadora. Quando a competncia sai de cena para a

    entrada de outros critrios, a sociedade perde. A corrupo no pode, nunca, se

    tornar um mtodo de governo. A recuperao dos desmandos administrativos,

    onde se desconheceu o bsico de qualquer administrao competente: no

    gastar e comprometer recursos alm do disponvel, no pode ser sacrificando

    quem produz. Alm de no resolver os problemas, vai agrav-los. A verdade

    que os fatores que complicaram o desempenho da economia brasileira nos

    ltimos anos nasceram aqui, no l fora. Economia baseada principalmente

    em commodities, baixo investimento em infraestrutura, alteraes absurdas

    de preos como os da energia eltrica, carga tributria que j era sufocante e

    pretende ser aumentada e cmbio desfavorvel nossa indstria, minaram a

    competitividade da classe produtiva.

    Estes fatores desestimularam os investimentos privados, promovendo a

    desindustrializao do pas, fazendo com que a participao da indstria de

    transformao no PIB voltasse aos nveis de 1946. No podemos cruzar os

    braos e ouvir apenas desculpas esfarrapadas sobre a situao de nossa

    economia, e de suas preocupantes perspectivas de futuro.

    Cabem a ns, empresrios, exigir as mudanas que o Brasil precisa para voltar

    a ser competitivo. Temos que saber o telefone e o e-mail dos candidatos em

    quem votamos, acompanhando de perto o que esto fazendo pela

    sociedade que os elegeu e que paga os seus salrios.

    Em So Leopoldo, vemos a crescente insegurana pblica causada pela falta

    de estrutura prisional e por leis como a que permite que presos perigosos

    tenham direito ao regime semi-aberto. As delegacias sucateadas inibem os

    cidados de fazer um boletim de ocorrncia, uma vez que consome um

    tempo demasiado. Como podemos mudar isto? Reivindicando junto aos

    responsveis que tomem as devidas providncias. No podemos mais assistir

    calados aos afagos aos improdutivos, acomodaes ideolgicas e

    penalizao daqueles que fazem um Brasil melhor: a classe produtiva. As

    regras do jogo podem e devem ser alteradas em benefcio de todos.

    ste ano, a ACIS-SL comemora 95 anos de fundao. Sua

    histria feita por empreendedores, que contriburam de

    forma decisiva para o desenvolvimento econmico e social

    de nossa So Leopoldo. A contribuio dada atravs da

    GOVERNANA ETRANSPARNCIA

  • NOVOS ASSOCIADOS

    MARCA EMPRESA / RAZO SOCIAL ATUAO CONTATO

    Up RhUp Rh DesenvolvimentoHumano e Organizacional

    Recursos Humanos 51 [email protected]

    Natura Cosmticos S.AAndrea Martinsda Silva

    Representao51 [email protected]

    Robledo Ezedim MachadoRobledo EzedimMachado

    Representao51 [email protected]

    CarbidetoolsCarbidetools Importao,Distribuio e Comrcio Ltda

    Venda de ferramentas51 [email protected]

    Cereja no BoloCarolina Petridos Santos

    Organizao de Eventos51 [email protected]

    Viertec Informtica Viertec Informtica Ltda ME Servios de Informtica51 [email protected]

    ZIOZio Hosting Serviosem Internet Ltda

    Servios de Internet51 [email protected]

    Imuno Vacinas Imuno Vacinas Ltda Vacinao Humana51 [email protected]

    Faytec InternacionalFaytec Importadora e Exportadora de Impermeabilizantes Ltda

    Venda de revestimentoshidrofbicos e oleofbicos

    51 [email protected]

    Lindo LarLindo LarArtesanatos Ltda

    Comrcio de enxovaise perfumaria

    51 [email protected]

    Luiz Antonio Velhodos Santos

    Luiz Antonio Velhodos Santos

    Advocacia Tributriae Societria

    51 [email protected]

    Revista Juntos Somos Mais uma publicao da Associao Comercial, Industrial e de

    Servios de So Leopoldo. dirigida aos associados, rgos de Governo, entidades de

    classe, imprensa, dentre outros. As edies podem ser acessadas no site

    www.acissl.com.br/institucional

    Contatos

    Redao: [email protected]

    Comercial: [email protected]

    Telefone: (51) 3037 6065

    Endereo

    Rua Lindolfo Collor, 439 5 andar

    Centro 93010-080 So Leopoldo/RS

    www.acissl.com.br

    Ano 6 | Edio 14 | Jan/Fev/Mar

    Coordenao: SENHA Comunicao Integrada

    [email protected]

    Jornalista Responsvel: Elizabeth Renz | MtB 8228/95

    Textos e fotos: Elizabeth Renz e Victria Freire - estagiria

    Fotos Antigas: Museu Visconde de So Leopoldo

    Projeto Grco: Agncia Plus - www.agenciaplus.net

    Capa: Edu Zuchi e Agncia Plus

    EXP

    ED

    IEN

    TENDICE

    04Novos

    Associados

    14Frederico GuilhermeSchmidt (1898 - 1958)

    06Legitimidade &Protagonismo

    30Painel deEmpresas

    23ACIS-SL

    Hoje

  • ESP

    ECIA

    L |

    95 A

    NO

    S A

    CIS

    -SL

    06 LEGITIMIDADE&PROTAGONISMO

    Reunio da antiga Associao da Indstria e

    Comrcio antes da fuso que s ocorreu em 1963

  • JUNTOS SOMOS MAIS / ACIS-SL

    07

    Ao contrrio de outras instituies, cuja manuteno via contribuio compulsria, a nossa entidade tem de lutar continuamente para manter-se ativa; e existir h 95 anos mostra a vontade dos empresrios em terem uma voz legtima, que os represente em todas as instncias. A frase do empresrio Luiz Antonio Velho dos Santos, que presidiu a ACIS-SL em duas gestes, ilustra o esprito aguerrido dos dirigentes que vm atuando na entidade desde a sua criao.

    Nas pginas a seguir, a Revista Juntos Somos Mais destaca o surgimento e as aes da Associao Comercial, Industrial e de Servios de So Leopoldo, cuja atuao tem sido vital para o crescimento da cidade nestas nove dcadas e meia.

  • ESP

    ECIA

    L08

    Soportunidade para que regies distantes dos conflitos

    apelassem para sua prpria capacidade de produo,

    impulsionando iniciativas industriais e comerciais. Este foi o

    caso de So Leopoldo, que viveu naquele perodo, conforme

    o jornal A poca, um crescente desenvolvimento do

    commrcio, indstria e lavoura e conseqente exportao

    do que fabrica e cultiva. Os automveis Ford Modelo T

    dividiam espao com as carretas na nova estrada Porto

    Alegre So Leopoldo e a Estrada do Morro dos Bugres (hoje

    Caxias do Sul).

    Atentos aos reflexos deste crescimento, os comerciantes e

    novos industriais apoiaram iniciativas para a instalao da luz

    e fora eltrica. O saneamento tambm preocupava os

    comerciantes, devido s doenas contradas onde no havia

    calamento.

    e o incio da dcada de 20 do sculo passado

    marcou o Brasil e o mundo com muita agitao e

    mudanas devido Primeira Guerra Mundial

    (1914-1918), por outro lado foi uma grande

    Representar os associados em todos os atos da sociedade

    civil, oferecer servios de excelncia, atuar de modo plural

    e qualicado, integrando a comunidade leopoldensse,

    bem como os municpios limtrofes.

    MISSO DA ACIS-SL

    O futuro no nos pertence, mas torn-lo melhor faz parte

    de nosso presente.Manifesto HIGRA#tamojunto

    #ACIS-SL 95anos

  • JUNTOS SOMOS MAIS / ACIS-SL

    09At

    a d

    a re

    uni

    o p

    ara

    a fu

    nda

    o d

    a

    Asso

    cia

    o C

    omer

    cial

    de

    So

    Leo

    pol

    do

  • Rua Independncia com a esquina Oswaldo Aranha

    nos anos 20: cidade estava em crescimento

    ESP

    ECIA

    L10

    SO LEOPOLDOONTEM - 1920

    Nalimentos processados e artefatos, como

    calados e produtos metal mecnicos, era

    transportada por trem ou por barca para

    a