Sabadao 65

Click here to load reader

  • date post

    20-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    251
  • download

    21

Embed Size (px)

description

Jornal semanal de Lençóis Paulista, Borebi e Agudos. Distribuição gratuita em bancas de jornais, supermercados, padarias e outros comércios da cidade!

Transcript of Sabadao 65

  • FELIZ - Hoje, a ADEFILP come-mora 17 anos de sua criao. Jos Carlos de Oliveira, o Baixinho, con-ta parte dessa histria de batalhas, superao e vitrias de uma ideia que nasceu e cresceu com a ajuda de gente comprometida com o prximo. Pgina 5

    NOVO - Como parte da pro-gramao de aniversrio dos 156 anos de Lenis Paulista, nesta semana, a prefeitura mu-nicipal, por meio da diretoria de Educao entregou trs obras de reforma e ampliao em escolas municipais da cidade.

    DROGAS - O deputado Fer-nando Capez veio a Lenis Paulista para palestra sobre o problema das drogas. Foi recebido pelo presidente do Legislativo, Dr. Pita, por amigos advogados, empresrios e por um grande pblico. Pgina 5

    17 DE MAIO DE 2014 - EDIO N 65 - ANO 2 - LENIS PAULISTA - CIRCULAO REGIONAL Mxima: 27CMinina: 16C

    Mxima: 26CMinina: 16C

    HOJE AMANH

    Fonte: Climatempo

    Fotos: Billy Mao

    Assessoria Pref. Mun.

    MatrizRua Anita Garibaldi, 650

    Centro - Lenis Paulista/SP(14) 3264-3340

    3263-3985

    FilialAv. Pe. Saltio R. Machado, 563

    Centro - Ao lado do Frum(14) 3264-8248

    Venda exclusiva Proteo e Cuidados para a sua pele

    Produtos importados da Alemanha

    LOO HIDRATANTEpH 5,5 ideal para peleextrato de Camomila e AlantonaHidrata, nutre e proteje a peleFrmula no oleosa

    SABONETE EM BARRA100% Livre de sabopH 5.5 ideal para apeleComplexo hidratante: Aminocidos, Vitaminase LecitinaLimpa e protege a pele

    SABONETE LQUIDO ROSTO E CORPO100% Livre de sabopH 5.5 ideal para apeleComplexo hidratantE: PentavitinVitaminas e Alantona: Proteo e suavidadeLimpeza Corpo e RostoUso econmico

    BLSAMO MOS + UNHASpH 5,5 ideal para peleBisabolol e Alantona: renovao

    e hidratao da peleKeratina e Panthenol: Fortalecem e hidratam as unhas

    Em uma semana disparou o nmero de casos confirma-dos de dengue em Lenis Paulista, com a divulgao de dois casos importados e trs autctones (contrados no municpio). At agora, a diretoria de Sade confirmou 17 casos positivos, sendo 10 importadas e sete autctones. 23 resultados foram negati-vos e 11 aguardam resultado.

    Os dois ltimos casos im-portados so de uma mulher, de 58 anos, moradora da Vila So Judas Tadeu, que esteve em Sumar e contraiu a doena em abril, e de um homem, de 26 anos, que re-side na Vila Cruzeiro, estuda em Piracicaba e contraiu a doena em maio.

    Os dois ltimos casos da doena contrados em Lenis so de duas pessoas da mesma famlia, onde um jovem de 13 anos j havia

    de dengue emLenis Pta.

    Disparam casos

    sido diagnosticado com dengue. a famlai reside na Vila Maria Cristina.

    Na sexta-feria, dia 16, equipes da Sade percorre-ram os bairros Bacili, So Joo e Cruzeiro fazendo a pulverizao do veneno contra o mosquito Aedes aegipty, devido a casos sus-peitos da doena na regio.

    A Polcia Militar de Lenis Paulista efetuou duas prises em flagrante na quinta-feira, dia 15, no centro da cidade e no bairro Cecap. As prises ocorreram pelos crimes de trfico de drogas e roubo a um estabelecimento comercial.

    Segundo informaes da polcia, C.O, de 33 anos, pas-sou a ter atitude suspeita ao perceber a aproximao da viatura da PM, quando estava na Avenida Procpio Ferreira, na Cecap, por volta das 19h. Durante a abordagem, foram

    encontradas 22 pores de maconhas, que motivou sua pri-so em flagrante por trfico de drogas.

    Por volta das 23h, H. J.S, de 20 anos, anunciou assal-to a um trailer de lanches localizado na Rua Coronel Joaquim Anselmo Martins, armado de faca, levando cerca de R$ 40,00. Ele foi abordado a poucas quadras do local e conduzido ao planto policial, onde recebeu voz de priso em flagrante por roubo.

    PM prende dois em flagrante em 4h

    Cinomose tem cura

    Athenas sofre com escurido e conta

    A Cantareira no aqui!SINAL VERMELHO - Falta de chuvas est levando olhos dgua da zona rural a sinais de seca. Na regio do Rio Claro uma nascente intermitente que forma um arroio que, ainda, desgua no rio Lenis, est com 10% de sua capacidade; cena forte lembra imagens mostradas do sistema Cantareira, que abastece a capital paulista. Pgina 5

    DE BRAOS ABERTOS - Conforme constava no Plano de Governo do atual prefeito de Borebi, Manoel Frias Filho, o cristo da praa Cristo Rei, no bairro Auta Aguirra, foi completamente restaura-do. O trabalho consistiu em limpeza e pintura por completo da imagem. Man Frias disse ao Sabado que concluir a reforma da praa e depois outros reparos em pontos necessrios da cidade. A imagem e a praa estavam precisando de reparos e eu havia colocado isso em meu Plano de Governo. Ento, vamos fazendo e cumprindo nossas promessas de campanha para beneficiar a populao, disse o prefeito. Leia mais sobre Borebi na Pgina 3

    Devido o aumento con-sidervel de animais in-fectados com a cinomose em Lenis Paulista e, prin-cipalmente, em Borebi, o Sabado do Povo foi em busca de informao para levar at seus leitores.

    De acordo com o veteri-nrio Marcelo Gama, a ci-nomose uma doena viral multissistmica, altamente contagiosa e severa dos ces e de outros carnvoros, sendo observada mundial-mente. Pgina 7

    Somando-se aos proble-mas enfrentados pela precarieda-de do sistema de

    esgoto e da infra-estrutura como um todo, esta semana os moradores do Residencial Athenas foram surpreendidos pela escurido nas ruas do bairro, depois que a CPFL Paulista interrompeu o fornecimento da energia na rede, e pela informao que possuem uma suposta dvida com a cooperativa que administra

    o condomnio, que deve comear a ser paga imedia-tamente.

    O corte de energia, que no atingiu os imveis, ocor-reu depois que a cooperativa Coopervap (Cooperativa ha-bitacional Vale do Paraba), responsvel por administrar o empreendimento particu-lar, teria deixado de pagar as contas por trs meses. J a cobrana recebida pelos mo-radores, que negam a dvida, deve ser levada ao Minist-rio Pblico Pgina 4

  • OPINIO2

    Quer fazer parte da Pgina de Opinio? Escreva um artigo sobre algum assunto que voc ache relevante expressar e envie para [email protected] at a quarta-feira da semana e poderemos publica-lo. Coloque nome, formao, endereo e RG.

    LENIS PAULISTA, 17 DE MAIO DE 2014

    FALE CONOSCO

    CNPJ: 14.647.331./0001-22 IE: 416.050.229.111

    Jornalista Responsvel: Tnia Morbi - Mtb: 52.193Redao e administrao Lenis Paulista

    Av. Jos Antonio Lorenzetti, 537Telefone (14) [email protected]

    CONTATO COMERCIAL: (14) [email protected]

    Sugesto de Pautas: (14) 3263-1740

    Registrado no Cartrio de Registros de Pessoas Jurdicasde Lenis Paulista sob nmero 008 - Folha 15 - Livro B1

    TODOS OS ARTIGOS SO DE RESPONSABILIDADEDE SEUS AUTORES

    Tiragem: 3.000 exemplaresCaderno DeCasaEmCasa: 20.000 exemplaresLenis Paulista - Borebi - Agudos - Macatuba

    EDITORIALDengue: cmica se no fosse trgica

    wellington anselmo martins

    billy mao

    Entre a Guerra e Paz

    O passado que temos que nos libertar

    Sabado online: issuu.com/billymao/docs/

    Reflexo

    SLAVOJ ZIZEK

    O vinho acabou pr. antonio carlos cabral

    Esta semana ouvi uma frase que me fez pen-sar bastante, mais que de costume: precisamos nos libertar do passado. Dentro do contexto em que ela estava inserida significou uma coisa. Em um contexto maior, ela significa outras tantas. Mas, existem coisas do nosso passado que sim-plesmente impossvel se libertar. Passado que nos traz lembranas que nos guiam para dias melhores, a cada passo.

    Subindo pela Avenida Nove de Jlho, que h algum tempo, era mo dupla, percebi que a casa onde morou o casal seo Tonico Lorenzetti e Dona Adlia, por muitos anos, est venda. So vrias placas de vria imobilirias. Mas no foi isso que me chamou a ateno, mas, sim, um fato que aconteceu no passado.

    Sempre fui muito magro, beirando a anore-xia, prprio do meu gene - agora que estou um pouquinho mais arribado. Enfim, tinha 17 anos e uns 54 quilos e em dezembro de 1987 haveria uma festa de final de ano na Vila da Prata. Eu ajudava na organizao. O que ocorreu foi que no havia sequer,algum que tivesse ou pudesse arrumar uma roupa de Papai Noel para dar o brilho que a festa merecia, j que as crianas queriam mesmo se divertir.

    Foi nesta poca que um amigo me indicou que procurasse Dona Adlia Lorenzetti que ela poderia ajudar com a fantasia. Sem saber direito quem era ela e, sem conhece-la, fui eu, de cara e corao limpos em busca de ajuda

    para aquele momento. Ela desceu a pequena rampa que dava para a entrada principal de sua residncia com uma candura no rosto e um leve sorriso. Chegou at o porto calmamente. Neste momento percebi seus cabelos brancos, um leve perfume e um olhar penetrante, daqueles que enchergam nossa alma, mesmo que escondida sob as mscaras da diferena. Pois no, em que posso ajud-lo? Me informaram que precisava falar comigo! Eu, meio sem jeito, contei sobre a festa e que precisava da ajuda dela para que o fato ficasse completo. Novamente ela sorriu e pediu que voltasse outro dia, que iria tentar conseguir a tal roupa vermelha. Disse outras coisas que no me recordo com clareza.

    Mesmo que no conseguisse a fantasia do bom velhinho, s a ateno com que aquela pessoa que eu no conhecia e que tambm no me conhecia, me atendeu e se dispoz a ajudar, to carinhosamente, teria me feito feliz. Uma semana depois ela me entregaria a roupa e mais algumas coisas para cooperar com a festa.

    Muito tempo depois, j trabalhando como fotgrafo, durante uma visita sede da Rede de Combate ao Cncer, entidade que Dona Adlia sempre cooperou, desde sua fundao, contei a ela sobre aquele encontro, que acabou me mar-cando. Com toda a franqueza e ternura que uma pessoa possa demonstrar, ela me disse que era bom que eu havia guardado uma lembrana boa do passado, pois essas lembranas nos ajudam

    a construir nosso caminho e nosso futuro. O que ruim e no