Sabadao 71

download Sabadao 71

If you can't read please download the document

  • date post

    31-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    227
  • download

    3

Embed Size (px)

description

Jornal semanal com circulação gratuita.

Transcript of Sabadao 71

  • 28 DE JUNHO DE 2014 - EDIO N 71 - ANO 2 - LENIS PAULISTA - CIRCULAO REGIONAL Mxima: 29Minina: 16C

    Mxima: 25CMinina: 17C

    HOJE AMANH

    Fonte: Climatempo

    MatrizRua Anita Garibaldi, 650

    Centro - Lenis Paulista/SP(14) 3264-3340

    3263-3985

    FilialAv. Pe. Saltio R. Machado, 563

    Centro - Ao lado do Frum(14) 3264-8248

    NOVIDADE: CETILISTATE

    Abertura de UPA ser o fim do PS

    Sob Pita, Cmara passar por reforma, depois de 30 anos

    PA do Santander ser fechado em Borebi por no renovar contrato com municpio

    PTB volta para as mos da famlia Prado de Lima

    Mototaxista: ATENO

    Perca at 4kgs em 12 semanas

    LEGISLATIVO

    Sem moradia

    Informaes na Farmcia Homeoptica

    Quando uma criana tem febre ou se queixa de dores durante a noite, quando uma pessoa adul-ta passa mal ou um idoso sofre um acidente em casa, o caminho natural de todas estas pessoas o Pronto Socorro Municipal, que atende 24 horas a popu-

    lao lenoense. O servi-o, que tambm atende regio, amado por uns, mas odiado por outros, principalmente pela demo-ra no atendimento. Uma das principais causas seria a procura inadequada por parte da populao, segun-do alega, ao menos nos l-

    timos 15 anos, a diretoria de Sade, responsvel pelo servio.

    Com a previso de que a UPA comece a funcionar ainda neste semestre e com a confirmao do fecha-mento definitivo do PS, o questionamento sobre a melhora no atendimento

    de urgncia e emergncia de Lenis, e se ele deixar de ser odiado por parte da populao, continua sem resposta, consideradas as caratersticas da UPA.

    Segundo o Ministrio da Sade, a UPA (Uni-dades de Pronto Aten-dimento) tem como ca-

    racterstica desafogar os pronto socorros, funcio-nando como unidade in-termediria entre as Uni-dades Bsicas de Sade (UBSs) e os hospitais. Para a diretoria de Sade de Lenis, a reduo no nmero de atendimentos do PS conseguida com

    a ampliao da rede de ateno bsica, atravs de mais unidades de Es-tratgia de Sade da Famlia, rea na qual o municpio investe, po-rm, mantendo a mesma anlise de que a popula-o ainda usa incorreta-mente o PS. Pgina 5

    H cerca de um ano e meio uma reportagem deste jornal mostrou que Rosn-gela e Luciano dos Santos permaneciam h quatro anos sem poder morar no imvel da famlia com os filhos, na Vila Contente, apesar de pagar em dia as prestaes do financiamen-to. Isso, porque h mais de cinco anos o imvel foi atingido e danificado pela queda de parte do muro da antiga Destilaria Central e desde ento no pode ser recuperado pela famlia, que no possua recursos

    e nem teve apoio seja da Prefeitura, que se isentou de responsabilidades, ou da empresa seguradora ligada ao financiamento.

    At hoje a casa no n-mero 41 da Rua Rodrigues Alves permanece vazia, enquanto a famlia reside em dois cmodos cedidos por familiares. Agora, com o crescimento dos trs fi-lhos, o casal estuda deixar o lugar, mas teme no poder voltar para sua prpria casa, j que o imvel ainda mais danificado a cada dia que passa. Pagina 4

    Teve incio esta semana a reforma do plenrio da C-mara Municipal de Lenis Paulista, com isso, a partir da prxima segunda-feira, dia 30, as sesses do Legislativo sero realizadas no CAC (Centro de Atendimento ao Cidado).

    Segundo o diretor da C-mara, Gensio Simes, a obra tem previso de durao de 90 dias. No caso da troca do piso, o carpete ser substitudo por

    piso frio, mais adequado ao cdigo de segurana do Corpo de Bombeiros, por no ser pro-pagador de chamas.

    Para o presidente do Legisla-tivo, Humberto Jos Pita (PR) a reforma do Plenrio mais que ur-gente. Estvamos tendo proble-mas serssimos, principalmente com a parte eltrica. No poderia continuar assim, colocando em risco as pessoas que frequentam o lugar, disse. Pgina 3

    O Posto de Atendimento do Santander, que funciona em Borebi ser desativado e deixar de atender a partir do dia 2 de julho, de acordo com um comunicado afixado nas portas de blindex do posto.

    O Sabado do Povo en-trou em contato com a re-gional que responsvel pelo posto em Borebi e foi informado que os trmites para que o posto continue ou no na cidade so estrita-

    mente confidenciais e, nes-ses casos, no divulgado na imprensa. Segundo uma interlocutora do banco, o Santander recebeu um ofcio enviado pela prefeitura e de-veria ser respondido at 30 dias da data do protocolo, 12 julho de 2014. Ainda, a interlocutora disse que no falaria sobre o caso se o Posto de Atendimen-to continuaria ou no na cidade. Pgina 7

    CALMINHO - O projeto de castrao de animais, aprovado na Cmara de Borebi, defendido pela vereadora Miriani e sistematicamente cobrado pelo Centro de Zoonoses, parte do setor de Sade do Municpio, j est em pleno funcionamento na Casa de Agricultura. PGINA 7 ILUMINADO - Presidente Pita assina documentos luz de lanterna de

    um assessor da Cmara; pane na rede causou falha no sistema eltrico

    Recuperando parte da histria poltica do municpio, a famlia Prado de Lima voltou a conduzir o PDT (Partido Democrtico Trabalhista), em Lenis Pau-lista, j que durante muitos anos a sigla esteve sob a liderana do ex-prefeito Jos Prado de Lima, Pradinho, falecido em 2012.

    A confirmao ocorreu na quinta-feira, dia 26, durante encontro estadual do partido, em So Paulo, quando foram

    abonados Eduardo Prado de Lima, como presidente do dire-trio municipal e a ex-primeira dama Lcia Helena Pelegrin de Lima, como vice-presidente. Mas, o anncio de que o PDT estava sob o controle da famlia foi antecipado pelo vereador Anderson Prado de Lima (PV), durante a sesso da Cmara, de segunda-feira, dia 23. O verea-dor irmo de Eduardo e sobri-nho de Lcia Helena. Pgina 3

    A partir do dia 14 de agosto de 2014, entra em vigor a nova Lei do Mototaxistas, que regu-lamenta a atividade em Lenis Paulista. Os profissionais que trabalham nesta rea devem fa-zer a regularizao e a inscrio

    municipal no Centro do Empre-endedor. Mas, os interessados em exercer a atividade como Microempreendedores Individu-ais (MEI) devero fazer uma pr--inscrio entre os dias 1 e 15 de julho no mesmo local. Pgina 5

    Fotos: Billy Mao

  • LENIS PAULISTA, 28 DE JUNHO DE 2014OPINIO2

    FALE CONOSCO

    CNPJ: 14.647.331./0001-22 IE: 416.050.229.111

    Jornalista Responsvel: Tnia Morbi - Mtb: 52.193Redao e administrao Lenis Paulista

    Av. Jos Antonio Lorenzetti, 537Telefone (14) [email protected]

    CONTATO COMERCIAL: (14) [email protected]

    Sugesto de Pautas: (14) 3263-1740

    Registrado no Cartrio de Registros de Pessoas Jurdicasde Lenis Paulista sob nmero 008 - Folha 15 - Livro B1

    TODOS OS ARTIGOS SO DE RESPONSABILIDADEDE SEUS AUTORES

    Tiragem: 3.000 exemplaresCaderno DeCasaEmCasa: 20.000 exemplaresLenis Paulista - Borebi - Agudos - Macatuba

    EDITORIALFecha um para abrir outro: o empate na Sade lenoense

    Paulo Nogueira

    A aposentadoria de Sarney

    Padaria sem po Pr. aNtoNio carlos cabral

    Num domingo destes pela manh, antes de ir para a Escola Bblica Dominical, fui a uma padaria perto de casa para comprar po para o caf matinal. Uma pequena fila se formou aguardando pelo po que sairia em alguns mi-nutos. Enquanto isso observei: Espao pequeno, porm muito limpo, dois balces com pes, do-ces, bolos e biscoitos, prateleiras com diversos produtos, geladeiras com bebidas, lanchonete, caf, uma televiso ligada e pessoas agradveis. Porm no tinha o po desejado.

    Aqueles poucos minutos, que pareceram longos, me levaram a comparar aquela pada-ria com algumas igrejas. Embora a igreja seja de Jesus, muito pouco se ouve falar Dele. Ela louva o louvor, reivindica, declara, aperta o brao do irmo e diz que ele nasceu para ser vencedor. Mas no fala de Jesus, do sentido da cruz, do plano de Deus para a salvao da alma recebida no calvrio.

    Igreja sem o po da vida como uma padaria onde se encontra vrios produtos, mas o essencial est em falta. Falta o Cristo e sua cruz. a Bblia no proclamada em sua inteireza, mas apenas partes isoladas que no mostram o seu ensino, mas sim o que as pessoas desejam ouvir. Padaria sem po o culto sem a proclamao do evange-lho, a soberania de Deus, da Sua graa que perdoa pecados quando h arrependimento

    e mudana total no estilo de vida.A Igreja do primeiro sculo no era

    institucionalizada e no tinha uma Bblia para se orientar, por isso todos seguiam a uma mesma diretriz: pregar o evangelho de Cristo a toda criatura. O Cristo que nasceu, viveu morreu e ressuscitou. Nos dias atuais, em matria de religio, cada um tem sua prpria interpretao da Palavra de Deus, pois no existe um pacto para as Igrejas. A identidade bblica no tem compromisso com uma declarao doutrinria e em havendo uma iniciativa nessa direo, tornam-se independentes e ningum pode invadir sua privacidade. Em portugus, circulam mais de 40 verses de Bblias de estudos e algumas com comentrios totalmente antibblicos, torcendo textos conforme as doutrinas das

    respectivas instituies editoriais.Quando o soldado faz seu juramento para

    ingressar no servio militar, ele se compro-mete a obedecer a um regimento e a acatar toda a disciplina exigida. Da mesma forma o cristo no momento de sua profisso de f, em nome do Pai, do Filho e do Esprito Santo, assume o compromisso de viver a nova vida segundo os padres estabelecidos nas Sagradas Escrituras e acatar a disciplina da igreja, como fidelidade, vida de santidade, honestidade e cumprir todo o fruto do Esp-rito constante em Glatas 5.22.

    Uma igreja verdadeira ser sempre alimen-tada e nunca faltar o Po da vida. Far valer seu compromisso com a verdade e anunciar em todos os lugares que Jesus e o alimento que no perece, mas permanece para sempre. Jesus no nos liberta do pecado para sermos escravos do nosso prprio eu. A filosofia do individualismo, afasta o cristo do amor ao prximo, da alegria do Esprit