Sabadao do povo 31

Click here to load reader

  • date post

    30-Jan-2016
  • Category

    Documents

  • view

    235
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Jornal semanal

Transcript of Sabadao do povo 31

  • LENIS PAULISTA - BOREBI AGUDOS - MACATUBA

    TEMPO ETEMPERATURA

    Mxima: 33CMinina: 22C

    Mxima: 34CMinina: 22C

    HOJE AMANH

    Fonte: Climatempo

    www.farmaciahomeopaticalp.com.br

    Fotos: Billy Mao

    SBADO, 14 DE SETEMBRO DE 2013 - EDIO N 31 - ANO 1 - DISTRIBUIO GRATUITA

    Uma cidade em transe

    Moradores da Vila Cru-zeiro procuraram o Sabado para apontar um perigo imi-nente no recm construdo acesso Creche Augusta P. Zillo e Posto de Sade Dr. Jos Nege. A reclamao dos moradores pela fal-ta de alambrados na cerca construda junto ao passeio pblico que fica no barranco, ao lado dos dois pontos de atendimento populao. Uma me, que pediu para

    Os transtornos cau-sados pelo trnsito de Lenis Paulista leva-ram vereadores, inclu-sive da base aliada da prefeita Izabel Loren-zetti, a convocar o co-ordenador responsvel pela rea, Jos Alberto

    Placca, a prestar escla-recimentos. Os verea-dores apontaram locais onde ocorreram mu-danas no trnsito que afetam diretamente mo-toristas e o comrcio. O vereador Emerson Car-rit mostrou fotos desses

    locais na sesso do dia 10 e apontou o descon-tentamento dos moto-ristas. preciso um exerccio de pacincia para andar pelas ruas da cidade, disse. Durante a semana, o trnsito no centro comercial fi-

    cou ainda pior, com obras realizadas pela prefeitura. A falta de aviso antes do incio das obras foi criticada. Uma campanha oficial sobre o trnsito deve ser lanada nos prximos dias. Pgina 3

    no ser identificada, apon-tou a quantidade de bambus colocados para segurar a grama plantada no barranco -foto-, como sendo um dos perigos no local. Sei que essas estacas esto ai para segurar a grama, mas da forma que est o perigo e o risco de acidente grande Deveriam ter colocado um alambrado primeiro, depois fazer esse trabalho, disse a me. Pgina 6

    Vandalismo na Vila Cruzeiro coloca crianas em risco de acidentes

    94 casas populares so entregues em Borebi para populao de baixa renda

    FILA - Idosos enfrentaram fila esta semana para efetuar o cadastro para obterem uma carteirinha que d direito a utilizarem o servio de transporte pblico gratuitamente. Vrias pessoas ouvidas reclamaram dos constantes atrasos dos circulares e a dificuldade encontrada para utilizar o novo sistema de identificao.

    Depois de vrias denncias do jornal Sabado do Povo sobre o despejo irregular de entulho em inmeros pontos do municpio, a prefeitura de Len-is Paulista divulgou a notcia - antecipada por este jornal em sua edio do dia 17 de agosto, quando o Secretrio de Meio Ambiente, Bruno Covas, confirmou pedido e parceria com a prefeitura para destinar uma mquina trituradora de entulhos - sobre a conquista de R$ 420 mil para a aquisio de equipamentos que sero utilizados para a implantao

    Problema com entulho comear ser resolvido

    da Usina de Entulho. A mquina ter capacida-

    de de triturar pelo menos a metade do entulho produzido em Lenis, restando outra metade para que o municpio destine a locais adequados, que no mais agridam o meio ambiente como o jornal tem mostrado. Segundo o diretor municipal do Meio Ambiente, Benedito Martins, o primeiro passo foi dado. Ainda fal-ta muito, apesar de ser um problema difcil de resolver, vamos buscando caminhos para isso, disse.

    Trs so pegos com drogas no Ncleo Pgina 4

    Uma grande festa mar-cou o sorteio de 94 casas populares em Borebi, na tarde de ontem. Centenas de pessoas que concorriam ao sorteio e convidados aguardaram para conhecer os mais novos propriet-rios da cidade. O prefeito Manoel Frias Filho e o vice-prefeito pastor Adil-son Vera, com vereadores e outros convidados fize-ram os sorteios das uni-

    dades habitacionais entre as 343 famlias que foram habilitadas para participar. muita alegria ver essas pessoas felizes e poder mostrar que estamos tra-balhando para a cidade, para que o povo de Borebi possa ter uma vida digna. Todos tm direito de ter sua casa prpria. uma satisfao muito grande, disse o prefeito Manoel Frias. Pgina 6 e 7

  • FALE CONOSCO

    CNPJ: 14.647.331./0001-22 IE: 416.050.229.111

    Jornalista Responsvel: Tnia Morbi - Mtb: 52.193Redao e administrao Lenis Paulista

    Av. Jos Antonio Lorenzetti, 537Telefone (14) [email protected]

    CONTATO COMERCIAL: [email protected]

    Sugesto de Pautas: 14 - 3263.1740

    Registrado no Cartrio de Registros de Pessoas Jurdicasde Lenis Paulista sob nmero 008 - Folha 15 - Livro B1

    TODOS OS ARTIGOS SO DE RESPONSABILIDADEDE SEUS AUTORES

    Lenis Paulista - Borebi - Agudos - Macatuba

    EDITORIAL

    Coluna do PortesUma ponte!

    Quando eu saia por ai pelas beiradas de rios do municpio em busca de distrao ambiental, sempre que dava ia at a regio do Progresso. L tambm, costumava pes-car. E olha que peguei inmeras mandiuvas naquelas curvas do Rio Lenis. Na regio do So Domingos ento, a pescaria era cer-ta. Acontece que havia no Rio Lenis um escape para que os peixes subissem do Rio Tiet e encontrassem fluxo para desovarem pelas cabeceiras do rio Paraso e crregos que desguam no Rio Lenis.

    Depois de um tempo, foi construda uma barreira mais eficiente no rio para aprovei-tar ainda mais as guas caldalosas que iam ficando escassas devido aos desmatamentos nas matas ciliares. As construes datam de 1917 e servem como local turstico e escondem um possvel impacto ambiental. Mesmo a empresa investindo em canteiros de mudas e soltura de peixes, nada se com-para ao que a natureza oferece.

    Me lembro saudoso quando atravessava uma ponte improvisada feita com toras e bambus sobre o rio para pescar em um poo suntuoso. Naquele poo cheguei pescar um peixe que j no existe mais no Rio Lenis, a Piraputanga. O peixe parece um lambarizo de rabo vermelho e lembra tambm o Dourado.

    Ontem resolvi voltar ao local que pesquei e visitava frequentemente em outros tem-pos. A tristeza abateu sobre mim. Com uma lgrima nos olhos sa encolhido e choroso ao constatar a situao deplorvel em que est nosso bem mais precioso que o Rio Lenis. O rio est se transformando em apenas uma saudade...

    Norberto Portes construtor

    www.sucatanovaquadrinhos.blogspot.com

    LENIS PAULISTA, 14 DE SETEMBRO DE 2013OPINIO2

    Sabado online: issuu.com/billymao/docs/

    Reflexo

    NAPOLEO BONAPARTE

    O entusiasmo a maior fora da alma.

    Conserva-o e nunca te faltar poder para con-seguires o que desejas

    Gorjeta etiquetaPelas ruasALINE SOUSAALINE GES

    Feito por e para gente simples

    Como todos sabemos, todo DIREITO acompanhado de um DEVER. Comer, beber, ou desfrutar de qualquer servio nos Estados Unidos e em vrios lugares do mundo, te d o DEVER de deixar gorjeta para aqueles que te servem, especialmente se voc recebe um tra-tamento especial ou algum tipo de desconto ou promoo, porque com aquela gorjeta que eles pagam as contas e pe comida na mesa. Taxis-tas, garons, recepcionistas de hotel, carregador de malas, o servio de quarto, camareiras, etc., todos tem um salario bem baixo, geralmente 2 dlares por hora, no caso dos garons.

    Chamamos as gorjetas de tips e estas devem ser consideradas na sua planilha de oramento quando estiver planejando uma viagem para os Estados Unidos. Infelizmen-te, ns Brasileiros no temos essa mesma cultura, porque garons ou qualquer tipo de servio tem um salrio mensal, e as gorjetas so somente um dinheiro extra. Sem falar que TUDO praticamente incluso no preo que pagamos pelas coisas, por isso tudo to caro no Brasil!! Isto faz com que brasileiros sejam muito mal vistos por servios que envolvem eventos, lazer e turismo.

    Eu sou gerente de um restaurante no centro de Charlotte, e j vi muitos brasileiros sarem sem deixar gorjetas, e meio que envergo-nhada, sempre tento explicar sobre a nossa cultura, mas todos por aqui acham isso pura falta de educao. Ningum vai te fazer nada caso voc no deixe gorjeta, mas o olhar feio e pouca cordialidade certamente percebida na sua sada. Sem falar que os garons criam um certo receio ao receber mesas com brasi-leiros, indianos, e entre outros que no tem a cultura e a etiqueta de dar gorjeta.

    Mas como saber quanto deixar de gorjeta? Aqui vai uma dica de quem trabalha no ramo de restaurantes: Deixar 10% do total da sua conta como gorjeta, significa que voc NO gostou do servio, e aquela pessoa s merece o mnimo do mnimo. Afinal, mesmo que o servio no foi to bom, o garom ainda tem que sobreviver. Deixar 15% de gorjeta significa que voc gostou do servio, mas este poderia ter sido melhor. Deixar 18% de gorjeta significa que voc est satisfeito com o servio prestado. Deixar 20%, ou mais, de gorjeta significa que voc teve um timo ser-vio e que voc valoriza ser bem tratado. Por isso, cada vez que voc voltar, ser reconhe-cido e ter um tratamento cada vez melhor! E lembrando que em muitos restaurantes, os garons tem que dividir uma porcentagem com o restante dos funcionrios, j que para promover o bem estar de um cliente preciso muito mais que apenas um garom.

    Mesmo no tendo essa cultura no nosso pas, importante que voc se adapte com a cultura do pas que voc est visitando. Como diz o di-tado Em Roma, faa como os Romanos. Aqui na Amrica do Norte, a educao, simpatia e ajuda prestada nos servios de hospitalidade devem sempre ser recompensados, portanto no pague mico no exterior Pague uma gorjeta!

    Aline de Carvalho Sousa lenoense e mora atualmente nos Estados Unidos da Amrica / Perguntas e curiosidades: [email protected]

    Apenas um momento de silncio

    BILLY MAO

    Pra falar verdade eu nunca sonhei e nunca tive vontade de morar fora do Brasil, ficar longe da famlia, e ter que conviver com outros costumes. Eu creio que foi um chamado de Deus para a minha vida, assim como foi na vida de Abrao, que em (Gnesis 12:1) diz : Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu