Sabadao do povo 34

of 8/8
LENÇÓIS PAULISTA - BOREBI AGUDOS - MACATUBA TEMPO E TEMPERATURA Máxima: 25C° Minina: 16C° Máxima: 24C° Minina: 12C° HOJE AMANHÃ Fonte: Climatempo www.farmaciahomeopaticalp.com.br SÁBADO, 5 DE OUTUBRO DE 2013 - EDIÇÃO Nº 34 - ANO 2 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA SEM ASFALTO Fotos: Billy Mao Hoje tem Teodoro e Sampaio na Festa do Peão em Borebi Skaf inaugura oficialmente escola do SESI de Lençóis SP 261 ainda serve de bandeira política NA LAMA - Erosão corrói o pouco que sobra de espaço na “estrada de Santa Bárbara”, onde o tráfego de veí- culos é comprometido devido às más condições da via Depois de uma forte manifestação por parte de vereadores de várias cidades da região de Len- çóis Paulista cobrando a duplicação da Rodovia João Lázaro de Almeida Prado, que liga São Manoel a Jau, é a vez de um grupo de Lençóis Paulista, nova- mente, propor a busca por melhorias da SP-261. Mais conhecida como Estrada de Santa Bárbara, a Ro- dovia Osni Mateus poderá ser mais uma vez usada como fomento de troca política e, sua pavimen- tação, transformada mais uma vez, como na lenda, no pote de ouro oferecido no final do arco íris. A Osni Mateus tem extensão de Pederneiras até a Rodovia Federal Ra- poso Tavares, em Pirajú. Passa pelo município de Lençóis Paulista, onde 40 quilômetros de sua exten- são não tem pavimentação asfáltica e é praticamen- te intransitável devido à grande quantidade de lama, em tempos chuvo- sos e buracos, em época de seca. Página 5 A diretoria de Saúde de Lençóis Paulista reforça a conscientização sobre a im- portância da prevenção do câncer de mama durante o Outubro Rosa. Além disso, as pacientes do RAIS (Rede de Atenção Integral à Saúde da Mulher) vão receber material educativo. Outubro Rosa: Saúde reforça conscientização sobre câncer Outubro Rosa é um cam- panha de conscientização realizada por diversas entida- des, sociedade e as mulheres, para destacar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Atualmente o Outubro Rosa é realizado em vários lugares do mundo. NO CÉU - José Ângelo Simioni escreveu seu nome no mundo da aviação civil. Lençoense e apai- xonado por acrobacias, faleceu em Limeira no dia 9 de outubro de 1983 com seu AT-6, durante uma festa acrobática. Fundador do Circo Aéreo Ônix, foi um dos maiores ícones da aviação espor- tiva brasileira. Para alguns, apenas um nome de avenida, para outros, o maior incentivador da aviação do Brasil. Ao lado, a foto de Zé Ângelo com seu AT-6. Nossa Homenagem! NO CÉU - José Ângelo Simioni escreveu seu nome no mundo da aviação civil. Lençoense e apai- xonado por acrobacias, faleceu em Limeira no dia 9 de outubro de 1983 com seu AT-6, durante uma festa acrobática. Fundador do Circo Aéreo Ônix, foi um dos maiores ícones da aviação espor- tiva brasileira. Para alguns, apenas um nome de avenida, para outros, o maior incentivador da aviação do Brasil. Ao lado, a foto de Zé Ângelo com seu AT-6. Nossa homenagem! Começou na quarta-feira, dia 2, e vai até amanhã, a 13ª Festa do Peão de Borebi, no Recinto de Festas Antônio Sanches Tosta. A entrada é gratuita. A abertura da festa foi feita com a apresentação do show gospel com a dupla Daniel e Samuel. Na quinta-feira, foi a vez da dupla João Lucas e Alexandre se apresentar. Hoje tem show com a dupla Teodo- ro e Sampaio e amanhã, final do rodeio . Página 6 A festa da Padroeira do Brasil Nossa Senhora Apa- recida segue neste fim de semana, na Vila Cruzeiro, que também conta com a progra- mação festiva. Desde a última quinta-feira, dia 3, acontece a novena com padrinho e para- ninfos, que vai até a próxima sexta-feira, dia 11, sempre às 19h30, com exceção deste domingo, dia 6, que terá início às 19h. No próximo sábado, dia 12, Dia de Nossa Senhora e feriado nacional, às 6h, haverá alvorada, às 8h, missa solene, às 10h, missa das crianças e coroação, e às 17h missa solene e procissão, saindo da matriz de Nossa Senhora. Na parte festiva, hoje e manhã, e no próximo final de semana, a partir da sexta- -feira, dia 11, tem quermesse a partir das 20h, com sorteio de prêmios, e barracas de doces, salgados e bebida na área de alimentação montada no esta- cionamento da matriz. Como no último domingo, amanhã e nos dias 12 e 13, sábado e domingo que vem, será oferecido almoço com churrasco, a partir das 11h. O show de prêmios deste ano será no dia 25 de outubro, no Lions Clube. Festa da Padroeira do Brasil na Vila Cruzeiro Lucas Marins Foi inaugurada nesta sexta- -feira, dia 4, a escola do SESI (Serviço Social da Indústria) de Lençóis Paulista, que re- cebeu o nome de Alberto Trecenti, em homenagem a um dos fundadores do Grupo Lwart, com a presença de Pau- lo Skaf, presidente da FIESP e do SESI, da prefeita Izabel Lorenzetti, empresários, polí- ticos e autoridades de Lençóis Paulista e região. A escola foi tomada por alu- nos, pais, professores, funcioná- rios e curiosos que aproveitaram para conhecer suas instalações. A prefeita agradeceu ao em- presário Luís Carlos Trecenti pelo empenho em conseguir a instalação do SESI na cidade - quando ainda era vice-prefeito - ao seu tio Alberto pela doação da área onde ela foi construída e a Skaf, por autorizar a obra. Durante as tratativas para a liberação, a prefeitura doou o terreno do SESI para a FIESP. Paulo Skaf mencionou sobre a as 100 escolas que ainda de- vem ser inauguradas até o final do ano, segundo ele, uma ou duas a cada sexta-feira, e anun- ciou a liberação da construção de um campo de futebol society e uma pista de atletismo para a escola de Lençóis, que devem ser entregues no ano que vem. Depois da cerimônia, para a imprensa, Paulo Skaf confirmou a pré-candidatura do PMDB ao governo do Estado, mas evitou se definir como pré-candidato. “Eleição e Copa do Mundo são para o ano que vem. É muito bom lutar para reduzir a conta de luz dos brasileiros e os impostos da cesta básica, mas é gratifi- cante lidar com pessoas. Então, inaugurar escolas dá muito prazer. O futuro, eu deixo nas mãos de Deus, que sabe como fazer as coisas”, disse. A unidade do SESI de Len- çóis tem 18 salas, capacidade para atender 350 alunos e ini- ciou seu primeiro ano letivo em janeiro de 2013. ATUAL | Skaf discursa durante inauguração oficial da escola do Sesi em Lençóis Paulista
  • date post

    10-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    229
  • download

    5

Embed Size (px)

description

Jornal Semanal

Transcript of Sabadao do povo 34

  • LENIS PAULISTA - BOREBI AGUDOS - MACATUBA

    TEMPO ETEMPERATURA

    Mxima: 25CMinina: 16C

    Mxima: 24CMinina: 12C

    HOJE AMANH

    Fonte: Climatempo

    www.farmaciahomeopaticalp.com.br

    SBADO, 5 DE OUTUBRO DE 2013 - EDIO N 34 - ANO 2 - DISTRIBUIO GRATUITA

    SEM ASFALTO

    Fotos: Billy Mao

    Hoje tem Teodoro e Sampaio na Festa do Peo em Borebi

    Skaf inaugura oficialmenteescola do SESI de Lenis

    SP 261 ainda serve de bandeira polticaNA LAMA - Eroso corri o pouco que sobra de espao na estrada de Santa Brbara, onde o trfego de ve-culos comprometido devido s ms condies da via

    Depois de uma forte manifestao por parte de vereadores de vrias cidades da regio de Len-is Paulista cobrando a duplicao da Rodovia

    Joo Lzaro de Almeida Prado, que liga So Manoel a Jau, a vez de um grupo de Lenis Paulista, nova-mente, propor a busca por melhorias da SP-261. Mais

    conhecida como Estrada de Santa Brbara, a Ro-dovia Osni Mateus poder ser mais uma vez usada como fomento de troca poltica e, sua pavimen-

    tao, transformada mais uma vez, como na lenda, no pote de ouro oferecido no final do arco ris.

    A Osni Mateus tem extenso de Pederneiras

    at a Rodovia Federal Ra-poso Tavares, em Piraj. Passa pelo municpio de Lenis Paulista, onde 40 quilmetros de sua exten-so no tem pavimentao

    asfltica e praticamen-te intransitvel devido grande quantidade de lama, em tempos chuvo-sos e buracos, em poca de seca. Pgina 5

    A diretoria de Sade de Lenis Paulista refora a conscientizao sobre a im-portncia da preveno do cncer de mama durante o Outubro Rosa. Alm disso, as pacientes do RAIS (Rede de Ateno Integral Sade da Mulher) vo receber material educativo.

    Outubro Rosa: Sade refora conscientizao sobre cncer

    Outubro Rosa um cam-panha de conscientizao realizada por diversas entida-des, sociedade e as mulheres, para destacar a importncia da preveno e do diagnstico precoce do cncer de mama. Atualmente o Outubro Rosa realizado em vrios lugares do mundo.

    NO CU - Jos ngelo Simioni escreveu seu nome no mundo da aviao civil. Lenoense e apai-xonado por acrobacias, faleceu em Limeira no dia 9 de outubro de 1983 com seu AT-6, durante uma festa acrobtica. Fundador do Circo Areo nix, foi um dos maiores cones da aviao espor-tiva brasileira. Para alguns, apenas um nome de avenida, para outros, o maior incentivador da aviao do Brasil. Ao lado, a foto de Z ngelo com seu AT-6. Nossa Homenagem!

    NO CU - Jos ngelo Simioni escreveu seu nome no mundo da aviao civil. Lenoense e apai-xonado por acrobacias, faleceu em Limeira no dia 9 de outubro de 1983 com seu AT-6, durante uma festa acrobtica. Fundador do Circo Areo nix, foi um dos maiores cones da aviao espor-tiva brasileira. Para alguns, apenas um nome de avenida, para outros, o maior incentivador da aviao do Brasil. Ao lado, a foto de Z ngelo com seu AT-6. Nossa homenagem!

    Comeou na quarta-feira, dia 2, e vai at amanh, a 13 Festa do Peo de Borebi, no Recinto de Festas Antnio Sanches Tosta. A entrada gratuita.

    A abertura da festa foi feita com a apresentao do show gospel com a dupla Daniel e Samuel. Na quinta-feira, foi a vez da dupla Joo Lucas e Alexandre se apresentar. Hoje tem show com a dupla Teodo-ro e Sampaio e amanh, final do rodeio . Pgina 6

    A festa da Padroeira do Brasil Nossa Senhora Apa-recida segue neste fim de semana, na Vila Cruzeiro, que tambm conta com a progra-mao festiva. Desde a ltima quinta-feira, dia 3, acontece a novena com padrinho e para-ninfos, que vai at a prxima sexta-feira, dia 11, sempre s 19h30, com exceo deste domingo, dia 6, que ter incio s 19h.

    No prximo sbado, dia 12, Dia de Nossa Senhora e feriado nacional, s 6h, haver alvorada, s 8h, missa solene, s 10h, missa das crianas e coroao, e s 17h missa

    solene e procisso, saindo da matriz de Nossa Senhora.

    Na parte festiva, hoje e manh, e no prximo final de semana, a partir da sexta--feira, dia 11, tem quermesse a partir das 20h, com sorteio de prmios, e barracas de doces, salgados e bebida na rea de alimentao montada no esta-cionamento da matriz.

    Como no ltimo domingo, amanh e nos dias 12 e 13, sbado e domingo que vem, ser oferecido almoo com churrasco, a partir das 11h.

    O show de prmios deste ano ser no dia 25 de outubro, no Lions Clube.

    Festa da Padroeira do Brasil na Vila CruzeiroLucas Marins

    Foi inaugurada nesta sexta--feira, dia 4, a escola do SESI (Servio Social da Indstria) de Lenis Paulista, que re-cebeu o nome de Alberto Trecenti, em homenagem a um dos fundadores do Grupo Lwart, com a presena de Pau-lo Skaf, presidente da FIESP e do SESI, da prefeita Izabel Lorenzetti, empresrios, pol-ticos e autoridades de Lenis Paulista e regio.

    A escola foi tomada por alu-nos, pais, professores, funcion-rios e curiosos que aproveitaram para conhecer suas instalaes. A prefeita agradeceu ao em-presrio Lus Carlos Trecenti pelo empenho em conseguir a instalao do SESI na cidade - quando ainda era vice-prefeito - ao seu tio Alberto pela doao da rea onde ela foi construda e a Skaf, por autorizar a obra. Durante as tratativas para a liberao, a prefeitura doou o terreno do SESI para a FIESP.

    Paulo Skaf mencionou sobre a as 100 escolas que ainda de-vem ser inauguradas at o final do ano, segundo ele, uma ou duas a cada sexta-feira, e anun-ciou a liberao da construo de um campo de futebol society e uma pista de atletismo para a escola de Lenis, que devem ser entregues no ano que vem.

    Depois da cerimnia, para a imprensa, Paulo Skaf confirmou a pr-candidatura do PMDB ao governo do Estado, mas evitou se definir como pr-candidato. Eleio e Copa do Mundo so para o ano que vem. muito bom lutar para reduzir a conta de luz dos brasileiros e os impostos da cesta bsica, mas gratifi-cante lidar com pessoas. Ento, inaugurar escolas d muito prazer. O futuro, eu deixo nas mos de Deus, que sabe como fazer as coisas, disse.

    A unidade do SESI de Len-is tem 18 salas, capacidade para atender 350 alunos e ini-ciou seu primeiro ano letivo em janeiro de 2013.

    ATUAL | Skaf discursa durante inaugurao oficial da escola do Sesi em Lenis Paulista

  • FALE CONOSCO

    CNPJ: 14.647.331./0001-22 IE: 416.050.229.111

    Jornalista Responsvel: Tnia Morbi - Mtb: 52.193Redao e administrao Lenis Paulista

    Av. Jos Antonio Lorenzetti, 537Telefone (14) [email protected]

    CONTATO COMERCIAL: [email protected]

    Sugesto de Pautas: 14 - 3263.1740

    Registrado no Cartrio de Registros de Pessoas Jurdicasde Lenis Paulista sob nmero 008 - Folha 15 - Livro B1

    TODOS OS ARTIGOS SO DE RESPONSABILIDADEDE SEUS AUTORES

    Lenis Paulista - Borebi - Agudos - Macatuba

    EDITORIAL

    Coluna do Portes

    Apenas voar!No foram poucas as minhas conversas

    com quele que considerado um dos maiores incentivadores da aviao acrobtica do Brasil e porque no dizer, o maior incentivador da aviao. Jos ngelo Simioni, o gordo, era de uma simpatia mpar. Inteligente e sagaz, con-seguiu que o velho Z Boso, av carinhoso e, de certa forma, visionrio, liberasse um pedao de terra para que fosse construda uma pista de pouso e decolagem. Foram inmeras vezes que Z ngelo deu seus famosos rasantes com seu T-6 sobre Lenis Paulista.

    Z ngelo foi um legtimo lenoense, que trouxe o que havia no mundo desenvolvido para Lenis. Ganhou o nome em uma avenida e na histria da aviao. Era uma pessoa de corao mole. Quando o velho pintor Roccini faleceu, Z levou seus filhos para trabalharem no aeroporto. Teco, Tunin e Bila. Aqueles trs irmos aprenderam tudo e mais um pouco sobre aviao, sob as asas do gordo.

    Outras tanta pessoas de nossa cidade, assim como eu, tiveram o prazer de viajar e conhecer de perto aquela figura enigmtica, que s pen-sava em voar e aproveitar sua vida.

    Certa vez, uma famlia lenoense fazia uma visita aos Estados Unidos e num determinado dia quando voltava para o hotel, percebeu que estava perdidos. Eis que passou uma limousine e o motorista deu uma freada brusca e gritou um palavro. O motorista era nada menos que Z ngelo Simioni. A famlia no acreditou no que acabava de presenciar. Z os levou sos e salvos de volta para o hotel que ficava h poucas quadras de onde estavam.

    Daqui do stio, ouvindo o barulho da chuva que parecia chorar, tive a impresso de ouvir o forte ronco do AT-6 no meio de um trovo...

    Norberto Portes construtor

    www.sucatanovaquadrinhos.blogspot.com

    LENIS PAULISTA, 5 DE OUTUBRO DE 2013OPINIO2

    Sabado online: issuu.com/billymao/docs/

    Reflexo

    SO FRANCISCO DE ASSIS

    suficiente um nico raio de sol para apagar milhes de sombras

    Minha viagemALINE GES

    Caminhos deSkaf e educao

    Est tudo afundando na lamaBILLY MAO

    O Sabado do Povo completou na tera-feira, dia 1 de Outubro, seu segundo aniver-srio. Nem andar direito ainda sabe, mas j desde to novo sabe muito

    bem o que quer e tem traado seu objetivo: levar informao pura e simples aos seus leitores. Leitores, alis, que aumentam dia a dia. para esta populao que feito o Sabado do Povo.

    Nestes dois anos de circulao j sentimos o peso da responsabilidade de levar informa-o coerente, que nada mais que a funo de um jornal que se prope fazer sua parte social junto comunidade. Mas sabemos que esta responsabilidade o que nos move. Por isso continuamos.

    Neste perodo, alguns projetos floresce-ram, como o informativo mensal De Casa Em Casa, que circula desde quarta-feira, sendo entregue em todas as residncias de Lenis Paulista e Borebi, totalmente gra-tuito para o leitor. O DCEC permaneceu engavetado por um longo perodo. Agora j realidade e certamente outros projetos viro.

    Seguindo em frente com a informao levantada para levar at nosso leitor, publi-camos hoje uma matria de total relevncia para a populao lenoense sobre a rodovia Osni Mateus, SP 261. Esta rodovia j foi apontada como contendo asfalto e tambm j serviu de bandeira de campanha poltica. Toda uma populao residente na zona rural, na regio onde est a estrada sente diaria-mente os efeitos do abandono daquela via.

    Por sorte, a prefeitura municipal con-seguiu reverter alguns problemas serssimos de atoleiro e acmulo de lama na estrada, colocando camadas de cascalho em locais mais crticos.

    at estranho falar sobre uma estrada

    de terra que corta o centro-oeste paulista em pleno ano de 2013, estando no Estado mais rico do pas, e perceber que isso ainda acontece por aqui.

    Em outras ocasies a SP, chamada de Estrada de Santa Barbara, j foi foco de candidatos polticos de nvel Legislativo e Executivo, porm, em alguns desses momentos foi apontado que a respon-sabilidade do asfalto seria da iniciativa privada. Ora, e os altssimos impostos que a indstria e o servio pagam aos governos? Onde vai esse dinheiro? Ser que serve apenas para financiar propinas na capital paulista excluindo as melhorias no interior?

    Corre-se o risco de colocarem como con-dio para a pavimentao asfaltica da SP 261 a instalao de uma praa de pedgio para queles que se utilizam da via.

    A verdade que em perodo eleitoral a re-soluo de problemas que esto ai j h mais de 20 anos, se torna totalmente fcil.Isso de um dia para outro nos discursos prontos e repetidos. Usa-se a mesma estratgia da promessa envolvendo nomes de instituies, pessoas, empresas, tudo para macular um problema srio e coloca-lo novamente na pauta do dia.

    papel do jornalismo srio mostrar a forma como se movimentam os grupos em busca de poder em detrimento do povo.

    Buscar melhorias para o municpio, agru-par foras para que as melhorias cheguem, tudo isso muito vlido. Deve inclusive, ter apoio da populao. O que no vlido requentar discursos em momentos pontuais aos ps do levante eleitoral.

    O cidado que depende da via para aces-sar sua propriedade, a empresa que passa pela SP para fomentar a economia atravs de sua produo e at mesmo o cidado comum que diante da necessidade utiliza a Osni Mateus no trecho de terra, sabe exatamente do que estou falando.

    Quando resolvi viajar, minha me quase teve um trco. A menininha dela cresceu e resolveu bater as asas. A minha deciso foi bem rpida, e a a correria comeou atrs de passaporte, passagem, malas, roupas de frio e a ansiedade e desespero tomava conta de mim, e ela sempre esteve comigo a cada mo-mento. A cada dia que passava, por um lado era uma eternidade e por outro voava, porque s me restava alguns dias para aproveitar a companhia da minha famlia e amigos.

    Lembro quando minha me entrou no meu quarto e viu as malas cheias em cima da cama, me olhou e disse: Voc vai ir mesmo ? A minha me sempre me apoiou em tudo que era certo, e sempre sonhou com o melhor para minha vida e a do meu irmo, e pra mim foi um sacrifcio enorme deix-la.

    Alguns dias antes da viagem para San-tiago comprei minha passagem de nibus de Lenis at So Paulo, da onde saa meu vo. Cheguei muito cedo no Aeroporto, pois no havia outro horrio de nibus

    Fiquei entediada vrias horas at eu poder fazer o Check-in (Primeiro passo a ser feito pelo passageiro de transporte areo)

    O Check-in nada mais do que a apre-sentao no balco da agncia do seu vo, apresentao do seu bilhete de passagem, que identifica e despacha as bagagens e, a bagagem de mo identificada e levada junto com voce no avio. Depois do Check-in podemos ir para o Porto de Embarque, onde tem vrias lojas e tem uma vista incrvel dos avies decolando.

    Fiquei muito atenta com as chamadas, os avisos de decolagem dos vos so avisados pelo microfone. O meu vo atrasou 2 horas, e isso foi uma tortura pra mim, no pelo atraso e sim pela agonia de viajar e no saber quando voltar para perto das pessoas que eu amo. Aproveitei para chorar tudo que tava engasgado, mandar os ltimos sms e apreciar a vista dos avies.

    Quando entrei no avio, foi tudo impres-sionante, e depois de passar um pequeno vdeo explicando sobre o cinto de segurana, dormi totalmente, fazia semanas que no dormia por causa da ansiedade, ento tirei o atraso. Acordei na hora das refeies, no meu caso deram a janta e o caf da manh, uma quantia bem pequena, mas tava tima a co-mida. Chegando no Aeroporto de Portugual, tive que me identificar e depois pegar minhas bagagens, fui comer em um barzinho e mais uma vez tive que esperar horas at o nibus chegar para me levar at Santiago.

    De primeiro momento, a cidade era to estranha, as ruas pareciam as mesmas, as pes-soas e roupas totalmente diferentes do nosso povo brasileiro, e a comida? Aqueles aqurios enormes nos restaurantes com os mariscos ...

    Aline Cristina de Ges lenoense e mora

    atualmente em Santiago de Compostela - Es-panha - e-mail: [email protected]

    Espanh

    A poltica chega ao miolo do vulco e seus agentes parecem o avesso de Midas: aspiram produzir os grandes relatos da histria, mas tudo o que tocam, como ironizou Peter Sloterdijk, resulta algo involuntariamente pequeno.

    O julgamento, na mais elevada corte, de uma denncia de corrupo, conhecida como mensalo, em vez de firmar os pesos na balana da Justia mais parece atiar a fogueira das vaidades e reforar os vcios que lhe deram origem.

    Uma CPI que deveria punir a continui-dade renitente dos esquemas criminosos no Estado e estancar a cachoeira da corrupo vira um show de vergonhas. Ali, os que tm algo a dizer ficam em silncio e os que no tm gritam.

    Uma campanha eleitoral se arrasta nas ruas e se anuncia na TV desconhecendo as cidades e seus problemas para focar-se na disputa de poder, com alianas, discursos e marketing que lembram uma liquidao no comrcio varejista.

    Tudo o que minha gerao batizou de velha poltica mostra sua capacidade de agarrar-se nas estruturas materiais e mentais e dali contaminar todo o organismo do pas.

    Assim, se uma lei de proteo s florestas pode ser desfigurada para servir ao setor mais retrgado do ruralismo, o passo seguinte constranger a sociedade e os ambientalistas a largarem seus princpios e propostas e ade-rirem ao mal menor, a verso negociada do retrocesso, como se os ecossistemas funcio-nassem por acordos polticos.

    E h quem especule com o destino do Movimento Nova Poltica, visto na tica do poder como uma articulao para criar um novo partido, como se nesse ambiente de poltica em tempos do clera no caibam mais ideais sinceros.

    Como em uma fita moebios, onde no se distingue dentro e fora, qualquer ao ou palavra interpretada como parte do jogo, dar ou negar apoio a candidatos, ocupar espao, afirmar-se na disputa.

    A esperana se guarda e se renova na imprevisibilidade de ns mesmos, pois para alm de nossas narrativas diminutas h sem-pre a grandiosidade dos muitos Brasis que habitamos e dos muitos que nos habitam.

    Uma poro generosa criativa e livre completa seus 70 anos de vida mantendo a alegria e a esperana da juventude.

    Caetano e uma gerao inteira, de Gil e Milton e Chico e tantos brasileiros que pro-moveram um ideal de conhecimento tico e esttico que no pode se perder, no vai se perder nem diminuir.

    A grandeza da alma brasileira, os valores cantados pela nossa exuberante diversidade cultural, todos os tesouros da nossa terra e mais as ddivas que recebemos do cu so as verdades tropicais em que nos afirmaremos para superar, na radical critica de Walter Benja-min, as experincias de pobrezas desse nosso tempo, tempo, tempo. Compositor do destino?

    Marina Silva ex-senadora. Texto ori-ginal Folha de S. Paulo

    Logo, logoMARINA SILVA

    Sem dvida, o funcionamento da escola do SESI em Lenis, amplia possibilidades e d maiores e melhores chances a jovens que integram famlias de trabalhadores.

    Em longo tempo, o funcionamento de uma escola, ainda mais se for nos padres das uni-dades do SESI provoca uma mudana social profunda, que pode alterar trajetos de fam-lias inteiras, a partir de crianas e jovens com acesso a educao de melhor qualidade e cultura, o que praticamente no ocorre em redes pblicas de ensino, principalmente as de nvel estadual.

    A que se mencionar que a inaugurao ci-tada pelo presidente da FIESP, durante even-to em Lenis Paulista nesta sexta-feira, de outras cem unidades em todo Estado de So Paulo, uma boa notcia, mas o empenho de Paulo Skaf em inaugur-las percorrendo mi-lhares de quilmetros, todas as sextas-feiras, at o final do ano, no tem apenas um carter social.

    Em pr-campanha eleitoral ao governo do Estado pelo PSDB, a segunda campanha que ele se aventuraria de nvel estadual, Skaf faz o caminho que at mesmo o atual governador Geraldo Alckmin vem percorrendo manter sua imagem exposta o mximo possvel, sem-pre ligada a algo positivo.

    Se para Alckmin a tarefa tem sido rdua - principalmente considerando os ltimos es-cndalos envolvendo sequentes governos do PSDB, inclusive o seu, de superfaturamentos, propinas milionrias e fraudes gigantescas em licitaes entre empresas e a administra-o pblica estadual, para o nem to inician-te Skaf parece ser um trajeto mais agradvel.

    Como ele mesmo disse, esse ano de tra-balho, ou seja, inauguraes de escolas em diversas cidades do Estado. At dezembro, o presidente da FIESP ter tempo de sobra de aparecer, sem se mostrar e contribuir com a sociedade, sem pedir voto em troca. Esse o mesmo tempo de Alckmin e de todos outros que queiram o posto de governador.

    A quilometragem, nesse caso, que pode fazer a diferena.

  • POLTICA 3LENIS PAULISTA, 5 DE OUTUBRO DE 2013

    LEGISLATIVO

    Fotos: Billy Mao

    Cmara vai propor excluso de Bancos do parcelamento de dvidas

    Caminho - Um projeto de lei que define regras de con-trole do assdio moral nos rgos pblicos municipais de Lenis Paulista deve dar entrada nas prximas na sesses do Legislativo. A autoria dos vereadores An-derson Prado de Lima e Ail-ton Tip Laurindo (PV) e do presidente da Cmara Hum-berto Jos Pita (PR).

    No escuro - A proposta complementa um requeri-mento anterior, que pede ao Executivo a reviso do for-mato da avaliao de desem-penho no funcionalismo p-blico, por conta dos relatos de funcionrios sobre ameaas, que seriam feitas por seus su-periores sob o manto da Ava-liao de Desempenho.

    Medo - Alis, no de hoje que essa avaliao temida pelos servidores tanto quan-to o diabo teme a cruz. Uma das razes, seria o fato de que quem compe a Comis-so Civil Municipal, criada para inibir injustias contra os servidores, recebe valo-res a parte dos salrios e por isso poderia evitar ser con-trrio a determinados inte-resses, correndo o risco de perder seus postos.

    J - Segundo a proposta, o assdio definido no texto j estaria ocorrendo na admi-nistrao municipal direta e indireta: pois so os servi-dores que vm se queixando de que no mbito da Admi-nistrao Pblica Municipal vm ocorrendo injustias e atos passveis de interpre-tao como perseguio ou assdio moral.

    Assim no - No texto es-to vrias definies do que pode ser considerado como assdio moral, as penalida-des para quem agir assim contra um servidor muni-cipal, alm da garantia de ampla defesa em caso de de-nncia, e ainda as medidas que devero ser adotadas para que se evite esse tipo de comportamento.

    Reviso - Desta forma, para evitar que membros do Executivo incorram em assdio moral ocasionado pela possibilidade de ava-liao vertical, gerando onerosidade ao Poder P-blico em casos de proces-sos judiciais subsidirios, preciso que o mtodo de avaliao seja reformula-do., diz o texto da lei.

    E agora? - Se apresentado na segunda-feira, o proje-to deve ir para as comis-ses, para depois de votado e aprovado em plenrio ser encaminhado para sanso da prefeita Izabel Cristina e, ai sim, ser atendido ou veta-do. O Executivo ter que ter muito cuidado na anlise da questo. Ser contrrio a algo que o regulamenta, pode, antes de tudo, demonstrar soberba, atitude que, tam-bm de acordo com relatos de servidores, seria uma das marcas de quem avalia na administrao pblica local.

    Histria - Durante a sesso do dia 30 na Cmara, um discurso chamou a ateno dos presentes. O vereador Manoel dos Santos Silva dizia que iria aproveitar a onda que se formou em tor-no da Rodovia SP255, para sua duplicao, para juntar apoio para reivindicar o as-faltamento da SP 261, Osni Mateus, que corta Lenis Paulista.

    Conto - O que chamou a ateno de quem ouvia aten-tamente o discurso do ve-

    readores foi o fato de que a reivindicao j foi proposta nos mesmos moldes no ano de 2007.

    Lenda - Atento, um fre-quentador assduo apontou um detalhe no discurso do vereador tucano: so pra-ticamentes as mesmas pa-lavras de uma matria vei-culada no Jornal da Cidade de Bauru, em 2007. - http://w w w.jcnet.com.br/edito-rias_noticias.

    De l - Os vereadores leno-enses receberam uma visita inusitada na ltima sesso. O presidente da Cmara de Carapicuba, Abro Jnior, esteve na Casa de Leis para visitar amigos e conversar com o atual presidente do Legislativo lenoense Dr. Pita. Jnior estava acom-pahado de seu assessor An-dr Luiz.

    Oficial - Foi concorrida a inaugurao oficial da uni-dade do SESI lenoense. V-rias autoridades estiveram presentes ao evento onde Paulo Skaf cumprimentou todos os presentes, ouviu fanfarra, orquestra e conhe-ceu de perto as instalaes do novo prdio.

    Hum - Em seu discurso Skaf disse em alto e bom som que o SESI no inau-gura placas e pedras funda-mentais, inaugura locais j em funcionamento, aquilo que j est pronto para aten-der o cidado. (Seria uma al-finetada no estilo tucano de inaugurar obras?)

    Forte - Alberto Trecenti se emocionou ao relembrar a batalha de sua famlia cen-tenria para implantar o desenvolvimento, sempre de forma empreendedora. Ficou emocionado ao ser ho-menageado.

    Segura - Em Borebi, se-gue a todo vapor a Festa do Peo de Boiadeiro. A chuva anda espantando um pouco o pblico, mas o show nas montarias garantido. A es-trutura da festa tambm de primeira e o prefeito Manoel Frias Filho est gostando de ver. Hoje tem show com Te-odoro e Sampaio. A locuo de Waltinho dos Santos. Aparea!

    DCEC - O informativo do Sabado do Povo, De Casa em Casa, continua sendo distribudo na cidade e tam-bm em Borebi. A chuva atrapalhou um pouquinho mas, certamente voc o re-cebera ai, em sua casa.

    Tnia MorbiA Cmara deve excluir

    os bancos da proposta de parcelamento de grandes dvidas, encaminhada pela prefeita Izabel Lorenzetti (PSDB) e que teve a votao adiada na segunda-feira, dia 30. Alm dessa discusso, os vereadores aprovaram outros projetos e lanaram uma mobilizao para criar um servio alternativo para crianas que no podero mais frequentar as creches a partir do ano que vem.

    A proposta que cria o Plano de Parcelamento de Dbitos para Grandes Quantias prev que empresas e outros credo-res da prefeitura, que possuam dvidas acima de R$ 270 mil, possam dividir o montante em at 360 parcelas mensais, ou seja, em 30 anos. Ao todo, apenas com ISS, as empresas devem prefeitura cerca de R$ 68 milhes. Para o valor mnimo a quantidade de par-celas de 120 (10 anos).

    Segundo informaes da

    O diretor de Finanas da prefeitura Jlio Gonalves fez, na segunda-feira, dia 30, na Cmara, a apresentao do balano da economia do municpio no segundo quadri-mestre de 2013.

    Segundo a apresentao, Lenis Paulista teve uma receita corrente, at agosto, de R$ 116 milhes, inferior ao mesmo perodo do ano passado em pelo menos R$ 10 milhes. Apenas com impos-tos e tributos foram arrecada-dos R$ 14.591 milhes, e dos governos estadual e federal o municpio recebeu transfe-

    prpria prefeitura, somadas as dvidas dos bancos geradas principalmente por multas pelo no atendimento a leis

    municipais o valor total chega a quase R$ 21 milhes.

    Apenas um banco com agncia em Lenis tem dvida de cerca de R$ 5 milhes e outro de R$ 4,7 milhes. No segundo caso, o lucro do mesmo banco, apenas no primeiro semes-tre deste ano foi superior a R$ 7 bilhes, mantendo o recorde de lucro para o primeiro semestre de cada ano, nos lt imos quatro anos. Os R$ 7 bilhes re-presentam ainda a soma da economia de 33 pases.

    O pedido de adiamento por 30 dias para votao do pro-jeto de parcelamento foi feito pelo vereador Ailton Tip Laurindo (PV) e aprovado por todos os vereadores. A Cmara deve apresentar uma

    emenda ao projeto sugerindo que os bancos sejam exclu-dos do benefcio. A grande maioria das empresas leno-enses (que deve prefeitura) est extinta, nem existem mais e a prefeitura no tem a mnima condio de receber. Se isso est inscrito em dvida ativa, a prefeitura tem condi-es de entrar com ao de execuo e pedir a penhora. Vamos parcelar para quem de Lenis, mas a empresa que tem sede fora do muni-cpio, o que o caso de todas os bancos, fica fora da lei, defendeu Tip.

    Apoiando a iniciativa, o presidente do Legislativo Humberto Jos Pita (PR) afirmou que contra qualquer tipo de parcelamento de dvi-das dos bancos.

    Audincia expe folha de pagamento prxima ao limiterncias no valor de R$ 77.013 milhes no perodo.

    As despesas fecharam o quadrimestre em R$ 104.712 milhes.

    Segundo Jlio, o percen-tual do oramento destinado folha de pagamento est prximo ao limite pruden-cial determinado pela Lei de Responsabilidade Fis-cal. O municpio destinou para folha de pagamento, em oito meses, R$ 57.215 milhes, o que represen-ta 51,06% do oramento anual, enquanto o limite prudencial de 51,3%.

    Creche em cooperativa pode ser alternativa para rede municipal

    Uma mobilizao pretende criar uma alternativa que aten-da as crianas que no podero mais frequentar as creches do municpio a partir do ano que vem. A ideia criar um aten-dimento privado, mas subsi-diado por empresas da cidade. A proposta foi mencionada na ltima sesso da Cmara por Francisco de Assis Naves (PSDB), mas tem sido apoiada tambm pelos vereadores An-

    derson Prado de Lima (PV) e Andr Paccola Sasso (PSDB).

    Uma lei enviada pela pre-feitura de Lenis e aprovada na Cmara prev que, a partir de 2014, as creches munici-pais de Lenis Paulista no atendero mais crianas com idade superior a trs anos e 11 meses, regulamentando uma lei federal anterior, que est em vigor h vrios anos. At agora, o municpio atendia nas creches crianas com idade superior, mas o crescimento da procura, principalmente atravs de aes judiciais, teria inviabilizado o atendimento estendido e que no preconi-zado na lei, segundo explicou o vereador Cagarete.

    H alguns anos a realidade era outra. Havia demanda me-nor porque mais mes ficavam em casa com seus filhos,

    avaliou Cagarete.A proposta que vem sendo

    estudada de criao de uma creche voltada para famlias carentes. Se criada em forma de cooperativa, como sugeriu o vereador Prado, as famlias pagariam uma pequena men-salidade, enquanto as empresas subsidiariam outras despesas.

    Isso de interesse geral da cidade, dos empresrios, porque eles precisam da mo de obra das mulheres, afir-mou Chico Naves.

    Segundo a diretoria de Edu-cao, em 2014, cerca de 100 crianas, que tm quatro anos no sero mais atendidas pelas creches e iro frequentar ape-nas a pr-escola, o que ocupa uma parte do perodo dirio, j que no perodo inverso elas frequentavam as creches da cidade.

    H atualmente na rede mu-nicipal 1.388 crianas com idade a partir de trs anos e 11 meses, mas a projeo total para o ano que vem ainda vem sendo feita, j que as matrcu-las para 2014 comeam a ser feitas. A diretoria afirmou que todas tero vagas garantidas na pr-escola.

    A lista de espera por vagas em creche de 1.900 crianas, conforme a diretoria.

    ELA | A prefeita Izabel esteve na Cmara para ser homenageada, junta-mente com policiais militares que desenvolvem o Proerd e o projeto Buscap

    ELE | Tip aproveitou para questionar a pre-feita sobre o parcelamento da dvida dos bancos

    R$| Jlio faz apresentao na Cmara, na 2

  • GERAL4

    PORTEIRA | Avio Piper apreendido pela Polcia Federal e sinalizao de pista no homologada, na zona rural de Lenis

    A Casa Caiu

    Fotos: Billy Mao

    LENIS PAULISTA, 5 DE OUTUBRO DE 2013

    Jovem preso por trfico

    Fugitivo de Itapeva localizado e capturado

    Polcia recupera moto

    Bombas na escola da Cecap

    Um rapaz de 18 anos, com vrios registros por envolvi-mento com drogas quando ainda era menor de idade foi preso por trfico depois de ser flagrado com maconha e crack, na ltima tera-feira, dia 1.

    Segundo o Sargento Lucas, uma denncia annima infor-mou que o rapaz estaria ven-dendo entorpecentes, prximo a uma escola, na Cecap. No local ele tentou se desfazer de

    um invlucro onde estavam 10 pedras de crack. Em seu bolso, os policiais encontraram trs pores de maconha e seis por-es em sua residncia.

    Perguntado sobre a proprie-dade da droga, o rapaz confir-mou que era sua.

    Levado Delegacia de Po-lcia, o delegado confirmou o flagrante e o rapaz foi encami-nhado rede penitenciria da regio.

    VALO

    R DE

    STA

    PUBL

    ICA

    O: R

    $400

    ,00

    Da redaoA ltima apreenso de dro-

    gas e contrabando em nossa regio envolvendo um avio foi em Bocaina, no ltimo dia 25 de setembro, na operao em que um policial federal morreu durante um tiroteio.

    Neste dia, a Polcia Federal fez uma operao para evitar que um avio cheio de drogas chegasse ao destino do tr-fico. O avio acabou caindo em uma tentativa fracassada de decolagem e, a droga que estava sendo transportada queimou durante o incndio. Houve troca de tiros da PF com os traficantes. Um poli-cial, de apenas 38 anos, aca-bou morrendo ao ser alvejado.Em Lenis h ocorrncias histricas de traficantes utili-zando de pistas clandestinas para realizar o trfico. As mais recentes foram no ano de 2012. Uma, quando um avio monomotor foi pego em flagrante pela Polcia Federal enquanto fazia um pouso em uma pista utilizada pela avia-o agrcola.

    Na outra ocasio, tam-bm no ano passado, outra aeronave conseguiu escapar sendo presa apenas no Paran, porm, as mercadorias contra-bandeadas foram pegas com um dos envolvidos dentro dde um Fiat Fiorino.

    Nestas ocorrncias, a Po-lcia e Receita Federal em conjunto com a FAB (Fora Area Brasileira), fizeram vrias operaes e uma mega operao na cidade, nos dias sete e oito de novembro. Ne-nhuma autoridade falou sobre o assunto na poca, apesar de assustar os cidados leno-

    enses, devido utilizao de um helicptero sobrevoando o municpio em baixa altitude. Neste dia, a FAB utilizou um caa AT-29, o Super Tucano.

    J em janeiro de 2013, na regio do distrito de Alfredo Guedes, na divisa da cidade de Igara do Tiet, a PF conseguiu apreender outro avio, dessa vez em uma es-trada, contendo mais de R$ 1,5 milho com 400 quilos de cocana.

    Neste perodo de turbuln-cia envolvendo trfico areo, a Polcia Federal chegou a cogitar a possibilidade de que estas pistas no oficializadas do municpio podiam ser ex-plodidas para evitar novos in-cidentes envolvendo o trfico.

    A redao do Sabado do Povo entrou em contato com a Anac (Agncia Nacional de Aviao Civil) sobre estas possibilidades, no entanto, a assessoria da agncia apenas informou de que no teria

    poderes para a realizao da interdio definitiva das pistas. A ANAC no tem competncia legal para a ex-ploso de pistas, comentou a assessoria.

    No entanto, desde que haja as denncias a respeito de pistas particulares, a agncia notifica os donos e respons-veis. No caso de pista irre-gular situada em locais como fazendas, o proprietrio do local procurado e acionado pela Agncia. Cabe destacar que a direo do processo varia de acordo com o caso, e pode chegar ao acionamento da Polcia Federal e do Minis-trio Pblico Federal (MPF), afirma.

    J se a pista estiver em uma rea urbana, as medidas so diferentes. A respeito dos procedimentos realizados quando a Agncia recebe de-nncia de uma pista de pouso irregular, informamos que a ANAC apura as informaes

    apresentadas e, aps constatar que no h registro do local, toma as medidas cabveis de acordo com a localizao da pista. Quando a pista irregular faz parte da rea urbana da ci-dade, a prefeitura informada por meio de ofcio e soli-citada a tomar as providncias necessrias, relata.

    Pistas particularesAs pistas de pouso locali-

    zadas em propriedades par-ticulares, como em usinas e fazendas, so de responsabili-dade do proprietrio e, muitas vezes, a utilizao delas por trfico feita sem que os res-ponsveis fiquem sabendo. Na maioria das vezes, percebida uma movimentao suspeita e, s assim, feita a denncia para a Polcia Federal.

    Estas pistas rurais so feitas para a aviao agrcola, na qual avies de pequeno porte fazem pousos e decolagens para poderem despejar fertili-zantes e defensores agrcolas contra diversas pragas.

    No prximo sbado, dia 12, o Dia das Crianas estar repleto de atividades para os pequenos na cidade.

    A Acilpa (Associao Co-mercial e Industrial de Len-is Paulista) far a terceira edio do Dia das Crianas na Concha Acstica. Segun-do a associao, as crianas

    podero pegar um passaporte da alegria em todo o comr-cio lenoense, que servir como ingresso para poder participar do evento.

    Neste dia, haver apre-sentaes de mgica, touro mecnico, cama elstica e, tambm, a participao do grupo Criana Feliz, que dis-

    ponibilizar brinquedos e ati-vidades ldicas, como pintura.

    A Casa da Cultura estar presente dando apoio ao even-to e, tambm, com a participa-o de um grupo de dana para poder entreter a crianada.

    O evento ser realizado no dia 12, s 13h s 18h, na concha acstica.

    Dia das Crianas com festa

    No domingo, dia 28, teve mais uma rodada do Campeo-nato de Futebol Amador, com os jogos vlidos pelas sries A e B. Em duas partidas, Asa Branca e Grmio Cecap gole-aram. A disputa organizada pela Liga Lenoense de Fu-tebol Amador, com apoio da prefeitura municipal, atravs da diretoria de Esportes.

    No primeiro jogo da ro-dada, o Asa Branca goleou o Sport Ferrari por sete a um, no jogo das 8h, no Estdio Muni-

    Rodada do Amador no dia 28 teve goleadas

    cipal Joo Roberto Vagula, o Vagulo. Na partida seguinte, das 10h, o Alvorada perdeu para a equipe Nova Lenis por dois a zero.

    O Asa Branca lidera a dis-puta.

    Na srie A, o Grmio Cecap goleou o Juventus por oito a zero, enquanto o Santa Luzia e Palestra empataram em dois a dois, e o Grmio da Vila venceu o Alfredo Guedes por um a zero. Os jogos da srie A so realizados no estdio

    municipal Archangelo Brega. Amanh tem nova rodada.

    s 8h jogam Expressinho e Sport, respectivamente pri-meiro e segundo lugar do grupo A.

    s 10h, So Jos e Corin-thians Caju se enfrentam. O Paulistano folga nessa rodada.

    Pela srie B, Prata e PSG jogam no Vagulo, s 8h, e So Cristvo e Duratex, s 10h. Essa a primeira rodada da srie B para os times do grupo B.

    B.S.S., de 21 anos, acusado do crime de roubo (artigo 157), em Itapeva, foi identificado e detido pelos policiais da Fora Ttica, no incio dessa semana. O rapaz havia sido condenado a uma pena de cinco anos e quatro meses de recluso.

    A priso ocorreu durante

    patrulhamento dos policiais militares prximo ao Ptio de Treinamento das autoescolas.

    Confirmada sua identidade, o rapaz foi apresentado na De-legacia de Polcia e transferido para a cadeia pblica de Ava, para posteriormente ser enca-minhado para Itapeva.

    A Polcia Militar de Lenis Paulista recuperou na manh de segunda-feira, dia 30, uma moto que havia sido furtada por um menor no Parque Rondon. O jovem de 17 anos disse que a inteno era levar o veculo para Pederneiras, onde o ven-deria para algum, que no identificou.

    O proprietrio do veculo, que dono do estabelecimento que revende motocicletas onde a moto estava estacionada afir-mou que estava limpando o interior da empresa e por isso

    os veculos estavam do lado de fora. Quando iria recolher as motocicletas, o menor surgiu e se aproveitando que a chave estava no contato, fugiu com uma delas.

    Depois de patrulhamento, os policiais localizaram o rapaz em uma rua do bairro. Ao ser levado delegacia, o menor disse que trabalha de pintor para uma empresa e naquele dia estava de folga. A me do adolescente foi chamada e afirmou que no tinha conhecimento das atitudes do fi-lho. Ouvido, o rapaz foi liberado.

    Dois alunos de uma escola estadual da Cecap estouraram uma bomba na janela de uma das salas de aula, na quarta--feira, dia 2. Ningum se feriu.

    A direo da escola, que fica na Avenida Orgenes Lessa, acionou a polcia aps dois ado-lescentes de 15 anos jogarem o artifcio explosivo contra a janela. Eles o lanaram de fora

    para dentro da classe.A polcia ouviu os adoles-

    centes e encontrou outras 24 bombas, do tipo usada em festas de So Joo, que estavam envol-tas em folhas de caderno, alm de uma poro de substncia semelhante a maconha.

    Os adolescentes foram leva-dos delegacia e liberados aos pais aps prestarem depoimento.

    Pistas no oficiais continuam com destino incerto em Lenis

    AVIAO

    Os motoristas que trafe-gam pelas ruas So Paulo e Manoel Amncio devem ficar atentos para as alteraes que sero feitas pelo Demutran (Departamento Municipal de Trnsito), a partir do dia 17 de outubro.

    Na Avenida 25 de Janeiro, no cruzamento com a Rua Co-ronel Joaquim Anselmo Mar-tins (altura do semforo), os

    Ruas So Paulo e Manoel Amncio tero mo nica

    motoristas tambm j podem efetuar a converso esquerda nos dois sentidos. As altera-es foram aprovadas pela Comutran (Comisso Munici-pal de Trnsito) e esto sendo analisadas pelo Demutran.

    Nas ruas So Paulo e Mano-el Amncio, a mudana con-templa a implantao de mo nica nas duas vias. A So Paulo passa a ter mo nica

    no trecho entre as avenidas 25 de Janeiro e Avenida Ubirama, subindo pela 25 de Janeiro em direo Avenida Ubirama.

    A Manoel Amncio tam-bm ter mo nica no trecho entre as avenidas 25 de Janeiro e Ubirama. Mas neste caso, os motoristas devem trafegar no sentido Avenida Ubirama, descendo pela via em direo a 25 de Janeiro.

  • dual aplicou cerca de R$53 milhes em benfeitorias na rodovia, inclusive em Lenis Paulista. Foram 40 quilme-tros de recape, 12 quilmetros de terceira faixa e 12 trevos com sinalizaes em toda sua extenso.

    Durante inaugurao de um trecho recuperado da rodovia, em Macatuba, no ano passado, em entrevista imprensa, o governador Geraldo Alckmin chamou a rodovia de estrada e disse que iria estudar a ne-cessidade da pavimentao. Essa (a rodovia) uma estra-da de terra. Ns vamos avaliar a necessidade. A primeira tarefa recuperar a malha rodoviria j existente. Essa ns vamos precisar avaliar a real necessidade para depois pensar no asfalto, disse o governador. Este ano, durante a abertura da Agrifam, Alck-min voltou a citar a estrada como opo de escoamento da produo rural, sem apontar a possibilidade do asfaltamento.

    A rodovia Osni Mateus teria, em outras ocasies pol-ticas, servido como referncia para recebimento de benef-cios, mas o mximo que foi conseguido em mais de uma dcada foi a pavimentao de um quilmetro (do 104 ao 105), da regio da Facol at a entrada das chcaras So Judas Tadeu.

    O movimento que nova-mente busca o asfaltamento

    GERAL 5LENIS PAULISTA, 5 DE OUTUBRO DE 2013

    Fotos: Billy Mao

    PR-ELEITORAL

    GUA| Imagens mostram a real situao da SP 261, em trecho sem asfalto. Na seca, muita poeira e buracos; na chuva, atoleiros, muita lama e dificuldade de trfego. O Sabado do Povo fez o percurso de terra da rodovia e constatou os pontos mais crticos.

    GUA| Morador do assentamento Zumbi dos Pal-mares trafega de bicicleta pela SP; nibus de estudan-tes encontram dificuldades durante transporte

    AJUDA| Trabalhadores rurais ajudaram a tirar a via-tura do Sabado do atoleiro no meio da SP 261. Lama para todos os lados e muito buraco

    Sem asfalto, SP261 ainda serve de bandeira poltica

    Pavimentao facilitaria acesso s cidades vizinhas e Rodovia Castelo Branco

    SP 261 principal via de acessoentre Iaras, Borebi e Lenis

    Estrada hoje esburacada e quase intransponvel; promessa de campanha de que asfalto ligaria Lenis Santa Barbara, h mais de 25 anos, ainda no foi cumprida, mas volta a fomentar apoio poltico em poca de campanha

    Tania MorbiDepois de uma forte mani-

    festao por parte de vereado-res de vrias cidades da regio de Lenis Paulista cobrando a duplicao da Rodovia Joo Lzaro de Almeida Prado que liga So Manoel a Ja, a vez de um grupo de Lenis Paulista, novamente, propor a busca por melhorias da SP-261. Mais conhecida como Estrada de Santa Brbara, a Rodovia Osni Mateus, poder ser mais uma vez usada como fomento de troca poltica e, sua pavimentao, transfor-mada mais uma vez, como na lenda, no pote de ouro ofereci-do no final do arco-ris.

    A Osni Mateus tem ex-tenso de Pederneiras at a Rodovia Federal Raposo Ta-vares, em Piraj. Passa pelo municpio de Lenis Paulis-ta, onde 40 quilmetros de sua extenso no tem pavimenta-o asfltica e praticamente intransitvel devido grande quantidade de lama, em tem-pos chuvosos, e buracos, em poca de seca.

    Justamente esse trecho, entre os quilmetros 53 e 106, poder ser usado novamente como moeda de troca. Para a populao, a volta seria o voto, enquanto o empresa-riado ofereceria os recursos financeiros para cooperar com a obra e o governo, a facilida-de do asfalto.

    Em 2012 o governo esta-

    da Osni Mateus, vem sendo encabeado pelo vereador Ma-noel dos Santos Silva (PSDB). Segundo um discurso do verea-dor na Cmara Municipal no dia 1 de outubro, teria o apoio de membros de seu partido e outros nomes. O mesmo anncio de busca pela melhoria na estrada foi feito pelo mesmo vereador em maio de 2007, que naquele momento contava com o apoio do ento prefeito Jos Antonio Marise. H vrios anos que diversos polticos batem nessa tecla com os governadores. Na primeira gesto de Mrio Covas ele teria prometido, mas acabou no fazendo, disse o vereador em uma reportagem ainda em 2007.

    Em 2005, quando o ento secretrio Drio Rais Lopes esteve em Lenis Paulis-ta para uma reunio com empresrios, foi propagado que o asfalto sairia, mas no aconteceu. Ainda no aeroporto os empresrios ouviram de um deputado do PSDB que a responsabilidade do asfal-tamento era dos empresrios que usavam a estrada. Na ocasio, o ento secretrio teria dito que seria estudado a possibilidade e um projeto poderia ser realizado, apesar de ser deliberado o uso quase que exclusivo da estrada, por empresas lenoenses. Coinci-dncia ou no, o assunto volta pauta no exato momento que se inicia o perodo eleitoral.

    Da reportagemA imagem para quem trafe-

    ga pela rodovia Osni Mateus entre Lenis Paulista e Iaras, remete s estradas que cor-tam o norte do Mato Grosso. Atoleiros, buracos e trechos onde mal passa um veculo de pequeno porte. A estrada de Santa Brbara, como conhecida a SP 261 - Osni Mateus, nesse trecho, est situada no corao do Estado mais rico da nao.

    A pavimentao da Rodo-via Osni Mateus facilitaria o acesso a cidades da regio, Rodovia Marechal Castelo Branco e cooperaria com o escoamento da produo agr-cola e o transporte de matria prima de vrias empresas do interior paulista.

    Os benefcios vo alm quando se tornam opo para o transporte, seja de cargas, seja para passeios. Uma das cidades vizinhas, Santa Brbara do Oes-te um ponto turstico. Com o asfalto em toda a extenso da Osni Mateus, o fomento ao tu-rismo seria ainda maior gerando renda a vrios municpios.

    O Sabado do Povo fez o percurso para constatar aquilo que muita gente sabe: as ps-simas condies de trfego da rodovia no trecho que liga Lenis Paulista Rodovia Marechal Rondon.

    J a 800 metros depois do fim do asfalto, no Km 105, no sentido Santa Brbara, possvel sentir os solavancos e os imensos buracos na estrada. No Km 94 a estrada afunila devido uma eroso em sua

    margem, ficando com aproxi-madamente quatro metros de largura para o trfego.

    Na altura do Km 82 uma poa de aproximadamente trs metros de dimetro toma conta de toda a estrada exi-gindo ainda mais cautela dos motoristas e no importa se de carros ou caminhes. Sua profundidade chega aos 70 centmetros. Mais frente, em frente a sede da Fazenda Turvinho, a estrada fica com-plicada. Alm de ser uma su-bida para quem vai de Lenis Paulista, a lama vermelha e escorregadia coloca a percia do motorista em xeque. Logo adiante, a cerca de mais cinco quilmetros, outra poa toma completamente a passagem. Esta, de aproximadamente cinco metros de dimetro e ainda mais profunda.

    O pior ponto percebido pela equipe foi no Km 68 onde um enorme buraco es-condido na lama atolou a viatura da reportagem. Alm de toda a lama que tomava completamente a estrada, o buraco escondia o perigo. Quarenta minutos depois de parado na estrada, cerca de 20 trabalhadores rurais retiram o veculo do atoleiro para seguir em frente com a reportagem.

    A concluso foi que ve-culos de pequeno porte no tracionados tm muita difi-culdade para transitar nos 60 quilmetros de estrada.

    A equipe do jornal Sabado do Povo levou duas horas e meia (descontando os 40 mi-nutos atolado) para percorrer o trajeto em uma velocidade mdia de 35 Km/h.

    Quem depende da rodovia para se locomover entre es-tas cidades, principalmente, sente no dia a dia as dificul-dades para esta locomoo. O transporte escolar de alu-nos da zona rural de Iaras, residentes no assentamento do Incra, naquele municpio, acaba sendo comprometido quando perodo chuvoso. J nos perodos de estiagem, a grande quantidade de poeira o que atrapalha.

    Para moradores do assen-tamento, a falta de pavimen-tao na rodovia dificulta em tudo. Desde o sucateamento dos veculos, at a dificul-dade de acessar as cidades prximas. O escoamento da produo nas pequenas pro-priedades rurais tambm comprometido com a situao precria da via.

    O morador de Iaras, Ro-berto Revelino contou re-portagem que frequentemente utiliza a rodovia para visitar seus familiares que vivem no assentamento Zumbi dos Palmares, mas pela condio da estrada, as visitas ficam mais difceis. Todos aqui gostariam que fosse asfaltada, facilitaria bastante. Para mim, que venho de bicicleta, ainda mais difcil, disse Ro-

    berto. O assentamento Zumbi dos Palmares foi criado em 1998 em reas remanescentes do Ncleo Colonial Mono, um antigo projeto de coloni-zao do Governo Federal. O Ncleo abrange as cidade

    de Iaras - onde est o assen-tamento - Borebi, Lenis Paulista e Avar. formado por cerca de oito mil hectares. O assentamento abriga 358 famlias que tem na rodovia a principal via.

  • PULA | Acima, Man Frias e Wal-tinho dos Santos; ao lado, peo foge dos coices do boi na arena do rodeio

    VEJA | Alunos duran-te evento de Libras emginsio de Borebi

    REGIONAL6LENIS PAULISTA, 5 DE OUTUBRO DE 2013

    VIAGEM | Rebeca dos Santos foi uma das escolhidas para embarcar para a capital

    Comeou na quarta-feira, dia 2, e vai at amanh, a 13 Festa do Peo de Bo-rebi, no Recinto de Festas Antnio Sanches Tosta. A entrada gratuita.

    A abertura da festa foi feita com a apresentao do show gospel com a dupla Daniel e Samuel. Na quinta--feira, foi a vez da dupla Joo Lucas e Alexandre se apresentar, na mesma noite em que teve incio o Rodeio Profissional.

    Participam do rodeio as boiadas Cia. Livramento, Cia. Original, Cia. R. Losnak e Equipe J.E. Os pees com-

    O Dia Nacional do Surdo, comemorado em 26 de setem-bro, foi lembrado na escola municipal de ensino funda-mental Professora Iracema Leite e Silva, em Borebi.

    Os alunos do sexto ao nono anos fizeram uma apresen-tao, que foi aberta com a orao do Pai Nosso em Libras e seguiu com a msica Vida Boa.

    O aluno Jeferson de Sou-za Nunes, do oitavo ano, que deficiente auditivo, fez uma apresentao contando a histria sobre Meu Amigo Down. Enquanto ele contava a histria atravs da lngua de sinais, a professora Maria Pe-reira dos Santos traduzia para que todos pudessem entender.

    Contando com a permisso da coordenao e da direo da escola, foi a professora e

    intrprete de libras, professora Maria Pereira que, com muito carinho e dedicao preparou, ensaiou e coordenou o trabalho.

    Para a diretora da escola Patrcia Freitas de Almeida Repcker, o resultado foi emo-cionante e contagiante.

    A forte chuva que derrubou rvores em Lenis Paulista, causou mais estragos nas cida-des de Agudos e Macatuba, na madrugada de quarta-feira, dia 2.

    Em Agudos, ao menos cin-co casas ficaram destelhadas devido aos fortes ventos. O bairro mais afetado foi o Jar-dim Cruzeiro. De acordo com a Defesa Civil do municpio, um vento de aproximadamen-

    te 40 km/h atingiu a cidade. Casas da Rua Lindolpho Leite Matos ficaram destelhadas, mais de 15 rvores caram em diversos pontos do municpio, residncias foram invadidas pela enxurrada e, pelo menos, dois muros caram.

    Na rea industrial, uma fbrica de merendas ficou destelhada e parte da linha de produo foi perdida. Nin-

    gum ficou ferido.Em Macatuba, parte do

    teto do Terminal Rodovirio, que fica na Avenida Coronel Virglio Rocha, cedeu devido forte chuva. No momento do incidente, apenas uma viatura policial estava prximo e nin-gum ficou ferido.

    J em Lenis Paulista, rvores caram em diversos pontos. Na Rua Raposo Tava-

    res, prximo base da Polcia Militar, as rvores caram na fiao e a rua teve que ser interditada durante um per-odo do dia para os reparos na energia eltrica.

    Depois de vrios dias de chuva, a previso do IPMet (Instituto de Pesquisas Mete-orolgicas), que o final de semana ser de sol na maioria do estado paulista.

    Gabriele GabbahA Conferncia do Minis-

    trio do Meio Ambiente est em sua 4 edio e, na fase re-gional, teve a participao de quatro alunos lenoenses para representar o municpio na cidade de guas de Lindia. L, todos os alunos tiveram que apresentar seus respecti-vos projetos para que fossem escolhidos os melhores para poder ir fase regional na modalidade infanto-juvenil.

    Rebeca dos Santos, aluna da oitava srie da escola Ru-bens Pietraria, de apenas 14 anos, foi uma dos quatro alu-nos a participar da fase regio-nal. A aluna explica como foi montar seu projeto. Tivemos que pensar individualmente em algo para ajudar o meio ambiente. Como o tema era resduos slidos, logo pensei em minha escola. Resolvi fazer um projeto que pudesse usar o lixo descartvel para ser transformado em brinquedos, por exemplo, na Escola da Famlia, explica Rebeca.

    Sendo o xod do pai, Ricardo dos Santos relata or-gulhoso, a dedicao da filha

    em relao aos estudos. A Rebeca sempre est ocupa-da estudando e participando de projetos, como o Projeto Lderes, por exemplo. Esta conquista representa a dedi-cao dela e isso s uma das vitrias que viro, comenta.

    Segundo ela, todos os partici-pantes puderam demonstrar seus projetos e discutir sobre eles. Fomos divididos em diversos grupos de sete pessoas cada, ento cada grupo discutia para fazer um novo projeto e apresen-tar ali na hora. No fim, acabamos usando o meu e modificando muito pouco, comentou.

    O grupo vencedor elegeu Rebeca como delegada re-presentante para participar da Estadual. Desta forma, nesta prxima fase, a aluna dedica-da poder ir para o Nacional. No sei bem ainda como ser esta fase Estadual, mas com certeza eu darei o meu melhor para representar a cidade. Para mim muito bom saber que as pessoas esto confiando em mim para representar Lenis e saber que esta uma opor-tunidade para demonstrar que sou capaz, diz.

    A 26 Expovelha ser reali-zada entre os dias 14 e 20 de outubro, no recinto Jos Oli-veira Prado, com atraes do setor, alm de shows musicais, exposio de carros antigos e exposies de Orqudeas.

    A abertura oficial ser no dia 17, s 19h, quando tam-bm acontece o 6 Festival Expovelha de Bandas, mas a entrada, admisso e julgamen-to de classificao de todas as raas acontecem a partir da segunda-feira, dia 14.

    A programao segue du-rante a semana, com a promo-o do 14 Seminrio Paulista de Ovinocultura, 20 Reunio da Cmara Setorial de Capri-nos e Ovinos do Estado de So Paulo e Reunio Anual dos Ncleos Regionais da As-paco, alm de shows com as cantoras Ana Kelly e Jullyana Ramalho, e 5 Torneio Mirim de Apresentadores de Ovinos, entre outras atraes.

    No ltimo dia da Expove-lha, 20 de outubro, acontece a tradicional Queima de Cor-deiros, que est em sua nona edio, e encerrando a progra-mao artstica haver show com o cantor Lucas Ferreira.

    Amanh o Grupo Lwart rene seus colaboradores, familiares e voluntrios da cidade de Lenis Paulista para realizar atividades gra-tuitas em prol da comunida-de no Dia de Fazer o Bem. O evento acontece das 9h s 16h, na Praa da Concha Acstica.

    A iniciativa, j tradicional em Lenis Paulista coor-denada pelo Programa de Voluntariado Empresarial do Grupo Lwart, faz parte do

    Festa do Peo em Borebi vai at amanhpetem aos prmios de uma motocicleta zero quilmetro, e premiao em dinheiro do segundo (R$ 3 mil) ao dcimo lugar (R$ 200,00).

    Apesar do clima chuvoso, a festa prosseguiu ontem, com a apresentao de Jair Supercap Show e a sequncia do rodeio.

    Hoje tem a apresentao de uma das principais duplas sertanejas do pas, Teodoro e Sampaio, e ser realizado tambm a Prova do Tambor.

    Amanh, encerrando a fes-ta, se apresenta o cantor len-oense Lucas Ferreira, antes acontece a final do rodeio, e aps, a queima de fogos.

    Apresentao em Libras emociona no Dia do Surdo

    Chuva causa estragos em cidades da regio

    Lenoense representar a cidade em Estadual do Meio Ambiente

    Expovelha ter atraes diversificadas

    Dia 14 de outubro08h s 20h entrada dos animaisDia 15 de outubro 8h pesagem e admisso dos animaisDia 16 de outubro14h Julgamento de classificao todas

    as raasDia 17 de outubro9h Julgamento de classificao todas

    as raas19h SOLENIDADE DE ABERTURA

    DA EXPOVELHA19h 6 Festival Expovelha de BandasDia 18 de outubro 9h Julgamento de classificao todas

    as raas8h 11 ESPOSIO NACIONAL DE

    ORQUDEAS8h30 14 SEMINRIO PAULISTA DE

    OVINOCULTURA 13h30 Julgamento das plantas por juzes

    credenciados pela CAOB14h30 20 reunio da Cmara Setorial

    de Caprinos e Ovinos do Estado de SP e dos Ncleos Regionais da Aspaco

    20h ABERTURA SOLENE DA 11 EX-PORQUDEA apresentao da Orquestra

    Municipal de Sopro Agostinho Duarte21h Show Ana Kely 23h Show Jullyana RamalhoDia 19 de outubro9h Julgamento dos Grandes Campeonatos

    das raas Santa Ins, Dorper e White Dorper8h 11 Exposio Nacional de Orqudeas

    venda e exposio9h Incio das provas de 3 Tambores11h Julgamento do Campeonato Supremo

    dos Grandes Campees e Grandes Campes de todas as raas

    14h 5 torneio mirim de apresentadores de ovinos da Expovelha

    14h Palestra: Cultivo das Orqudeas15h Leilo Circuito Paulista15h Entrega de prmios do Ranking Ca-

    banha do Ano - ASPACO21h Show Pederneiras & Macatuba23h Show Lucas FerreiraDia 20 de outubro8h II Prova de Pastoreio para Cabanheiros

    e Circuito Aspaco De Pastoreio 9h 4 Encontro de opalas e carros antigos12h 9 Queima de cordeiros16h Sada dos animais17h Encerramento da Exposio de Orqudeas

    Programao 26 Expovelha

    Amanh Dia de Fazer o Bemcalendrio anual da empresa desde 2007, como ao de incentivo ao voluntariado e cidadania entre seus colabo-radores e a comunidade local.

    Dentro da programao, sero oferecidas vrias atra-es e atividades para toda a famlia como oficinas de desenho animado, apresen-taes de dana e msica, inspeo de veculos, doao de mudas de plantas, testes de sade e orientaes e cadastro para adoo de ani-

    mais. E o esperado Concurso de Ces, com premiao nas modalidades (maior co, menor co, co mais bonito, co mais elegante e co mais parecido com o dono).

    O Dia de Fazer o Bem conta ainda com atividades com os idosos no Asilo e a campanha de arrecadao de leite nos supermercados da cidade em prol da Rede de Combate ao Cncer.

    Ao longo do Dia de Fazer o Bem tambm haver muitas

    outras atividades como ofici-nas de minijardim, brinquedos ldicos, esportes, entreteni-mentos para as crianas, alm de muita pipoca e algodo doce gratuitos.

    H 38 anos o Grupo Lwart desenvolve aes sociais junto s comunidades onde atua. O Dia de Fazer o Bem um exemplo real de como a unio de esforos, talento e solida-riedade tem uma fora trans-formadora na comunidade e na motivao para a cidadania.

  • GERAL 7LENIS PAULISTA, 5 DE OUTUBRO DE 2013

    LAGARTO AO MOLHO DE CERVEJA PRETA

    Receitaspara voc!Por Paulo Campanholi [email protected]

    TIRINHASEstranha Noite

    Cristiano TaioqueOs espantalides

    Michel Ramalho - michelramalho.blogspot.com

    HORSCOPO

    ARI

    ES

    TO

    UR

    O

    GE

    ME

    OS

    CA

    NC

    R

    LE

    O

    VIRG

    EM

    LIB

    RA

    ESCO

    RPI

    O

    SARG

    ITR

    IO

    CAPR

    IC

    RNIO

    AQ

    U

    RIO

    PE

    IXE

    S

    Evite gastar demais nesta se-mana, principalmente com coisas que no precisa. Fatos ligados sade de algum familiar podem causar preo-cupao. Se est s, poder

    se encantar com algum e quem j tem compromisso, no vai faltar disposio para amar. No trabalho, faa tudo com amor e dedicao e ir progredir.

    Sua confiana no par es-tar em alta e vai favorecer a relao. Cuidado na paquera,pois h risco de se envolver com algum com-prometido.Evite pedir ajuda

    aos colegas e faa voc todas as tarefas. Ser gratificante! Ter que ter mais ateno com suas finanas. Em casa, permita-se um pouco de tranquilidade e descanse.

    Ambientes e pessoas difer-entes podem motivar o seu romance. Aguarde fortes emoes com algum popular. Demonstre suas qualidades,transmitindo solidariedade a quem est

    ao redor. Ser preciso agir com muita cau-tela com seu dinheiro. Em casa, procure contribuir para que a paz se instale, assim, todos s tero a ganhar com isso.

    Voc no vai ter que reclamar na paquera, pois estar irresistvel. Com seu par, d apoio, carinho e ateno e no vai se arrepender. No pense em tudo sozinha.Olhe ao redor e perceba como h pessoas prontas para ajud-

    la. Poder contar com uma forcinha dos astros para lidar com seu dinheiro. As possibilidades de atrito em famlia ou com amigos sero bem menores. Aproveite para ficar mais com os parentes que reclamam da sua ausncia.

    Boa semana para fortalecer os laos com quem ama. Aposte no dilogo. Na paquera, seja clara e no tenha medo de demonstrar seus sentimen-tos. No servio, use sua per-sistncia para alcanar um

    posto melhor. Seja mais rigorosa com seu dinheiro. Ser possvel at economizar se fizer a sua parte. Transformaes melhorar-o o clima no lar.

    Poder conhecer algum que ir mexer com seu corao. No romance, invista mais no par e ajude a esquentar o clima com mais carinho. Novidades tendem a fortalecer sua posio profissional. Com relao a seu

    dinheiro, sua persistncia pode render bons frutos. O bom relacionamento familiar ser decisivo para um acontecimento social. Seus amigos podero garantir-lhe diverso.

    O momento para fazer pla-nos e tornar a vida divertida.Uma paixo antiga mostrar que no lhe esqueceu. im-portante reconhecer como a ajuda dos colegas conta em

    seu trabalho. Se souber planejar suas desp-esas, no ficar no aperto com dinheiro. A relao familiar tende a ficar mais prxima. Tire proveito dos conselhos que receber.

    Prepare-se, porque o clima pode esquentar com algum que faz parte do seu dia a dia. Com a pessoa amada, procure dar ateno e carinho e no ir se arrepender. Tam-

    bm seja mais flexvel e atenda os desejos do par. A grana pode encurtar nesta se-mana, por isso, controle direitinho o seu dinheiro. Evite deixar a famlia de lado.

    Vai precisar ter mais mod-erao e bom-senso na hora de gastar o seu dinheiro. Sa-bendo usar no vai faltar. No trabalho, procure organizar as suas coisas para no perder

    prazos. Na vida amorosa, no o momento de grandes definies, mas sim de mostrar a pessoa amada os seus desejos. Se quiser conquistar algum, solte-se e v luta.

    Um bom papo pode ajudar na conquista. Iniciativas romnticas tero timo efei-to sobre o corao do amado.Quando a vida lana desafios porque voc est preparada

    para encar-los. Enfrente! Com dinheiro, organize-se para no ficar devendo. Famil-iares podem estar precisando de sua ateno, portanto, ajude no que precisarem.

    No jogue a responsa-bilidade da sua felicidade na pessoa amada. E cuidado, seu par estar mais ciumen-to.Finalize pendncias e ain-da ter tempo para divertir-

    se. Com relao grana,quanto mais produzir, mais lucrar. hora de dar mais ateno famlia. Passe mais tempo em casa e faa com que os familiares se sintam valorizados.

    No exija do amado tudo aquilo que deseja. No o su-foque.Sem companhia? O perodo promete!Tente se concentrar nas tarefas. Reveja seus planos financeiros,pois

    est na hora de controlar melhor as despesas.O esprito alegre vai prevalecer em todos os momentos no ambiente familiar. Valorize o que h de bom nos seus parentes.

    INGREDIENTES

    1 kg de lagarto4 dente(s) de alho triturado01 de cebola picadinha1 caixinha de molho de tomate1 pacote creme de cebola1 lata de cerveja escura caracuquanto baste de salquanto baste de pimenta--do-reino preta01 caldo de legumes dissol-vido em 01 copo dgua01 xcara de champinhons fatiados Cebola Pique (Uma cebola branca pequena, com 2 cra-vos espetados com uma folha de louro fresca. Tambm pode ser preparada somente com os cravos, usada pra dar sabor e aroma ao molho, retire-a depois de pronto)

    Gabriele GabbahA recuperadora de cami-

    nhes, pioneira na regio, est h trs meses na ativa e j est consolidada no mercado como uma tima opo para a restaurao de caminhes danificados, desde os chassis at a parte eltrica.

    Aps o sucesso da M.Flyer, em recuperao de avies, Marcos Paccola resolveu in-vestir em caminhes por no

    Nova empresa lenoense pioneira na recuperao de caminhesA M.Truck foi criada em Lenis Paulista para oferecer uma nova opo de servios para caminhes de toda regio

    INFORME

    possuir empresa que faa servios do mesmo tipo na regio. Nesta empresa, avies do Brasil inteiro procuram o servio de revitalizao por ser um servio que poucos fazem. Aqui j chegou a vir avies at mesmo do Rio Grande do Sul para restau-rarmos. Uma grande vitria nossa foi a construo do ptio de taxiamento areo perto da M.Flyer em apenas 15 dias,

    comenta.Desta forma, a M.Truck

    ajuda as empresas regionais a ter sua frota sempre em dia. Um caminho que fique com o chassi, partes da mecnica e eltrica comprometidas, o dono do caminho pode ficar meses com ele parado, geran-do apenas prejuzos, pois um veculo parado que no rentvel, comenta Marcos.

    Como a mo de obra deve

    ser especializada, Marcos pre-cisou trazer de So Paulo nove funcionrios para poder ofere-cer um servio de qualidade. Dentre eles, esto mecnicos, funileiros, pintores e especia-listas em sistemas hidrulicos e em parte eltrica. Aqui na regio escassa mo de obra qualificada, por isso precisei trazer estes funcionrios de longe, para oferecer o melhor servio possvel, diz.

    Os servios feitos no cami-nho vo desde a recuperao da cabina at reformas gerais, mais voltados para gran-des veculos diesel, com recuperao da hidrulica, eltrica, mecnica, plstica e, inclusive, a recuperao das partes de fibras. Ns praticamente desmontamos ele inteiro para poder mont--lo de novo, ele chega aqui destrudo e sai como novo. um trabalho quase que arte-sanal, relata.

    A empresa j entrega de quatro a cinco caminhes por ms, o que significa um tempo recorde no segmento. Um caminho geralmente pode demorar meses para fi-car pronto, enquanto Marcos consegue entregar em apenas um ms. Apesar do trabalho ser difcil por termos casos em que o caminho fica total-mente retorcido, conseguimos deixar ele pronto em apenas um ms, diz.

    Servio: A M.Truck est localizada prximo ao Ae-roevento, na paralela com a Rodovia Osni Matheus, qui-lmetro 113, nos telefones: 32646122 e 998035825.

    O projeto hip hop Educar Conscientizar tem objetivo de alertar jovens sobre o risco das drogas, violncia e marginali-dade. Segundo Cristiano Gar-cia, idealizador do projeto, a busca feita atravs da cultura do Hip Hop e do Funk. Com letras que retratam a realidade das periferias, alertam a socie-dade e a classe poltica para a necessidade de investimentos em projetos sociais que ocupem o espao e o tempo dos jovens, diz Garcia, tambm conhecido como Cris Du Rap.

    As aes comearam em uma pista de skate de So Manoel. Com o tempo, foram vrios eventos e palestras. Em Lenis Paulista, o projeto chegou em 2004 e hoje os

    Projeto de Hip Hopsobrevive emescadarias e praas

    integrantes se encontram em ruas, escadarias e praas, se-gundo Cris, por falta de apoio. Mesmo assim, ele garante que o nmero de adeptos dos quatro elementos do Hip Hop break, MC (mestre de ceri-monia), DJ e grafite continua crescendo.

    Um dos eventos promo-vidos pelo grupo foi uma campanha do agasalho, rea-lizada em agosto, dentro do projeto Escola da Famlia, da escola Rubens Pietraria. A misso do projeto sempre foi ajudar social e culturalmente. Temos mostrado, atravs da cultura de rua, que somos do bem e fazemos o bem levando mensagens de paz e justia social, conclui.

    ACERTA | Acima, dois caminhes, um destrudo, antres da recuperao. O outro, j recuperado pela M. Truck e ao lado, o empresrio Marcos Paccola.

    NA RUA | Rapaziada do Hip Hop se encontra em escadas e nas ruas de Lenis Paulista

    Modo de preparar:1- Tempere levemente a carne inteira ou fatiada, com sal e pimenta

    do reino e deixe descansar.2- Doure o alho em seguida junte a cebola. 3 -Assim que os mesmos estiverem bem dourados, adicione o

    molho de tomate dentro da panela de presso junto com o caldo de legumes.

    4 - Mexa um pouco e em seguida coloque o pacote de creme de cebolas para ser dissolvido enquanto o molho est frio. Continue mexendo at que o mesmo comece a apurar.

    5 - A seguir, acrescente a Caracu e mexa mais um pouco. Assim que o molho comear a apurar, coloque a carne, os champinhons, a cebola pique e feche a panela de presso deixando cozinhar por uns 25 minutos. Cozinhe sempre em fogo brando. Bom apetite.

  • LENIS PAULISTA, 5 DE OUTUBRO DE 2013Sua Imagem8

    AvilapanAvilapanPRODUTOS DE PADARIAS E CONFEITARIASFERMENTO FRESCO LEVASAF

    Elson Avila

    (14) 99643.4517

    Rua Otaviano Brizola, 168 - Vila Mamedina _ Lenis Paulista - SPFone: 14-3263.7300 - e-mail: [email protected]

    ACEITA-SE CARTES DE CRDITO

    SESI - Clvis Cavenaghi recepcionou Paulo Skaf, que veio a Lenis Paulista para inaugurao oficial da escola do Sesi; familiares de Alberto Trecenti, homena-geado com o nome da escola estiveram na cerimnia; o presidente da Fiesp em Lenis Paulista, Luiz Carlos Trecenti, acompanhado do presidente da Cmara Municipal Dr. Pita; autoridades e prefeitos da regio acompanharam atentos os discursos; a prefeita Izabel Lorenzetti tambm discursou no evento.