Sebenta Actividade Fisica Contexto de Saúde 10º

Click here to load reader

  • date post

    17-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    180
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Sebenta Actividade Fisica Contexto de Saúde 10º

Escola Secundria Soares Bastos

Sebenta de Act. Fsica/ Contextos e Sade I

Aptido Fsica e SadeA aptido fsica pode ser interpretada segundo duas perspectivas: - A aptido fsica associada sade; - A aptido fsica associada ao rendimento desportivo. No mbito da criao de estilos de vida saudveis, a primeira perspectiva que interessa adoptar, a qual surgir na sequncia de estudos que associam a falta de exerccio fsico ao elevado nmero de doenas. Sade segundo a Organizao Mundial de Sade (OMS), a sade no deve ser apenas considerada como ausncia de doena, mas sim um bem-estar geral (ao nvel fsico, psquico e social). Para Bouchard e Shepard (1992), a sade um estado caracterizado por uma aptido para realizar actividades fsicas com vigor associadas a um risco reduzido de desenvolvimento de doenas relacionadas com a falta de actividade fsica. A aptido fsica relacionada com a sade definida como um estado caracterizado pela capacidade de realizar as tarefas dirias com vigor. Aptido Fsica - a capacidade de realizar nveis moderados ou vigorosos de actividade fsica sem evidenciar sinais exagerados de fadiga. Esta capacidade deve ser mantida durante toda a vida (Maia J. 1998). * A aptido fsica est intimamente relacionada com o grau de desenvolvimento das diferentes capacidades fsicas. A aptido fsica engloba 4 componentes: Aptido cardio-respiratria (resistncia) Aptido muscular (fora) Flexibilidade Composio corporal (IMC)

2

Escola Secundria Soares Bastos

Sebenta de Act. Fsica/ Contextos e Sade I

Concluso 1: A aptido fsica pode ser, ento, melhorada atravs da prtica do exerccio fsico, o qual aumenta o nvel das capacidades fsicas/motoras (resistncia, fora e flexibilidade), contribuindo assim para a nossa sade. O exerccio leva a alteraes da composio corporal (relao do peso de gordura e o peso de massa magra). Concluso 2: Uma boa aptido fsica permite: - Realizar as actividades do nosso dia-a-dia com vitalidade; - Reduzir o risco de aparecimento de problemas de sade relacionados com baixos nveis de actividade fsica; - Preparar para actividades fsicas mais vigorosas (ex: prtica de desportos competitivos).

Componentes da Aptido Fsica

Uma boa aptido fsica depende do desempenho global do corpo humano, ou seja depende do desenvolvimento das quatro componentes referidas anteriormente.

Capacidade crdio-respiratria a capacidade do corao bombear sangue e levar o oxignio a todo o corpo. Para desenvolver a capacidade crdio-respiratria, utilizam-se actividades que envolvam grandes grupos musculares, com movimentos repetitivos (ciclismo, natao, remo, caminhada, corrida, etc.) durante um perodo de tempo acima de 15 minutos .

Capacidade de aptido muscular (fora)

A manuteno de adequados nveis de fora e resistncia muscular de grande importncia para a aptido fsica relacionada com a sade. Indivduos que realizam exerccios de fora e resistncia muscular esto menos expostos s fadigas musculares localizadas e os aumentos da presso arterial sistlica durante esforos fsicos intensos so menores.

Capacidade de flexibilidade3

Escola Secundria Soares Bastos

Sebenta de Act. Fsica/ Contextos e Sade I

a capacidade de movimentar as articulaes com amplitude e sem dor. Todos os movimentos humanos dependem de uma certa flexibilidade. A execuo de exerccios de alongamento para a melhoria da flexibilidade importante para prevenir dores nas costas e nos msculos/articulaes.

Composio corporal (IMC)O IMC calcula-se dividindo o peso corporal em quilos pela altura em metros ao quadrado (kg/m 2). Contudo, o peso corporal tem duas componentes como j referido anteriormente, nomeadamente o peso de gordura e o peso de massa magra (msculos). O exerccio fsico ajuda a manter o equilbrio da composio corporal, diminuindo os nveis de gordura excedente e melhorando a aptido fsica.

Promoo da SadeSegundo a Carta de Otava (OMS, 1986), a promoo da sade o processo que visa criar condies para que as pessoas aumentem a sua capacidade de controlar os factores determinantes da sade, no sentido de a melhorar. Neste sentido, torna-se evidente a necessidade de se respeitarem alguns pressupostos bsicos para a promoo de uma boa sade individual tais como: 1. Actividade Fsica (uma prtica regular de actividade fsica traz benefcios a vrios nveis, como por ex: - Realizar as tarefas do dia-a-dia de forma natural (sem evidenciar sinais de grande esforo); - Desenvolvimento harmonioso de todo o corpo; - Melhoria das funes orgnicas (sistema respiratrio, circulatrio, etc). - Aumento da tonicidade muscular bem como fortalecimento dos tendes, ligamentos e cartilagens; - Preveno de doenas (obesidade, doenas cardiovasculares, diabetes, alguns tipos de cancro);

4

Escola Secundria Soares Bastos

Sebenta de Act. Fsica/ Contextos e Sade I

- Preveno de leses; - A nvel psicolgico ajuda a combater o stress, aumenta dos nveis de auto estima e da imagem corporal, diminuio da fadiga psquica provocando um maior bem-estar; - Melhoria da postura; - Diminuio da frequncia cardaca em repouso. 2. Repouso ( to importante a actividade fsica como o repouso!). 3. Alimentao (uma alimentao equilibrada ajuda a viver com mais sade e aumenta a nossa qualidade de vida). 4. Higiene ( fundamental para nos sintamos bem connosco prprios e nos relacionarmos com os outros).

5. Relaes pessoais (privilegiar uma forte afectividade entre os que nos rodeiam, de apoio mtuo e companheirismo). 6. Relao ambiental importante procurarmos um ambiente fsico de qualidade, limpo e seguro.

ESTILOS DE VIDAInfluenciamos e somos influenciados pelos diferentes ambientes fsicos e sociais que nos rodeiam. Daqui decorre que os nossos hbitos e estilos de vida nem sempre so o resultado de opes inteiramente livres, conscientes e autnomas, mas antes influenciados pelas presses e constrangimentos exteriores, de natureza ambiental, social, cultural e econmica.

Tabaco

5

Escola Secundria Soares Bastos

Sebenta de Act. Fsica/ Contextos e Sade I

Quando analisamos os comportamentos relacionados com sade em funo da idade, podemos verificar que a adolescncia est fortemente associada a comportamentos de risco. O consumo de tabaco constitui a principal causa de morbilidade e mortalidade. Estima-se que, nos pases industrializados, o hbito tabgico esteja relacionado com cerca de 1/5 da mortalidade total e com cerca de um tero das mortes provocadas por tumores malignos.

AlimentaoO aumento da proporo do consumo de gorduras na alimentao diria, relativamente ao consumo de energia total, est directamente relacionado com diversas patologias, com destaque para a obesidade, a hipertenso, diabetes e alguns tumores malignos. Segundo a OMS, o cidado europeu come diariamente menos de metade da quantidade de fruta recomendada e quase o dobro da quantidade de gorduras. Uma alimentao equilibrada, em que todos os alimentos esto presentes nas propores adequadas, ajuda a manter a sade. Na Roda de Alimentos podes verificar quais as pores de cada grupo de alimentos necessrios para que a alimentao seja nutritivamente equilibrada.

lcoolO lcool uma substncia txica que, quando consumida de forma excessiva e desajustada e/ou em idades baixas, provoca danos graves no organismo, associandose a um dfice intelectual (diminuio da memria, da ateno) e a um decrscimo do rendimento escolar. O consumo de lcool comea por ser um acto espordico, que, pouco a pouco, se instala, tornando-se um vcio muito grave. O consumo de lcool tem repercusses directas em termos de patologia heptica, em algumas formas de cancro e nos acidentes. A cirrose , no nosso pas, uma importante causa de morte, que se traduz no respectivo peso social e no encarecimento dos servios de sade decorrentes do problema de alcoolismo.

6

Escola Secundria Soares Bastos

Sebenta de Act. Fsica/ Contextos e Sade I

DrogasAs drogas so substncias derivadas de produtos naturais (pio, haxixe, cocana, etc) ou sintticos (LSD, Ecstasy, ), podendo ainda ser utilizadas como drogas outras substncias. Os efeitos e os riscos variam muito consoante o tipo de produto, mas todos eles provocam dependncia fsica, perturbaes e leses cerebrais (morte de neurnios, perda de capacidade cognitivas), alucinaes e perturbaes psquicas.

Actividade Fsica hoje reconhecida a importncia de uma prtica regular de actividade fsica, pelos seus efeitos benficos na sade em geral e, em particular, na preveno das doenas do corao e restante aparelho circulatrio, na manuteno de um peso adequado, na preveno da osteoporose, na melhoria dos nveis de colesterol e na capacidade de lidar com situaes de stress. Concluso 3: A soluo adoptar um estilo de vida saudvel, fazendo actividade fsica, e uma alimentao equilibrada, dizendo No ao tabaco, No ao lcool e No droga.

Factores que promovem um estilo de vida saudvel: Fazer uma alimentao equilibrada; Praticar actividade fsica regular; Repousar, no mnimo, oito horas por dia; No consumir lcool, drogas e tabaco; Adoptar hbitos de higiene e de segurana; Conviver com outras pessoas.

Dimenso Cultural da Actividade Fsica

7

Escola Secundria Soares Bastos

Sebenta de Act. Fsica/ Contextos e Sade I

Afinal, o que Actividade Fsica?Por Actividade Fsica (AF) entende-se tudo o que implique movimento, fora ou manuteno da postura corporal contra a gravidade e se traduza num consumo de energia. Podemos tambm considerar que a Actividade Fsica se pode dividir em espontnea e organizada. Sendo que a primeira AF espontnea - inclui todo o tipo de Actividade Fsica directamente ligada aos nossos hbitos do quotidiano (deslocaes a p, subir/descer escadas, actividade profissional, passear, etc.), no tem grandes custos econmicos e pode ser realizada em qualquer altura do dia. J a segunda AF organizada praticada em clubes desportivos ou instituies e orientada po