Seer 2003-2010

Click here to load reader

  • date post

    02-Nov-2014
  • Category

    Technology

  • view

    27
  • download

    2

Embed Size (px)

description

Palestra sobre o Sistema de Editoração de Revistas no Fórum de Editores de Periódicos da ANPTECRE/2011 , São Paulo, 5 de maio de 2011.

Transcript of Seer 2003-2010

  • 1. MIGUEL ANGEL MARDERO ARELLANO Ibict/MCT Frum de Editores de Peridicos da ANPTECRE/2011 Sistema Eletrnico de Editorao de Revistas

2. Por que fazemos o que fazemos? 3. Misso institucional

  • Promover a competncia, o desenvolvimento de recursos e a infraestrutura de informao em cincia e tecnologia para a produo, socializao e integrao do conhecimento cientfico-tecnolgico.

4. 5. O trabalho do Ibict

  • Conferir maiorvisibilidade produo cientfica brasileira e promover processos efetivos de comunicao cientfica no Pas, por meio de criao e manuteno de publicaes cientficas de acesso aberto.

6. Comunicao Cientfica e Aceso Livre 7. Comunicao cientfica

  • A transformao...
  • Do monoplio total da informao pelos editores, por sculos, atravs dos peridicosimpressos ;
  • Ao surgimento daWeb ;
  • At chegar ao novo paradigma doacesso livre informao cientfica.

8. Viso geral da publicao cientfico-tecnolgica

  • Conhecimento cientfico-tecnolgico publicado em diferentes canais e formatos, no entanto:
    • Falta de recursos financeiros, tcnicos e humanos dificulta a divulgao da produo nacional a longo prazo
    • Polticas no contemplam capacitao editorial
      • Poucos so capacitados nas atividades editorais de congressos e peridicos
      • Incentivo maior publicao em peridicos internacionais
    • Financiamento limitado (inclusive internacionalmente)

9. No Brasil...

  • Podemos encontrar diversasferramentasimplementadas baseadas no ModeloOpen Archives , tais como: repositrios digitais, peridicos eletrnicos, bibliotecas digitais de teses e dissertaes, etc.
  • O pen
  • A rchives
  • I nitiative
  • P rotocol of
  • M etadata
  • H arvesting

10. No Brasil...

  • Desconhecimento de maior parte da comunidade cientfica;
  • IBICT o principal articulador;
  • Sistema de comunicao cientfica nacional no contribui para o sucesso de estratgias;
  • Tpico relevante de pesquisa no Brasil.

11.

  • Projeto de Lei em tramitao no parlamento brasileiro
  • Um RI em cada universidade
  • Mandatos institucionais
  • Poltica de acesso aberto
  • PL 1120/2007

Necessidade de integrao com RIs e peridicos Acesso Livre no Brasil 12. A Editorao Eletrnica de Peridicos Cientficos 13.

  • (...) aquela publicao arbitrada criada, produzida e editada em hipertexto com verso nica digital difundida pela Internet, com caractersticas editoriais que se apegam estritamente s normas de qualquer revista acadmica ou cientfica.
  • Ornelas e Arroyo (2006)

Revistaeletrnica 14. A editorao eletrnica

  • Nos anos 90...
  • Comearam a surgir as publicaes cientficas emformatos eletrnicos , despertando esperanas em muitos pesquisadores e trazendo perspectivas de um novo contexto de mudanas no sistema tradicional de comunicao cientfica

15. A editorao eletrnica

  • Diferenas fundamentais da verso em papel:
  • 1- Acessibilidade de qualquer lugar do planeta
  • 2- Contedo gerenciado por um Banco de dados
  • 3- Suporte integral multimdia
  • 4- Suporte a hiperlinks internos e externos

16. Os sistemas de editorao eletrnica de peridicos cientficos

  • Surgiram como ferramentas quegerenciavamo material que estava disponvel na Internet com objetivos depadronizaoe otimizao do processo editorial, atendendo asexignciasde qualidade das bases de dados indexadoras e da comunidade cientfica.

17. Os softwares de editorao eletrnica

  • Proporcionaram uma reduo dotempodestinado reviso dos originais, ampliando avisibilidadedas publicaes e diminuindo oscustoscomas publicaes.

18. Caractersticas dos principais softwares de editorao eletrnicas 19. Funcionalidades dos sistemas de editorao eletrnica

  • Armazenamentode perfis;
  • Enviode arquivos on-line;
  • Aceitao de arquivos em diversosformatos , com imagem e multimdia;
  • Facilidade para envio e edio de vrios tipos derelatrios ;
  • Facilidade e qualidade decomposio , e adaptao a distintos requerimentos grficos;
  • Gesto dee-mailsautomatizado;
  • Permanenteatualizaodo sistema e suporte tcnico.
  • http://www.doi.org

20. O Mundo do SEER 21. Open Journal Systems (OJS)

  • PKP
  • Research Suport Tools (RST)
  • OCS/SOAC
  • PKP Harvester
  • http://pkp.sfu.ca/ojs-journals

22. O trabalho do Ibict

  • Desde 2003
  • Equipe
  • Treinamentos presenciais e a distncia (SEERAD)
  • Portal
  • Cadastro Nacional (+ de 800 revistas)
  • Servios de disseminao
  • Comunidades de usurios
  • Eventos
  • Documentao
  • Portais de peridicos
  • INSEER
  • http://seer.ibict.br

23. Histrico do projeto SEER

  • 2003 OJS apresentado em congresso internacional, trazido ao IBICT para testes e customizao
    • O sistema foi traduzido para o portugus e implementado para a revista Cincia da Informao
    • Apresentado no IX ENEC, congresso da ABEC em Minas Gerais.
  • 2004 Demandas por capacitao atendidas
    • Os poucos tcnicos disponveis
    • Em muitos casos, responsabilidade pela implantao na instituio de destino

24. Histrico [cont.]

  • 2005 Organizao do processo de treinamento
    • Elaborao de requisitos e exigncias mnimos para a instituio e os participantes
    • Padronizao do treinamento
  • 2006 Servidor de treinamento
    • Laboratrios hospedados em servidor do IBICT, reduzindo os requisitos
    • Tcnicos de informtica no mais participam do repasse
      • maior carga de suporte posterior e distncia

25. Histrico [cont.]

  • 2007 Demanda pelo uso de outras tecnologias PKP
    • Muitos bolsistas capacitados no SEER
  • 2008 a 2010 Demanda crescente
    • Tcnicos do Rio capacitados para oferecer treinamentos
    • Evoluo do sistema mais rpida que a capacidade de absoro, pela falta de equipe dedicada ao servio
    • Primeiro evento de usurios do SEER considerado um sucesso.
    • Criao de grupos regionais do SEER

26. Memorando de entendimento Ibict - PKP

  • Firmado em 2010
    • Aes de cooperao envolvem, mas no se restringem a:
      • Divulgao da tecnologia
      • Pesquisa efeedbackpara melhorias do sistema
        • Prospeco tecnolgica
        • Pesquisa e desenvolvimento
        • Suporte comunidade
        • Produo de informao (manuais, textos, pesquisas, entre outros)
      • Participao e patrocnio a eventos relacionados com publicao eletrnica, principalmente tcnico-cientfica

27. O trabalho do Ibict

  • Cursos a distncia
  • Destinados s comunidades acadmicas de universidades pblicas brasileiras, especialmente professores e servidores que atuem na gesto de peridicos cientficos e em reas relacionadas informao cientfica.
  • Pode-se considerar que o pblico tem familiaridade com a linguagem escrita, com o uso de tecnologia e com o processo de comunicao cientfica.

28. Situao atual no Ibict

  • Evoluo da tecnologia PKP
    • Denominao muda para OxS (OJS, OCS, OHS, OMP)
      • Ampliao e melhoria constante da tecnologia ofertada
      • Mudana na lgica de programao, com orientao a objetos e MVC
      • Separao do cdigo em mdulos
      • Ampliao dos recursos para atender a vrios tipos especficos de publicaes

29. Situao atual da comunidade

  • Implantao ainda um grande gargalo
    • Poucas instituies tem pessoal capacitado permanente
    • Muitos peridicos individuais, alugando servios de hospedagem que desconhecem a tecnologia
      • Geram demanda de suporte que muitas vezes no pode ser resolvida desde o bict