Segurança do Voto Eletrônico - confea.org.br · • Auditoria dos Códigos-Fonte; • Lacração...

of 43/43
Segurança do Voto Eletrônico Giuseppe Dutra Janino Secretário de Tecnologia da Informação Tribunal Superior Eleitoral Segurança do Voto Eletrônico Giuseppe Dutra Janino
  • date post

    20-Sep-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Segurança do Voto Eletrônico - confea.org.br · • Auditoria dos Códigos-Fonte; • Lacração...

  • Segurana do Voto Eletrnico

    Giuseppe Dutra Janino

    Secretrio de Tecnologia da Informao

    Tribunal Superior Eleitoral

    Segurana do Voto Eletrnico

    Giuseppe Dutra Janino

    hino_nacional3.avi

  • Segurana do Voto Eletrnico

    Giuseppe Dutra JaninoSecretrio de Tecnologia da Informao

    Tribunal Superior Eleitoral

    hino_nacional3.avi

  • Sumrio

    Institucional

    Motivao da Mudana

    Logstica

    Viso Geral do Processo

    Segurana e Transparncia

    Biometria

    Testes Pblicos de Segurana

    Indicadores

  • Institucional

  • Eleies 2016 - A maior eleio informatizada do mundo

    O Processo Eleitoral no Brasil

    Populao: 203.001.457 (fonte IBGE)

    Municpios

    5.570

    Eleitorado 144.088.912

    Zonas eleitorais 3.010

    Sees 461.368

    Locais de votao

    96.002 Urnas eletrnicas 532.000

    Partidos polticos 35

    Candidatos

    + 503.000

    Mesrios

    2.435.303

    Eleitores com biometria

    58.799.449

  • Motivao

    da

    Mudana

  • Cenrio Anterior

  • Motivao da Mudana

    Processo

    manual

    Interveno

    humana

    SOLUO

    Automatizao

    Falhas no

    intencionais

    Falhas

    intencionais

    Lentido

    CO

    NS

    EQ

    U

    NC

    IAS

  • Quem Criou a Urna Eletrnica?

    A urna eletrnica foi desenvolvida pelo Tribunal

    Superior Eleitoral e sua primeira utilizao ocorreu

    nas Eleies de 1996.

    A elaborao do projeto tcnico de hardware e

    software foi realizada por um grupo de trabalho

    composto por especialistas em informtica, eletrnica

    e comunicaes.

    Participaram integrantes da Justia Eleitoral, das

    Foras Armadas, do Ministrio da Cincia e

    Tecnologia, do ITA, do INPE e do Ministrio das

    Comunicaes.

  • Logstica

  • Logstica Eleitoral

    rea do Brasil: 8.547.403,5 km

    Caminho da Urna.avi

  • Viso Geral

    do Processo

  • Principais Processos

    Tabela de

    Correspondncia

    transmisso

    TOTALIZADOR

    DIVULGAO

    Mesa Receptora

    de Justificativas

    Urna de

    ContingnciaUrna de

    Votao

    Gerao

    de Mdias

    Carga das

    Urnas

    RDV

    Preparao

    Cadastro

    de EleitoresRegistro

    de Candidaturas

    Ecossistema

    da Urna

  • Transmisso

    WAN

    Totalizao dos

    BUs no TRE

    Seo Eleitoral

    Dia de votao

    Impresso

    do BU BU gravado

    Encerramento

    Consolidao

    no TSE

    Divulgao

    na Internet

  • Segurana e

    Transparncia

  • Boa Viagem

    Dispositivos de Segurana e Transparncia

    Auditoria dos Cdigos-Fonte;

    Lacrao dos Sistemas, assinatura digital e Publicao do Resumo Digital (hash);

    Tabela de Correspondncia;

    Lacre Fsico;

    Identificao Biomtrica do Eleitor;

    Votao Paralela;

    Oficializao de Sistema;

    Registro Digital do Voto;

    Log da Urna eletrnica;

    Auditorias Pr e Ps Eleio.

  • Garantir aos Partidos, OAB e MP o acesso antecipado aos

    programas desenvolvidos pelo TSE para as Eleies para fins

    de fiscalizao e auditoria

    Objetivo

    TSELocal

    2/Abril 6 meses antes da EleioQuando

    Resoluo TSE no. 23.458/2015 Regulamentao

    Auditoria dos Cdigos-Fontes

  • Lacrao de Sistemas - Assinatura

    Fontes Binrios

    Resumos

    Digitais

    Partido A Partido B Partido X

    OAB MP Presidente

    TSE

    Publicao

    Internet TSE

    Sala Cofre

    TSE

  • Possibilitar aos Partidos, OAB e MP a verificao da

    autenticidade e integridade dos programas utilizados nas

    urnas e computadores da Justia Eleitoral pela comparao

    entre o resumo digital publicado na internet pelo TSE e o

    obtido no ato da verificao

    Objetivo

    TSE, TREs e Cartrios EleitoraisLocal

    Na gerao de mdias, na carga e lacre,

    oficializao dos sistemas, auditoria ps-eleioQuando

    Resoluo TSE no. 23.456/2015 Regulamentao

    Verificao das Assinaturas Digitais e Hash

  • Garantir a inviolabilidade fsica da urna com a colocao de

    lacre fsico em todas as reas de acesso ao interior da urna

    Objetivo

    Zonas EleitoraisLocal

    Na Audincia Pblica de Carga e LacreQuando

    Resoluo TSE no. 23.451/2015Regulamentao

    Lacre fsico

  • Implantar mtodo objetivo de identificao do eleitor na

    seo eleitoral por meio do reconhecimento de sua digital

    pela urna, eliminando a possibilidade de falhas e

    possibilitando novas trilhas de auditoria para o processo de

    votao

    Objetivo

    Sees eleitorais biomtricasLocal

    No dia da eleioQuando

    Resoluo TSE no. 23.456/2015Regulamentao

    Verificao Biomtrica do Eleitor

  • Buscar e cancelar registros repetidos de um mesmo

    eleitor no Cadastro considerando somente suas

    impresses digitais, evitando que fraudes no cadastro

    permitam que o eleitor vote mais de uma vez

    Objetivo

    Sistema AFIS no TSELocal

    Constantemente durante o alistamento e

    transferncia dos eleitoresQuando

    Resoluo TSE no. 23.466/2015Regulamentao

    Unicidade do Eleitor pela Biometria

  • Atestar o correto funcionamento das urnas oficialmente

    preparadas para a eleio, bem como dos sistemas nelas

    instalados, mediante realizao de votao controlada e

    auditada por empresa contratada e partidos polticos

    Objetivo

    TRELocal

    No dia da eleio no mesmo horrio de votaoQuando

    Resoluo TSE no. 23.458/2015Regulamentao

    Votao Paralela

  • Garantir que a partir da realizao desse procedimento o

    sistema de Gerenciamento, responsvel pela totalizao

    da eleio, no possui nenhum voto computado

    (zersima), e que s aceitar processar dados oficiais da

    eleio

    Objetivo

    TRELocal

    Aps o meio-dia do 1o TurnoQuando

    Resoluo TSE no. 23.456/2015Regulamentao

    Oficializao de sistemas

  • Dispositivo criado a partir da eleio de 2004 visando permitir

    auditoria da votao com a recontagem dos votos do

    Registro Digital do Voto (cdula digital)

    Objetivo

    TRE e Zonas EleitoraisLocal

    Aps as EleiesQuando

    Resoluo TSE no. 23.458/2015Regulamentao

    Registro Digital do Voto

  • Fornecer dados para realizao de auditoria aps as eleies

    atravs da disponibilizao de arquivo gerado na urna com o

    registro cronolgico de todas as operaes e eventos

    verificados na urna, a partir do momento em que ele recebe

    carga oficial na audincia de carga e lacre.

    Objetivo

    A critrio dos Partidos PolticosLocal

    Aps as EleiesQuando

    Resoluo TSE no. 23.456/2015Regulamentao

    Log da Urna Eletrnica

  • Segurana das

    Urnas

    Eletrnicas

  • Computador comum

    Loader

    Sistema

    Operacional

    (Linux, Windows)

    Aplicativos

    Programa

    malicioso

    BIOS

  • Hardware de

    Segurana

    BIOS

    Loader

    Linux

    UENUX

    Gerenc. De

    Aplicativos

    Sistema de

    Votao

    Urna Eletrnica Brasileira Cadeia de

    Confiana baseada em Hardware

    Desafio Criptogrfico

    Desafio

    Criptogrfico

    Desafio

    Criptogrfico

    Verifica

    Assinatura

    Verifica

    Assinatura

    Digitial

    Verifica

    Assinatura

    Digitial

    Verifica

    Assinatura

    Digitial

    Verifica

    Assinatura

    Digitial

    Verifica

    Assinatura

    Digitial

    Desafio

    Criptogrfico

  • Biometria

    http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&frm=1&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&docid=qy6vdfPNn_JpZM&tbnid=uIrEkHVbp_mvuM:&ved=0CAUQjRw&url=http://revistaescola.abril.com.br/ciencias/fundamentos/duvida-genetica-467296.shtml&ei=yyrpU7r3Ksb9oAS5pIGoBg&bvm=bv.72676100,d.cWc&psig=AFQjCNEvQsrhj2jwKnMcHNYPfsfZSRlGiA&ust=1407876137926243http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&frm=1&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&docid=qy6vdfPNn_JpZM&tbnid=uIrEkHVbp_mvuM:&ved=0CAUQjRw&url=http://revistaescola.abril.com.br/ciencias/fundamentos/duvida-genetica-467296.shtml&ei=OSvpU634LpLgoAT3hYKgBg&psig=AFQjCNEvQsrhj2jwKnMcHNYPfsfZSRlGiA&ust=1407876137926243

  • Biometria

    Objetivos

    Assegurar que o eleitor nico no Registro

    Nacional de Eleitores;

    Prevenir para que uma pessoa no se passe

    por outra na seo eleitoral;

    Aumentar a confiana no processo eleitoral;

    Biometria_EN.avi

  • Biometria

    Scanner para coleta de digital

    Mquina fotogrfica

    Pad para coleta de assinatura

    Cenrio para foto

    Maleta de transporte

    Notebook ou PC com software de captura de dados biomtricos.

  • Biometria

    Total de eleitores cadastrados Agosto/2017: 59.354.784

    Corresponde a cerca de 40,65% do eleitorado nacional (146.008.732)

    4 estados completos e 18 capitais

    ALAGOAS AMAP BRASLIA SERGIPE

    Rio Branco (AC) Macei (AL) Manaus (AM) Macap (AP) Braslia (DF) Vitria (ES)

    Goinia (GO) So Lus (MA) Joo Pessoa (PB) Recife (PE) Teresina (PI) Curitiba (PR)

    Natal (RN) Porto Velho (RO) Boa Vista (RR) Florianpolis (SC) Aracaj (SE) Palmas (TO)

  • Batimento Biomtrico

  • Batimento Biomtrico

  • Testes Pblicos

    de Segurana

    http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&frm=1&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&docid=qy6vdfPNn_JpZM&tbnid=uIrEkHVbp_mvuM:&ved=0CAUQjRw&url=http://revistaescola.abril.com.br/ciencias/fundamentos/duvida-genetica-467296.shtml&ei=yyrpU7r3Ksb9oAS5pIGoBg&bvm=bv.72676100,d.cWc&psig=AFQjCNEvQsrhj2jwKnMcHNYPfsfZSRlGiA&ust=1407876137926243http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&frm=1&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&docid=qy6vdfPNn_JpZM&tbnid=uIrEkHVbp_mvuM:&ved=0CAUQjRw&url=http://revistaescola.abril.com.br/ciencias/fundamentos/duvida-genetica-467296.shtml&ei=OSvpU634LpLgoAT3hYKgBg&psig=AFQjCNEvQsrhj2jwKnMcHNYPfsfZSRlGiA&ust=1407876137926243

  • Testes Pblicos de Segurana Res. 23.444/2015

    Instrumento importante de transparncia;

    Evento pblico de resultado pblico;

    Primeira edio em 2009;

    Segunda edio em 2012;

    Terceira edio em 2016.

    Acesso ao cdigo-fonte de forma sistematizada antes e durante os

    testes;

    Fase de preparao;

    Acesso irrestrito ao software ;

    Quase 50 planos propostos;

    Mais de 20 grupos;

    Participao maior da

    comunidade acadmica;

    testes_seguranca_2012.avi

  • Fraude Invivel

    Barreiras de Segurana inmeras e diversificadas;

    Lacres, mecanismos de software, assinatura digital e

    criptografia, procedimentos, fiscalizao externa, (...);

    Identificao de rastros;

    ...

  • Posicionamento do

    processo eleitoral

    brasileiro no mundo

  • Reconhecimento Internacional - 2014

    1o Noruega 27o Brasil 30o Japo 42o Estados Unidos

  • Reconhecimento Internacional

    Combinando mltiplas eleies

    Brasil

  • ndice de Integridade Eleitoral - Brasil

    ndice de Integridade Eleitoral = 74,1 Contagem de Votos = 93

    Procedimentos eleitorais = 89

    Autoridades Eleitorais = 86

    Cadastro de eleitores = 81

    Lei eleitoral = 80

    Limites distritais = 76

    Processo de Votao = 73

    Resultados = 71

    Registro de Partidos e Candidatos = 70

    Cobertura da Mdia = 58

    Financiamento de Campanha = 50

  • Obrigado!

    Giuseppe Janino

    Secretaria de Tecnologia da Informao

    Tribunal Superior Eleitoral

    [email protected]

    (61) 3030-8884