Seminário sto tomás

of 18 /18
FACULDADE CATÓLICA DE BELÉM ACADÊMICO: JAVÉ DE OLIVEIRA SILVA SEMINÁRIO TEMÁTICO: SÃO TOMÁS DE AQUINO E A SUMA TEOLÓGICA DOCENTE: PE. JEAN EUDES ANANINDEUA, NOVEMBRO DE 2016

Transcript of Seminário sto tomás

Page 1: Seminário sto tomás

FACULDADE CATÓLICA DE BELÉM

ACADÊMICO: JAVÉ DE OLIVEIRA SILVA

SEMINÁRIO TEMÁTICO: SÃO TOMÁS DE AQUINO E

A SUMA TEOLÓGICA

DOCENTE: PE. JEAN EUDES

ANANINDEUA, NOVEMBRO DE 2016

Page 2: Seminário sto tomás

- Obra: Santo Tomás de Aquino: Mestre

Espiritual (Jean-Pierre Torrel);

- Mestre em Sagrada Escritura (magister in

sacra pagina);

- O termo theologia é usado diferente do

sentido atual

Teologia e Espiritualidade

Page 3: Seminário sto tomás

- Refere-se de uma parte da filosofia:

qeologikη;

- A sacra doutrina: possui tamanha

significação e amplitude, que leva Tomás a

compor diversas obras;

- As sua obras seguiam as linhas:

especulativa, histórico-positiva e mística;

Teologia e Espiritualidade

Page 4: Seminário sto tomás

- A fé como expressão da vida teologal,

garantindo o bem fazer do teólogo;

- Surgem as questões sobre o objeto e o

sujeito da fé;

Teologia e Espiritualidade

O objeto da fé:

- A revelação, a

verdade divina

O sujeito da fé:

-“Deus é o sujeito desta ciência”

(1a q.1 a.7)

Page 5: Seminário sto tomás

- Definição dada por Walter H. Principe:

a uma vivencia sobre a moção do Espírito e

uma espiritualidade ligada à prática;

1° - Spiritualita salienta-se uma vida baseada

na caridade e nas virtudes recebidas pelo

Espírito;

2° - saber nascido da experiência de vida –

doutrina espiritual.

Teologia e Espiritualidade

Page 6: Seminário sto tomás

OS HÁBITOS E AS

VIRTUDES

I Seção da II Parte

Questões 49 – 58

Page 7: Seminário sto tomás

A palavra latina habitus (e seu

equivalente grego hexis) significa

uma constituição, um estado do corpo

e alma, uma maneira de ser;

Uma disposição, uma capacidade da

natureza humana, a qual se específica

e individual, finalizada no agir.

I Seção da II Parte

OS HÁBITOS E AS VIRTUDES

Page 8: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 49

OS HÁBITOS EM GERAL QUANTO

À SUA SUBSTÂNCIA

Art. 1 - O hábito é uma qualidade?

Art. 2 -O hábito é uma espécie determinada de qualidade?

Art. 3 - O hábito implica ordenação ao ato?

Art. 4 - É necessário háverhábitos?

Page 9: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 50

O SUJEITO DOS HÁBITOS

Art. 1 – Existe algum hábito no corpo?

Art. 2 – A alma é sujeito de hábitos segundo sua essência ou segundo sua polêmica?Art. 3 – Nas potências da parte sensitiva pode existir algum hábito?

Art. 4 – Existem hábitos no intelecto?

Art. 5 – Existe algum hábito na vontade?Art. 6 – Existem hábitos nos anjos?

Page 10: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 51

A CAUSA DOS HÁBITOS

QUANTO À SUA GERAÇÃO

Art. 1 – Existem hábitos provenientes da natureza?

Art. 2 – Existem hábitos causados por atos?

Art. 3 – Pode o hábito se gerado por um só ato?

Art. 4 – Existem nos homens hábitos infundidos por Deus?

Page 11: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 52

O AUMENTO DOS HÁBITOS

Art. 1 – Os hábitos aumentam?Art. 2 – Aumentam os hábitos por adição?

Art. 3 – Qualquer ato aumenta um hábito?

Page 12: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 53

A DESTRUIÇÃO E A DIMINUIÇÃO DOS HÁBITOS

Art. 1 – Pode o hábito desaparecer?Art. 2 – Pode o hábito diminuir?

Art. 3 – Desaparece ou diminui um hábito pelo simples cessar dos atos?

Page 13: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 54

A DISTINÇÃO DOS HÁBITOS

Art. 1 – Podem existir muitos hábitos numa só potência?

Art. 2 – Distinguem-se os hábitos pelos objetos?

Art. 3 - Distinguem-se os hábitos pelo bem ou pelo mal?Art. 4 – Um único hábito é constituído por muitos?

Page 14: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 55

A ESSÊNCIA DA VIRTUDE

Art. 1 – A virtude humana é uma hábito?Art. 2 – A virtude humana é um hábito ou uma ação?Art. 3 – A virtude humana é um hábito bom?Art. 4 – A virtude é definida convenientemente?

Page 15: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 56

O SUJEITO DA VIRTUDE

Art. 1 – A virtude está na potência da alma como seu sujeito?

Art. 2 – Uma só virtude pode existir em várias potências?

Art. 3 – O intelecto pode ser sujeito da virtude?

Art. 4 – O irascívil e o concupscívilsão sujeito de virtude?

Art. 5 – AS potências apreensivas sensitiva são sujeito da virtude?

Art. 6 – A vontade pode ser sujeito da virtude?

Page 16: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 57

A DISTINÇÃO DAS

VIRTUDES INTELECTUAIS

Art. 1 – Ao hábitos intelectuais especulativos são virtudes?Art. 2 – São apenas três os hábitos intelectuais especulativos, a saber: a sabedoria, a ciência e o intelecto?Art. 3 – A arte, como hábito intelectual, é uma virtude?Art. 4 – A prudência é uma virtude distinta da arte?Art. 5 – A Prudência é uma virtude necessária ao homem?Art. 6 – Bom conselho, bom senso e equidade são virtudes ligadas à prudência?

Page 17: Seminário sto tomás

I Seção da II Parte

Questão 58

A distinção entre virtudes

morais e intelectuais

Art. 1 – Toda virtude é uma virtude moral?Art. 2 – A virtude moral distingui-se da intelectual?Art. 3 – É suficiente dividir a virtude em moral e intelectual?Art. 4 – A virtude moral pode existir sema a virtude intelectual?

Art. 5 – A virtude intelectual pode existir sem a virtude moral?

Page 18: Seminário sto tomás